Sinais

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 jun 2018

Tags:,

Por Valdir Barbosa

Sempre estive atento aos sinais que brotam em nosso íntimo, desde quando, ainda muito jovem sentia os efeitos daquilo costumeiramente chamado, intuição.

Meu dileto amigo Pedro Lino, parceiro do tempo juvenil, a época do Colégio Antônio Vieira, os intitula bolhas. Segundo diz, elas são levemente estouradas em nosso juízo, a título de advertência, ou indicação ao quanto respeita qual caminho deveremos seguir, na possibilidade de acertar face às suas iluminações.

Estudiosos dos mistérios ligados à transcendência vão além, com base nas verdades da doutrina espírita elevando ainda mais, justificativas capazes de explicar ditos fenômenos. Neste viés pode ocorrer, em contrapartida a influência negativa de entidades obsessoras.

Hoje, me pus diante de uma destas situações e por conta disto estive a salvo de praticar erro imperdoável. Precisei vir a Vitória da Conquista tratar de assuntos pessoais e profissionais, fim de semana estiquei minha visita à rainha da pecuária baiana – Itapetinga – onde pude rever filha, netos e genro, afinal marquei meu retorno de volta para casa, nesta manhã. …Leia na íntegra

Sentido da Notícia

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 09 jun 2018

Tags:,

Pr. Orlando Filho

Fazemos parte de um momento da sociedade em que as notícias tem sido preponderantes no curso de muitas pessoas e por que não dizer no desenvolvimento sócio-cultural-econômico das cidades também!

Lembro-me do anseio por receber um jornal impresso em casa, sabendo que ali conteria noticias novas, oportunidades de emprego, classificados, tudo aquilo que gostamos de ouvir, para nos sentirmos informados e bem sintonizados com a atualidade.

Com o advento das tecnologias e consequentemente das mídias e redes sociais, as notícias passaram a serem imediatas, rápidas e por suas vez em grande quantidade, fazendo-nos sermos “bombardeados” por inúmeros conteúdos que muitas das vezes não podemos afirmar a sua veracidade, aplicação e ganho por tantas informações para acumularmos.

Nos meios televisivos com âncoras nacionais as noticias aparentam terem mais primor, contudo elas tem nos feito a cada dia refletirmos mais sobre o poder que tem nos influenciado, e qual sentido tem trago realmente para a sociedade. È preciso sermos mais seletivos, questionadores e quantificadores do que temos deixado ser absorvido por nossa mente, e sobretudo, o impacto que isso tem trago pra todos. Digo isso não somente no propósito de separarmos a verdade da mentira, mas principalmente no objetivo de construirmos em nós o melhor que podemos ser e não aquilo que somos impostos por uma mídia a exercermos.

As Fakes News tem sido o ponto do momento, noticias falsas que precisam ser balizadas para depois compartilhadas. Muitos de nós temos tomados decisões erradas, deixado de crescermos como poderíamos, e estarmos multiplicando informações de ampliação nacional por deixarmos sermos construídos com “um sentido de notícia” que não diz quem somos, nem tampouco o que seremos, mas como esse “sentido da notícia” quer que sejamos.

Em tempos tão difíceis, de más pensamentos, más informações, noticias ruins é necessário que busquemos sermos preenchidos das boas noticias, para que nos dias adversos possamos combater os sentidos das más noticias e assim continuarmos a construção de uma vida plena e feliz, que é a motivação pela qual fomos forjados e assim acredito que todos desejam viver. Utilizemos da boa notícia de um profeta chamado Jeremias quando diz:” Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais”, e tenhamos um “bom sentido nas notícias”.

Conquista, uma cidade iluminada

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 02 abr 2018

Tags:, , ,

Por Ivan Cordeiro
Reprodução do Diário Conquistense

Visão noturna de Vitória da Conquista

Luz é vida. No caso das cidades, luz é qualidade de vida. É segurança e bem-estar. Investir em iluminação, portanto, é garantir às pessoas o direito à liberdade de transitar pelas ruas e de poder estar com seus familiares sem os riscos comuns das ruas e praças escuras. Por isso, o governo municipal tem investido maciçamente num serviço que vem melhorando substancialmente a vida de milhares pessoas, das zonas urbana e rural.

Ao fazermos um balanço deste um ano e quatro meses de governo, o saldo é muito satisfatório e mostra que a opção de iluminar bairros, distritos e povoados repercutiu em vários aspectos na vida das comunidades, mas principalmente na autoestima e no bom sentimento de que um governo sério e empenhado em mudar a realidade das pessoas faz toda a diferença. É a demonstração de que estavam certos todos aqueles que apostaram na mudança. Ela chegou e para melhor.

