Conta de luz não terá taxa extra no mês de junho

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 26 maio 2017

Tags:, ,


Da Redação


Nesta sexta-feira (26), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que a bandeira tarifária do mês de junho será verde. Dessa maneira, não haverá cobrança extra na conta de energia no próximo mês.

Em abril e maio, a bandeira tarifária ficou na cor vermelha, patamar 1, e os consumidores pagaram uma taxa extra de R$ 3 a cada 100 kWh consumidos. Segundo a Aneel, “os fatores que contribuíram para o retorno da bandeira verde foram a maior afluência das vazões que chegaram aos reservatórios das hidrelétricas em maio de 2017 e a perspectiva de redução do consumo de energia elétrica.”

A evolução das cores da bandeira tarifária indica que o custo de produção de energia no país aumentou nos últimos meses. Isso está relacionado com a chuva abaixo do previsto, o que acaba reduzindo o armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas ou fazendo com que esse armazenamento suba menos que o esperado.

Bandeira tarifária da conta de luz volta a ficar verde em dezembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 25 nov 2016

Tags:, ,

Da Redação

conta-luz
bandeira No mês de dezembro, voltará a ser aplicada à bandeira tarifária verde nas contas de luz, ou seja, não haverá cobranças extras para o consumidor. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o que determinou a volta da bandeira para o patamar verde foi a condição hidrológica mais favorável, o que permitiu o desligamento das usinas térmicas mais caras.

No mês passado, a bandeira adotada foi a amarela, por causa da falta de chuvas, o que fez com que fossem acionadas termelétricas com custo mais alto, para garantir o suprimento de energia para o país. Assim como o mês de março, que com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh,. Já de abril a outubro a bandeira ficou verde, sem cobrança extra.

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh.

 

Conta de luz: bandeira verde continua no mês de setembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 30 ago 2016

Tags:, ,

Da Redação

conta-embasaNo mês de setembro, a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz será verde, ou seja, não haverá nenhum valor adicional a ser pago pelos consumidores brasileiros. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o resultado positivo do período úmido e o aumento de energia disponível, com redução de demanda, e a adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro favoreceram a manutenção da bandeira verde pelo sexto mês consecutivo.

Havia uma expectativa no setor elétrico de que a bandeira pudesse passar para amarela no mês de setembro, principalmente porque o nível dos reservatórios das hidrelétricas das regiões Norte e Nordeste estão baixos para esta época do ano. Quando há pouca água nos reservatórios, é preciso acionar as termelétricas para garantir o suprimento de energia, o que encarece o custo da energia.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015, como forma de recompor os gastos extras das distribuidoras de energia com a compra de energia de usinas termelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade.

Conta de energia: bandeira tarifária continua verde em julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 27 jun 2016

Tags:,

Da Redação

conta-luzEm julho, não haverá cobrança extra nas contas de luz pelo uso de termelétricas, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Assim, no próximo mês, a bandeira tarifária permanecerá na cor verde.

Dessa forma, julho será o quarto mês consecutivo sem a cobrança extra na conta de luz, visto que desde abril a bandeira tarifária está na cor verde. A manutenção da bandeira se deve, segundo a Aneel, ao resultado positivo do período úmido (de chuvas), que recompôs os reservatórios das hidrelétricas; ao aumento de energia disponível com redução de demanda (queda no consumo); e à adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro.

O sistema de bandeiras tarifárias começou a valer no país em janeiro de 2015. O mecanismo foi criado para permitir a arrecadação imediata de recursos para cobrir gastos extras com o aumento do uso de eletricidade produzida pelas termelétrica, cuja energia custa mais caro que a das hidrelétricas porque é produzida pela queima de combustíveis, como óleo e gás natural.

Tarifa de energia ficará mais barata a partir de sexta (1º)

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 30 mar 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

TarifaA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou a vigência da bandeira verde nas contas de luz a partir do dia 1º de abril. Será a primeira vez, desde a implantação do sistema, que não haverá cobrança adicional nas tarifas de energia, o que pode reduzir a conta em até 6,5%.

De janeiro de 2015 a fevereiro deste ano vigorou a bandeira vermelha, que sinaliza piores condições de geração de energia e o uso de usinas térmicas, mais caras que as hidrelétricas. Em março, foi adotada a bandeira amarela.

A vigência da bandeira verde foi anunciado no fim de fevereiro pela cúpula do setor elétrico. Na época, o governo previa que, a partir do próximo mês, apenas usinas mais baratas, com custo inferior a R$ 211 por megawatt-hora, precisariam gerar energia.

Bandeira verde: conta de luz deixa de ter cobrança extra em abril

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 26 fev 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

conta-luz

A conta de luz dos brasileiros deixará de ter a cobrança extra a partir de abril. A conta passará a ter bandeira verde. A medida deve gerar uma redução de 6 a 6,5 pontos percentuais na tarifas de energia, de acordo com o governo.

O valor da conta pode cair já no mês que vem. De acordo com o ministro, em março passará a vigorar a bandeira amarela, que representa um acréscimo de R$ 1,50 a cada 100 kW/h consumidos.

Em fevereiro, a conta de luz estava com adicional R$ 3 para cada R$ 100 kW/h.

A redução só foi possível após o Conselho de Monitoramento do Setor Elétrico decidir desligar mais 15 usinas térmicas devido à melhora dos reservatórios das hidrelétricas. Isso deve reduzir os custos para as geradoras de energia.