Embasa promete licitação da Barragem do Catolé para a próxima semana

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 maio 2017

Tags:, , ,

Da Redação

Atualmente, adutora do Catolé está servindo como principal fonte de abastecimento para a população de Vitória da Conquista. De acordo com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), a água que vem da adutora representa 90% do líquido que é ofertado para os moradores da cidade.

Porém, não é suficiente. Ainda segundo a Embasa, para tentar amenizar os transtornos da população, que há exatamente um ano sofre com o racionamento, está sendo construída a adutora do Rio Gaviãozinho. Quando estiver funcionando, a situação na cidade deve melhorar. Mas a solução definitiva só deve vir com a construção da Barragem do Rio Catolé.

Conforme a própria Embasa, a licitação para essa obra deverá ser lançada no dia 29 de maio. O prazo para a construção é de três anos, ou seja, o problema da água em Vitória da Conquista só será resolvido depois de 2020.

Adutora que abastece Conquista se rompe; água alcança mais de 15 metros

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 22 jul 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

Um leitor do BLOG DA RESENHA GERAL encaminhou um vídeo onde é possível ver as proporções de um vazamento de uma adutora que abastece Vitória da Conquista. O rompimento da adutora ocorreu às margens da BA 265, rodovia que liga Barra do Choça a Conquista.

Segundo o leitor, o vazamento ocorreu a cerca de um quilômetro da Estação de Tratamento da Embasa. A pressão da água fez com que ela subisse cerca de 15 metros de altura, ficando assim por várias horas.

Racionamento: Embasa aumentará captação de água na adutora do Catolé

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 13 jun 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0613

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) anunciou que irá aumentar a captação de água na adutora do Rio Catolé. O comunicado foi feito nesta segunda-feira (13), durante uma coletiva de imprensa na sede da Embasa em Vitória da Conquista.

Segundo o gerente local da empresa, Álvaro Aguiar, “a boa notícia foi que choveu 45 milímetros na barragem Água Fria 2 neste fim de semana”. Outra questão tratada por Aguiar é que a adutora, quie atualmente está com 34% de sua capacidade total, passará a fornecer mais água para Conquista. “Adquirimos equipamentos para aumentar a captação de água da adutora do Rio Catolé. Então sairemos de 300 litros para 400 litros por segundo”, disse o gerente da Embasa.

Com isso, a adutora será responsável por 80% da oferta de água no município. Antes representava 45%.

Ainda segundo a Embasa, mesmo com o racionamento, a oferta de água à população conquistense é muito alta. “Atualmente ofertamos uma média de 100 litros de água por habitante de conquista, o que é um padrão muito alto, quando observamos a média nacional”, finalizou Álvaro.

Vitória da Conquista: adutora no Rio Catolé continua insuficiente para o abastecimento de água

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 04 jun 2015

Tags:, , , ,

da Redação

Herzem Deodato Adutora XX

Na manhã do feriado desta quinta-feira (4), o deputado Herzem Gusmão (PMDB), acompanhado do líder de Barra do Choça,  Adiodato José de Araujo, fez uma visita à localidade denominada Beira Rio – onde a Embasa instalou a adutora para captação flutuante de água. No local uma pequena represa acumula água dos rios Catolé, Monus e Rio do Meio, o que permite o bombeamento para as barragens de Água Fria I e II que abastecem a cidade de Vitória da Conquista.

O ex-prefeito Gesiel Ribeiro disse que os equipamentos para a captação de água poderiam ser instalados mais abaixo, pelo menos a 500 metros do local atual – onde por certo o volume de água acumulado para captação seria bem maior.

O Governo do Estado precisa com urgência retomar a construção da Barragem do Rio Catolé. O investimento anunciado foi na ordem de R$140 milhões. Segundo informações, a licitação feita e aprovada foi abandonada. Adiodato e Gesiel, este responsável por comandar um grande projeto de reflorestamento na região de Barra Nova, manifestaram preocupação com a recomposição das matas ciliares.