De janeiro a dezembro de 2017, foram mais de onze mil intervenções na zona urbana, com a colocação de quase seiscentas novas luminárias. Na zona rural, também o Governo Herzem Gusmão avançou neste período: foram quase cinco mil intervenções, com a instalação de mais de setecentas luminárias novas. Somente de janeiro a março deste ano, a Secretaria de Serviços Públicos realizou mais de 2.500 intervenções, instalando 130 novas luminárias na zona urbana. Na zona rural, foram 635 intervenções, com 105 novas luminárias.

É um resultado que todo o governo comemora com a comunidade. Há muito que ser feito num município que tem uma vasta zona rural e uma zona urbana que não recebia os devidos cuidados da gestão anterior, que preferiu investir pesado em muita propaganda e pouco trabalho. O prefeito Herzem Gusmão tem orientado o melhor caminho para que a cidade alcance o sucesso: muito trabalho e presença nas comunidades. Por isso, temos visitado cada rua, bairro e povoado. Nosso governo tem sido presente e as comunidades sentem a diferença.

Nosso objetivo é superar 2017 em intervenções e melhoria do sistema de iluminação pública. Mas já é uma vitória saber pelas próprias pessoas que muito tem sido feito em todas as áreas, em Saúde, em Educação, em Desenvolvimento Social e Mobilidade Urbana. De nossa parte, aumenta o desejo de contar com a parceria de todos os moradores, que conhecem bem os problemas e podem nos ajudar a governar cada vez melhor. Vamos intensificar o trabalho para fazer de Vitória da Conquista a cidade mais iluminada da Bahia.

Ivan Cordeiro é secretário municipal de Serviços Públicos

 

Nilo no Senado

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 26 fev 2018

Tags:, ,

Por Ubirajara Brito
Foto: Revista Caro Gestor

Às vezes, ponho-me a pensar sobre os destinos dos povos, das comunidades, e até dos pequenos burgos e aglomerações humanas. Que seria da Rússia sem Catarina e Pedro, o Grande? Sem Lenine e Stalin, na experiência socialista. Que seria da Alemanha, sem Frederico II, Bismarck e Hitler? Da Inglaterra, sem Cromwell, Churchill e a Rainha Vitória? Da França, sem Napoleão I e Charles de Gaulle? Que seria do Brasil, sem Getúlio Vargas, Juscelino Kubitscheck e os Ditadores de 64?

Com efeito, os homens também fazem a história. Torcem, retorcem, fazem avançar ou regredir as civilizações, levando-as para um destino maior ou menor, para o bem ou para o mal.

Reduzindo minhas reflexões a alguns Municípios de nossa Província, eu me pergunto também:

Que seria de Jequié, sem Vicente Grillo e Lomanto Júnior?

Que seria de Itapetinga, sem Juvino Oliveira, José Espinheira e Michel Hagge?

Que seria de Conquista, sem Zeferino Correia e José Pedral?

Que seria de Guanambi, sem Pedro Moraes, o Velho, e o ex-governador Nilo Coelho?

Repito: Que seria de Guanambi sem Nilo Coelho?

Chegou a hora de os Guanambienses juntarem-se a nós, pois que Nilo possui todos os requisitos para representar nossa Região no Senado da República.

Sistema na humanidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 08 fev 2018

Tags:,

Por Orlando Filho (Pastor)

Todos nascemos dentro de um sistema e por nascimento nos tornamos participantes também.

Na família temos estabelecido costumes e regras que forjam princípios em nós desde a infância. É nela que aprendemos como tratar, lidar e se relacionar com outros de maneira que cresçamos ou não na cidadania que construiremos no porvir.

Nas relações de amizades vemos sistemas construídos de acordo as afinidades, gostos, classe social, religiosa, profissional em fim, cada ciclo de amigos é reconhecido por um sistema que o rege.

Nas instituições públicas, privadas e na autonomia profissional se tem em seus sistemas geralmente regras de metas a serem alcançadas que em muitas das vezes leva o membro a ser apenas um número nos arquivos, se esquecendo da humanidade prioritária em detrimento de ganhos financeiros. …Leia na íntegra

Feliz ano novo

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 31 dez 2017

Tags:,

Por Valdir Barbosa

Myself

No limiar de nova etapa, outro ano chegando, penso sobre o divisível tempo e na individualidade do ser, fatores deveras importantes, responsáveis por colorir a vida da forma especialíssima, sob a qual ela se apresenta e nos ensina, através do óbvio. Aliás, muitas vezes deixamos de viver momentos significativos, pela incapacidade de entender o simples, por não saber que na simplicidade reside o segredo da realização.

