Por meio de carta, comunidades se manifestam contra o fechamento do Colégio Estadual Nilton Gonçalves

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 13 nov 2017

Tags:, ,

Da Redação


As comunidades dos bairros Ibirapuera, Bruno Bacelar, Nenzinha Santos, Alvorada, Nossa Senhora Aparecida e a Associação de Moradores do Bruno Bacelar, por meio de uma carta aberta, se manifestaram contrários ao fechamento do Colégio Estadual Nilton Gonçalves. De acordo com a Secretaria de Educação do Estado da Bahia, a unidade escolar deixará de funcionar a partir de 2018.

Segundo as comunidades, a notícia do fechamento da escola, que atende a região, há mais de 17 anos, foi recebido com pesar e muita tristeza. Além disso, eles reclamam da falta de diálogo, já que a medida foi tomada sem realização formal de uma consulta junto à comunidade escolar. “Reconhecemos que não há nada de estranho na forma como o governador Rui Costa, por meio de sua Secretaria Estadual de Educação – SEC, está conduzindo o fechamento do colégio Nilton Gonçalves. Este mantém o mesmo tratamento dado historicamente às populações menos favorecidas pelo Estado. Não precisa dialogar, não precisa respeitar e ouvir suas demandas. Esta sempre foi a regra. A exceção é o contrário, são momentos raros”, afirma a nota divulgada.

Já conforme o Governo Estadual, os alunos que estudavam no Colégio Nilton Gonçalves “têm suas vagas garantidas nos Colégios Estaduais Anísio Teixeira e José Sá Nunes”. Porém, para os moradores da região, “o discurso em nota afirmando que está garantido o acesso dos estudantes a outros estabelecimentos de ensino é vago, frio e protocolar. É a mesma lógica de quem fecha uma escola numa cidade pequena do interior e diz que está assegurado o acesso a outra no município vizinho a quilômetros de distância”.

Confira a nota na íntegra: …Leia na íntegra

Campanha Papai Noel dos Correios segue até o dia 13

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 06 dez 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

papai-noel-correios

A Campanha Papai Noel dos Correios 2016, com o tema “Você também pode ser Noel”, continua disponibilizando muitas cartinhas para adoção até o dia 13 de dezembro, em todo o estado. Realizada há 27 anos, a campanha tem como principal objetivo responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Nos últimos três anos, em todo o País, foram recebidos 2,9 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios. Desse total, 1,9 milhão atendia aos critérios da campanha e quase 80% delas foram adotadas, o que equivale a 1,5 milhão de cartas.

Os padrinhos e madrinhas da campanha são aquelas pessoas que adotam as cartinhas e doam os presentes solicitados pelas crianças. Os presentes são encaminhados, pelos padrinhos e madrinhas, aos “Pontos de adoção”, para que posteriormente os Correios façam as entregas.

Aqui em Vitória da Conquista, a adoção das cartas deve ser feita até esta sexta-feira (9) e a entrega dos presentes até a próxima terça (13), na agência do Centro, situada na Pça. Joaquim Correia, 41. A agência funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h.

Carta de Temer é sinal claro de rompimento com Dilma Roussef

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 08 dez 2015

Tags:, , ,

nov_25_pel_banner_site_resenha_feirao_aquitemnegocio_582x65px_jean

da Redação

Dilma TemerSinais em Brasília são evidentes que o PMDB rompeu com o Governo Federal. Primeiro foi a saída do ministro Eliseu Padilha da SAC – Secretaria da Aviação Civil. Agora repercute em todo Brasil a carta que o vice- presidente Michel Temer (PMDB) mandou para a presidente Dilma Roussef (PT).

A íntegra da carta que agrava a crise e fragiliza a presidente Dilma. Confira:

São Paulo, 07 de Dezembro de 2.015.

Senhora Presidente,
”Verba volant, scripta manent”.
 Por isso lhe escrevo. Muito a propósito do intenso noticiário destes 
últimos dias e de tudo que me chega aos ouvidos das conversas no Palácio.
Esta é uma carta pessoal. É um desabafo que já deveria ter feito há 
muito tempo.

