Conquista: BNDES busca parceria com Prefeitura Municipal

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 jun 2018

Tags:,

Da Redação
Fonte: Ascom/PMVC

Estiveram em Vitória da Conquista,  para uma visita ao prefeito municipal Herzem Gusmão os técnicos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O chefe de Departamento de Originação Nordeste, Caio Ramos e o administrador do Departamento Regional Nordeste, Rodrigo de Aguiar, foram recebidos pelo gestor e membros do Governo Municipal nesta quarta-feira (13).

A reunião aconteceu  no Gabinete Civil, serviu para apresentar ao Município as linhas de investimento do banco. “A gente vem informado de que é um município bem gerido, que tem condições de tomar recursos para viabilizar obras de infraestrutura importantes para a população e tivemos a oportunidade de apresentar ao prefeito as linhas disponíveis para os municípios”, disse Caio Ramos.

“O BNDES, sabendo do potencial da cidade, nos faz uma visita oficial, sinalizando com muita boa vontade no sentido de operar em Vitória da Conquista. Nós estamos em fase de elaboração de vários projetos e estamos confiantes de que a qualquer momento podemos iniciar uma relação com essa instituição”, declarou o prefeito. Entre os projetos importantes citados pelo gestor está o Centro de Abastecimento. O valor necessário para a obra é de aproximadamente R$ 20 milhões.

*Estiveram no encontro, o chefe do Gabinete Civil, Marcos Ferreira, os secretários de Finanças, Infraestrutura e Mobilidade Urbana, respectivamente, Gildásio Oliveira, José Antônio Vieira e Ivan Cordeiro, além da coordenadora municipal de Programas e Projetos da Secretaria de Transparência, Joana Figueiredo.

Seminário gratuito apresenta linhas de crédito do BNDES em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 18 jul 2017

Tags:, ,

Da Redação

No dia 19 de julho, será realizado em Vitória da Conquista o Seminário de Crédito para  disseminar linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) específicas para as Micro e Pequenas Empresas (MPE). O evento buscará oportunizar aos participantes uma conversa sobre suas demandas com outros bancos.

Nesse sentido, o evento se propõe a disseminar uma alternativa de acesso a linha de crédito com juros mais baixos do que os praticados no mercado, através de uma apresentação didática, realizada pela própria equipe do BNDES.

O seminário é uma ação articulada através da Unidade de Gestão de Produtos e Unidades Regionais do Sebrae com o BNDES, que conta também com a participação da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Desenbahia e Banco do Nordeste.

O evento é gratuito e acontecerá das 19 às 22 horas, na Casa Rafiki. Os interessados podem se inscrever nos pontos de atendimento do Sebrae.

Seminário gratuito apresenta linhas de crédito do BNDES

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 05 jul 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias (Conteúdo)

Voltado para donos de pequenos negócios, o evento é gratuito e pretende mostrar alternativas de acesso a crédito com menores taxas de juros

Com o objetivo de disseminar linhas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) específicas para as Micro e Pequenas Empresas (MPE) e oportunizar aos participantes uma conversa sobre suas demandas com outros bancos, acontece nos dias 18 e 19 de julho, das 19h às 22h, respectivamente em Jequié e Vitória da Conquista, o Seminário de Crédito.

Os eventos são gratuitos e os interessados podem se inscrever nos pontos de atendimento do Sebrae nos municípios. Mais informações pelos telefones (73) 3525-3552, Sebrae Jequié, e (77) 2424-1600, Sebrae Vitória da Conquista. Em Jequié, o Seminário será realizado no Auditório da Associação Comercial e Industrial do município e, em Vitória da Conquista, na Casa Rafiki.

O técnico do Sebrae da Unidade de Acesso a Crédito e Serviços Financeiros, Marcelo Andrade, explica que o evento é uma oportunidade para disseminar uma alternativa de acesso a linha de crédito com juros mais baixos do que os praticados no mercado, através de uma apresentação didática, realizada pela própria equipe do BNDES.

O seminário é uma ação articulada através da Unidade de Gestão de Produtos e Unidades Regionais do Sebrae com o BNDES, que conta também com a participação da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Desenbahia e Banco do Nordeste.

BNDES devolve R$ 100 bilhões ao Tesouro e reduz dívida bruta do governo

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 24 dez 2016

Tags:, ,

Da Redação
Com informações da Agência Brasil

Um mês depois de o Tribunal de Contas da União (TCU) autorizar a operação, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) devolveu R$ 100 bilhões ao Tesouro Nacional. A quantia faz parte dos R$ 532 bilhões que o banco deve à União referente aos empréstimos que recebeu de 2008 a 2014.

