Jovem presta depoimento e revela nome de casal que a mantinha em cárcere privado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 22 set 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0003A jovem de 22 anos que foi resgatada de um cárcere privado, no bairro Pedrinhas, em Vitória da Conquista, prestou depoimento na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam). A jovem, que segue sem ter o nome revelado, deu detalhes do período em que ficou aprisionada.

Em depoimento à delegada Dra. Decimária Cardoso, a jovem revelou que passou dois anos sofrendo agressões físicas e sendo abusada sexualmente pelo casal identificado apenas como Antônio e Eliana. “A jovem foi convidada [por uma conhecida] e ao chegar na casa deles, não deixaram ela sair mais”, disse a delegada em entrevista ao CORREIO. Ainda segundo a jovem, ela teria passado várias privações nesse período, como fome e chegou a comer as próprias fezes. “Ela falou que eles não lhe davam comida direito, e que quando ela conseguia, tinha de comer escondido”.

O imóvel, onde o casal morava com seus três filhos, não pertence aos suspeitos. “Os vizinhos comentaram que eles invadiram a casa há algum tempo”, disse a titular da Deam. O casal de suspeitos fugiu, acompanhado pelos filhos, e ainda não foram localizados pela polícia. A Polícia Civil e Militar realiza buscas pelos suspeitos na região, mas nem Antônio nem Eliana foram localizados até a manhã desta terça-feira (22).

De acordo com a Polícia Militar, a mãe da jovem disse que passou os últimos dois anos procurando pela filha, e chegou a aparecer em quadros de desaparecidos na televisão. A família, no entanto, não registrou oficialmente o desaparecimento da jovem. “Eles sabiam que ela estava desaparecida, mas não deram queixa na polícia. Eles tinham problemas de relacionamento”, disse delegada Decimária Gonçalves.

A garota passou por um exame de corpo delito a fim de comprovar o estupro e as diversas agressões sofridas durante o cárcere privado. O estado emocional dela é delicado. “O resultado do laudo deve sair em 10 dias”, informou a delegada.