Mais de 50% dos internautas compram por aplicativos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 15 ago 2018

Tags:, , ,


Banner marcelo santana

da Redação
Fonte: A T]arde/CDL (Conteúdo)

A disponibilidade dos smartphones e a necessidade de ter acesso a determinados serviços têm contribuído para o crescimento da contratação de serviços por meio de aplicativos. De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 51% dos internautas realizaram compra em app nos últimos 12 meses. Entre jovens de 18 a 34 anos, o índice chega a 60%. Facilidade de acesso ao celular é o principal motivo para 52% dos internautas. Destes, 55% eram do sexo feminino e 54% pertenciam a uma das classes C, D e E.

De acordo com a CNDL e a SPC Brasil, a pesquisa foi feita com 815 pessoas que realizaram alguma compra online nos últimos 12 meses. Participaram consumidores de todas as capitais e classes sociais, de ambos os gêneros e maiores de 18 anos. As duas entidades sinalizam que a margem de erro é de, no máximo, 3,43 pp a uma margem de confiança de 95%.

“Para mim, a grande questão é a praticidade dos aplicativos. O fato de não precisar estar fisicamente nos espaços para comprar um produto ou contratar um serviço é muito bom. Compro com uma certa frequência, mas tenho certo cuidado em relação à segurança. Procuro sempre indicações de apps e de produtos”, destaca Milena Vieira Silva, 21 anos, graduanda em Administração. Praticidade e agilidade foi a segunda justificativa mais apresentada (48,8%), seguido pelas condições de preços e ofertas (37%), facilidade para organizar as compras segundo os próprios interesses (25,9%), variedade de produtos e serviços (23,5%) e diversão (9,6%). …Leia na íntegra

Senado aprova urgência para lei que pode barrar aplicativos como Uber

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 24 out 2017

Tags:, ,

uol

O Senado federal aprovou nesta terça-feira (24) o requerimento de urgência para o Projeto de Lei da Câmara 28/2017, que trata sobre a regulamentação de aplicativos de transporte privado, como Uber, 99,Cabify e Easy. A proposta envolve dois textos antagônicos: um relatório oriundo da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) do Senado (mais favorável aos apps) e o texto original da Câmara, que praticamente veta os aplicativos.

A lei estava com a urgência pendente há cerca de um mês. Os senadores não conseguem entrar em consenso entre os dois textos. Há um grupo mais radical que quer transformar os aplicativos em um sistema bem parecido aos atuais táxis e outro mais ameno, que visa aceitar a nova modalidade de transporte, impondo, contudo, novas regras e regulamentações.

Diante do impasse, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), havia afirmado que esta terça seria a última chance para que os senadores entrassem em acordo sobre o texto. Com a urgência aprovada, Eunício agora tem duas se sessões para dar início à votação do PL no plenário (as próximas serão quarta e quinta).

Assim, os senadores têm uma semana para continuar a discussão do projeto em busca de um acordo, já que a lei será votada na sessão da próxima terça (31). O temor é que a aprovação do pedido de urgência favoreça o projeto da Câmara, que inviabiliza os apps.

…Leia na íntegra

Taxisitas conquistenses participam de manifestação em Brasília contra aplicativos de transporte

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 17 out 2017

Tags:, ,

Da Redação


Nesta terça (17), centenas de taxistas de todo o Brasil participaram de uma manifestação contra os aplicativos de transporte, como o Uber, em Brasília. Taxistas conquistenses participaram do ato que pediu a regulamentação regulamentação dos serviços de transporte individual concorrentes ao sistema de táxis.

Os motoristas fizeram uma carreata, saindo do Aeroporto de Brasília até a área central de Brasília, próximo ao Congresso Nacional.  O ato ocorre no mesmo dia em que está prevista a votação no Senado do Projeto de Lei 28/2017, que regulamenta os serviços prestados pelos aplicativos.

O texto, que dispõe de uma série de regras para o funcionamento dos aplicativos de transporte individual, tem causado divergências entre empresas que oferecem o serviço e os taxistas.

Eleitores podem fazer denúncias de compra de votos em aplicativos; veja 11 apps do TSE

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 25 set 2016

Tags:, , ,

Correio

472ebb8c-0e00-4e63-8ebb-25a949023caeDe olho na conectividade cada vez maior dos brasileiros, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desenvolveu 11 aplicativos para smartphones e tablets para que os eleitores participem mais ativamente do processo eleitoral deste ano. Com os apps, é possível acompanhar o resultado das eleições municipais, fazer denúncias de irregularidades e até participar da verificação do número de votos registrados nas urnas eletrônicas.

“Desde que o processo se tornou informatizado, há 20 anos, o compromisso da Justiça Eleitoral é justamente utilizar os recursos e as funcionalidades que a tecnologia proporciona e evoluir o processo eleitoral na mesma velocidade que evolui a tecnologia”, diz o secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino. Os aplicativos estão disponíveis para as plataformas IOS e Android. Atualmente, existem mais de 196 milhões de acessos em internet móvel no país, incluindo 3G e 4G.

Uma das principais apostas do TSE para este ano é o aplicativo Pardal, que permite que os eleitores façam denúncias de propaganda eleitoral irregular, tanto nas ruas como na internet e em veículos de comunicação. A denúncia é feita pelo próprio aplicativo, com o envio de fotos, vídeos ou áudios. Por exemplo, se um eleitor encontrar um outdoor de um candidato na rua, que é proibido, pode tirar uma foto e mandar pelo aplicativo, que automaticamente envia a denúncia para análise do Ministério Público Eleitoral. Também é possível denunciar outras irregularidades como compra de votos, uso da máquina administrativa ou gastos irregulares. …Leia na íntegra

Justiça Eleitoral lança aplicativos para as eleições municipais deste ano

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 20 jun 2016

Tags:, ,

Da Redação

aplicativo-eleicoesBuscando orientar servidores e eleitores nas eleições municipais de 2016, a Justiça Eleitoral vai disponibilizar 11 aplicativos para dispositivos móveis (smartphones e tablets) . Com as ferramentas, será possível acessar às principais datas do processo eleitoral, consultar processos, buscar informações sobre candidatos, consultar locais de votação, realizar denúncias de irregularidade eleitoral, acompanhar da apuração, além de ajudar os servidores a identificar eventuais problemas durante a preparação das urnas eletrônicas e reportá-los ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) competente.

De acordo com a Justiça Eleitoral, até o boletim com o resultado da eleição na urna poderá ter registro digital feito pelo eleitor que tem celular. Além disto, o eleitor também vai poder conferir os votos dados na seção.

Dois desses aplicativos já estão disponíveis. O “Agenda JE” com os eventos do calendário eleitoral e calendário da transparência e o “JE Processos” de acompanhamento processual. As outras ferramentas serão lançadas com a proximidade do pleito, segundo a Justiça Eleitoral.

Entre outros, o aplicativo “Candidaturas” permitirá ter acesso às principais informações dos candidatos. Pelo app “Pardal”, os eleitores poderão notificar irregularidades e não conformidades nas campanhas. O aplicativo “Onde votar ou justificar” foi criado pela Justiça Eleitoral para facilitar o acesso do eleitor brasileiro ao local de votação e aos postos de justificativa, caso esteja fora do seu domicílio eleitoral. Por meio da ferramenta, “Apuração” será possível acompanhar, em tempo real, os dados de todo o Brasil e visualizá-los a partir de consulta nominal, que apresenta o quantitativo de votos totalizados para cada candidato com a indicação dos eleitos ou dos que foram para o segundo turno.