Em nota, o Ministério da Fazenda informou que a antecipação reduzirá a Dívida Bruta do Governo Geral em 1,6 ponto percentual do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Em outubro, segundo os dados mais recentes do Banco Central, o indicador estava em 70,3% do PIB.

A devolução também permitirá ao Tesouro economizar R$ 37,3 bilhões em subsídios que deixarão de ser pagos ao BNDES nos próximos anos para cobrir a diferença entre a taxa Selic (juros básicos da economia) e os juros inferiores às taxas de mercado cobrados nos financiamentos concedidos pelo BNDES. Apenas em 2017, a economia deverá ficar em torno de R$ 7 bilhões.

Dos R$ 100 bilhões, o banco pagou R$ 40 bilhões em títulos públicos e R$ 60 bilhões em dinheiro. Os títulos foram imediatamente cancelados, e os recursos financeiros serão utilizados exclusivamente para o pagamento de dívida pública em mercado.

“A operação é importante componente do programa de ajuste fiscal do Governo Federal e resulta em melhora substancial e imediata no nível de endividamento”, informou o Ministério da Fazenda em nota.

PMDB atua com oposição para liberar CPI do BNDES

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 20 jul 2015

Tags:, , ,

Diário do Poder

Partido reivindica presidência ou relatoria de Comissão

câmara dos deputados

Partido do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (RJ), o PMDB vai reivindicar o comando da recém-criada Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará as atividades do BNDES a partir de agosto. A CPI do BNDES se dedicará a aprofundar informações sobre os empréstimos feitos pelo banco público desde o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A comissão foi criada na sexta-feira, algumas horas após Cunha anunciar seu rompimento político com o governo Dilma Rousseff.

O PMDB tem interesse na presidência ou na relatoria da CPI. Um dos cargos ficaria com o partido e o outro, com a oposição. O líder peemedebista, deputado Leonardo Picciani (RJ), deve ter uma reunião com Cunha hoje e, apesar do recesso parlamentar, o assunto pode entrar na pauta.

No mesmo dia em que a CPI foi criada, o PSDB, principal partido de oposição ao governo, indicou seus dois membros – os deputados Betinho Gomes (PE) e Miguel Haddad (SP). O bloco liderado pelo PMDB, que inclui outros 13 partidos, como PP, DEM, PTB e Solidariedade (SD), tem direito a 11 vagas. O bloco dos tucanos pode indicar mais quatro titulares. O grupo parlamentar encabeçado pelo PT tem apenas oito vagas. Há ainda outras duas vagas, destinadas ao PDT e ao PSL, que não formam parte de nenhum bloco.

No Senado, o presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) deve ler o requerimento de criação de uma comissão semelhante para investigar o BNDES assim que terminar o recesso parlamentar, em 6 de agosto. Mas, até lá, os senadores ainda podem retirar suas assinaturas de apoio à comissão. …Leia na íntegra

Arthur Maia compara BNDES à caixa preta

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 13 maio 2015

Tags:, , ,

da Redação

IMG_8538O líder do Solidariedade, deputado federal Arthur Maia (BA), criticou, na sessão plenária da noite de ontem,12, a falta de transparência nas operações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “O BNDES tem como principal missão fazer investimentos no território nacional que atendam, sobretudo, as áreas menos desenvolvidas a fim de gerar emprego, riqueza, oportunidade. Mas não é esse o fim que tem sido dado ao dinheiro do banco. Ele tem sido um instrumento para alimentar vocações políticas próprias e referentes ao Partido dos Trabalhadores e aos amigos do Governo, e não para atender aos interesses do Brasil”, salientou.

O Plenário da Câmara aprovou, por 299 votos a 120, a Medida Provisória 663/14, que aumenta em R$ 50 bilhões o limite de recursos que a empresa poderá emprestar com subvenção econômica da União. O total passa a R$ 452 bilhões. “Mesmo diante de uma crise provocada pela irresponsabilidade fiscal da presidente Dilma, estamos conscientes de que esta medida de fazer maiores investimentos é, a princípio, correta. Este é um receituário tradicional na economia de mercado. O nosso grande questionamento é a falta de transparência do BNDES em relação a esses empréstimos”, apontou.

Recentemente, o ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Augusto Nardes, fez uma crítica às condições secretas com que os investimentos do BNDES são feitos. No final do ano passado, o banco se recusou a repassar informações dos contratos e enviou documentos tarjados ao TCU alegando sigilo bancário para esse tipo de transação. Para Arthur Maia, “estes investimentos, sobretudo no exterior, constituem-se em uma caixa preta”.  …Leia na íntegra