INCRA deve inaugurar adutora da região de Inhobim em agosto, com 3 anos de atraso

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 22 maio 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_1913

A estação de captação e bombeamento de água do Rio Pardo para assentamentos da região de Inhobim, em Vitória da Conquista, tem nova previsão para entrega. A obra, que pretende beneficiar 450 famílias de em sete assentamentos (Arizona, Mutum 1 e 2, Lagoa do Caldeirão, Cipó, Baixão e Olhos D’água), teve início em 2012 e foi paralisada por diversas vezes por problemas na licitação.

Nesta sexta-feira (22), durante a sessão especial da Câmara de Vereadores que discutiu políticas públicas para Agricultura Familiar, o chefe de desenvolvimento do INCRA Bahia, Carlos Borges, prometeu a finalização completa para agosto. “A empresa que venceu o processo licitatório desistiu no meio do caminho. Após a finalização do processo para chamar o segundo colocado, 95% do sistema estão concluídas, faltando a Coelba fazer a parte elétrica. A previsão dada pela empresa é de entregar a rede em julho. Sendo assim, a previsão de finalização completa da obra é para agosto”, disse.

A obra realizada pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) deveria beneficiar mais de 2 mil pessoas, somente na primeira etapa. Os trabalhos foram iniciados em janeiro de 2012 e, desde lá, já se gastou R$7,3 milhões. A licitação inicial previa o investimento de R$8 milhões.

Embasa coloca em teste adutora do Rio Catolé

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 10 jan 2014

Tags:, , ,

da Redação

Catolé 1B

A Embasa iniciou nesta 5ª feira (9), os testes operacionais para o funcionamento da adutora do Rio Catolé, que vai abastecer e suprir o déficit de água nas barragens de Água Fria I e II, que são  responsáveis pelo abastecimento de Vitória da Conquista. Este foi a melhor solução até que a barragem seja construída como obra definitiva para garantir o abastecimento de água da 3ª maior cidade da Bahia.

CAtolé 2BNesta fase dos testes operacionais, os técnicos da Embasa estão verificando o funcionamento dos equipamentos que integram o sistema de adução para corrigir eventuais falhas elétricas ou vazamentos. O investimento foi na ordem  de R$ 33 milhões nos15,3 quilômetros de tubulação, 3 estações elevatórias e um barramento no rio Catolé Grande com uma captação flutuante que terá capacidade para transportar 300 litros de água  por segundo até chegar às barragem de Água Fria II.

Atualmente, os rios que alimentam os reservatórios de Água Fria I e II ofertam uma vazão média de 350 litros por segundo, resultando numa retirada diária de aproximadamente 45 mil metros cúbicos para atender o sistema integrado de abastecimento de água  de Vitória da Conquista e Belo Campo. …Leia na íntegra

Obras da adutora do Rio Catolé avançam

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 17 out 2013

Tags:, , ,

da Redação

AdutoraA obras de implantação da adutora estão em ritmo acelerado. O gerente regional da Embasa, José Olímpio, tem garantido que antes do mês de dezembro, o novo equipamento que permitirá o bombeamento de água do Rio Catolé para as barragens de Água Fria I e II, entrará em operação. O Governo do Estado,  além das providências em caráter de urgência tomadas até a construção da barragem do Rio Catolé precisa investir com urgência na cidade para que a água possa chegar nas residências.

Muitos bairros estão sacrificados, sem água, em qualquer tempo, mesmo sem o racionamento imposto pela seca que assola a região. O engenheiro Álvaro, gerente local da Embasa, detalhou em entrevista concedida ao programa Resenha Geral, explicando detalhadamente sobre a necessidade de expansão da rede e implantação de novos equipamentos e reservatórios para solucionar o grave problema. A Folha de São Paulo estampou manchete dando conta que a presidente Dilma Rousseff entregou casas em Vitória da Conquista sem água e energia elétrica.

