Carro capota após colidir com outro veículo na Av. Frei Banjamin

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 jun 2015

Tags:, , ,


por Mateus Novais

capota-2foto: reprodução – WhatsApp Patagônia

Dois veículos colidiram no início da noite desta quinta-feira (4), feriado e Corpus Cristh, na Avenida Frei Benjamim, em Vitória da Conquista. Com a força do acidente, um dos carros chegou a capotar.

Segundo informações do Blog do Rodrigo Ferraz, o VW Fox atingiu a lateral do VW Gol e acabou perdendo o controle, capotando logo em seguida. Testemunhas ajudaram a reposicionar o carro, que parou com as rodas para cima, e no socorro dos passageiros.

capota-3foto: reprodução – WhatsApp Patagônia

O Samu 192 esteve no local e socorreu os envolvidos, que ainda não tiveram os nomes revelados. Aparentemente, ninguém ficou ferido gravemente.

Comerciantes e Ministério Público assinarão TAC das calçadas até 21 de junho

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral | Data: 26 maio 2014

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
Foto: Roberto Silva

DSC_0808Entre os dias 16 e 21 de junho o Ministério Público Estadual e comerciantes do entorno das avenidas Olívia Flores e Frei Benjamim irão se reunir novamente para definir os detalhes do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que organizará a utilização das calçadas destas vias.

Nestes encontros ficará definido o que cada comerciante deverá fazer para melhorar a utilização dos passeios públicos. O prazo foi dado observando a peculiaridade de cada calçada, que tem, por exemplo, dimensões diferentes em cada rua. O representante do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, Mauricio Munhoz, salientou que “não pode ser feito uma caça às bruxas. É preciso debater para encontrar soluções para os problemas.”.

Já o promotor de justiça Carlos Robson Leão enfatizou que está sendo realizadas as devidas discussões e os prazos estão sendo dados, “mas se o que for definido pelo TAC não for cumprido, caberá ao Ministério Público entrar com uma ação civil pública para determinar o cumprimento do acordo”.

MP e comerciantes discutem regularização das calçadas na Olívia Flores e Frei Benjamim

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 maio 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

audiencia_assembleia07_mai_16O Ministério Público Estadual agendou para às 14h de hoje (segunda-feira, 26) a reunião com os comerciantes do entorno da Av. Olívia Flores e Av. Frei Benjamim para organizar a utilização das calçadas destas vias. O promotor de justiça Carlos Robson Leão pretende celebrar um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com todos os comerciantes após o encontro, no auditório da Secretaria de Trabalho e Renda (Semtre).

Recentemente, em entrevista ao Blog da Resenha Geral, o promotor afirmou que o TAC irá definir “o tempo que vai ser dado para cada um se adequar. Se não se adequar, tanto a Gerência (de Posturas da Prefeitura) poderá adotar suas medidas, inclusive a interdição, quanto o Ministério Público vai atuar no exercício de suas funções legais”.

No dia 29 de abril, uma decisão da Gerência de Posturas da Prefeitura interditou quatro comércios do entorno da Olívia Flores.

Ministério Público irá regularizar calçadas da Olívia Flores e Frei Benjamim

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 09 maio 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

audiencia_assembleia07_mai_16O Ministério Público Estadual irá realizar uma reunião com os comerciantes do entorno da Av. Olívia Flores e Av. Frei Benjamim para organizar a utilização das calçadas destas vias. A expectativa do promotor de justiça Carlos Robson Leão é que se realize um Termo de Ajuste de Conduta com todos os comerciantes após este encontro, marcado para o fim deste mês.

“A questão que irá definir é o tempo que vai ser dado para cada um para se adequar. Se não se adequar, tanto a Gerência (de Posturas da Prefeitura) poderá adotar suas medidas, inclusive a interdição, quanto o Ministério Público vai atuar no exercício de suas funções legais”, disse o promotor.

Ele também ressaltou que a decisão de interditar os comércios do entorno da Olívia Flores, no dia 29 de abril, foi uma decisão da Gerência de Posturas da Prefeitura, “com todo o respaldo das suas atribuições legais”.