Centro de Cultura segue fechado, enquanto Governo investe em festa privada

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 30 ago 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Centro-de-cultura

Desde junho de 2013, o teatro do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima está fechado para apresentações artísticas. Nesses mais de três anos, vários espetáculos deixaram de acontecer no município por falta de espaço. O prejuízo é grande. No entanto, o Governo do Estado, responsável pelo Centro de Cultura, investe recursos em evento privado.

Na reforma do Centro de Cultura, já foram gastos R$ 320 mil – há três anos a reforma foi orçada em R$ 300 mil. Há 10 meses toda a reforma foi paralisada, tendo sido reformado os banheiros, construído rampas de acesso e melhorias na parte hidráulica e elétrica. A terceira e última etapa, que contempla o teatro, não tem previsão para começar, mas deve custar R$ 550 mil. (números que geraram estranheza ao Ministério Público)

Enquanto isso, o Governo do Estado foi um dos patrocinadores másteres da última edição do Festival de Inverno Bahia, assegurando R$ 174 mil, conforme apurou o BLOG DA RESENHA GERAL.

Outra discrepância com a Cultura do município foi registrada na edição do São João de Vitória da Conquista. O edital da Bahiatursa (empresa de turismo do estado) deixou o município custear sozinho a festa, orçada em R$ 200 mil. Na época, uma fonte ligada à Administração Municipal fez a comparação dos gastos entre o evento privado e o evento popular. “Está sendo melhor ser contra do que a favor do Governo”, declarou esta fonte.

O investimento, claro, não é ilícito, mas é moralmente questionável. Como é regida a prioridade na cultura do Estado? É a pergunta a ser respondida.

Prefeitura é quem determina novos alvarás na Concha, diz Centro de Cultura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 15 jul 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_7833Após a publicação de matéria sobre problemas de estrutura para a realização de eventos do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, a coordenação do espaço procurou a redação do BLOG DA RESENHA GERAL para explicar a exigência do alvará na realização de show na Concha. Segundo a coordenação do espaço, a medida atende uma determinação da Prefeitura Municipal, que solicita o alvará a cada show realizado no local.

A cerca do valor de aluguel cobrado dos produtores, a coordenação do espaço informou que os valores praticados são R$ 320, em eventos que vão até às 22 horas, e R$ 640, naqueles que ultrapassarem este horário. O valor de até R$ 2.160 só é cobrado em eventos na sala principal (teatro), em eventos com público fechado sem venda de ingressos, apontou a coordenação.

Sobre os demais problemas citados na matéria, como falta de som, iluminação e cobertura, a coordenação do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima preferiu não comentar.

Concha do Centro de Cultura não tem alvará para realização de shows

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 13 jul 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_7833

Vitória da Conquista é carente de espaços públicos para a realização de evento. Disso todo mundo sabe e todo produtor cultural conquistense se queixa há muito tempo. O problema é que os poucos que tem não oferecem estrutura adequada, o que impede a realização de eventos que fogem do main stream.

O principal deles, o Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima (que está há 3 anos com seu teatro fechado), com sua Concha Acústica, é apontado como o principal local para a realização de shows. No entanto, o espaço mais dificulta do que facilita a vida do produtor alternativo.

O problema já começa com a falta de alvará. Isso mesmo, o alvará de funcionamento da Centro de Cultura (um equipamento do Governo do Estado) não serve para a realização de eventos na Concha. Toda vez que se faz evento na Concha tem que solicitar vistoria do Corpo de Bombeiro, vistoria do CREA-BA, vistoria da Vigilância Sanitária, tirar alvará na Prefeitura, pagar o ISS da Prefeitura e o ECAD. Tudo isso custa dinheiro.

Mas o problema é mais extenso. Depois de todos estes gastos, o produtor terá que providenciar toda estrutura de som, luz, cobertura, etc. E a administração do centro de Cultura ainda cobra R$ 500 ou 10% da bilheteria (o que for maior) para eventos que vão até as 22 horas. No caso dos que ultrapassarem este horário o valor sobe monstruosamente: R$ 2 mil.

