Começa, em Ubaitaba, o campeonato baiano de canoagem

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 30 jul 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Ascom/Sudesb/Conteúdo

As provas da primeira etapa acontecem domingo, 30, reunindo canoístas da cidade, municípios vizinhos e do Recôncavo baiano. O evento tem apoio do Governo do Estado, por meio da Sudesb

 

A cidade de Ubaitaba, terra natal do medalhista olímpico Isaquías Queiroz, sedia neste domingo, dia 30, a primeira etapa do Campeonato Baiano de Canoagem. As provas iniciam às 9h30, na Av. Beira Rio, reunindo 120 atletas locais e também dos municípios de Ubatã, Itacaré, Maraú, Cachoeira e São Félix.

Participam canoístas com faixa etária de 8 a 45 anos, disputando provas masculinas e femininas nas categorias infantil, menor, cadete, júnior, sênior, master e também paracanoagem. O campeonato baiano prevê mais duas outras etapas, agendadas para setembro, em Itacaré, e a terceira e última, em dezembro, na cidade de Ubatã.  …Leia na íntegra

Baianos de Ubatã e Ubaitaba conquistam duas medalhas no Pan do Canadá

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Esportes | Data: 13 jul 2015

Tags:, , , , , ,

por Mateus Novais

MEIOday3_3(1)

A canoagem marcou a segunda-feira do Brasil no Panamericano de Toronto (Canadá). Especialmente dois baianos, um de Ubatã e outro de Ubaitaba, ajudaram a colocar na o Brasil sexta colocação no quadro geral de medalhas do Pan. O ubaitabense Isaquias Queiroz conquistou o ouro na categoria C1 1000m. Logo depois, Isaquias (direita da foto) voltou a competir para confirmar a prata para o país ao lado do ubatense Erlon de Souza, no C2 1000m.

O resultado mais importante da modalidade nesta segunda foi de Isaquias Queiroz, no C1 1000m. Bicampeão mundial, o brasileiro confirmou favoritismo na modalidade para se juntar ao judô (duas vezes), ao tiro e à patinação como esportes que deram ouro ao Brasil na competição até o momento. O ubaitabense de 21 anos foi dominante e garantiu a primeira colocação com o tempo de 4min07s866.

Isaquias usa o evento no Canadá para se preparar para o Mundial da Itália, que acontecerá em Milão, em agosto. A prioridade de Isaquias Queiroz é dar um salto na competição que reúne os melhores da modalidade. “Espero que venha mais. Eu sabia que podia ganhar, porque já venho de vitórias sobre ele o canadense [Mark Oldershaw] em Mundiais, mas agora vem a Copa do Mundo e tenho que fechar o foco para 2016, porque o importante é a medalha olímpica”, ressaltou o atleta.

Sem tempo para comemoração após o ouro individual, Isaquias formou dupla com Erlon de Souza para competir a final do C2 1000m. Acostumados a competir um contra o outro desde a época em que usavam o Rio das Contas como local de treinamento, Isaquias e Erlon se uniram para conquistar a medalha de prata. O Brasil terminou a prova após 3min47s117. O Canadá ficou com o ouro da categoria, com Cuba na terceira colocação e o bronze.