Quem dividiu o tempo em milésimos de segundos, e tudo que existe é obra do Magnânimo, o fez na plenitude de Augusta sabedoria. Fosse o tempo um bloco indivisível, nada debaixo do sol teria força e beleza, posto que a dinâmica da vida faz tudo ser diferente a cada instante sendo responsável por apagar as trevas acendendo, no instante seguinte ao opaco, luzes renováveis. Por mais que a noite pareça interminável, ela sempre irá sucumbir a claridade do dia, onde reside a certeza da esperança imortal.

Assim como a fração do tempo é diversa do anterior e daquele por vir, cada alma guardada no invólucro material dos humanos é única. Não haverá, por mais siameses sejam dois seres, inexistirá em qualquer vivente gêmeo, aparentemente idêntico, a despeito de perfeita similitude, igualdade plena entre pares, duas pessoas iguais. Cada homem e mulher é único, nos quereres, anseios, desejos, ambições, vontades, dúvidas, verdades e mentiras. Destarte, assim como o tempo é inexorável e irretornável, o ser humano é inexplicável e particularíssimo, portanto, ambos são admiráveis e tentadores.
Vive-se, muitas vezes, na saudade das eras passadas e no desejo de pretender antecipar fatos do futuro esquecendo de fazer história no presente. …Leia na íntegra

Falta de atividades físicas pode desequilibrar controle da diabetes

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 16 nov 2017

Tags:, ,

da Redação (Acessemed)

O Dia Mundial do Diabetes foi lembrado nesta terça-feira (14) e traz um alerta para os cerca de 9 milhões de pessoas com a doença no país. Um novo estudo sugere que o sedentarismo contribui para o aumento de 21% nas quedas dos diabéticos. 

A atividade física deixa a parte muscular com mais competência para consumir a energia disponível no corpo. O exercício faz com que os tecidos trabalhem com mais eficiência, desenvolvendo uma série de adaptações bioquímicas ajudar o diabético a fazer qualquer tarefa utilizando menos glicose e, assim, precisando menos de insulina.

Deixar o corpo em movimento diminui, e muito, as chances de complicações comuns do diabetes. Além de uma alimentação balanceada, o diabético que faz atividade física ajuda a manter a glicose bem-controlada, o que evita o surgimento de doenças como hipertensão, lesões renais, cegueira e até amputações dos membros.

Estimular um estilo de vida saudável é o segredo. Isso inclui o controle adequado da glicemia, do colesterol e da pressão arterial.

 

Artigo sobre a duplicação da estrada Ilhéus-Itabuna

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 11 out 2017

Tags:,

Por Ewerton Almeida

Temos memória

Sabedores da nossa ligação com a região do cacau, alguns amigos nos questionaram o porquê da nossa ausência na cerimônia de lançamento da Rodovia Ilhéus / Itabuna. UMA OBRA COM RECURSOS DO GOVERNO FEDERAL. Respondemos que: TEMOS MEMÓRIA!.

Esse governo petista e os outros que infelicitaram o Brasil, vem acobertando, criminosamente, a ação introdutória da terrível praga da vassoura de bruxa, um terrorismo biológico atestado, em relatório, pela Polícia Federal. Crime hediondo que destruiu uma outrora pujante economia, além de instalar, na região, um caos social e ambiental de consequências imprevisíveis, sem falar no incentivo e acobertamento das invasões delituosas em propriedades rurais produtivas e regularizadas com título de propriedade. Alguma dessas invasões, inclusive, foram precedidas de morte de moradores como foi o caso da invasão da Fazenda Dois Amigos, no município de Ipiaú. Tudo na mais perfeita impunidade. A presença de muitos prefeitos, vereadores e representantes de entidades outras regionais, na “festa” promovida pelo governo estadual, deu-se em razão de ameaças veladas de retaliações.

. O governo petista, abusando do poder, humilharam e humilham a região que já foi uma robusta economia, hoje descaracterizada e arrasada.

Rios de dinheiro são gastos em publicidade, usando despudoradamente o sistema de comunicação, blogs, sites e “o diabo a quatro”, para mentir, mentir e mentir, continuadamente na tática nazifascista de mentir sempre para fazer a mentira parecer verdade. Como se vê, sobra dinheiro para enaltecer um governo dos mais fracos que a Bahia já conheceu e sem compromisso algum com a verdade.

Funcionários públicos ganhando menos que o salário-mínimo e com o agravante do silêncio da imprensa, do Ministério Público, do Judiciário, da APLB e dos Sindicatos de Servidores e Trabalhadores do Estado.
Nunca o nosso Estado, de tantas tradições, foi tão violento; nunca a segurança dos homens, mulheres e crianças da Bahia foi tão falha.

