Conquista: Cemerf concedeu mais de 2 mil aparelhos auditivos em três anos

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 25 nov 2019

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_black_friday-1.gif

Fonte:Secom/PMVC

O Centro Municipal Especializado em Reabilitação Física e Auditiva (Cemerf), já entregou aos seus pacientes de 2017 a 2019, 2.371 aparelhos auditivos. Antes disso, o tempo de espera dos pacientes cadastrados na lista para receber o aparelho auditivo era de três de anos, mas, graças ao empenho da gestão, esse tempo de espera foi reduzido para um ano e meio, seguindo todo o processo necessário para o recebimento do benefício.

O paciente que apresenta algum problema auditivo é encaminhado ao Cemerf pela atenção básica ou é acolhido por demanda espontânea com um encaminhamento em mãos. A porta de entrada para o serviço de saúde auditiva é o atendimento de um dos otorrinolaringologistas do serviço que realizam a avaliação dos pacientes que estão com intercorrências relacionadas ao ouvido. “Pode ser um paciente que tem demanda de aparelho, que vem para retirar o cerume ou está com um zumbido no ouvido, por exemplo. Quando o otorrino entende que é uma demanda de reabilitação auditiva, o paciente é admitido e isso gera um prontuário”, explica Cristinane Cestari, coordenadora do Cemerf.

Assim que o paciente é cadastrado no serviço, é necessário passar por uma série de procedimentos até que ele receba a prótese auditiva. Após a avaliação com o otorrino, é feito o encaminhamento para a assistente social que vai orientá-lo para realizar os exames de avaliação audiológica, que detectam a perda auditiva, e cadastrá-lo na lista de concessão, caso esteja dentro dos critérios preconizados pelo SUS.

…Leia na íntegra

Cemerf concede próteses mamárias para mulheres que fizeram mastectomia no tratamento do câncer de mama

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 05 nov 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Via-Bahia.png

Secom/PMVC

O Centro Municipal Especializado em Reabilitação Física e Auditiva (Cemerf), disponibiliza a concessão de próteses para mulheres que já passaram por um processo de mastectomia, devido ao tratamento do câncer de mama. “Elas colocam o nome no serviço social para lista de espera e quando temos as medidas, a gente chama. Tentamos padronizar e deixar o mais parecido possível e elas escolhem o tamanho que mais se adequa”, explica Marineuma Moreira, psicóloga do Cemerf.

A intenção do uso da prótese mamária é de que as pacientes possam usar até que façam a cirurgia de reconstrução da mama. Ainda de acordo com a psicóloga, muitas acabam optando não passar por esse processo por ser algo doloroso, com muitas etapas que requer um procedimento cirúrgico que não estão mais dispostas a fazer. “A mama tem um fator muito importante para mulher, tem um significado. Não é só a questão da estética, mas o significado da maternidade, da amamentação, então é algo que mexe muito com as mulheres”, salienta.

A validade da prótese é de até dois anos e a paciente pode fazer a troca caso não esteja mais em condições de uso. A psicóloga afirma que, das mulheres que são recebidas na rotina de atendimento, poucas assumem a ausência da mama e acabam criando seu próprio enchimento.

A equipe responsável pela concessão de próteses mamárias é composta por profissionais mulheres para que tudo seja feito de forma menos invasiva e confortável para as pacientes. Do início de 2018 até outubro de 2019, foram concedidas 84 próteses mamárias para as pacientes de Vitória da Conquista e municípios pactuados.

Cemerf e Hospital Esaú Matos realizam mutirão de testes de triagem neonatal

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 10 out 2018

Tags:,

Da Redação


O Hospital Municipal Esaú Matos, em parceria com o Centro Municipal de Reabilitação Física e Auditiva (Cemerf), realiza nos próximos dias 20 e 27 de outubro um mutirão de testes da triagem neonatal. Serão disponibilizadas aproximadamente 170 vagas, distribuídas para os testes da orelhinha, do coraçãozinho, da linguinha, do olhinho e o BERA (exame que analisa a integridade das vias auditivas nervosas).

Esses exames são importantes porque permitem identificar disfunções que podem comprometer o desenvolvimento correto dos recém-nascidos. E quanto mais cedo diagnosticadas, melhores são as chances de tratamento. Fonoaudiólogos do Cemerf vão reforçar a equipe de atendimento do mutirão, que contará ainda com otorrinolaringologista, enfermeira e técnicos de enfermagem.

Para ser atendido no mutirão, é necessário que o paciente agende previamente a consulta por meio do telefone (77) 3420-6206 ou presencialmente no Centro de Diagnóstico e Imagem (CDI) do Esaú Matos ou no Cemerf (Avenida Olívia Flores, nº 3000, Candeias). Serão atendidos recém-nascidos não só de Vitória da Conquista, mas também dos municípios pactuados com o hospital.