Projetos estratégicos de desenvolvimento para Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia, Vit. da Conquista | Data: 26 set 2015

Tags:, , ,

Por Josemar Rodrigues

A massa humana que vive e circula em Conquista pode estar aproximando-se das 400.000 pessoas.

Conquista

Vitória da Conquista chegou à posição de cidade emergente do interior irradiando a influência de seus serviços sociais, econômicos e financeiros a uma região com mais de 2,0 milhões de habitantes, cujo espaço geográfico já ultrapassa o Sudoeste da Bahia para alcançar municípios da Serra Geral. Documento da Prefeitura estima em 90.000 pessoas a composição do fenômeno que os demógrafos chamam de população flutuante, ou seja, não residentes que, periodicamente, entram e saem do perímetro urbano da cidade. A massa humana que vive e circula em Conquista pode estar, portanto, aproximando-se das 400.000 pessoas.

Frente a essa realidade, surge naturalmente a questão. Como criar condições propícias à geração de renda e de empregos permanentes para o segmento da população economicamente ativa, sem aqui mencionar e analisar o alcance e à abrangência que devem ter os serviços de infraestrutura, de educação, saúde, mobilidade urbana, segurança e de lazer, entre outros? Setores que, por sua vez, geram empregos.

Para enfatizar a importância da empregabilidade formal e colocá-la acima de outras necessidades do desenvolvimento econômico e socialmente equilibrado, vale à pena lembrar que o trabalho dignifica o ser humano e que o desafio de gerar emprego para homens e mulheres, com o avanço das tecnologias economizadoras de mão de obra e as sucessivas crises econômicas, deixou de ser questão exclusiva dos países pobres e em desenvolvimento, para estender-se às denominadas nações industrializadas. Atualmente, países europeus, ditos desenvolvidos, sofrem com o desemprego que ameaça os níveis de bem-estar social e econômico alcançados por suas populações. A geração de empregos formais transformou-se no grande desafio global do Século XXI. Os projetos estratégicos de desenvolvimento, cujas ações e efeitos atingem grupos de população, bem trabalhados com abordagens analíticas de diagnósticos esclarecedores, técnicas de planejamento dinâmico, ofertas de incentivos fiscais e com parcerias público-privadas oportunas e bem estruturadas, representam a resposta ideal para promover a geração de empregos permanentes e a distribuição da renda. …Leia na íntegra

Mais e piores médicos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Educação, Saúde | Data: 30 ago 2015

Tags:, ,

Alfredo Guarischi, O Globo

O Brasil tem 257 escolas médicas, 118 criadas nos últimos 12 anos, 57% particulares. Perdemos para a Índia, com 381. Ultrapassamos a China, que tem 150, e os EUA, com 141

Escola de medicina (Foto: Arquivo Google)

O sistema de saúde brasileiro tem problemas estruturais graves, a começar pelo ensino. Criar novos cursos de medicina sem adequadas condições de funcionamento — professores qualificados e instalações — vai aumentar o risco desse instável e assimétrico sistema. Formar meios médicos para tratar meias doenças nunca se viu antes neste país. Agora veremos!

Grande parte das localidades escolhidas para instalação desses novos cursos não tem rede de saúde de qualidade, condição mínima para se estabelecer uma faculdade. O critério foi político e financeiro, já que o ensino da medicina é o mais lucrativo e o mais longo — seis anos de mensalidades e taxas.

O valor dobrou nos últimos quatro anos, hoje em média de R$ 6 mil. O lucro é enorme, pois o maior custo ocorre nos primeiros dois anos do curso, com os laboratórios de anatomia, histologia, fisiologia, entre outros. A partir do terceiro ano, os estudantes começam a ter aulas práticas, participando e ajudando nos cuidados dos pacientes. O custo é praticamente só para o pagamento de professores e obrigações administrativas. A maioria das faculdades não tem hospital universitário ou não proporciona adequada supervisão com professores para os acadêmicos dos últimos anos. Estes acabam virando mão de obra gratuita em obscuros convênios estabelecidos entre faculdades caça-níqueis e hospitais terceirizados. …Leia na íntegra

Que será de nós?

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 22 ago 2015

Tags:, ,

Por Ubirajara Brito

ubirajara-britoEstamos todos muito apreensivos com a situação a que chegou o Brasil, outrora tão promissor, vivendo, nos dias atuais, duas crises das mais terríveis que nos atingiram nos últimos 25 anos: crise de caráter político e crise econômica. O povo perdeu a fé nos seus representantes, na maioria dos seus líderes e dirigentes, chefes de empresa, e na própria mídia, cuja opinião não merece credibilidade para a maioria esmagadora da população.

