Data de solicitação para inspeção de veículos da Operação Carro-Pipa é divulgada

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 25 jul 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Via-Bahia.png

PMVC

Os proprietários de carros-pipa que tiverem interesse em participar do credenciamento da Operação Carro-Pipa, desenvolvida pelo Governo Federal (Exército) em parceria com a Prefeitura de Vitória da Conquista, devem solicitar a inspeção sanitária dos tanques em que é transportada a água potável. O pedido deve ser feito entre os dias 01 a 14 de agosto, em horário comercial, na sede da Vigilância Sanitária na Secretaria Municipal de Saúde.

Os proprietários dos veículos devem comparecer ao setor portando originais e cópias dos seguintes documentos: Alvará de Licença para Localização e Funcionamento, emitido pela Secretaria Municipal de Finanças, em nome do proprietário do veículo; Carteira Nacional de Habilitação do condutor; Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV); Comprovante de residência em Vitória da Conquista, em nome do proprietário do veículo; e preenchimento de requerimento da Vigilância Sanitária.

As vistorias serão realizadas entre os dias 29 e 30 de agosto e 02 a 05 de setembro, no turno matutino, no Deserg. Durante a fiscalização, serão analisadas as condições do tanque, como pintura, presença de ferrugem, situação das torneiras e das mangueiras. Serão verificados, também, os documentos referentes à tinta apropriada para o transporte de água potável e o registro de limpeza do tanque.

Os veículos que forem aprovados na vistoria vão receber um documento de autorização sanitária com validade de seis meses, válido exclusivamente para a atuação na Operação Carro-Pipa, executada pelo Exército Brasileiro, e para Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista. Neste semestre, a Vigilância Sanitária não disponibilizará novas datas para inspeção.

A Vigilância Sanitária está situada na Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Rotary Clube, nº 69, sala 202, Centro

Embasa quer descentralizar ponto de captação de água para carros-pipa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 out 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_7563

Uma reunião, nessa quinta-feira (22), definiu novas formas de abastecimento para a população da zona rural de Vitória da Conquista, que são atendidos por carros-pipa. A discussão gira em torno do ponto de captação da água que é feita exclusivamente em um manancial da Embasa, próximo ao trecho sul da BR 116. Atualmente, são 40 carros prestando esse serviço para a população de 240 comunidades rurais.

Segundo o gerente local da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Álvaro Aguiar, a proposta é descentralizar o fornecimento de água, desafogando o sistema de abastecimento da cidade e facilitando o abastecimento da zona rural. “A Prefeitura estará disponibilizando poços tubulares e vamos dar apoio na análise e tratamento dessa água que será de primeira qualidade. Toda a população ganhará no fim”, falou o gerente local. Enquanto isso, a Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb) aponta que vem trabalhando na implantação de sistemas simplificados de água e dessalinizadores.

A água distribuída na zona rural é adquirida pela Prefeitura junto à Embasa – cumprindo a exigência do Exército. No início deste ano, cerca de 40 mil famílias da zona rural ficaram 11 dias sem receber água, devido a uma falta de entendimento entre Embasa e Prefeitura.  Como havia pouco fluxo de água da área de tratamento da Embasa para a cidade, o órgão suspendeu o fornecimento de água através dos carros-pipa, para poder regularizar a situação.

Veículos da Operação carro-pipa passam por inspeção sanitária

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 maio 2015

Tags:,


por Mateus Novais

carro-pipafoto: Secom PMVC

A Vigilância Sanitária está realizando inspeção sanitária nos caminhões que participam da Operação Carro-Pipa – ação que resulta da parceria entre a Administração Municipal e o Governo Federal (Exército).

Os carros-pipas são fiscalizados para testar a qualidade da água transportada, sempre com o objetivo de ofertar água potável e de qualidade para as áreas atingidas pela estiagem. Além da inspeção nos carros, também é realizada a coleta de água para exames laboratoriais, nos mananciais ligados à operação.