Por estas e outras é que a média da Concha conquistense é de um evento por mês. Só para efeito de conhecimento, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, recebe pelo menos quatro eventos por semana.

Carro destrói portão do Centro de Cultura em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 22 abr 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: WhatsApp BRG

IMG_0768

Um veículo destruiu parte do portão de acesso ao Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, na madrugada desta sexta-feira (22). Com o forte impacto o portão e parte da mureta de pedra ficaram destruídos.

Ainda não se sabe o que teria causado este acidente, e nem as condições de saúde de quem conduzia o carro.

Confira o mosaico com a visita dos deputados a Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 05 nov 2015

Tags:, , , , ,

montagem_fotos (1)

Festival Estudantil marca retorno de atividades no Centro de Cultura de Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 02 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_2537

O Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, enfim, voltará a ser palco de atividades culturais. Mesmo com a sala principal sem previsão de reabertura, o espaço receberá, nesta sexta-feira (2), suas primeiras atividades, depois de mais de um ano fechado para reforma. A etapa Regional do Festival Estudantil traz de volta ao Centro de Cultura o brilho da arte.

O evento acontece na concha acústica do Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, a partir das 15h, e reúne os projetos: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), DANCE, Tempos de Arte Literária (TAL), Artes Visuais Estudantis (AVE) e Produção de Vídeos Estudantis (PROVE).

Segundo o técnico em assuntos culturais da Secretaria Municipal de Cultura, Gilmar Dantas, os projetos são importantíssimos para a revelação de novos artistas. Todos os finalistas desta edição receberão oficinas gratuitas de acordo com a linguagem que está participando.

Ao todo, foram mais de 190 propostas inscritas por estudantes de escolas estaduais da região, dos quais 33 foram selecionados como finalistas para se apresentarem nesta etapa.

Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima abre pautas para novembro

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Cultura, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 29 set 2015

Tags:,

Da Redação

Vale ressaltar que apenas o preenchimento do pedido de pauta não confirma a realização do evento no espaço.

Centro-de-culturaGrupos, artistas, estudantes e comunidade cultural em geral da cidade de Vitória da Conquista poderão, a partir do dia 1º de outubro, solicitar oficialmente pautas de uso do Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, um dos 17 espaços culturais geridos pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), para ocupação do espaço com atividades artísticas e culturais previstos para acontecer a partir de novembro.

Para solicitar, o interessado deve entrar diretamente em contato com a coordenação do Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima e verificar a disponibilidade de agenda. Caso o espaço tenha disponível a data de interesse, deve preencher o formulário de pedido de pauta e encaminhá-lo com antecedência mínima de 30 dias antes do evento para a coordenação do espaço. O proponente deverá encaminhar também informações e materiais adicionais, se houver, que possam complementar a proposta apresentada no pedido de pauta, por exemplo: cópia de matérias publicadas na imprensa, fotografias, vídeos, programas e/ou cartazes, dentre outros. Os materiais podem ser apresentados em CD, DVD ou impressos. …Leia na íntegra

Deputado critica omissão do Estado e MP-BA dá prazo para término da reforma do Centro de Cultura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 18 set 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_1510Na audiência pública sobre o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, o Governo do Estado recebeu durar críticas à demora na reforma do espaço. O deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB) da oposição e a representante do Ministério Público, Dra. Guiomar Miranda, chegaram a chamar o Governo de omisso.

O deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB) afirmou que “o Centro de Cultura foi, acertadamente, interditado pela doutora Guiomar em 2013, mas faltou interesse do poder público em reabri-lo”. Ele citou o exemplo do centro de cultura da cidade de Itabuna, onde existia um estado semelhante de abandono. “É um prédio idêntico ao nosso, o mesmo projeto, e ele estava todo arrebentado. Mas, com a pressão dos deputados, o governo fez um mutirão e reformou com tempo recorde”.