Os partidos de oposição carecem de base ideológica e de programas consolidados que os instrumentem à uma crítica construtiva às ações governamentais. Por outro lado, o governo, desestruturado e atabalhoado, sem rumo, apela para atos punctuais, e quase todos de importância discutível para o país. As grandes empresas, responsáveis por abrigar a mão de obra nacional, e de vender produtos tecnológicos no exterior, estão ocupadas em resolver os problemas policiais que envolvem alguns de seus dirigentes. O judiciário, em lugar de cuidar do ordenamento jurídico de todas as instituições do país, está tomado pelos escândalos que lhes chegam em centenas de inquéritos, ocupando milhares de policiais federais. Toda a nação brasileira entrou numa fase de retrocesso irrefreável, para o qual os ajustes fiscais que se anunciam são meros paliativos. …Leia na íntegra

Lula, o homem dos R$ 13 mil por minuto! Um fenômeno!

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 15 ago 2015

Tags:, , ,

Por Rodrigo Rangel, na VEJA:

Lula recebe homenagem.Para um presidente da República de qualquer país, é enaltecedor poder contar que teve origem humilde. O americano Lyn­don Johnson mostrava a jornalistas um casebre no Texas onde, falsamente, dizia ter nascido. A ideia era forçar um paralelo com a história, verdadeira, de Abraham Lincoln, que ganhou a vida como lenhador no Kentucky. Lula teve origem humilde em Garanhuns, no interior de Pernambuco, e se enalteceu com isso. Como Johnson e Lincoln, Lula veio do povo e nunca mais voltou. É natural que seja assim. Como é natural que ex-presidentes reforcem seu orçamento com dinheiro ganho dando palestras pagas pelo mundo. Fernando Henrique Cardoso faz isso com frequência. O ex-presidente americano Bill Clinton, um campeão da modalidade, ganhou centenas de milhões de dólares desde que deixou a Casa Branca, em 2001. Lula, por seu turno, abriu uma empresa para gerenciar suas palestras, a LILS, iniciais de Luiz Inácio Lula da Silva, que arrecadou em quatro anos 27 milhões de reais. Isso se tornou relevante apenas porque 10 milhões dos 27 milhões arrecadados pela LILS tiveram como origem empresas que estão sendo investigadas por corrupção na Operação Lava-Jato.

Na semana passada, a relação íntima de Lula com uma dessas empresas, a empreiteira Odebrecht, ficou novamente em evidência pela divulgação de um diálogo entre ele e um executivo gravado legalmente por investigadores da Lava-Jato. O alvo do grampo feito em 15 de junho deste ano era Alexandrino Alencar, da Odebrecht, que está preso em Curitiba. Alexandrino e Lula falam ao telefone sobre as repercussões da defesa que o herdeiro e presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, também preso, havia feito das obras no exterior tocadas com dinheiro do BNDES. Os investigadores da Polícia Federal reproduzem os diálogos e anotam que o interesse deles está em constituir mais uma evidência da “considerável relação” de Alexandrino com o Instituto Lula. …Leia na íntegra

Polícia não é de Marte e nem de morte

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 07 ago 2015

Tags:,


Por Valdir Barbosa

Polícia é o mar para onde deságuam todos os rios da miséria humana”.

Valdir escritorA questão da Segurança Pública é, nos dias atuais, uma das maiores preocupações dos cidadãos brasileiros, não sendo privilégio – melhor seria dizer desdita – o aumento desenfreado da violência na Bahia, necessário se afirme. As ocorrências de estelionatos, furtos, roubos, homicídios e outras formas de crime praticados com requintes de crueldade e selvageria, neste ou naquele estado, desta ou daquela cidade, seja ela metrópole no contexto da nação, ou urbe de pequeno porte, onde, num passado não muito longínquo a paz e a tranquilidade imperavam, agora prosperam.

