Saques em poupança superam depósitos em R$ 2,5 bilhões em outubro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 07 nov 2018

Tags:, ,

Da Redação

Os saques da caderneta de poupança superaram os depósitos em outubro deste ano, gerando retirada líquida de R$ 2,532 bilhões. Segundo relatório divulgado hoje (7) pelo Banco Central (BC), foram depositados, ao longo do mês passado, R$ 194,435 bilhões e sacados R$ 196,968 bilhões.

Ao todo, no mês passado, os depósitos somaram R$ 194,435 bilhões e os saques, R$ 196,968 bilhões. Esta foi a primeira vez desde fevereiro que os saques superaram os depósitos.

Durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo, bancos poderão alterar horário de atendimento

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Esportes | Data: 10 maio 2018

Tags:, ,

Da Redação

A Copa do mundo está chegando, e com ela algumas alterações em horários de funcionamento de serviços e estabelecimentos por todo país poderão ocorrer durantes os jogos do Brasil, o serviço bancário pode se tornar um deles.

Foi publicado na noite desta quarta-feira(09), pelo Banco Central,  a Circular nº 3.897, que permite que os bancos alterem o horário de atendimento ao público em suas agências nos dias dos jogos da seleção brasileira de futebol durante a Copa do Mundo 2018. As instituições financeiras apenas estarão obrigadas a funcionar, no mínimo, por quatro horas.

De acordo com o BC, as instituições precisarão afixar em suas dependências, com antecedência mínima de dois dias úteis, aviso sobre o horário de atendimento nos dias dos jogos. O primeiro jogo da seleção brasileira na Copa está marcado para o dia 17 de junho, contra a Suíça.

CNDL está otimista com iniciativa do Banco Central que reduz custo do cartão

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 28 mar 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), que administra o SPC Brasil, está otimista com a iniciativa do Banco Central do Brasil, publicada em circular nesta segunda-feira (26). A medida limitará, a partir de 1º de outubro de 2018, a tarifa de intercâmbio média de cartões de débito a 0,50% do valor da transação e a tarifa máxima a 0,80% do valor da transação.

A iniciativa impulsiona o pagamento eletrônico, que é mais seguro e eficiente. No entanto, segundo o presidente da CNDL, José César da Costa, como é pequena a diferença entre as taxas atualmente cobradas e as que passam a vigorar, a redução de preços ao consumidor não depende exclusivamente do lojista. “Para que o cliente perceba a diferença, é preciso que as credenciadoras realmente repassem a taxa de desconto”.

Nos últimos oito anos, a tarifa de intercâmbio dos cartões de débito aumentou de 0,79 por cento da transação para 0,82 por cento da transação, enquanto a taxa de desconto caiu de 1,60 por cento da transação para 1,45 por cento, informou o BC em comunicado. A taxa de intercâmbio é paga pelo credenciador do estabelecimento comercial ao emissor do cartão de débito.

Planalto ‘torce’ para que BC baixe taxa de juros

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 18 out 2016

Tags:, ,

Por Josias de Souza

No discurso oficial, o governo concede autonomia ao Banco Central para gerir a política monetária. Nos murmúrios paralelos, o Planalto avalia que chegou a hora de baixar a taxa de juros. Segundo a definição de um auxiliar de Michel Temer, a avaliação deve ser entendida como “torcida”, não como interferência.

É nesse contexto, submetida aos ruídos que chegam da arquibancada, que a equipe do Banco Central decide, na quarta-feira (19), o que fazer com a Selic, a taxa básica de juros da economia. Numa conjuntura que combina recessão com inflação alta, o índice está estacionado em 14,25% ao ano desde julho de 2015.

Os “torcedores” esperam que a taxa caia pelo menos para 14%. Argumentam que o governo se estruturou para preparar o gol do Copom. Citam a ”blindagem” oferecida ao ministro Henrique Meirelles (Fazenda); a aprovação na Câmara, em primeiro turno, da emenda do teto dos gastos; a queda nos preços dos combustíveis…

Desde que o economista Ilan Goldfajn assumiu o comando do Banco Central esta será a terceira reunião do Copom. Até aqui, evitou-se podar os juros sobretudo em função das dúvidas quanto à capacidade do governo de produzir algo que possa ser chamado de ajuste fiscal.

Para o Planalto, as incertezas já foram dissipadas. Dentro de dois dias, vai-se saber se o Banco Central pensa da mesma maneira. Será interessante observar a reação da arquibancada na hipótese de o time comandado pelo capitão Ilan Goldfajn decidir deixar tudo como está para ver como é que fica.

 

BC deve promover nesta semana primeiro corte de juros em 4 anos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 16 out 2016

Tags:, ,

G1

taxa-juros-em-junho-31-08
Na última vez em que os juros caíram no Brasil, em outubro de 2012, o papa ainda era Bento XVI, Hugo Chavez presidia a Venezuela, Nelson Mandela estava vivo, Anderson Silva era campeão dos pesos médios do UFC e o Facebook ainda não tinha comprado o WhatsApp.

Depois de tanto tempo, a aposta do mercado financeiro é de que a taxa básica de juros da economia, atualmente em 14,25% ao ano, voltará a recuar nesta semana, quando se reúne o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. O anúncio sobre o novo patamar da Selic será na próxima quarta-feira (19), por volta das 18h.

Os economistas dos bancos apostam maciçamente em um corte da taxa básica. A única dúvida dos analistas é sobre o tamanho da redução.

