Bandeira tarifária de dezembro será verde, anuncia Aneel

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Economia | Data: 30 nov 2018

Tags:, ,

Da Redação

Uma noticias boa para os baianos, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (30) que a bandeira tarifária de dezembro será verde, o que significa que não haverá cobrança extra na conta de luz no próximo mês.

De acordo com a Aneel, “apesar de os reservatórios ainda apresentarem níveis reduzidos, a expectativa é a de que a estação chuvosa continue promovendo elevação do nível de produção de energia pelas usinas hidrelétricas”.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da energia gerada, possibilitando aos consumidores reduzir o consumo quando a energia está mais cara. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

Conta de luz será mais cara neste mês de maio

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 02 maio 2018

Tags:,

Da Redação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) mudou a bandeira tarifária de verde para amarela neste mês de maio. Com isso, os consumidores pagarão uma conta de luz mais cara.

O valor cobrado com a alteração será de R$ 1 a cada 100 kilowatt hora (kWh) consumidos. Segundo a Aneel, a mudança ocorre em razão do final do período chuvoso. Ainda conforme a Agênia, com o início do período seco, cai o volume de chuva sobre os reservatórios das principais usinas hidrelétricas geradoras do país. Com isso, há a necessidade de se fazer uso da energia produzida pelas usinas termelétricas, que têm maior custo de produção.

Composto pelas cores verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2), o sistema de bandeiras foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica.

Com a adoção da bandeira amarela, a Aneel aconselha os consumidores a adotar hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado.

Bandeira tarifária da conta de luz será verde em janeiro

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 29 dez 2017

Tags:,

Da Redação


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (29) que a bandeira tarifária será verde no mês de janeiro, o que significa que não haverá cobrança extra nas contas de luz. “O acionamento dessa cor indica condições favoráveis de geração hidrelétrica no Sistema Interligado Nacional”, informou a Aneel em nota.

Nos últimos meses de 2017, devido ao baixo nível dos reservatórios das principais hidrelétricas do país e à falta de chuvas, a bandeira tarifária aplicou taxa adicional nas contas de luz. Em dezembro, vigorou a bandeira tarifária vermelha em patamar 1, o que representa cobrança extra nas contas de luz de R$ 3 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Em novembro, a bandeira ficou na cor vermelha patamar 2, a mais alta da escala criada pela agência para sinalizar o custo real da energia gerada. Na ocasião, a cobrança adicional para cada 100 kWh consumidos foi de R$ 5.

A mudança da bandeira para verde agora significa, portanto, que as chuvas das últimas semanas ajudaram na recuperação dos reservatórios das hidrelétricas e que há expectativa de que essa melhora continue nos próximos meses.

Aneel eleva cobrança máxima da bandeira tarifária de R$ 3,50 para R$ 5

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 24 out 2017

Tags:,


Da Redação


A taxa extra cobrada nas contas de luz com bandeira tarifária vermelha de patamar 2 passará de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cada 100 kWh consumidos. O novo valor foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta terça-feira (24). A nova taxa terá um aumento de 42,8%.

Segundo a decisão da Aneel, o novo valor passará a valer já a partir de novembro. Entretanto, se trata de uma proposta que passará por audiência pública e poderá ser alterada em uma votação posterior à audiência.Ainda conforme o órgão, a aplicação imediata do novo valor vai evitar um déficit ainda maior na conta que arrecada os recursos das bandeiras tarifárias, que já registra prejuízo.

A proposta da agência reguladora manteve em R$ 3,00 o valor do patamar 1 da bandeira vermelha. Já a taxa da bandeira amarela cairá pela metade, de R$ 2 para R$ 1 a cada 100 kWh consumidos.

Conta de luz voltará a ter cobrança extra em julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 01 jul 2017

Tags:, ,

Da Redação


A bandeira tarifária das contas de energia de julho será amarela, o que implica em uma cobrança extra nas contas de luz de R$ 2 a cada 100 kilowatts-hora (kWh) consumidos. A informação foi divulgada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira (30).

Depois de passar os meses de abril e maio na cor vermelha, patamar 1, com uma taxa extra de R$ 3 a cada 100 kWh consumidos, a bandeira ficou verde em junho e cobrança foi suspensa. Segundo a Aneel, “o fator que determinou para o acionamento da bandeira amarela foi o aumento do custo de geração de energia elétrica.”

Conta de luz: bandeira verde continua em fevereiro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 27 jan 2017

Tags:,

Da Redação


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta sexta-feira (27) que, assim como em janeiro, a bandeira tarifária ficará na cor verde no mês que vem. Dessa forma, os consumidores não terão cobrança extra na conta de luz em fevereiro.

“A condição hidrológica favorável possibilitou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh)”, afirmou a Aneel. Isso significa que as chuvas vêm sendo suficientes para recuperar os reservatórios das principais hidrelétricas e, por isso, há menos necessidade de uso de termelétricas para atender à demanda do país por energia.

O sistema de bandeiras tarifárias criou uma taxa extra que é cobrada nas contas de luz sempre que o custo de geração de energia fica mais alto, em decorrência do acionamento de usinas termelétricas, que produzem uma energia mais cara.

2017 começa com bandeira tarifária verde

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 31 dez 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

A bandeira tarifária para o mês de janeiro de 2017 é verde. Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente da energia elétrica.

Conforme relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), a condição hidrológica favorável determinou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh). O valor da térmica acionada ficou em 128,65 R$/MWh e possibilitou a manutenção da bandeira verde, sem custo para todos os consumidores de energia elétrica.