Todavia, a toda hora, notícias da pratica de delitos dos mais preocupantes pontuam em todo tipo de mídia, sendo também, comentário corrente, no boca a boca dos mais diferentes locais por onde transitam, laboram e caçam formas de lazer, cidadãs e cidadãos que vivem aqui. Assustados assistem e comungam seu medo, com visitantes que buscam, por razões das mais diversas, as cantadas praias do nosso imenso litoral, o magnetismo da Chapada, com suas belezas naturais inconfundíveis, envolvidas no toque de energia transcendente, o encanto dos nossos planaltos e serras, onde se respira um ar de montanha. Nestes derradeiros recantos é possível provar um clima diferente, típico das serras gaúchas, ou das terras de além mar. …Leia na íntegra

Vitória da Conquista cidade emergente do Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 02 ago 2015

Tags:, , ,

Por Josemar Fernandes

Foto: Ascom/Prefeitura

Conquista

No Brasil, as cidades interioranas que revelam crescimento urbano acelerado e que por sua localização estratégica passam a polarizar, com o passar do tempo, os interesses de uma região com o atrativo de seu dinâmico comércio e com a oferta expressiva de serviços de educação e saúde, entre outros essenciais de uso coletivo, são hoje denominadas cidades emergentes. Uma designação apropriada para diferenciá-las dos centros urbanos que sofrem o processo de inchaço e que crescem, em geral, por estar ligados às capitais como parte das zonas metropolitanas.

O IPEA (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) nos ensina que os centros urbanos emergentes do interior estão contribuindo com uma nova, promissora e transformadora luz no âmbito nacional. A luz que reflete os primeiros sinais de desconcentração da renda no nosso país, passo inicial e necessário para o indispensável processo de interiorização do desenvolvimento no Brasil com equidade social, desafio este que está embutido nos planos de desenvolvimento regional e que ainda não foi seriamente confrontado pelo Governo Federal e muito menos pelas Administrações Públicas Estaduais. Na América Latina, o Chile nos dá o grande exemplo de desenvolvimento regional com redistribuição da renda e com a marcha acelerada para a superação da pobreza urbana e rural. …Leia na íntegra

Relato e propostas para reduzir a violência, urbana e rural, no município de Vitória da Conquista.

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança, Vit. da Conquista | Data: 02 ago 2015

Tags:, ,

Por Esmeraldino Correia

EsmeraldinoOs dados do Mapa da Violência revelam, no Brasil, ascendentes de criminalidade que clamam por medidas urgentes. O ano de 2012 registrou o maior número absoluto de assassinatos, e a taxa mais alta de homicídios desde 1980. Nada menos que 56.337 pessoas foram mortas naquele ano, e a taxa de homicídios atingiu 29 vítimas fatais para cada 100 mil habitantes. Os dados estatísticos indicam que o Brasil ocupa a 7ª colocação no mundo no item homicídio entre jovens, taxa de 54,7 por 100 mil habitantes ano. É um país onde o flagelo da violência tem submetido a sociedade a um medo constante.

A Bahia, com dados crescentes e alarmantes, tem índices gerais de 38,7 mortes por 100 mil pessoas, e é o sexto Estado da federação nesta triste estatística. Caóticos são os números que dão conta das vítimas juvenis, assustadoras, 70,7 mortes por grupos de 100 mil. Em Vitória da Conquista os números tabulados dizem, inquestionavelmente, do preço que se paga à violência. São 69,3 homicídios por 100 mil habitantes (2014).

O Índice de homicídios de adolescentes, ano base 2012, traz Vitória da Conquista como o 8º colocado, entre os 20 municípios brasileiros com mais de 200 mil habitantes, com 8,70 jovens com risco de morte para cada mil adolescentes. …Leia na íntegra

Cidades educadoras

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Educação | Data: 14 jun 2015

Tags:, , ,

Escrito por Cristovam Buarque / Senador (PDT-DF)

Cristovao BuarqueDeixar a educação com as cidades é manter escolas sem recursos

Faz quase seis meses que a presidente Dilma lançou o lema, mas até hoje não definiu como seria a Pátria Educadora, nem o que seu governo fará para construí-la.

Por falta de definição da presidente ou dos marqueteiros que criaram o lema, devemos imaginar como seria a Pátria Educadora e o que fazer para construí-la.

A condição fundamental, óbvia, é ter todas as suas crianças em escolas com a máxima qualidade, o que exige: professores muito bem preparados, escolhidos entre os melhores jovens da sociedade, para isso eles precisam estar entre os profissionais muito bem remunerados, todos bem selecionados e avaliados permanentemente; os prédios das escolas entre os mais bonitos, limpos e confortáveis, com os mais modernos equipamentos de tecnologia da informação, bibliotecas, ginásios poliesportivos e facilidades culturais; todas as crianças em horário integral, durante os 220 dias de aulas por ano, sem paralisações. …Leia na íntegra

A miséria humana

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral | Data: 29 maio 2015

Tags:, , ,


Nando da Costa Lima 

Nando

Tem coisa que a gente escreve há mais de duas décadas e fica torcendo para que as coisas melhorem, mas infelizmente a cada ano fica mais atual… É uma pena! Que pena que nada, a culpa é nossa mesmo que concordamos com tudo de cabeça baixa. A sorte é que ainda existem os religiosos e alguns órgãos filantrópicos realmente sérios, pois se nosso país só dependesse dos tecnocratas nós estaríamos fodidos e meio. Aqui em Conquista viveu uma senhora cujo único erro foi não ter deixado um livro intitulado “A ARTE DE SER GENTE”. O nome dela era Dalva Flores (Santa Dalva). Esta mulher foi um dos maiores exemplos de altruísmo que Conquista teve a sorte de abrigar. ”Salve a Senhora da bondade!”