Liquidaram o DERBA que tinha técnicos renomados, para criar Consórcios dirigidos por cabos eleitorais do governo petista. Liquidaram a EBDA para, ilegalmente, criar uma tal de BAHIATER que vem sendo questionada e o governo, convocado através seu representante de direito, se recusou a participar de uma audiência pública na Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa a fim de fornecer explicações das várias denúncias de irregularidades apontadas por membros dos Sindicatos quando da Sessão Especial na Assembleia Legislativa.

Arrasaram com o nosso Centro de Convenções o que gerou prejuízos incalculáveis ao Turismo e a todo o seu importante segmento, deixando a Bahia fora de grandes eventos nacionais e internacionais
Acabaram com a BAHIATURSA!
Acabaram com a EBAL!
Acabaram com a EBDA!
Estações experimentais foram invadidas e destruídas.
Querem acabar com o Parque de Exposições de Salvador.
Desmontaram as DIRES!

Estão desmontando em Jequié o PIEJ, considerado referência nacional no combate a leishmaniose visceral (LV), uma zoonose caracterizada como doença de caráter eminentemente rural. Mais recentemente, vem se expandindo para áreas urbanas de médio e grande porte e se tornou crescente problema de saúde pública no país e em outras áreas do continente americano, sendo uma endemia em franca expansão geográfica. É uma doença sistêmica, caracterizada por febre de longa duração, perda de peso, astenia, adinamia e anemia, dentre outras manifestações e quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos.

A construção da Arena Fonte Nova, orçado em determinado valor, custou quase o triplo.
Os governos petistas ignoraram a ignoram, até hoje, a verdade!

Não nos cansamos de dizer e repetir: A nossa Bahia do 2 de Julho, sob o jugo petista, vive um período obscurantista. O grande pensador Goethe já dizia que “o obscurantismo a bem-dizer não consiste em publicar o que é verdadeiro, claro e útil, mas no pôr em circulação o que é falso”.

Joesley se mostra feliz por soltar a bomba da tramoia com o MPF. E comemora: “Vou pra Nova York”

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 01 out 2017

Tags:, , ,

Eis aí. Já não havia dúvida sobre a ação ilegal de membros do MPF. Mais uma vez, a tramoia política se explicita

Publicada: 30/09/2017 – 7:13

Francisco de Assis e Silva: objetivo de Janot e seus valentes era destruir o PMDB

Conteúdo de outras gravações de conversa de Joesley Batista com seus, como direi?, “colaboradores” vem a público. Mais uma vez se revela a natureza da arquitetura criminosa do acordo celebrado pelo empresário com o Ministério Público Federal. Um órgão do Estado brasileiro meteu-se numa tramoia de natureza objetivamente golpista sob o pretexto de combater a corrupção.

Já está evidenciado que membros do MPF organizaram a operação que resultou na gravação das conversas de Joesley com o presidente Michel Temer e com o senador Aécio Neves. Isso, por si só, segundo a lei, torna ilegal o que quer que daí tenha derivado. Que se dane a lei! Vozes influentes, imprensa incluída, se perdem na falsa questão, que poderia ser assim sintetizada: “A suspensão dos benefícios da delação de Joesley e associados não anula as provas”. Raquel Dodge, nova procuradora-geral, por exemplo, disse isso em sua coletiva. Essa relação tem a validade de uma nota de R$ 3. Não é o fim dos benefícios que define se a prova vale ou não, mas a ilicitude da operação que resultou no que chamam de “prova”.

Um dos diálogos ora revelados reúnem Joesley, os advogados Francisco de Assis e Silva (também delator) e Fernanda Tórtima e o executivo Ricardo Saud, o onipresente. Estão num carro, a caminho do aeroporto. Tudo indica que o chefão da J&F acabara de entregar à Procuradoria Geral da República as respectivas gravações das conversas que mantivera com o presidente Michel Temer e com o senador Aécio Neves (PSDB-MF).

Joesley não está tenso. Está feliz. Exultante mesmo. E comemora:
“Agora eu vou para Nova York. Vou amanhecer em Nova York. Eu vou ficar aqui, você tá louca? Soltar uma bomba dessas e ficar aqui fazendo o quê?”.

Entenderam? Os brasileiros que se virem, que se lasquem, que arquem com o custo da “bomba”. Ele quer mais é ficar em Nova York. Tórtima evidencia ser mesmo uma pessoa digna daquela turma. Afirma: “Para eles, é bom que você se empirulite [sic] do Brasil. Se for para dar imunidade, é melhor que você fique fora. Você longe daqui, sumindo, as pessoas esquecem que você ganhou imunidade”.

Joesley está eufórico. Refere-se à conversa que gravou com o presidente:
“O que eu vou provocar, além de tudo? Uma: quem gravou. Não é que foi o garçom que gravou, porra! Foi o maior empresário brasileiro, 11h da noite e tal”.