Foto: Arquivo/BRG

Vereador mantém coerência e posição firme em defesa de Condeúba

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 08 out 2013

Tags:, ,

da Redação

SilvanRecentemente a população condeubense promoveu manifestação contra a construção da adutora que teria a  finalidade do abastecimento de água para outro município. O projeto é de autoria do deputado Nelson Leal que defende a obra junto ao Governo do Estado da Bahia.

O vereador Silvan Baleeiro (PMDB) manifestou posição independente contraria a construção da adutora por entender que a escassez de água no município é evidente e preocupante. Fazer oposição na atualidade requer determinação e compromisso. As posições firmes e corajosas de Baleeiro  têm incomodado políticos da situação e parte da imprensa petista. Tentar confundir a opinião pública é tarefa extremamente difícil. Baleeiro, conhecido também como Silvan da Feirinha, se mantém firme com posições claras em defesa de sua gente.

Adutora do Catolé: tubulação quase finalizada

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 25 set 2013

Tags:, , ,

Da Redação

Segundo a Embasa, mesmo com tubulação quase pronta, obra só deve ficar pronta em dezembro de 2013 e deve resolver o problema da falta d´água pelos próximos cinco anos.

tubulação-catoléA adutora que transportará água do Rio Catolé para a barragem de Água Fria II está com 14,5 km de tubulação implantados, de um total de 15,3 km para chegar até a Barragem de Água Fria II, que abastece Vitória da Conquista e algumas localidades na zona rural e a cidade de Belo Campo.

Com a tubulação colocada, segundo a Embasa, resta a finalização da construção das estações elevatórias. Ao todo são três estações movidas a energia elétrica, que vão dar impulsionamento para que a água chegue até a Barragem de Água Fria II. Orçada em 33 milhões, a obra emergencial começou a ser construída em junho deste ano. A previsão da Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa, é de que a obra seja entregue no mês de dezembro de 2013.

Segundo a Embasa, a adutora vai suprir a necessidade de água no município pelos próximos cinco anos até que a Barragem do Catolé, que retirará água do mesmo rio, seja construída. Ainda segundo a Embasa, a  previsão é de que a construção da barragem comece no ano que vem.

População de Condeúba protesta contra construção de adutora para abastecer Piripá

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Manifesto Popular, Sudoeste | Data: 23 set 2013

Tags:, , , ,

Da Redação

Nesta manhã, eles fecharam a entrada da cidade.Manifestação é contra construção de adutora que levaria água da barragem da cidade para o município vizinho.

Manifesto-em-CondeubaMoradores da cidade de Condeúba,cidade do  sudoeste do estado, foram às ruas na manhã de hoje (23)para prostestar. Segundo os moradores, eles são contrários à construção de uma adutora que ligaria a barragem da cidade conhecida como Barragem do Champrão a Embasa de Piripá.

A medida anunciada pelo Governo do Estado seria para melhorar o abastecimento de água na cidade de Piripá, que há meses vem sofrendo com o desabastecimento. Contrários à decisão, os moradores de Condeúba fecharam o acesso à cidade, queimando pneus.

A polícia militar está no local acompanhando o protesto, que até o momento é pacífico. Os manifestantes aguardam a chegada de autoridades para conversar sobre o assunto. Eles têm medo de que a construção da adutora traga problemas de abastecimento de água no município e pedem a construção de uma nova barragem para solucionar o problema vivido em Piripá.

Foto: Décio Pereira

Obras da adutora do Rio Catolé seguem em ritmo acelerado

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 ago 2013

Tags:, , ,

Da Redação

Com 13 km de tubulação implantados, de um total de 15,3 km, a previsão é que a obra esteja em funcionamento em dezembro de 2013.

Adutora-em-ConstruçãoOrçada em 33 milhões, a adutora que transportará água do Rio Catolé para a barragem de Água Fria II está com 13 km de tubulação implantados, de um total de 15,3 km para chegar até a barragem.

