CPI do transporte coletivo já tem 5 assinaturas; faltam 2

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política, transporte | Data: 10 jul 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_0521

A bancada de oposição da Câmara de Vereadores está contando como certa a instalação da Comissão Especial de Inquérito (CEI – ou CPI) para investigar o transporte coletivo de Vitória da Conquista. Até o momento, a proposta já teve o apoio de cinco parlamentares, dos sete que é preciso para oficializar o pedido.

Em contato com o líder da Oposição, vereador Arlindo Rebouças (PROS), os vereadores da minoria – Álvaro Pithon (DEM), Edjaime Rosa – Bibia (PSDB), Hermínio Oliveira (SD) – terão o apoio do pastor Sidney Oliveira (PRB), o que totaliza cinco assinaturas. “Mas ainda vamos procurar os outros 16 vereadores e acredito que conseguiremos as sete assinaturas necessárias”, disse Rebouças, que também revelou que a postura do PCdoB nesse caso do transporte indica para um apoio à proposta.

Para formalizar o pedido, a bancada de oposição aguarda a entrega de documentos (Contrato da Viação Vitória, Edital de Licitação e Ata da Licitação) solicitados à Prefeitura sobre a licitação do Transporte Coletivo, realizada em 2013.

Minha Casa Minha Vida convoca beneficiários para assinatura dos contratos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 out 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Minha Casa MinhaA partir da próxima segunda-feira (6), os beneficiários dos residenciais Margarida e Lagoa Azul 1, 2 e 3 que participaram da vistoria realizada pela Caixa Econômica Federal estão convocados para assinatura dos contratos. Confira a ordem abaixo:

06/10 – Assinatura de contrato dos beneficiários do Residencial Margarida
07/10 – Assinatura de contrato dos beneficiários do Residencial Lagoa Azul 1
08/10 – Assinatura de contrato dos beneficiários do Residencial Lagoa Azul 2
09/10 – Assinatura de contrato dos beneficiários do Residencial Lagoa Azul 3

A atividade acontecerá no auditório do Centro Municipal de Atendimento Especializado (Cemae), a partir das 8h. Mais informações, pelo telefone: (77) 3429 – 9400.

Prefeito assina contrato com a Cidade Verde e perde R$ 14 milhões

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 08 out 2013

Tags:, , ,

 

da Redação

assinatura de contrato BAção Popular vai tentar anular o contrato firmado entre a Prefeitura e a empresa

A Empresa Cidade Verde assinou o contrato para operar no transporte coletivo de Vitória da Conquista por 10 anos. A cerimônia de assinatura aconteceu na manhã desta terça-feira (08), no Salão Nobre da prefeitura e contou com a presença do prefeito Guilherme Menezes. Segundo o representante da Cidade Verde, Roberto Jacomelli, informou que 80 novos ônibus irão servir a comunidade  em  prazo máximo de 90 dias. “Temos interesse em aproveitarmos os funcionários da Serrana oferecendo-lhes capacitação para servir bem a comunidade”, revelou.

Entrevistado por nossa reportagem o secretário Municipal Luiz Alberto Shellman, falando para justificar a desclassificação da Serrana, que pagaria R$ 20,5 milhões, revelou que a documentação da empresa estava fraudada, e acrescentou: “A empresa não teria condições de cumprir com o contrato e então convocamos a Cidade Verde pelo valor de 6 milhões”, disse. A Viação Vitória, pelos mesmos serviços, assinou o contrato do Lote 1 por  R$ 37 milhões.

O vereador Arlindo Rebouças (PMN) ajuizará na Justiça uma Ação Popular para tentar anular o contrato. Rebouças defende a publicação de um novo Edital para que o município não seja prejudicado.

Itiruçu: Justiça Federal condena prefeito por falsificação de assinaturas

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Sudoeste | Data: 31 maio 2013

Tags:, , , ,

da Redação
imagesA Justiça Federal condenou o prefeito de Itiruçu Wagner Novaes (PSDB) suspendendo seus direitos políticos por 5 anos e pagamento de multa. A ação se refere a irregularidades cometidas pelo prefeito em sua primeira gestão no município (1997-2004) quando ele desviou recursos do programa Bolsa-Família.
Na época o pagamento era feito diretamente pela prefeitura já que os cartões digitais ainda não eram utilizados. O Ministério Público Federal apurou que Wagner Novaes falsificou assinaturas e impressões digitais de beneficiários do programa. A juíza Sandra Lopes Santos de Carvalho condenou o prefeito, além da improbidade administrativa, ao pagamento dos honorários advocatícios. Wagner foi eleito prefeito em 2012 e deve ter o mandato cassado pela Justiça Eleitoral.