Em outra gravação, o falastrão conversa com os advogados sobre o risco de Janot recusar a delação. Afirma Assis e Silva: “Nós temos um risco. O risco é um: o comprometimento político de Janot com Temer”.

Ao que responde o empresário:
“Eu acho que não existe… Pra mim, Janot quer ser o presidente da República… ou indicar quem vai ser”.

E o advogado emenda:
“Eles querem foder o PMDB, eles querem acabar com eles”.

Eis a qualidade da operação que quase conduziu o país ao abismo.

 

 

 

Domingos Souza

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 04 set 2017

Tags:,

Por Valdir Barbosa

Como homem de polícia pude conviver, desde quando ensaiei meus primeiros passos na carreira, com profissionais responsáveis por levar ao publico, noticias vindas dos bastidores, onde a pugna entre responsáveis pelo combate ao crime e os protagonistas do equivoco, à luz da lei, é a tônica.
Lembro-me de Juracy, radialista da emissora AM de Itapetinga, onde debutei no mister, além de  outros daquelas plagas e tempos, olvidados por conta dos lapsos normais impostos aos quase septuagenários, como eu, para confessar que fui marcado por atuações de ícones, tais como, Walmir Palma, Alberto Miranda, Moacir Ribeiro e tantos seguidores, na difícil arte de fazer matérias policiais.
Poderia falar de muitos outros, desta plêiade de figuras representativas da imprensa escrita baiana daquele tempo, assim como Raimundo Vieira que mourejou nas duas frentes de batalha – foi escrivão de polícia e repórter policial, hoje atuando no TRE da Bahia -, além dos irmãos Cristovão e Cristovaldo Rodrigues.
Mas, meu lembrar a tantos personagens responsáveis por fazer do filho de Gomes, Valdir Barbosa, tem a ver com a passagem de Domingos Souza. Ontem, quando rememorava com os Moreira histórias da velha soterópolis, no restaurante quase centenário da família, Vicente de Paula, outra destas fortalezas da informação, com sua voz metálica inconfundível gritou da porta: “Estão sabendo, Domingos viajou!”.
Há tempos, Dominguinhos deixara de atuar. Pouco importam as razões motivadoras de sua retirada do cenário laboral. Os porquês de cada qual, apenas interessa a si mesmos, quiçá, muitos de nós vimos com tempo de validade para fazer, marcar, pontuar e depois, por mais sejam discordantes as opiniões em torno do caminho pelo qual optamos seguir, precisamos estar inebriados nos nossos próprios eflúvios aguardando a hora de retornar as plagas infinitas, quem sabe, para vir outra vez ainda mais  atuantes.
Souza tinha que partir de forma tanto trágica, afinal, mesmo que pareça paradoxal, a um bom repórter de polícia vale ser matéria, no derradeiro suspiro, como vítima de fatalidade, pelo menos enquanto transeunte, transeuntes que somos todos nesta terra de provas e testes.
Sua simplicidade e inteligência, aliadas a sensibilidade digna dos augustos, o fez diferenciado no agora que findou. Matéria escrita quando de atuação deste seu saudoso amigo, nos idos de noventa e quatro atestam ditas virtudes.
Mando lembranças, caro amigo, aos recentemente chegados no mundo etéreo, Medrados, Alcides, Laranjeira e outros tantos que também lhe têm estima impar. Dia destes, com certeza haveremos de nos encontrar.
Salvador, 3 de setembro de 2017
Valdir Barbosa
 
“Tribuna da Bahia, 27 de maio de 1994
Domingos Souza,
Editoria do segundo caderno

…Leia na íntegra

Parabéns por seres diferente (e pelo aniversário)

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 04 jun 2017

Tags:,

Por Valdir Barbosa

Todos os viventes têm sua individualidade. São marcas próprias, indeléveis, capazes de distinguir gêmeos univitelinos, até porque, a natureza reserva a cada um dos humanos, seu registro digital.

Também, nos demais reinos assim funcionam as coisas, em pássaros de matizes diversas, minerais de durezas singulares, flores com texturas impares nas suas pétalas, animais trazendo pelagens dessemelhantes, enfim, nos dias e noites aparentemente similares que se sucedem, tudo difere a cada segundo seguinte e, como bem disse o poeta, “nada será como antes, amanhã”.

Mesmo que resista na boca da noite um gosto de sol, as ventanias jamais irão seguir a mesma direção, destarte, ainda plagiando Milton e seu parceiro, sempre haveremos de querer noticias dos amigos, então haverei eu, continuadamente, de buscar noticias sobre você, por mais que a vida nos tenha amalgamado, como nos agrilhoou em algemas etéreas, distintas de outras, posto forjadas no bem querer que não aprisiona, ao contrário, libertam pelo poder do amor.