O deputado apontou que o Governo Estadual age com descaso para com a cultura de Conquista, ainda assim, se mostrou esperançoso com uma resposta rápida ao problema. “Tenho certeza que a resposta virá. Não duvido já sair a data de inauguração aqui nessa noite. É bom quando a casa do povo promove um encontro como esse e a resposta chega imediatamente”.

Em defesa do Governo, o diretor dos Centros de Culturas do Estado, da Secult-Ba, Romualdo Lisboa, garantiu que mais de 80% das exigências já foram cumpridas. Segundo ele, dos 10 itens indicados pelo Corpo de Bombeiros, quatro foram cumpridos; dois estão em fase de resolução; e outros quatro dependem da elaboração e execução do Projeto de Segurança e Combate a Incêndio do Espaço. Já dos 34 pontos indicados pelo Crea-Ba, 27 foram resolvidos plenamente; um está em fase de resolução e cinco dependem da elaboração e execução do Projeto de Segurança e Combate a Incêndio do Espaço.

Ainda assim, os argumentos dos representantes do Governo não convenceram a promotora de Justiça Guiomar Miranda. Ela determinou um prazo para que o Governo do Estado finalize a obra no espaço cultural. “O Ministério Público está aguardando e, com certeza, se até o final deste ano não se concluir essas obras nós não temos outra solução, eu vou deixar bem claro aqui para os representantes do Estado da Bahia, a não ser recorrer ao Judiciário para arrestar contas do Estado e determinar, através de uma conta especifica, a realização das obras com essa verba”.

No Centro de Cultura o governo investiu R$ 320 mil em “reforma pífia”, diz promotora

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura, Vit. da Conquista | Data: 18 set 2015

Tags:, ,

da Redação

DSC_1047Na Audiência Pública realizada na noite desta quinta-feira (17), na Câmara de Vereadores, iniciativa do mandato do vereador Andreson Ribeiro (PCdoB), os representantes da Secretaria de Cultura, Sandro Magalhães, Superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura e Romualdo Lisboa, Diretor de Espaços Culturais tentaram convencer que o Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima, interditado desde 2013, poderia voltar a funcionar. Os dois prepostos da Secretaria de Cultura foram inábeis, imaturos e deselegantes ao contestar a interdição sem conhecimento técnico.

Além dos representantes da Secretaria de Cultura, o deputado José Raimundo (PT), na sua explanação, sugeriu que ocorreu um certo exagero na interdição do Centro de Cultura – ao citar que que o mesmo aconteceu quando alarmaram que a marquise do Estádio Lomanto Junior estava ameaçada de desabar. “Nem um terremoto abalaria a estrutura do Lomantão”, disse. Críticas foram feitas ao MP que solicitou a interdição em junho de 2013. Importante realçar,  que a Dra. Guiomar Miranda,  se baseou em laudos técnicos para decidir pelo pedido de intyerdição.

A Promotora de Justiça, Dra. Guiomar Miranda, de forma firme e contundente disse: “Quero saber como foram empregados R$ 320 mil naquela reforma pífia”, disse. Garantiu que vai solicitar investigação da aplicação dos recursos. “O Governo da Bahia foi irresponsável e omisso com a reforma do Centro de Cultura”, sentenciou. O MP condicionou ainda a liberação daquele espaço cultural mediante apresentação de novos laudos do CREA e do Corpo de Bombeiros.

 

Audiência tenta encontrar solução para reabertura de teatro do Centro de Cultura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 17 set 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Rafael Gusmão

DSC_1040

Uma audiência pública, realizada na noite desta quinta-feira (17), tenta encontrar uma solução urgente para a abertura da sala principal do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista. O encontro, na Câmara Municipal, reuniu representantes das secretarias Municipal e Estadual de Cultura, além de vereadores e membros da Assembleia Legislativa da Bahia e do Ministério Público.

