Sequestros na França terminam com 3 terroristas e 4 reféns mortos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Mundo | Data: 09 jan 2015

Tags:, ,

do G1

frança

Operações policiais simultâneas encerraram nesta sexta-feira (9) os dois sequestros que estavam em andamento na França. Os irmãos Kouachi, suspeitos do massacre do “Charlie Hebdo”, e Amedy Coulibaly, um sequestrador que mantinha reféns em um mercado em Paris, morreram.

Alguns reféns foram libertados com vida, mas pelo menos 4 reféns que eram mantidos no mercado de Porte de Vincennes, em Paris, teriam morrido, segundo fonte policial ouvida pela agência Reuters.

Além disso, três policiais ficaram feridos na operação em Vincennes, e outro ficou ferido em Dammartin-en-Goële, de acordo com os jornais locais. …Leia na íntegra

França vive dois sequestros simultâneos relacionados ao incidente terrorista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Mundo | Data: 09 jan 2015

Tags:, ,


por Mateus Novais*
Foto: reprodução Globo News

1_13

Dois dias após o ataque ao jornal “Charlie Hebdo”, com 12 mortos, a França vive dois sequestros simultâneos relacionados ao incidente terrorista. Os irmãos suspeitos do ataque ao “Charlie Hebdo” estão cercados pelas forças de segurança num prédio em Dammartin-en-Goële, a 48 km de Paris. Eles estariam com ao menos um refém. Ao mesmo tempo, 2 suspeitos mantêm reféns num mercado judaico na capital francesa, segundo a imprensa local.

O sequestrador do mercado ameaçou matar os reféns se a polícia fizer uma investida contra os irmãos Kouachi, cercados em uma fábrica a 48 km de Paris, segundo a agência Associated Press. O jornal “Guardian” informa que o sequestro no mercado kosher (de produtos judaicos) em Paris está sendo acompanhado pelo governo de Israel, que ofereceu assistência à França. O governo nega que hajam mortos.

A agência Reuters afirma que forças antiterrorismo que cercam o fábrica onde estão os irmãos Kouachi desejam iniciar um diálogo e não fizeram uma investida contra a dupla, de acordo com um porta-voz do ministro do interior da França. “Isso pode levar muito tempo, horas e às vezes dias”, disse o porta-voz.

Mais de 88 mil integrantes das forças de segurança participam das operações, segundo o Ministério do Interior.

*Com informações do G1

Imagens fortes: Policial é assassinado após ataque ataque terrorista na França

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Mundo | Data: 07 jan 2015

Tags:, , ,

do Estadão

Imagens mostram homens armados atirando em policial durante fuga após ataque que deixou 12 mortos em Paris:

Ataque em sede de revista em Paris deixa pelo menos 12 mortos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Mundo | Data: 07 jan 2015

Tags:, ,


do G1

france-newspaper-atta_fran-

Pelo menos 12 pessoas morreram e 11 ficaram feridas em um tiroteio em Paris nesta quarta-feira (7). O crime aconteceu no escritório da revista satírica “Charlie Hebdo”, que já havia sido alvo de um ataque no passado após publicar uma caricatura do profeta Maomé, o que irritou os muçulmanos.

Entre os mortos estão dois policiais e 10 funcionários da revista. Segundo o jornal “The Guardian”, cinco mortos foram identificados. São eles: o editor e cartunista Stéphane Charbonnier, conhecido como Charb, o cartunista Wolinski, o economista e vice-editor Bernard Maris e os cartunistas Jean Cabu e Bernard Verlhac, conhecido como Tignous. A agência Reuters, citando a polícia, diz que outras 10 pessoas ficaram feridas, cinco em estado grave.

Segundo fontes policiais, os autores do ataque gritaram “Vingamos o Profeta!”, em referência a Maomé, alvo de uma charge publicada há alguns anos pela revista, o que provocou revolta no mundo muçulmano.

O procurador da República, François Molins, precisou os detalhes dos acontecimentos em coletiva de imprensa. Segundo disse, dois indivíduos entraram na sede da revista e perguntaram a dois funcionários da manutenção onde era a entrada. Em seguida, atiraram em um dos funcionários e renderam o outro no segundo andar do prédio, onde acontecia a reunião de pauta dos funcionários da publicação. Lá, atiraram e mataram 10 pessoas, sendo 8 jornalistas, um convidado e um policial encarregado da segurança. …Leia na íntegra