Como todo desempregado, ele estava ocupadíssimo vendo em média 18 horas de televisão por dia, já havia decorado todos os comerciais, a risada, lembrava um animador de programa de calouros, o andar jogado e o modo de falar eram de um carioca daqueles criados a beira mar (só que ele nunca tinha chegado perto do mar). Acompanhava as novelas de todos os canais, conhecia todos os atores e repórteres pela voz, sem precisar olhar para a TV, sua fiel companheira! Mas naquele dia sua rotina foi quebrada bruscamente, ouviu alguém chamar nervosamente e se escondeu pensando que era um cobrador. Ao notar que a pessoa que chamou estava chorando apressou-se em abrir a porta e foi saber do que se tratava: era o vizinho pedindo uma carona pra levar a esposa ao hospital, ela havia cortado o pulso e o resto do corpo com uma gilete (pobre até na hora de se matar sofre mais, pois não tendo dinheiro pra possuir um revolver, tem que usar gilete ou faca), por ter estourado todos os cartões de crédito e ficado numa situação que não dava nem pra sair na rua. O interessante é que enquanto o povo morre de fome os nossos dirigentes reúnem-se para entrevistar ladrões (CPI) como se estivessem fazendo alguma coisa para a nação, o que pra mim é um caso única e exclusivamente de polícia.

Colocaram a mulher no carro e partiram pro hospital imaginando que seriam atendidos o mais rápido possível, a mulher já estava desfalecida. Na portaria ocorreu o primeiro empecilho: teriam que fazer um depósito, só que se juntassem os bens dos dois não dava pra pagar nem a metade da quantia sugerida. Pediram pra falar com o diretor da casa, este explicou que o depósito era uma norma do hospital, que sem dinheiro ele não poderia fazer absolutamente nada. Foi aí que se lembraram do carro, ao sugerirem deixar o carro como depósito o diretor mudou até o tratamento, dando até uma simpática risada. Mas foi por pouco tempo. Depois que o secretário examinou o veículo e viu que de tão machucado teria que olhar o documento (3 anos atrasado) para saber qual era a marca, fechou novamente a cara e perguntou se eles estavam gozando com a cara dele. Quando sentiram que na portaria não resolveriam nada, tentaram convencer um médico que ia chegando, o Dr. quis logo saber se tinham condições de pagar. Sendo a resposta negativa, o Dr. perguntou se eles achavam que ele tinha conseguido o diploma de graça ou se acharam ele com cara de santo pra sair curando todo mundo sem ganhar nada. Eles responderam que sabiam as dificuldades que uma pessoa enfrenta pra conseguir se formar, mas o problema é que havia um ser humano morrendo. O Dr. sugeriu que eles deviam acabar de matar e deixar ele em paz, eles o lembraram que: “O bem flui pelos canais que ele próprio selecionou”. O médico subjugou o sábio pensamento dizendo que aquilo era conversa pra boi dormir Pediu licença (coisa rara) pois tinha que atender um caso urgentíssimo: o filho de um rico que havia se machucado caindo de um velocípede. E saiu com ar de preocupado.

É claro que nem todos pensam assim, existem os que exercem a profissão porque além da aptidão, gostam do que fazem não pelo que possam ganhar, agem como antigamente quando os médicos encaravam a profissão como uma arte, e além de atenderem qualquer um independente das condições financeiras, exerciam a nobre função de amigos do paciente (ato que tinha mais utilidade que o próprio medicamento). Mas isto fica nos antigamente. Na medicina atual as coisas funcionam mais ou menos como na política, a quantidade de médicos que têm boa vontade com a pobreza é proporcional a de políticos honestos. Ou seja, existem, mas temos que ter paciência para encontra-los. Voltando ao assunto exposto: A “sorte” do marido da suicida e do rapaz que deu a carona foi que ao voltarem pro carro, Deus havia feito sua parte amenizando o sofrimento da mulher. Foram direto pro necrotério. Neste caso nada mais lógico do que a famosa frase: “Ela partiu pra uma melhor” ou “foi para os braços de Cristo”, qualquer uma dessas frases que servem de paliativo pra os que ficam.