O objetivo da Secult é encontrar um meio termo com o Ministério Público e Corpo de Bombeiros, que determinaram a interdição, para a abertura do espaço. No início deste ano, o secretário de Cultura, Jorge Portugal, revelou que “está dialogando com o Ministério Público para atender as exigências referentes à segurança e trabalha para garantir a reocupação imediata do espaço, ao lado das ações relativas à reforma do equipamento cultural”.  O problema é que ainda falta quase a metade dos itens de segurança especificados pelos Bombeiros para ser cumpridos. Mas o Superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura do Estado da Bahia, Sandro Magalhães, garante que mais de R$300 mil já foram investidos na unidade.

DSC_1056

A perspectiva é que a revisão do projeto de segurança e combate a incêndio, que já foi entregue para a prefeitura e Governo do Estado, pelo Corpo de Bombeiros, possa dar esta condição de reabertura do Centro de Cultura. O coordenador, Daniel Nunes, informou que aguarda a revisão do Projeto de Combate a Incêndio, Segurança e STDA, uma exigência legal, para, novamente, entregar ao Corpo de Bombeiros. No entanto, a execução desse plano ainda depende de um processo licitatório.

Enquanto isso, a terceira e última etapa da reforma, que deve custar R$ 550 mil, não tem prazo para começar. Destaca-se que as etapas anteriores se arrastaram por um longo período e chegou ao cúmulo de, em alguns pontos, ser refeita nove vezes.

Centro de Cultura é tema de Audiência Pública na Câmara de Vereadores

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura, Vit. da Conquista | Data: 17 set 2015

Tags:, , ,

da Redação

centro de culturaO vereador Andreson Ribeiro (PCdoB), através do seu mandato na Câmara de Vereadores, promove hoje (17), às 19h30, no Plenário Carmem Lúcia,   Audiência Pública para debater a reforma do Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima. Interditado desde o dia 12 de setembro de 2013, o Centro de Cultura é mais uma obra sem previsão de retomada.

Deputados

O vereador Andreson Ribeiro convidou e os deputados Herzem Gusmão (PMDB) e Jean Fabrício (PCdoB), confirmaram presenças.  “O Centro de Cultura está na relação das obras paralisadas que serão visitadas pelos deputados de oposição”, disse o parlamentar reconhecendo o empenho do vereador do PCdoB.

Vereador Andreson cobra reforma e liberação do Centro de Cultura

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 13 set 2015

Tags:, ,

da Redação

ANdresonO vereador Andreson Ribeiro (PCdoB), através do seu mandato na Câmara de Vereadores, preparou uma audiência pública marcada para o dia 17 de setembro, às 19 horas, no Plenário Carmem Lúcia, para debater a reforma do Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima. Interditado desde o dia 12 de setembro de 2013, o Centro de Cultura é mais uma obra paralisada desde o Governo Jaques Wagner (PT).

Convite

O vereador Andreson Ribeiro trabalha na organização do evento, e espera contribuir para que as obras avancem. Convidado, o deputado Herzem Gusmão (PMDB), confirmou presença. “O Centro de Cultura está na relação das obras paralisadas que serão visitadas pelos deputados de oposição. Participarei da audiência organizada pelo vereador Andreson na certeza que providências virão”, disse o parlamentar reconhecendo o empenho do vereador do PCdoB.

Banheiro do Centro de Cultura foi refeito nove vezes em reforma que dura 1 ano e 4 meses

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 10 set 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

Centro-de-cultura

Interditado há dois anos, o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, segue sem previsão de receber espetáculos no teatro. A reforma iniciada em 28 de abril de 2014 está em sua terceira e última etapa, que deve custar R$ 550 mil e não tem prazo para começar. As etapas anteriores se arrastaram por um longo período e chegou ao cúmulo de, em alguns pontos, ser refeita nove vezes.