E, justo sobre você, estas palavras brotadas no alvorecer de mais um dia, no rebrotar de outra era da tua existência, posto aportastes décadas atrás, não muitas, neste planeta de testes, exatamente num quatro de junho vinda pelo ventre de mãe e mulher extremosa. Soubestes viver infância lúdica, adolescestes forjada no trabalho e te tornastes adulta na mágica incomparável da maternidade. …Leia na íntegra

Até logo, Dr. Laranjeira

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 mar 2017

Tags:,

Por Valdir Barbosa

Pus-me desde ontem apreensivo e amanheci triste. Notícias que davam conta acerca duma repentina piora, no estado de saúde de Dr. João Laranjeira, hoje cedo definiram houvesse afinal ocorrido sua passagem. Lutava contra uma doença má e traiçoeira, porém, mesmo certos do quanto a vida segue seu curso, de modo inexorável, temos dificuldades em nos conformar com perdas, ainda mais, quando se trata da partida definitiva, ao menos deste plano, de um grande personagem, conforme escreveu com propriedade o jovem colega Jardel: um ser “inteligente, integro, brincalhão, sem vaidades os pretensões individuais…

Na metade da década de setenta ingressei na instituição, onde ele já servia há alguns anos e, caso a memória não me traia ocupava a titularidade de uma das unidades mais importantes da Polícia Civil baiana, à época, a antiga Delegacia de Furtos e Roubos, abrigada no casarão que ladeia o prédio, onde hoje se instala a Chefatura do órgão, antigamente sede da Secretaria da Segurança Pública. Figuras importantes, contemporâneos seus, também militaram ali, a exemplo dos igualmente ícones, Drs. Luiz Vitória Regia e Raimundo Lisboa, com quem tive grandes lições de vida e profissionais, no alvorecer da minha carreira.

Hoje, enquanto amargo a dor pela partida deste homem, de quem privei, sobretudo nos derradeiros anos, o privilegio da amizade, assim como de dois dos seus filhos que, cada um de seu modo lhe seguiram os passos – Ciro se tornou um dos consultores de segurança mais consagrados que atua na área e Marcos ocupa a cadeira maior, na delegacia de importante cidade do Recôncavo, Candeias – relembro, talvez, como forma de conforto, momentos especialíssimos que curtimos juntos, seja na seara do trabalho, ou nas horas prazerosas desta existência tão passageira. …Leia na íntegra

Carrascão nem rima com saudade

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 jan 2017

Tags:, , , ,

Por Nando da Costa Lima

Ele foi construído pra ser a sede do “Clube dos 50”, uma área que seria usada só pelos sócios. Quem desenhou a planta foi Elomar. Conquista era bem menor. O “Carrascão” ficava numa das partes mais altas da cidade, o que nos proporcionava uma vista linda. Como clube particular quase que não foi usado, foi aí que Robério Flores comprou as partes dos sócios e transformou aquele lugar numa das casas noturnas mais concorridas do interior da Bahia. Ali foi palco de muitos momentos bonitos de várias gerações conquistenses, uma “festa” que passou a fazer parte de nossa vida… Lá se escutavam os últimos lançamentos das músicas nacionais e internacionais, e na época de férias era o ponto de encontro da rapaziada. Aqui ainda não tinha universidade, e todo jovem que quisesse fazer um curso superior tinha que ir pra Salvador, ou pras universidades mineiras e cariocas. Todos se conheciam e isto tornava o ambiente bem mais agradável, era como se fôssemos uma só família. Eu até hoje não consegui entender como cabia tanta gente naquele espaço tão reduzido, e na época ainda podia fumar em ambientes fechados, a fumaça era tanta que ficava difícil você distinguir as pessoas. Depois de alguns whiskys e cuba-libres ficava quase impossível. Ali foi a sala de início de namoros que hoje já tem até netos. Antes de subirmos a serra nos reuníamos no Candelabro de Marivan ou no Poleiro que ficava na praça Barão do Rio Branco. Quem tinha carro levava quem não tinha e os que sobravam dividiam uma corrida de táxi. Mas ninguém ficava sem assinar o ponto no Carrascão. Roberão era um cara carismático e se dava bem com todos. …Leia na íntegra