Isto em se tratando de atendimento particular ou dos que podem pagar um plano de saúde razoável. Quando se parte para o atendimento público oferecido pelo “governo” a coisa sai do tragicômico para o terror. Juntando a “boa vontade” da maioria dos nossos “doutores” com a política incompetente e inconsequente que rege a saúde pública, nossos hospitais transformaram-se em verdadeiros circos de horrores onde se exibe diariamente, com o máximo requinte, a miséria humana. Os palcos de nossos “teatros” estão cada vez mais dantescos com seus atores SUSpirando de dor. E o “grand finale” não tem culpas nem culpados, o flagelo é quem protagoniza o espetáculo da “vida”. Somos todos uns merdas passíveis a todo tipo de desmando. Reaja, grite, rode a baiana, bote a boca no trombone, não deixe que um ente querido morra a mingua jogado num corredor de hospital, a vida deve continuar. E caso a morte seja iminente, que venha com dignidade.

O que o amor faria (Consciência)

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 24 maio 2015

Tags:,


Por Valdir Gomes Barbosa

Valdir escritorSob o rufar de tambor, no alvorecer e na hora crepuscular da palestra que fez ser diferente, a vida dos que puderam estar presentes na plateia, foram entoados cânticos da tribo Cherokee saudando a natureza mãe, de burgo do Havaí sublimando o Criador. A voz contagiante trazia na tonalidade impar, a harmonia de quem transcende conseguindo viajar aos redutos, nos quais brotaram as canções tornando também os assistentes viandantes das mesmas veredas, onde residem almas livres e iluminadas.

Entre um e outro cantar, a boca de largo e expressivo sorriso esparge sabedoria, da forma como fazem apenas os humildes, que de maneira simples disseminam conceitos revestidos da mais absoluta profundidade. Torna capazes os assistentes, de entender que o segredo na busca do autoconhecimento, não reside apenas na capacidade de mergulhar em seu próprio intimo, através da meditação e reflexão, embora ensine que em cada um de nós estão respostas para a grande pergunta que inquieta o ser humano: QUEM SOU EU.

Aos poucos, na esteira dos seus argumentos, exemplos que informam ser possível conhecer a si próprio mirando o semelhante, já que o outro consegue, como se representasse um espelho refletir a face de nós mesmos, foram ficando claras as mensagens apontadas e explícita a intenção de fazer entender seu discurso competente. …Leia na íntegra

Escorregando no quiabo (Ficção)

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 22 maio 2015

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

NandoEle era o padre do local há mais de vinte anos. O povo já havia se acostumado com ele e suas maneiras de exercer o sacerdócio. As mulheres que iam confessar usavam um linguajar criado por ele, ou seja, quando traíam os maridos falavam que tinham escorregado em alguma coisa; quando pensavam em trair, falavam que estavam pra escorregar. Tudo isso para evitar palavras vulgares dentro da igreja, mas com o passar do tempo tornou-se uma norma do lugarejo. Todo mundo conhecia o linguajar do religioso, as mulheres não passavam aperto no confessionário, era só usar o dialeto do padre que até os pecados pareciam diminuir, só em não usar o termo “trair” já era um alívio para as senhoras, e olha que elas não eram fáceis, escorregavam sempre. Ele já tinha a seleção das mais assanhadas. Tinha uma que escorregava todo santo dia, era tanto escorregão que o padre pediu pra ela confessar só uma vez por mês, evitando dele escutar a mesma história todo santo dia. Além do mais, pra perdoar tanto pecado só Cristo, ele não tinha tanta competência! …Leia na íntegra

Mulheres acorrentadas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral | Data: 19 maio 2015

Tags:, , ,

Alberto David

Não era Amor era uma cilada

Alberto DavidA lista dos horrores já soa no mundo afora. São vários os países que estão sob o jugo deste fanatismo religioso, entre eles: Afeganistão, Turquia, Líbia, Síria, Emirados Árabes, Palestina Jordânia, Líbano etc., onde os direitos democráticos são inexistentes.

As mulheres muçulmanas são proibidas de qualquer trabalho fora de casa, como professora, médica, enfermeira e etc. Não é permitido às mulheres andar nas ruas, ser tratadas por médicos, por mais que corram risco de vida, não podem falar ou apertar as mãos de estranhos, rir alto e nenhum desconhecido pode ouvir sua voz. É obrigatório o uso do véu, a burca que não mostra nada, que cobre dos pés à cabeça.