Desde logo lhe digo que não é preciso alardear publicamente a 
necessidade da minha lealdade. Tenho-a revelado ao longo destes cinco anos.
Lealdade institucional pautada pelo art. 79 da Constituição Federal. Sei quais
 são as funções do Vice.  À minha natural discrição conectei aquela derivada
 daquele dispositivo constitucional.

Entretanto, sempre tive ciência da absoluta desconfiança da senhora
e do seu entorno em relação a mim e ao PMDB. Desconfiança incompatível
com o que fizemos para manter o apoio pessoal e partidário ao seu governo.
 Basta ressaltar que na última convenção apenas 59,9% votaram pela aliança.
 E só o fizeram, ouso registrar, por que era eu o candidato à reeleição à Vice. …Leia na íntegra

Há 20 anos Mozart Tanajura já protestava dos maus tratos praticados contra animais de carroça

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 25 ago 2014

Tags:, , ,

da Redação
Foto: Elite Notícias

Cavalo

No dia 26 de setembro completam exatos 20 anos que o saudoso poeta e escritor Mozart Tanajura escreveu para o programa Resenha Geral da Rádio Clube – fazendo um relato do que presenciou em Vitória da Conquista de cenas de maus tratos praticados contra animais de carroça.

(…) “Assisti ontem, por volta das 17 horas, junto ao CEASA, a uma cena impressionante: um pobre burro caído no asfalto com a sua carroça, sendo horrivelmente espancado pelo seu dono, sob a curiosidade de uma pequena multidão, para que se levantasse e prosseguisse a sua via-crucis, carregando um peso além de suas forças. Hoje pela manhã deparei-me no Alto Maron, quase à entrada da Barra do Choça, com “espetáculo” semelhante ao anterior, digno de repúdio e revolta de qualquer espírito bem formado”. E continuou Tanajura em sua carta: (…) “ À noite, quando não estão atrelados ao pesado madeiro da carroça, nas quedas e nos açoites, para cumprirem um trabalho forçado e penoso, são peados e jogados nas ruas para comer papel e restos de alimentos que a população atira descuidadosamente nas vias públicas. Em vez de milho e capim que deveriam acabar com a fome destas pobres criaturas, elas recebem chibatadas, o ferrão e a peia que lhes roem as carnes e os ossos”, relatava o poeta em sua carta-documento. …Leia na íntegra

Vitória da Conquista: cerca de 20 mil cartas não chegam ao destino final a cada mês

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 ago 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto ilustrativa

sedex-correiosQuando começam seu dia de trabalho, os carteiros começam o dia cheio de correspondências. A missão é cruzar a cidade até o destino nos envelopes, mas eles não sabem se vão conseguir entregar as cartas.

Os motivos são vários. Numeração irregular, nomes de ruas indefinidos e vias com dois nomes dificultam o trabalho de carteiros e prejudicam moradores. Os Correios da cidade afirmam que, em uma mesma rua, é possível encontrar duas casas com números iguais ou numeração irregular, o que atrapalha a localização. Problemas que parecem ser pontuais, mas que se repetem em toda cidade.

As correspondências com problemas acabam mesmo virando uma pedra no sapato dos Correios. Segundo estimativa da empresa, só em Vitória da Conquista, mais de 20 mil cartas deixam de ser entregues por mês porque o carteiro não consegue a casa certa. …Leia na íntegra

Exposição literária retrata o amor durante o tempo com cartas do século XX

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 14 maio 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_1168Desde a última segunda-feira (12) a Casa Régis Pacheco está abrigando a exposição ‘Histórias Amorosas em Vitória da Conquista de 1900 a 1960’. A exposição reúne um pouco da cultura romântica da primeira metade do Século XX. Sonhos, suspiros, promessas, dúvidas, planos, em cartas manuscritas, cartões postais, enxovais com monogramas bordados. Representações culturais, costumes, e muito amor.

A professora Eleuza Campos, coordenadora da exposição revela que é possível ver a forma que o amor era sentido naquela época. “O amor é amor em qualquer época. Mas antes o amor aguardava, hoje explode”, diz a professora.

Às 18h de hoje (quarta-feira, 14) acontece um sarau literário no espaço da exposição. Já no dia 17, uma palestra com a profa. Dra. Isabel Maria Sampaio Oliveira Lima tratará do tema ‘Histórias amorosas, Auta Rosa e Saudades’.