Atualmente, são 40 carros prestando esse serviço para a população de 240 comunidades rurais. Durante a fiscalização, são verificados aspectos do carro e do tanque, como pintura, presença de ferrugem e condições das torneiras e mangueiras.

Depois de impasses envolvendo Embasa e prefeitura abastecimento de água na zona rural é normalizado

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 08 abr 2015

Tags:, , , ,

Da Redação

carros-pipa2A Operação Carro-Pipa já voltou à normalidade e está fazendo a distribuição de água potável em cerca de 170 comunidades rurais. Devido a uma série de acidentes que provocaram problemas técnicos e impediram a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) de operar o abastecimento por alguns dias em Vitória da Conquista, mas a situação já foi regularizada.

Para atender à zona rural da cidade, a Operação Carro-Pipa conta com 37 veículos. Visando possibilitar que a água chegue a um número maior de pessoas, mais três caminhões-pipa são contratados diretamente pela Prefeitura. Além disso, mais um veículo foi doado pela União. Além do roteiro do Exército, os quatro caminhões extras distribuem água em outras 70 comunidades rurais. Com informações Secom/PMVC.

Exército viabiliza segundo manancial para captação de água de carros-pipa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 01 abr 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
foto: Secom PMVC

SC1_1525A Coordenação da Operação Carro-Pipa se reuniu com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e representantes da Prefeitura Municipal, na tarde desta terça-feira (31). Durante o encontro foi discutido o início das gestões por novas fontes de abastecimento, além do manancial atualmente utilizado pela Embasa, para a operação.

Durante 11 dias, cerca de 40 mil famílias da Zona Rural de Vitória da Conquista ficaram sem água para o consumo, após a Embasa suspender o fornecimento de água no manancial da adutora de Belo Campo. “Já viabilizamos outro manancial para diminuir o impacto e evitar futuros problemas. E para que o município possa permanecer sem interrupções na Operação Carro-Pipa”, observou o sargento César, do 19º Batalhão de Caçadores (19º BC) do Exército Brasileiro. O 19º BC coordena a Operação Carro-Pipa em Vitória da Conquista e outros 59 municípios do Sudoeste baiano.

No município, a Operação Carro-Pipa opera com 37 veículos e atende a cerca de 170 comunidades rurais. A Prefeitura mantém em atividade mais quatro caminhões-pipa, três contratados e um doado pela União, que distribuem água em outras 70 comunidades rurais, além das que constam no roteiro do Exército.

Caminhões-pipa voltam a abastecer em manancial da Embasa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 01 abr 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_7563A Defesa Civil de Vitória da Conquista informou que desde a última segunda-feira (30) os caminhões-pipas que distribuem água na Zona Rural da cidade já voltaram a ser abastecidos no manancial da Embasa. O órgão, ligado a Prefeitura Municipal, afirmou que não foi possível manter a distribuição enquanto o problema de bombeamento no sistema de abastecimento da Embasa não fosse devidamente solucionado.

“Como havia pouco fluxo de água da área de tratamento da Embasa para a cidade, houve a necessidade de se fazer manobras. E uma das soluções encontradas foi suspender momentaneamente o fornecimento de água através dos carros-pipa, para poder regularizar a situação”, explicou o coordenador municipal da Defesa Civil, Fernando Fróes. “A partir de agora, os caminhões já estão percorrendo o interior do município e retornando à normalidade o abastecimento de água nas comunidades”, completou Fróes.

Durante 11 dias, cerda de 40 mil famílias moradoras de 130 localidades da Zona Rural de Vitória da Conquista ficaram sem água para o consumo. A água fornecida através dos caminhões pipas cumpre a exigência do Exército de que o líquido seja potável e de reconhecida qualidade.