O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

Bandeira tarifária da conta de luz volta a ficar verde em dezembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 25 nov 2016

Tags:, ,

Da Redação

conta-luz
bandeira No mês de dezembro, voltará a ser aplicada à bandeira tarifária verde nas contas de luz, ou seja, não haverá cobranças extras para o consumidor. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o que determinou a volta da bandeira para o patamar verde foi a condição hidrológica mais favorável, o que permitiu o desligamento das usinas térmicas mais caras.

No mês passado, a bandeira adotada foi a amarela, por causa da falta de chuvas, o que fez com que fossem acionadas termelétricas com custo mais alto, para garantir o suprimento de energia para o país. Assim como o mês de março, que com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh,. Já de abril a outubro a bandeira ficou verde, sem cobrança extra.

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

 

Contas de luz terão acréscimo no mês de novembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 28 out 2016

Tags:, ,

Da Redação

650x375_conta-de-luz_1541229
No mês de novembro, a bandeira tarifária voltará a ser aplicada nas contas de luz.  Nesse mê, a bandeira será a amarela, com custo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A medida se deve às condições hidrológicas menos favoráveis, o que determinou o acionamento de usinas termelétricas, mais caras.

Desde abril deste ano, a bandeira tarifária estava verde, ou seja, não havia custo extra para os consumidores. No ano passado, todos os meses tiveram bandeira vermelha, primeiramente com cobrança adicional de R$ 4,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3 a cada 100 kWh.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, mai cara do que a energia de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país.

*Com informações da Agência Brasil

Bandeira tarifária continuará verde em outubro

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 01 out 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

conta-luzNo mês de setembro, a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz será verde, ou seja, não haverá nenhum valor adicional a ser pago pelos consumidores brasileiros. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os reservatórios das principais usinas hidrelétricas do País estão em níveis adequados.

De acordo com o órgão regulador, além da evolução positiva das chuvas durante o chamado “período úmido” de 2016, a bandeira verde também se justifica pela redução da demanda por eletricidade decorrente da retração econômica e pela entrada em operação de novas usinas no sistema.

A última vez em que o regime de bandeiras gerou cobrança adicional aos usuários foi em março deste ano.

Bandeira tarifária da conta de energia continua na cor verde em junho, diz Aneel

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 31 maio 2016

Tags:, , ,

Da Redação

conta-luzEm junho, a bandeira tarifária da conta de energia permanecerá na cor verde. Foi o que informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), nesta terça-feira (31).

Desde abril a bandeira tarifária está na cor verde. Com junho, portanto, serão três meses seguidos sem a cobrança extra na conta de luz pelo uso de termelétricas.

De acordo com a Aneel, a mudança foi possível principalmente por conta da melhora no armazenamento de água nos reservatórios das principais hidrelétricas do país durante o último período de chuvas (novembro a abril).

O sistema de bandeiras tarifárias começou a valer em janeiro de 2015. O mecanismo foi criado para permitir a arrecadação imediata de recursos para cobrir gastos extras com o aumento do uso de eletricidade produzida pelas termelétricas.

Opnião: nova tarifa de táxi manterá sistema equilibrado

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 01 out 2015

Tags:, ,

da Redação

taxiA cidade de Vitória da Conquista possui 365 táxis, iniciativa do ex-prefeito José Pedral preocupado em manter o sistema equilibrado e regulamentado. “A primeira porta que se abre quando você chega  a uma cidade é a do táxi”, dizia Pedral sempre aberto ao diálogo com os profissionais da categoria.

Após o Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) atualizar os taxímetros, a tarifa de táxi será reajustada em função do aumento dos combustíveis e do índice da inflação no período. Com o reajuste, cada Km rodado rodado na bandeira 1 será de R$ 2,70 e na bandeira 2 de R$ 3,00. O valor fixo inicial de cada corrida, ficará em R$ 4,20 e a hora parada R$ 16,30.

A não autorização para implantação do mototáxi na cidade – muito contribui para que o serviço de táxi a cada ano seja aprimorado. O mototáxi, além de desregulamentar o sistema de transporte e trânsito, contribui com acidentes com mortes e mutilações. Os hospitais de cidades que funcionam esse serviço sofrem com a falta de leitos.

Agosto também terá bandeira vermelha nas contas de luz

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 31 jul 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

COELBA

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou, nesta sexta-feira (31), que a bandeira tarifária vermelha estará em vigor também em agosto. Isso significa que os consumidores vão pagar novamente um adicional de R$ 5,50 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) de energia consumidos, no período.

Em julho, a bandeira também foi vermelha, por causa do uso intenso da energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a gerada por usinas hidrelétricas. O sistema de bandeiras tarifárias permite a cobrança de um valor extra na conta de luz, de acordo com o custo de geração de energia.

Aneel volta a aplicar bandeira vermelha nas contas de luz

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil | Data: 29 mar 2015

Tags:, ,

Agência Brasil

imagesO consumidor terá de enfrentar mais um mês de tarifas altas no setor de energia elétrica. A conta de luz do mês de abril, segundo divulgado ontem pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), será acrescida de R$ 5,50 a cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumidos. Trata-se da aplicação do sistema de bandeiras tarifárias, que está em vigor desde janeiro.

Para abril, a cor da bandeira novamente será a vermelha, como já ocorreu em janeiro e fevereiro. Especialistas do setor  – e técnicos do próprio governo – acreditam que essa cor dificilmente irá mudar ao longo do ano. Isso ocorre porque a bandeira tarifária serve justamente para repassar ao consumidor o uso intenso das usinas térmicas, que são mais caras que as hidrelétricas.

…Leia na íntegra