O Calvário do Rafael

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 10 dez 2016

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoO Dr. tava se sentindo o dono do mundo, em 1947 com um diploma de medicina, estava realizado. O juramento de Hipócrates ainda estava na ponta da língua. Ele era noivo, a primeira providência de Maria foi apressar o casamento, não podia perder aquele médico em hipótese alguma, foram treze anos de noivado. O Dr. tava tão entusiasmado que só tirava a roupa branca pra fazer as necessidades, tava naquela fase que ninguém podia tossir perto dele sem ter que escutar o diagnóstico. Já tinha retalhado a família toda: era a unha encravada de um, a garganta de outro, todos provaram do seu bisturi. Quando os pacientes de sua casa acabaram, o jeito foi partir para os parentes da noiva. O primeiro escolhido foi Rafael, era um rapaz de mais ou menos quinze anos que caiu de se queixar de uma dor no canal enquanto urinava. O Dr. nem esperou ele terminar de contar os sintomas, grudou-o pelo braço e deu o diagnóstico: “Isto é fimose, nós vamos agora mesmo cortar esse bico de candieiro”. Rafael teve que concordar com a cirurgia mesmo sem querer. Além da noiva do Dr., que era sua prima, sua mãe e mais uma tia fizeram a maior pressão. Se ele recusasse iria ferir os brios do futuro primo. …Leia na íntegra

Vaquejada é paixão

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Vit. da Conquista | Data: 19 nov 2016

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

Foto: Blog Agravo

vaquejada-400x269

Vou galopar meu cavalo, vou botar um boi na faixa, vou manter a tradição do tempo de apartação. Ou será que é o contrário? Vou pendurar minha sela, vou deixar de ser peão, e triste e desesperado disparar na multidão.

Tanta coisa embaralhada que implicar com vaquejada parece até gozação. É tanta coisa pra ser consertada, tanta barbaridade melecando este nosso país. Saúde, educação, desemprego… Estatisticamente, estamos entre os maiores matadores do planeta, é tiro que não acaba mais. Nossa querida Conquista (segundo pesquisas) é a 36º mais violenta do mundo, uma afirmativa que nos deixa sem entender, eu acho que quem fez esse cálculo baseou-se numa Conquista imaginária… Mas não, infelizmente é a realidade. Nossa cidade não é um mar de rosas, mas estar entre as primeiras nos entristece. …Leia na íntegra

Heroína anonima

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 11 nov 2016

Tags:,

Por Edvaldo Paulo de Araujo

falecidaNo meio do nosso povo brasileiro existem muitas pessoas inigualáveis, especiais e que veio para esse planeta torna-lo melhor. Distribuiu bondade, amor e através da sua vida e seus gestos foi um exemplo inigualável para todos nós.

DA IZAULINA FERREIRA DAMASCENO foi uma dessas heroínas inesquecíveis! Ontem no hospital São Vicente se transferiu para outro oriente para servir ao Senhor Jesus do outro lado da vida. Com seus 83 anos de vida, de luta, deixou nessa terra mais de 70 netos, bisnetos, tataranetos etc., e uma gama de admiradores espalhados por todo esse nosso Brasil.

Como  a chamávamos, DA.ZAU casou-se com um viúvo de seis filhos, com apenas 13 anos de idade, como ela mesmo dizia, ainda brincando de boneca, assumiu filhos mais velhos que ela. Morando em fazenda dos outros recebeu do criador seus filhos,num total de oito ainda jovem,vindo a formar um total de quatorze filhos, que criou como uma verdadeira guerreira. Não querendo que seus filhos ficasse na roça, veio para Vitória da Conquista onde com suas mãos e de seus filhos amados construí a sua casa, dormindo numa barraca plástica, enquanto seu marido Sr.FRANCISCO de saudosa memoria labutava na fazenda para ajudar no sustento de seus filhos. …Leia na íntegra

O Nordeste rompeu com o PT

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 07 nov 2016

Tags:, ,

Por Ivan Cordeiro

ivan_cordeiroAntigo reduto petista, o Nordeste decidiu romper com o partido dos trabalhadores. O PT não elegeu nenhum prefeito para as nove capitais, assim como, para as cidades com mais de 100 mil eleitores. Na Bahia, por exemplo, o PT passou de 92 prefeituras para apenas 39. Nem o governador Rui Costa foi capaz de conter a derrocada petista. O partido não conseguiu sequer colocar candidatura própria em Salvador, o que demonstrou o declínio do partido no estado.

Os diversos esquemas de corrupção, a falta de gestão no contexto de crise, a falta de diálogo com a sociedade, foram elementos cruciais para o fraco desempenho nas urnas. O partido insistiu no discurso do ódio, do medo e do golpe. Em Vitória da Conquista, o prefeito Guilherme Menezes (PT), creditou a derrota ao ‘massacre da grande mídia’ e ao ‘golpe’. Infelizmente, o prefeito esquece que a desarmonia dele com o candidato Zé Raimundo, também contribuiu para a derrota petista.

A política do assistencialismo, do populismo e da demagogia, tão comuns ao PT, deram sinais de desaprovação. Já não enganam mais a população. Em contrapartida, o PSDB cresceu nesse cenário, elegendo 5 prefeitos em capitais do norte e nordeste do país. O PSDB foi o partido que mais cresceu nessa eleição, demonstrando que a eficiência na gestão, marca principal dos tucanos, faz enorme diferença na condução das cidades.