Os banheiros do foyer, camarins e concha acústica foram concluídos. Uma rampa foi colocada para dar acesso ao palco externo, algumas barras e um corrimão foram instalados. Em entrevista à TV Bahia, o coordenador do Centro de Cultura, Daniel Nunes, revelou que “só um banheiro do Centro de Cultura, a gente precisou fazer nove vezes e a empresa resolveu vim de Salvador para Vitória da Conquista, com os funcionários dela da capital, para conseguir executar a obra aqui”.

Os mais de trinta itens para reforma que foram listados pelo Corpo de Bombeiros e pelo Crea, ainda devem ser cumpridos. O Corpo de Bombeiros informou que o projeto de segurança e combate a incêndio entregue pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia tem algumas pendências na parte de combate a incêndio, como sistema de hidrantes e extintores.

A Secult informou que as obras no anfiteatro e nas salas de ensaio, que são as áreas externas do espaço, devem ser concluídas em setembro, e reativados em outubro. Porém, apenas a área externa volta a funcionar ainda este ano. Informações do G1 Bahia

Mostra Cinema Conquista 2015 utilizará área externa do Centro de Cultura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 24 ago 2015

Tags:,

por Mateus Novais

abeetura 3foto: divulgação

Entre os dias 4 a 9 de outubro, Vitória da Conquista volta a sediar um de seus principais eventos culturais: a Mostra Cinema Conquista. O evento, que está em sua 11ª edição, já está com sua programação fechada e irá trazer novidades para a cultura da cidade. O Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, interditado há dois anos, será utilizado durante o evento.

O principal espaço da cultura conquistense terá sua área externa reaberta pela primeira vez desde a interdição, ocorrida em setembro de 2013. As obras em execução na Concha Acústica e nas salas externas de ensaio terminam até o dia 20 de setembro, o que proporcionará que exposições e os principais filmes sejam apresentados no Centro de Cultura, explica a organização da Mostra. Já a reabertura da sala principal segue sem previsão.

Evento

As exibições dos filmes principais ocorrerão em uma tenda montada na Concha Acústica do Centro de Cultura – no último ano, o Centro de Convenções foi alugado para o evento. As escolas municipais de distritos do município continuarão dentro da programação de exibições. Ao todo, serão exibidos 45 filmes, entre longas, médias e curtas metragens.

Além dos filmes, a programação inclui oficinas, conferências, mesas redondas, no Teatro Glauber Rocha (Uesb). Já estão confirmadas as participações de Pablo Capilé (Fora do Eixo), Guido Lemos (UFPB), Alfredo Manevy (SP Cine), José Maria Lopes (TV Cultura) e do cineasta Erick Rocha.

O artista homenageado desta edição é o conquistense Paulo Tiago Leite, falecido em novembro do ano passado. O roteiro do longa de abertura, inclusive, é também assinado por Tiago: “Travessia”, do baiano João Gabriel. A exposição dedicada ao homenageado será assinada pelo fotógrafo Vinicius Purki. Informações Conversa de Balcão

* Atualizado às 17h10 de 25/08/2015

Centro de Cultura conquistense deve terminar o ano ainda interditado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 07 jul 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Centro-de-cultura

O término da reforma do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista está bem distante de ser finalizada. Nessa segunda-feira (6), o secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, detalhou os problemas enfrentados pela pasta para financiar ações em todo o estado. O atraso na obra interdita o principal espaço de cultura da terceira maior cidade desde setembro de 2013.

jorge-portugalEm entrevista ao Jornal A Tarde, o secretário revelou que não está tendo como fazer planejamento. “Estamos tocando as coisas a partir de conversas contínuas. A gente conversa com Bruno (Dauster, secretário da Casa Civil), Manoel Vitório (secretário da Fazenda). Eles abrem um pouquinho mais a torneira e a gente vai tocando as coisas, fazendo num ritmo que não é desejável, mas pelo menos não deixa de fazer”, disse.

Mas a expectativa do responsável pela pasta da Cultura é que as coisas comecem a melhorar nesse segundo semestre. Para quitar pendências, abrir novos editais e garantir o funcionamento das instituições culturais, Portugal conta com a renovação do Fundo de Cultura do Estado da Bahia. O valor é estimado em R$ 56 milhões, mas que será limitado em R$ 40 milhões pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LOA).