Sem carros-pipa, famílias da Zona Rural recorrem à água de açude até para beber

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 mar 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

zona-rural-2

Na casa de dona Noêmia a água não chega a mais de duas semanas. Os tanques secaram e o pouco de água que ainda resta mal dá para o consumo próprio. Sem alternativa, a aposentada de 69 anos, tem que recorrer a um açude. “Essa água é suja, não presta para nada, é cheia de inseto, besouro. É tanto trem, que eu estou vendo a hora de a gente intoxicar com uma água dessa”, afirma.

Quase 40 mil famílias, divididas em 130 localidades da Zona Rural de Vitória da Conquista, estão sendo prejudicadas com esse desabastecimento. Só no povoado da Cabeceira, onde Dona Noêmia vive, são mais de 600 famílias que não tem água, nem mesmo para beber. Toda a comunidade é abastecida por meio de carro-pipa. Porém, o serviço foi suspenso depois que o fornecimento de água foi interrompido no manancial da Embasa, às margens da BR 116, próximo ao Atacadão.

zona-ruralOs ‘pipeiros’ contam que não conseguem abastecer a uma semana, e apontam como culpados a Embasa e a Prefeitura. “A Defesa Civil [órgão ligado à Prefeitura] conhece todo o problema, só que eles parecem que não estão interessados em correr atrás da solução, e a população cobra da gente a água”, disse o ‘pipeiro’ Fabio Luiz em recente entrevista ao BLOG DA RESENHA GERAL.

Em nota, a Defesa Civil informou que “está em contato com a Embasa para que a situação seja solucionada o mais rápido possível”. Já a Embasa diz que o desabastecimento foi provocado por uma queda de energia na barragem Água Fria 1, que abastece o município, no último domingo (22). O comunicado da Embasa diz ainda que “outras duas paradas ocorreram nas semanas anteriores” e que “o abastecimento está sendo retomado de forma gradativa”.

Em resposta às acusações dos ‘pipeiros’, a concessionária estadual de Águas e Saneamento afirmou que “não coloca restrições ao fornecimento de água para os carros-pipa do Exército, pois eles continuam sendo abastecidos. Ocorre que o fornecimento está em processo e regularização no ponto de abastecimento dos veículos, localizado na adutora de Belo Campo”.

Sem definição de ponto de captação de água, ‘pipeiros’ prometem nova mobilização

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 mar 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_7563

Os proprietários de caminhões-pipa, que estão sendo impedidos de trabalhar, se reuniram novamente nesta quinta-feira (26) para definir ações de mobilização. Os 37 ‘pipeiros’, como são conhecidos, prestam serviço ao projeto Carro-pipa do Exército Brasileiro entregando água potável pra moradores de 130 localidades da zona rural de Vitória da Conquista.

O problema se arrasta desde a última sexta, após a Embasa suspender a captação da água em um hidrante localizado próximo ao Atacadão. Os trabalhadores dizem que foram informados pela empresa estadual que a utilização do hidrante prejudica o abastecimento de distritos conquistenses, como Dantelândia, e a cidade de Belo Campo. Porém, a responsabilidade é da Prefeitura, que não indica o novo local de captação da água, diz o ‘pipeiro’ Fabio Luiz. “A Defesa Civil conhece todo o problema, só que ele parece que não estão interessados em correr atrás da solução e a população cobra da gente a água”.

DSC_7575Além do prejuízo evidente na vida dos moradores das comunidades que sofrem com a falta de água e estão com os reservatórios de suas casas vazios, os donos dos caminhões reclamam que deixaram de receber o pagamento de, pelo menos, uma semana. “Tem ‘pipeiro’ que mora a 30 km de Conquista e vem todo o dia de madrugada para trabalhar. Chega aqui, ‘dá com os burros n’água’, e tem que voltar. Só nisso aí, tem gente que já gastou um tanque de óleo. Fora que a gente só recebe se trabalhar. Cada qual tem sua quantidade de viagem e recebe pelo que faz”, diz Fábio.