É uma lista de horrores, meninas proibidas de ir à escola e condenadas ao analfabetismo. Milhares de viúvas que, sem poder ganhar o seu sustento, pedem esmolas e algumas passam fome. Mulheres com dedos cortados por pintar as unhas. Enfim, tudo o que compõe a vida normal é visto como uma desobediência e, por isso, são sujeitas ao espancamento ou executadas. Grupos de mulheres idênticas, sem forma e sem rosto, são as muçulmanas.

Elas vivem em submissão absoluta há muito tempo, mas a situação em vez de melhorar piorou, ainda mais desde que a milícia talibã tomou o poder em alguns países. …Leia na íntegra

Roupa Nova

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 03 abr 2015

Tags:,

PASTOR ORLANDO BBEsc rito pelo Pastor Orlando Filho

Roupa de marca, roupa da moda, roupa que transforma
Que nos faz sentir bem, ser bem recebido e quisto
Roupa que transpira, que respira que inspira
Que nos marca pelo perfume, pelas cores e modelos

Roupa que veste, que tira, que esquece
Roupa que identifica, que influencia, que permanece
Quando estamos vestidos somos revestidos
Por Vestes que protegem e se renovam

Roupa de costumes, roupa de sentimento, roupa de outro tempo
Que precisam ser modificadas, que precisam ser transformadas
Roupa do passado, roupa rasgada, roupa amassada
Que podem ser novas, costuradas e alinhadas

Roupa da Vida, Roupa do Amor, Roupa da paz
Que foi amassada, pisada e outrora rasgada
Roupa que enriquece, Roupa que fortalece, Roupa Nova
Que traz nova vida, nova esperança, novos sonhos.

“A Páscoa é passagem, é morte, ressurreição, nova vida, novas vestes, Roupa Nova!”

Correio da Bahia publica artigo de Herzem Gusmão; confira

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 31 mar 2015

Tags:, ,

Saúde em segundo plano

Herzem GusmaoTodos os dias lemos manchetes nos jornais sobre a situação gravíssima da saúde pública na Bahia. O descaso, que parece ter sido herdado do continuísmo do governo anterior, é ainda mais preocupante quando se coloca em jogo a vida de nossas crianças e recém-nascidos. O quadro é preocupante tanto na capital quanto no interior. No Hospital Roberto Santos, um dos maiores de Salvador, não há vagas nas unidades neonatais. Os recém-nascidos graves, prematuros, entubados e que precisam de cirurgia e pediatria precisam aguardar na própria sala de parto.

Nas duas maiores cidades do interior, Feira de Santana e Vitória da Conquista, a situação é mais grave. Em Feira, o Hospital da Mulher suspendeu as admissões de pacientes com gestação de alto risco devido à superlotação. Quando sobra uma vaga, existem casos em que a espera chega a 12 horas. A direção da unidade de saúde não sabe quando o quadro irá se normalizar. Falta vontade política do governo. E o pior: na maternidade do Hospital Clériston Andrade, o maior de Feira, também não há vagas na UTI neonatal.

Em Vitória da Conquista, município que tenho o orgulho de representar na Assembleia Legislativa, o governo do estado, sob a batuta do PT, que também administra a cidade, desativou a ala obstétrica do Hospital da Base e descredenciou do SUS a Cupe (Clínica de Urgência Pediátrica), que atendia a mil crianças por mês, por questões mesquinhas e revanchismo eleitoral. Para agravar ainda mais o quadro geral da saúde em Conquista, o governo desativou o Hospital Crescêncio Silveira e a prefeitura privatizou o Hospital Municipal Esaú Matos.

O fato é que a saúde só é prioridade para o PT no discurso. Vale lembrar que o secretário estadual de Saúde na gestão Jaques Wagner, o atual deputado federal Jorge Solla, ocupou a mesma função no âmbito municipal em Conquista. Na teoria, era de se esperar que Solla demonstrasse apreço ao povo conquistense, o que, na prática, não ocorreu. Pelo contrário: o que observamos foi justamente o oposto.

Outro dado importante para comprovar isso é que o Programa de Saúde da Família não avançou em Conquista com o PT. Na gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso, quando José Serra ocupou o cargo de ministro da Saúde, foram deixadas 33 equipes. Hoje, esse número é de 38. Ou seja, durante todo esse tempo em que o PT esteve no poder no âmbito federal e estadual, Vitória da Conquista só ganhou mais cinco equipes do programa.