Rubem Alves já dizia que a política como vocação é a mais nobre de todas, mas, como profissão, é a mais vil. Parece que o PT se profissionalizou demais na arte da política. Perdeu a vocação para a coisa pública. Tem agora a marca indelével do partido mais corrupto do país. Fica o exemplo para os demais.

Eleições, ainda não acabaram!

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 01 nov 2016

Tags:, ,

Por Orlando Filho (Pastor)

orlando-212x300Um missão que poucos se disponibilizam, e os que se colocam a disposição são afagados e criticados, amados e odiados, seguidos e perseguidos, reconhecidos e excluídos… não é uma missão fácil, mas certamente engradecedora, pois faz dos que são chamados para ela pessoas melhores, que decidem dedicar parte de sua vida há uma comunidade que em muitas das vezes não os ver como representantes de um povo, agentes públicos num papel de promover os anseios de toda uma cidade.

As eleições não terminaram, agora iniciará um novo momento para a eleição de gestores de secretarias e a principal das eleições, àquela que deve contemplar as necessidades de um município que ao longo de seus quase 200 anos participou de muitos avanços e que certamente não parará de crescer, pois acima de partidos políticos, Conquista foi criada por um povo, para o desenvolvimento com um propósito, de que todos tenham a Vitória que fora plantada em seus corações!

Gratidão é minha afirmação para este processo político, aos 7 prefeituráveis do 1º Turno, e ao Dep. Zé Raimundo e ao ex-Dep. Herzem Gusmão que no 2º Turno exerceram seus empenhos e dedicações na formulação de propostas e ações para um mandato que viesse alcançar os reais anseios da 3ª Cidade da Bahia.

Obrigado candidatos por se empenharem por nossa cidade, Obrigado Herzem, Prefeito eleito, Obrigado Zé Raimundo, Deputado prefeiturável, Obrigado aos 21 vereadores que estarão nos representando neste próximo pleito.

As Eleições não acabaram, continuemos a orar e votar com nossas ações as mudanças e transformações que desejamos para esta e para as próximas gerações, em que talvez não estejamos aqui, mas certamente o que fizermos hoje ecoará por muitos séculos vindouros na nossa querida e amada Vitória da Conquista!

Diferença da Rua 24 Horas em Curitiba para zonas comerciais de Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 out 2016

Tags:, , ,

Ascom (MCMP)

curitiba

A resposta vem do Ambientalista e Presidente do Movimento Contra a Morte Prematura, André Cairo, “de água pra vinho, onde Zonas Comerciais em Conquista, se apresentam desprezíveis, lixo, canais pluviais contaminados, bocas de lobo entupidas, odores fétidos , fiação elétrico confusa, iluminação tímida, calçamentos irregulares, alagamentos, trânsito confuso etc., diferente da Rua 24 Horas em Curitiba, entre outras, de encher os olhos!” Argumenta!

Em 20 de junho de 2001, André Cairo recebeu um Postal da Rua 24 Horas, enviado por sua namorada de Curitiba, que esteve em Conquista e rememorou o MCMP, cobrando a Revitalização das Zonas Comerciais desde 1995, “ser ou não ser, eis a questão, por onde ser, é indispensável a revitalização; o não ser, se dispensa!” Finaliza Cairo, indignado com alarmante diferença, anuncia novo protesto de Dr. Revitol.

Vem aí, Jururu Beba

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 out 2016

Tags:,

Ascom/MCMP
Foto: Raimundo Lazer

juru

Descendente de brasileiros imigrantes de Adisabeba, na Abissínia, de índios da Tribo Jururu, pouco conhecida no Brasil, surgida na época de Getúlio, o alcoolista Dedé Jururu Beba, eis trapezista de circo, hoje proprietário de uma Distribuidora de Bebidas no Pará e de um Alambique em Vitória da Conquista, aumentou sua lucratividade, após decidir parar de beber.

O inveterado André, conhecido popularmente por Dedé, buscou o AA – Alcoólicos Anônimos, Igrejas e Psicólogos, completando hoje, 21 anos sem ingerir álcool no organismo, “não bebo desde 1995, sabendo que geneticamente sou alcoolista, até surgir um processo científico para cura definitiva”. Desabafa!

E acrescenta, “por enquanto continuo evitando o primeiro gole, seguindo os 12 Passos e as 12 Tradições do AA e orações a Deus, usando óculos em forma de taça, como teste de resistência”. Finaliza Jurubeba, também assim conhecido, personificado em André Cairo do Movimento Contra a Morte Prematura.