A obra emergencial começou a ser construída em junho deste ano. A previsão da Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa, é de que a obra seja entregue no mês de dezembro de 2013. A obra de abastecimento de água tem o intuito de enfrentar os efeitos da seca e suprir o déficit nas barragens de Água Fria I e II.

Com a obra em funcionamento, segundo a empresa, o equipamento terá capacidade para transportar 300 litros por segundo e garantirá segurança hídrica para encerrar o racionamento em Vitória da Conquista. De acordo com o gerente local da Embasa, Álvaro Aguiar, a adutora deve suprir a necessidade de água no município pelos próximos cinco anos, tempo de construção da Barragem do Catolé, que retirará água do mesmo rio e deverá ser construída no ano que vem.

Adutora do Catolé: 11 km de tubulação colocados

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 10 ago 2013

Tags:, , ,

Da Redação

Adutora-em-ConstruçãoOrçada em 33 milhões, a adutora que transportará água do Rio Catolé para a barragem de Água Fria II está com 11 km de tubulação instalados. A instalação representa mais de 50% da obra, que precisará implantar 15,3 km para chegar até a barragem.

A obra emergencial começou a ser construída em junho deste ano. A previsão da Embasa é de que a obra seja entregue anda no mês de dezembro de 2013. Com a obra em funcionamento, segundo a empresa, o racionamento que vigora em Vitória da Conquista deve ser suspenso.

Segundo entrevista do gerente do escritório local da Embasa Álvaro Aguiar à TV Sudoeste nesta semana, a adutora deve suprir a necessidade de água no município pelos próximos cinco anos, tempo de construção da Barragem do Catolé, que retirará água do mesmo rio e deverá ser construída no ano que vem.

Adutora do Catolé: obras devem terminar em dezembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 31 jul 2013

Tags:, , , ,

da Redação

Adutora em Construção 01No intuito de diminuir os transtornos da seca que assola a cidade de Vitória da Conquista e região, a obra emergencial da Adutora do Catolé, segue em ritmo acelerado. Do total de 15,3 quilômetros, já foram implantados mais de 6 km, o que representa 1/3 desta fase da obra. Também estão sendo construídas três estações elevatórias e um pequeno barramento no rio Catolé Grande para captação flutuante. Com investimento de R$ 33 milhões, a conclusão da obra está prevista para dezembro.

A obra emergencial, iniciada em junho, está sendo realizada para suprir o déficit de água nas barragens de Água Fria I e II, em função da seca na região. Elas são responsáveis por armazenar a água que abastece Vitória da Conquista. Após sua conclusão, o equipamento terá capacidade para transportar 300 litros por segundo e garantirá segurança hídrica para encerrar o racionamento em vigor desde maio de 2012. A expectativa é de que a obra da adutora termine até o fim deste ano.

Construção da adutora do Rio Catolé já começou

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 18 jul 2013

Tags:, , ,

Por Rodrigo Ferraz

adutora XA construção da adutora do Rio Catolé já teve início. São mais de 4 km em direção as barragens de Água Fria I e II. O objetivo é diminuir os transtornos da população de Vitória da Conquista, que tem sofrido com a falta de água.

No total são 24 km de tubos. A adutora é considerada uma medida emergencial implantada pelo governo estadual, que deverá bombear 300 litros de água por segundo do Rio Catolé para os dois reservatórios.

Desta forma, a medida irá disponibilizar água suficiente para o abastecimento em Conquista, Belo Campo, Tremedal e diversos povoados. Foto: Pery Gonzaga

Embasa diz que já existe recurso adutora de Bate Pé

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 jan 2013

Tags:,

por Mateus Novais

Açude-Bate-Pé VelhoÁlvaro Aguiar, gerente local da Embasa, diz que o problema de distribuição do distrito de Bate Pé precisa ser resolvido com uma grande obra de intervenção.

Segundo Aguiar, o projeto da adutora de Bate Pé já foi aprovado e já existe recurso alocado.

Confira na entrevista feita pela repórter da Radio Cidade como será a obra que atenderá Bate Pé