Deu no Bocão News: Neto terá um PMDB revigorado para eleições em 2018, garante Herzem Gusmão

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 15 set 2017

Tags:, , , ,

da Redação
Fonte: Bocão News

Entrevistado na noite desta quinta-feira (14), por Zé Eduardo, no programa Se Liga Bocão da Rádio Itapoan FM (97,5), em Salvador, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) destacou realizações do seu governo e realçou o fato de já ter assessorias das mais importantes a exemplo da Dom Cabral, Prática, PJ, equipe de Jaime Lernner e prestes a contratar a Fundação Escola Politécnica da Ufba .

Na entrevista o prefeito falou que vem garantindo o Governo Rui  Costa (PT),  apenas  a construção do Metrô na capital, toda verba do Governo Federal, e que o PT carimbou como se fosse obra dele. Gusmão desafiou qual a obra do Governo do Estado em sua cidade e em todo interior da Bahia. A construção do terminal de passageiros do novo aeroporto, a exemplo do Metrô da capital, é toda ela realização do Governo Federal.

Leia a íntegra da matéria gerada após a entrevista na Itapoan FM:

Bocão News

“Neto terá um partido revigorado em 2018”, garante Herzem Gusmão

 

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), refutou a saída da legenda da base do  prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), que concorre ao governo do estado, em 2018.  Após os escândalos envolvendo o ex-ministro Geddel Vieira Lima, cresce a possibilidade do demista minar a participação do PMDB na chapa majoritária.

Sobre isso, Gusmão disse que “ao contrário, Neto não terá prejuízo nenhum tendo o PMDB na chapa”. Segundo ele, “Neto terá um partido revigorado em 2018”. Em entrevista ao programa Se Liga Bocão, da rádio Itapoan FM, na noite desta quinta-feira (14), o peemedebista defendeu vigorosamente a mudança da sigla de PMDB para MDB. O partido já marcou uma convenção nacional para o dia 27 de setembro visando adotar o antigo nome: Movimento Democrático Brasileiro (MDB), sigla que vigorou de 1966 a 1979 durante a ditadura militar.

Questionado se acredita que os eleitores enxergariam uma mudança no partido, mesmo tendo os mesmo membros, Gusmão defendeu uma mudança na ideologia do partido. “Eu não estou falando de pessoas, estou falando de ideologia. Defendo o MDB. Hoje não tem um partido político que sirva de exemplo para quem quer que seja. E o MDB tem uma história extraordinária”, defendeu.

O prefeito ainda minimizou o fim da era dos Vieira Lima dentro da legenda. Disse que não vai condenar o deputado federal Lucio Vieira Lima antes de qualquer julgamento jurídico. “Geddel está afastado por decisão da Justiça. Lúcio é deputado federal. Ora, não vou sair condenando. E entendo que qualquer debate ele tem que estar presente. Lucio é o presidente do partido em Salvador. Ele é legítimo. Vamos aguardar o desfecho”, afirmou.

Lúcio contesta Wagner e atribuiu a “calmaria” a decisão do STF

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Política | Data: 05 jan 2016

Tags:, , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

da Redação

Lucio PMDBO deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB), um dos principais nomes do partido no Brasil, criticou em entrevista ao programa Se Liga Bocão,  a participação do ex-governador da Bahia e Chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, que vem exercendo o papel de tentar desviar atenção do Brasil para o sentimento em defesa do impeachment.

“Ele gosta muito de conversar. A situação melhorou um pouco mas não foi por Jaques Wagner. Houve uma calmaria, muito por conta do STF. É o conjunto da obra e ele deve ter participação nisso”, disse.

Lúcio negou que sustenta rivalidade particular com o petista. “Nunca disse que não gostava dele. Disse que ele não cumpriu os compromissos assumidos”, destacou ao se referir da posição do PMDB em deixar a base governista ainda na primeira gestão de Wagner como governador da Bahia.