81 ataques de escorpião foram registrados em Vitória da Conquista em 2016

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 04 jan 2017

Tags:, ,

Da Redação

O escorpião amarelo da espécie Tityus Serrulatus tem deixando a população de Vitória da Conquista em alerta. Somente no ano de 2016 foram notificados 81 casos de ataques de escorpião no município, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Em 2015 foram registrados 59 casos de ataques e nenhum óbito. No ano passado,  no Assentamento Pau Brasil, zona rural de Barra do Choça, uma criança de seis anos morreu após ser picada por um escorpião.

Apesar do aumento, a Sesab descarta a possibilidade de uma epidemia na cidade, já que o número, que vem aumentando ano após ano, foi considerado dentro do esperado nas regiões. O órgão divulgou ainda que até o dia 26 de dezembro do ano passado foram registrados 13.500 acidentes com animais peçonhentos em todo estado, sendo que 9.200 foram de ataques de escorpiões.

O toxicologista Daniel Santos Rebouças, diretor do Centro de Informações Antiveneno (Ciave), atribuiu o aumento dos ataques as altas temperaturas da região, fator que propicia a adaptação do escorpião a região urbana, além de lixos, garrafas e entulhos onde os eles se escondem e se alimentam.

Caso ocorra um ataque, a recomendação é que se lave o local que foi picado com água e sabão, e em seguida ir à uma unidade de saúde para ser tratado.

Sesab confirma 10 casos de pessoas atacadas por seringa

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 22 out 2016

Tags:,

A Tarde

370_201610191725105A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia confirmou nesta sexta-feira, 21, que 10 pessoas foram atendidas no Hospital Couto Maia, relatando terem sido furados por seringa nas ruas da capital baiana. A unidade hospitalar é especializada em doenças infectocontagiosas.

A Polícia Civil informou que adotou medidas para intensificar as buscas aos responsáveis pelas ocorrências. Uma das medidas foi enviar uma equipe de investigação para as unidades de saúde, com casos registrados, para entrevistar as pessoas que informarem terem sido feridas em circunstâncias semelhantes.

O delegado Carlos Habib, diretor em exercício do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), informou que a Polícia Civil e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio do Hospital Geral Couto Maia (HGCM), estão trabalhando em conjunto para possibilitar a coleta do maior número de informações. “Esses dados vão subsidiar a investigação para que possamos chegar ao autor ou autores desses ataques”, explicou Habib, por meio de nota.

Caso a pessoa seja atendida em uma unidade de saúde que já conte com um posto da Polícia Civil, a vítima será entrevistada antes de ser liberada, informou a polícia.

De acordo com a PC, o Depom vai verificar a existência de câmeras de monitoramento nos locais onde foram relatados os ataques e solicitar a análise minuciosa das imagens.

A polícia pede para quem tiver informações que possam auxiliar a polícia na identificação e captura do suspeito dos ataques com seringas, pode ligar para o Disque – Denúncia (3235-0000) ou para 190. Não é necessário identificar-se.