Sem sinais de uma resolução, os trabalhadores prometem fazer uma nova mobilização. “A gente vai esperar uma resposta da Prefeitura ou da Embasa. Se não houver resposta, a gente vai mobilizar os caminhões e cobrar da Prefeitura. A gente não pode ficar parado”.

Caminhões-pipa são impedidos de entregar água para Zona Rural

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 mar 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

carros-pipa2Os 41 caminhões-pipa da Operação Carro-Pipa, que distribui água potável para a população das regiões afetadas pela seca ou estiagem de Vitória da Conquista, estão parados. O problema começou após um desentendimento entre Embasa e Defesa Civil do município, que não conseguem definir um local de captação da água.

Por conta desse impasse, 37 donos de caminhões-pipa contratados pelo Exército Brasileiro foram às ruas da cidade cobrar uma resolução para o problema, já que eles não conseguem trabalhar e as comunidades rurais seguem sem água. Segundo um dos caminhoneiros, Vicente Moreira, quem definiu o local da captação foi a Defesa Civil, parceira do Exército no projeto, “mas a Embasa não quer mais que a gente pegue a água lá no hidrante, que fica depois do Atacadão”.

Ainda segundo o proprietário do caminhão-pipa, em uma reunião realizada na última semana, “um engenheiro da Embasa disse que está faltando água na cidade e não tem interesse de fornecer para os ‘pipeiros’”. Vicente Moreira também afirma que nem os quatro caminhões da Defesa Civil estão podendo abastecer no local. “E a Prefeitura diz que não pode fazer nada, que está esperando a Embasa, mas não indica outro lugar pra gente pegar a água. Enquanto isso, o pessoal das comunidades fica nos ligando, pedindo pra levar”.

Os caminhões pipa atendem 130 povoados da zona rural da cidade e são escolhidos após vistoria e sorteio realizado pelo Exército. “Nós fazemos três ou quatro entregas por dia e, no dia que não entregamos a água, pagamos multa pro Exército. Então, estamos pagando por um erro que não é nosso”, finaliza o ‘pipeiro’.

Credenciamento e vistoria de carros-pipa acontecem de 20 a 22 de setembro

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 set 2014

Tags:, ,

Da Redação

carros-pipaA Coordenação Municipal de Defesa Civil, junto ao Exército Brasileiro, promoverá, de 20 a 22 de setembro, o credenciamento e a vistoria dos caminhões-pipa, para distribuição de água na zona rural do município. Os interessados devem se cadastrar na Defesa Civil, localizada na Rua João Noberto, nº 46, Alto Maron, onde também serão realizadas as vistorias, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

Os documentos necessários para o motorista são: RG, CPF, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), comprovante de residência, NIT/PIS/PASEP, Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), Certificado de Registro de Veículo (CRV – compra e venda), dados bancários, certidão de situação eleitoral, procuração, certidão negativa de débitos das Receitas Federal e Estadual, antecedentes criminais (estadual e federal), duas fotos 3×4 e e-mail válido. O proprietário do veículo precisa apresentar o RG, CPF, comprovante de residência e antecedentes criminais estadual e federal.

Para outras informações, os interessados devem entrar em contato com a Defesa Civil pelo telefone (77) 3422-9637. Com informações Secom/PMVC.

Embasa abastece postos de saúde com carros-pipa

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 abr 2013

Tags:, ,

Por Rodrigo Ferraz
Foto: Roberto Silva – Blog da Resenha Geral

DSC01523 - Cópia

A seca e o racionamento no abastecimento de água em Vitória da Conquista têm causado transtornos não só nas residências da cidade, mas também nos hospitais, escolas, faculdades e demais estabelecimentos.

Na manhã de hoje (quinta-feira), por exemplo, a nossa reportagem registrou um carro-pipa realizando o abastecimento de água na Unidade de Saúde da Família no Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Vários prédios residenciais também estão aderindo a esta iniciativa, no intuito de garantir esse bem precioso aos moradores.