Será que a população de Conquista merece tanto desprezo por parte do governo? Quando falamos de saúde pública, estamos tratando da vida das pessoas. Não se faz política brincando com a vida dos cidadãos. O que estamos acompanhando diariamente é o aumento da corrupção e dos impostos, enquanto para a saúde o que acontece é a falta de compromisso e de prioridade.

Descubra quais aparelhos gastam mais energia e invista no eletrônico certo

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 fev 2015

Tags:, , ,

 

Frederico Canequela

por Frederico Canequela
Para o TechTudo

Hoje em dia tanto economizar água e energia quanto desenvolver o consumo consciente destes recursos se torna, cada vez mais, uma necessidade primordial. Por isso, o TechTudo decidiu te ajudar a descobrir os aparelhos que mais consomem energia e saber quanto cada um deles contribui para que a fatura no final do mês chegue com um preço nada agradável.

Carregador sem fio para GoPro promete carga para o dia inteiro

Conforme dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), atualmente, entre todos estados do país, a tarifa mais cara cobrada por energia é equivalente a R$ 0,46 por quilowatts (kWt). Baseado nesse valor, em Watts (W), calculamos o gasto dos aparelhos. Confira:

Carregador de Celular ou Tablet

Carregador de iPhone ou Tablet também causam desperdício
Carregador de iPhone ou Tablet também causam desperdício (Foto: Divulgação/Apple) …Leia na íntegra

Ser o Natal…

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 24 dez 2014

Tags:,


Orlando Filho (Pastor)

orlando BBNatal, nascimento, nova vida, presente que se deve ser, que se deve entregar, momento que deve ser constante, dia que é todo dia, todo ano, toda a vida, a vida toda!

Natal, que se representa, que se mostra, que exala, que transpira, que ilumina, que muda a rotina, que transforma os que deixam ser, os que nascem de novo!

Natal, que o mundo não enxerga, não entende, não vive ou vive um dia apenas, dia que passa, que se esquece, que não é suficiente para ser o genuíno Natal!

Natal é mais que um dia, é a representação Daquele que veio, viveu, morreu e ressuscitou, para que hoje pudéssemos viver todos os dias de nossas vidas num Natal, num novo nascimento, numa Nova Vida, numa Nova história!

Seja você o Natal para todos!

É bom parar antes de começar, Dilma! Denuncias atingem Jaques Wagner, candidato a ser um dos homens fortes de Dilma no futuro governo

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 13 dez 2014

Tags:, , ,


Por Reinaldo Azevedo

Reinaldo AzevedoO governador da Bahia, Jaques Wagner, candidato a ser um dos homens fortes do segundo governo Dilma, pode ser engolfado pelo caso Petrobras. Não custa lembrar que ele é originário do sindicalismo petroleiro. Reproduzo trecho de texto da Folha sobre as denúncias feitas por Venina Velosa da Fonseca (leia posts anteriores).
*
A ex-gerente também alertou a atual presidente da estatal, Graça Foster, e o atual diretor de Abastecimento, José Carlos Cosenza — que substituiu o delator Paulo Roberto Costa —, de acordo com mensagens internas da Petrobras a que o “Valor” teve acesso. Venina prestará depoimento ao MPF (Ministério Público Federal) em Curitiba, no âmbito na Operação Lava Jato, na próxima semana.

A Petrobras divulgou nota nesta sexta-feira em que afirma que todas as informações enviadas pela funcionária foram apuradas. A empresa não confirma se Foster e Cosenza receberam os e-mails publicados pelo jornal. Os alertas são referentes a desvios em três áreas da empresa. …Leia na íntegra

O Rabi da Galileia – antes que chegue o Natal

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 08 dez 2014

Tags:, , ,

Por Alberto David

Dedicado ao saudoso Nilton Gonçalves

Alberto-David8Falar de Jesus é falar do verdadeiro Natal, sem promoções, propagandas, gastos públicos e a falta de caridade, algo que deveria ser feito em abundância. O que prevalece é o comércio que fala mais alto, é a concorrência, as ceias fartas e os excessos no consumo.

Como um meteoro brilhante, uma estrela que vem do oriente corta o céu e chega até Belém e aponta a manjedoura, local de nascimento do menino Jesus, e guia os Reis Magos até aquela pequena cidade. Antes eles haviam estado na Judeia e, não sei por que, disseram a Herodes, “que iriam a Belém, um vilarejo nas proximidades da Galileia, para dar uns presentes ao novo Rei “. Alguém me explica, por favor, por que os Reis magos abriram a boca?! Herodes sabia de tudo, baseado nas escrituras e interpretado como sendo uma profecia, ” uma estrela apontaria o nascimento do Messias“.

