Bahia fica entre piores em avaliação de alfabetização do MEC

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 18 set 2015

Tags:, , ,

Correio 24h

educacao_pmvc-51

Quase 76% das crianças baianas que cursam o 3º ano do ensino fundamental (8 a 9 anos) na rede pública apresenta nível baixo de leitura. Nesse quesito, Bahia só está melhor que Pará, Alagoas, Amapá, Sergipe e Maranhão. É o que dizem os resultados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Ministério da Educação (MEC).

A prova, realizada no fim de 2014 em todo o Brasil, testa as crianças em leitura, escrita e matemática. A partir dos resultados, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), administrador do exame, divide cada habilidade em uma escala de quatro ou cinco níveis e divulga a porcentagem de crianças em cada nível.

Na Bahia, 76% das crianças estão nos dois níveis mais baixos da leitura. Isso significa, por exemplo, que elas não conseguem localizar uma informação no meio de fragmentos de literatura infantil. As crianças que estão no primeiro nível, 38% do total, não conseguem inferir piadas em histórias em quadrinho. …Leia na íntegra

MPF discute propostas de combate à corrupção com advogados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 01 set 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Rafael Gusmão

DSC_0070

Representantes do Ministério Público Federal (MPF) e membros do grupo Advocacia Livre, de Vitória da Conquista estiveram reunidos, nesta terça-feira (1º de setembro), debatendo a campanha “10 medidas contra a corrupção”, promovida pelo MPF em todo o país. A iniciativa visa apresentar ao Congresso Nacional um projeto de lei de iniciativa popular contra a corrupção. O objetivo é levar a proposta ao Legislativo no dia 9 de dezembro, quando se comemora o Dia Mundial Anticorrupção.

Segundo os procuradores da República, Roberto D´Oliveira Vieira e André Viana, as 10 Medidas são proposta para aumentar as penas para a corrupção, tornar a corrupção crime hediondo e tentar diminuir a impunidade no país, além de criminalizar o enriquecimento ilícito e o caixa 2 dos partidos políticos e responsabilizar os dirigentes partidários. A campanha visa a coletar 1,5 milhão de assinaturas.

DSC_0065

Um dos líderes do Advocacia Livre, o advogado Ubirajara Ávila, explicou que “os advogados têm relevante função social e devem se engajar no combate a corrupção, destacando ainda que as atuações sempre devem observar o garantismo constitucional e, principalmente, as prerrogativas dos advogados”.

Os advogados Ruy Medeiros, Osvaldo Camargo e Edivaldo Júnior ainda ressaltaram as novas tendências do processo penal, sempre consolidando como pilares da democracia o devido processo legal, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e a ampla defesa.

Por fim, os advogados presentes salientaram a necessidade de uma discussão mais ampla das metas propostas pelo MPF, pois, segundo eles, “existem ressalvas com relação a algumas delas”. Ainda assim, destacaram a iniciativa do MPF para construção de um país com justiça e sem impunidade.