Solla critica proposta de fechamento de hospitais psiquiátricos e Sesab responde

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 12 mar 2017

Tags:, , ,

da Redação

Com informações do Bocão News Conteúdo

A proposta de fechamento de hospitais referências na área da psiquiatria, Afrânio Peixoto (HEAP), em Vitória da Conquista, e Lopes Rodrigues (HELR), em Feira de Santana, foi contestada pelo deputado federal e ex-secretário da Saúde, Jorge Solla (PT). O petista ressaltou a importância dos hospitais e alertou para as dificuldades no atendimento que ocorrerá caso o HEAP e o HELR sejam fechados.

“É preciso entender que houve um processo de mudança importante e progressiva na assistência à saúde mental na Bahia, modificando o papel destes hospitais e do perfil dos internamentos. Hoje eles cumprem um importante e indispensável papel para o atendimento de pacientes agudos, com crise, que necessitam de um atendimento de urgência”, destacou Solla.

Ele recorda que existe, desde 2013, projeto aprovado dentro da Sesab para a transformação do Hospital Especializado Afrânio Peixoto em um hospital clínico com leitos de retaguarda, para atenção à dependência química. O projeto arquitetônico para reforma foi aprovado pela Vigilância Sanitária. “A licitação não saiu em 2014 e infelizmente o projeto agora está engavetado”, lamentou o petista.

REPOSTA – Em nota enviada ao Bocão News, a secretaria da Saúde contestou a informação passada pelo ex-secretário. De acordo com a assessoria de comunicação do órgão, a Política de Saúde Mental no Brasil promove a redução programada de leitos psiquiátricos de longa permanência, incentivando que as internações psiquiátricas, quando necessárias, se dêem no âmbito dos hospitais gerais e que sejam de curta duração.

“Em relação ao Hospital Afranio Peixoto, especializado em psiquiatria, será completamente reformado. Mas para alinhar as ações e dar continuidade à assistência, uma reunião com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, a secretária de Saúde de Vitória da Conquista, Ceres Almeida, representantes do Ministério Público Estadual e técnicos da Sesab já foi realizada  na sede da Sesab, em Salvador”, diz a nota.

O texto ainda informa que após a reabertura, o hospital mudará de perfil e funcionará como uma referência para o Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), com leitos de enfermaria e centro cirúrgico para pequenos procedimentos.

“Para que não haja descontinuidade no atendimento psiquiátrico na região, leitos da especialidade serão abertos no HGVC. Haverá ainda uma estruturação do serviço ambulatorial na Unidade de Saúde Crescêncio Silveira. Além disso, há expectativa de que serviços municipais, como os centros de Atenção Psicossocial (Caps) e unidades básicas de saúde, absorvam algumas demandas”, completa.

Sobre o hospital Mário Leal, a Secretaria da Saúde do Estado informa que não procede a informação de que existe decisão por parte do estado de fechamento desta unidade. “No que tange à saúde mental, o que se vem construindo, dialogicamente com todos os segmentos envolvidos, são novas formas de cuidado às pessoas em situação de sofrimento ou transtorno mental, através da implementação da Rede de Atenção Psicossocial em todo o Estado, com base nos marcos legais relativos à Saúde Mental”, conclui a nota.

Os comentários estão encerrados.