O abominável manda, de imediato, liquidar todos os recém-nascidos nas proximidades da Galileia e em Belém. Enquanto isso, a estrela leva os magos até o local, onde estavam Maria, José e Jesus, lá prestam a homenagem ao filho de Deus e deram-lhe presentes. Então, naquela noite, os Reis Magos tiveram um sonho, “um conselho”, de não retornarem a Herodes e, por isso, voltaram para seus países por caminhos diferentes, evitando o carrasco impiedoso, o execrável Herodes. …Leia na íntegra

Tese do “eu não sabia” perdeu prazo de validade

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 07 dez 2014

Tags:, ,


Por Josias de Souza

DILMA JOSIASEntre as várias más notícias que o Datafolha traz para Dilma Rousseff, uma é especialmente devastadora: 68% dos brasileiros responsabilizam a presidente pela corrupção. Sete de cada dez brasileiros acham que ela tem alguma responsabilidade na petrorroubalheira.

A doutora ainda não se deu conta, mas o lero-lero do ‘eu não sabia’ é pomada vencida. Perdeu o prazo de validade. Ou Dilma muda a prescrição ou logo passará a ser vista como uma criança ingênua e inconsequente. Dessas que brincam no barro depois de tomar banho. O papel de gestora incapaz talvez seja menos pior que o de cúmplice.

Quando assumiu a Presidência pela primeira vez, em janeiro de 2011, Dilma infundia confiança na alma nacional. Questionados pelo Datafolha na ocasião, 73% dos brasileiros manifestaram a crença de que a pupila de Lula, vendida por ele como uma supergerente, faria um bom governo.

De volta às ruas na semana passada, o Datafolha repetiu a pergunta. Descobriu que Dilma prejudicou muito a imagem de sua sucessora. Hoje, 50% dos entrevistados apostam no êxito de Dilma 2ª. Decorridos quatro anos, o índice de otimismo emagreceu 23 pontos percentuais.

A 24 dias do fim, o primeiro reinado de Dilma é considerado ótimo ou bom por 42% dos brasileiros. É a mesma taxa de aprovação captada numa pesquisa feita em 21 de outubro, às vésperas do segundo turno da eleição presidencial. A novidade está na taxa de desaprovação, que subiu quatro pontos, de 20% para 24%. A conjuntura indica que o ruim pode ficar bem pior.

Maus dias estão por vir. Farão de 2015 um ano duro de roer. Na economia, o arrocho de Joaquim Levy, o ortodoxo que Dilma 2ª colocou na pasta da Fazenda para tentar consertar os erros que Dilma 1ª cometeu.

Na política, o escândalo do petrolão. Já está claro que a Petrobras virou a maior produtora de lama do país. E logo se verificará que o Congresso ganhou contornos de uma delegacia de polícia hipertrofiada. Quando seus aliados forem acomodados na fila da degola, Dilma terá de explicar por que ajudou a privatizar a Petrobras na bacia das almas dos partidos.

LINK PESQUISA

 

 

Tudo, ou nada

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 13 nov 2014

Tags:,

Por Valdir Barbosa

Valdir BarbosaPerguntaram-me. Quanto vale uma boa esposa? Respondi: NADA. Mulher não se compra, nem vende, obviamente, vale nada. Frise-se. Nada, aqui, não é o contrário de tudo, mesmo porque a ideia de tudo compreende dois lados de um bordado, onde o anverso revela paisagem majestosa e o oposto expõe um emaranhado de nós assustador.

Nada aqui supõe ausência de maldades, nuvem de fluidos benfazejos que conduzem a plenitude do nada a opor. O nada deste pensar remete à sublimação do nada exigir, de dar sob o manto de nada a reclamar.

Este nada navega num mar cristalino que não polui, nem se deixa poluir, pois abraça e acolhe no regaço o homem, enquanto prepara no ventre seu rebento, que em nada poderá encontrar termo de comparação.

Assim, nesse infinito brilha a perfeição sem jaça, de um ser que acolhe seus dependentes, muitas vezes incapazes de entender que pecam tão somente pelo desejo de querer tudo, desconhecendo que no ninho etéreo onde repousa a mulher amada, a mãe, nada falta.

Inquiriram-me. Quanto vale o homem, como gênero? Não tergiversei e fui direto à resposta. Vale quanto pesa seu caráter. Disse-o, posto remeti meu pensamento no geral e, sobretudo, no particular à postura dos homens públicos, de quem se espera seriedade. E que pareçam sérios, como a mulher de Cesar, até porque seus exemplos orientam a juventude, como de resto a nação inteira. …Leia na íntegra