O mercado está dividido, com parte dos economistas estimando uma queda de 0,25 ponto percentual (para 14% ao ano) e outra parcela apostando que o BC poderá ser mais agressivo e baixar os juros para 13,75% ao ano (redução de 0,5 ponto percentual).

Pesquisa realizada pelo BC na semana passada mostra que esse deve ser apenas o início de um ciclo de corte nos juros.

O mercado financeiro aposta em reduções contínuas nos próximos meses, com cortes em dezembro, janeiro, fevereiro, abril, maio, julho e setembro de 2017 – quando os juros deverão ter atingido, segundo as projeções dos bancos, o patamar de 11% ao ano, o menor desde fevereiro de 2014.

Nova regra permitirá que clientes poderão abrir e fechar contas pela internet

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 25 abr 2016

Tags:, , ,

Da Redação

shutterstock_70450930O Banco Central (BC) divulgou nesta segunda-feira (25), que clientes de bancos agora podem abrir ou fechar contas bancárias, como conta-corrente e de poupança, usando a internet. As novas regras, que já estão valendo, foram regulamentadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Para executar o procedimento, os bancos terão que adotar procedimentos e controles que permitam confirmar a autenticidade dos documentos eletrônicos e podem usar tecnologias como contato por vídeo, de reconhecimento de voz e assinaturas com certificação eletrônica.

Com isso, segundo o Banco Central, espera-se que haja facilidade maior para abertura e encerramento de contas e incorpore nesse processo toda a inovação tecnológica. As mesmas regras das contas convencionais são válidas para as abertas por meio eletrônico, como as relativas à situação cadastral, tarifas, prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo.

Em 2016, conta de energia deve ter alta de 4,6%

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 26 dez 2015

Tags:, ,

Da Redação
foto: arquivo BRG

conta-luz
Os brasileiros continuarão a gastar mais com as contas de energia. De acordo com informações divulgadas pelo Banco Central nesta semana, em 2016, a energia elétrica no Brasil terá um reajuste médio de 4,6%. Essa estimativa, contudo,  não considera a taxa das bandeiras tarifárias, que passaram a incidir nas tarifas em 2015 e refletem o custo mais alto da produção de energia pelo uso mais intenso de termelétricas.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que a bandeira tarifária válida para o mês de janeiro de 2016 continuará sendo de cor vermelha. A bandeira vermelha implica um acréscimo de R$ 4,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos em todos os estados do país. O consumidor está pagando mais caro pela energia desde o início do ano.

Bradesco vira o banco mais reclamado ao Banco Central

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil | Data: 17 maio 2015

Tags:,


Correio da Bahia

bradescoEm tempos de crédito mais caro e rareamento de clientes, são os bancos que não querem ter o “nome sujo” na praça. Na disputa acirrada para evitar a liderança das reclamações contra as instituições, no entanto, foi o Bradesco que, em abril, acabou ficando no topo.

Desde que o Banco Central atualizou a metodologia da lista, em julho do ano passado, é a primeira vez que o Bradesco ficou com a primeira colocação. Em março, o HSBC se tornou o principal alvo dos consumidores, ultrapassando a Caixa, que figurava com a instituição com maior volume de queixas em relação ao tamanho em fevereiro.

…Leia na íntegra

Caixa volta a liderar ranking de queixas de clientes, diz BC

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil | Data: 19 fev 2015

Tags:, ,

Agência Brasil
650x375_caixa-economica-federal_1494290A Caixa Econômica Federal ficou em primeiro lugar no ranking de queixas contra bancos com mais de 2 milhões de clientes pelo segundo mês consecutivo, em janeiro. A instituição financeira havia liderado as reclamações também em dezembro. Os dados foram publicados  nesta quinta-feira, 19, pelo Banco Central (BC).

A instituição teve 953 reclamações procedentes e índice de 12,78%. Em segundo lugar na lista dos bancos de maior porte ficou o HSBC, com 112 queixas e índice de 10,99%. Em terceiro, o Santander, com 234 queixas e pontuação de 7,44%. Por fim, o Bradesco teve 541 queixas e índice de 7,22%, e o Banrisul, 25 queixas e pontuação de 6,42%.

…Leia na íntegra

Conta de luz deve subir 27,6%; Gasolina, 8% no ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 30 jan 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

imagem (1)O Banco Central trabalha com a perspectiva de que a conta de luz sofra uma alta de nada menos que 27,6% neste ano. Já a gasolina, segundo a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), ficará 8% mais cara em 2015, após a elevação dos impostos sobre os combustíveis.

E o peso no bolso do brasileiro vai ser ainda maior. O BC também prevê reajuste de 3% no botijão de gás e de 0,6% nas tarifas de telefone fixo. Informações do Diário do Poder

Bancos fecham amanhã em Vitória da Conquista e só reabrem no Ano Novo

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia, Vit. da Conquista | Data: 30 dez 2013

Tags:, , ,

da Redação

bancosAs agências bancárias vão fechar nesta 3ª feira (31), e no dia 1º de janeiro, de acordo com decisão da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Nos dias em que as agências estiverem fechadas, os clientes poderão usar os canais alternativos de atendimento para fazer operações bancárias, como caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados).

As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem no período em que os bancos ficarão fechados poderão ser pagas no próximo dia útil, 5ª feira, 2 de janeiro, sem a incidência de multa.

Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais). Em Vitória da Conquista os bancos oficiais e privados obedecerão as regras e orientações do Banco Central e Febraban.