Conquista: Prefeitura realiza audiência pública para discutir lei de obrigatoriedade de cardápios em braile

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Segurança, Vit. da Conquista | Data: 27 set 2019

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_oeste_park.gif

Fonte:Secom/PMVC

Será realizada nesta segunda feira (30), pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista a 1ª Audiência Pública sobre a obrigatoriedade da disponibilização dos cardápios em braile, em bares, hotéis, restaurantes e estabelecimentos similares em Vitória da Conquista.

O evento acontece às 14h, no prédio da Associação Conquistense de Integração do Deficiente (Acide). A Audiência será aberta à comunidade e contará com a presença de representantes de instituições, associações, entidades e lideranças de diversos segmentos. Lá serão discutidos os pontos da lei antes de sua homologação, além do apoio a ser fornecido aos proprietários de bares e restaurantes para a adaptação dos cardápios e treinamento do pessoal.

Segundo o Secretário de Trabalho Renda e Desenvolvimento Econômico, Claudio Cardoso, a audiência pública visa alinhar os pontos para que a lei seja aplicada de maneira a atender a todos.

A Acide fica localizada na Avenida Siqueira Campos, 2000, Bairro Candeias (Próximo ao Estádio Lomanto Júnior).

Lei determina que bares disponibilizem cardápios para cegos em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 08 jul 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Da Redação

Fonte:M. R

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista, aprovou a Lei nº 2.312, que obriga a disponibilização de cardápios em Braille em bares, hotéis, restaurantes e estabelecimentos similares para o atendimento ao deficiente visual.

De acordo com a lei, é necessário que a localidade tenha no mínimo dois cardápios em Braille, com todas as informações encontradas nos cardápios convencionais.

A lei também estabelece que haverá fiscalização municipal competente para o devido cumprimento e a aplicação das penalidades decorrentes do não atendimento.