Mas a notícia ruim para os conquistenses é que o Centro de Cultura local não está entre as prioridades da Secretaria de Cultura. A prioridade “são coisas ligadas à Funceb, ao Pelourinho Cultural, que é dinâmica e não deve sofrer interrupção de forma alguma”, diz o secretário, que ainda tem como prioridades ações do Pelourinho Cultural e do Balé do Teatro Castro Alves.

Secretaria de Cultura revela diálogo com MP para reabrir Centro de Cultura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 05 maio 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

Centro-de-cultura

O secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, informou nesta terça-feira (5) que vem trabalhando para reabrir o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista. Porém, o secretário aposta principalmente em um entendimento com o Ministério Público (MP), ao invés da reforma completa do espaço.

Em conversa com vereadores locais e o deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB), Portugal informou que “está dialogando com o Ministério Público para atender as exigências referentes à segurança e trabalha para garantir a reocupação imediata do espaço, ao lado das ações relativas à reforma do equipamento cultural”.

A articulação junto ao MP se deve ao fato do órgão encabeçar, junto com o Conselho Regional de Arquitetura e Engenharia (CREA), a ação que interditou o Centro de Cultura por problemas técnicos graves, principalmente no espaço do teatro, há 1 ano e 8 meses.

Fato é que o Governo do Estado tem demorado em liberar os recursos necessários para o fim da reforma. A primeira etapa, por exemplo, que contemplava a parte de acessibilidade levou 5 meses para ser finalizada, quando o prazo era de 60 dias. O atual diretor do Centro de Cultura, Daniel Nunes, revelou recentemente que a tendência é que todas as intervenções terminem em janeiro de 2016.

Centro de Cultura só deve reabrir portas em 2016; artistas protestam

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 27 mar 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

centro de culturaNesta sexta-feira (27 de março) se comemora o Dia do Circo e do Teatro. Mas, os promotores culturais e público de Vitória da Conquista não têm nada o que comemorar. O principal espaço público de Cultura da cidade, o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, está fechado a exatos 1 ano e seis meses.

Para marcar a data, um grupo de jovens e artistas se reuniu na entrada do espaço e realizou um protesto diferente. Com shows musicais, os manifestantes tentaram chamar a atenção da população para a importância do espaço.

A reforma do espaço continua sem previsão para ser finalizada. Segundo o atual diretor do Centro de Cultura, Daniel Nunes, a tendência é que todas as intervenções terminem em janeiro de 2016.

“Passamos por um período de problemas na 1ª etapa da obra, que visa dar mais acessibilidade ao Centro. A empresa responsável pelas intervenções teve vários problemas, levando mais de 5 meses para fazer, sendo que dava para terminar em apenas 60 dias. Entre maio e junho acredito que teremos a licitação da 2ª etapa da obra, com uma reforma geral”, afirmou Nunes ao Blog do Rodrigo Ferraz.

Com 1 ano e 4 meses de atraso, prefeito vai a Salvador pedir reabertura do Centro de Cultura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 19 jan 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

centro de culturaUm ano e quatro meses. Este foi o período que o prefeito de Vitória da Conquista esperou para procurar o Governo do Estado para tentar resolver o problema da interdição do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima. O principal espaço cultural da cidade foi fechado no dia 12 de setembro de 2013, desde lá, nenhuma apresentação pode acontecer no teatro.

Na última quarta-feira (14), o prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes, se reuniu com o secretário estadual de Cultura, Jorge Portugal, em Salvador. Sem dar prazo, a nova gestão da secretaria estadual prometeu “reabrir o mais rápido possível as salas de apoio e o foyer e atender todas as exigências técnicas e de modernização do espaço para devolvê-lo à população”, diz publicação do site do Governo Municipal. Vale ressaltar que o foyer está funcionando, com exposições, mesmo após a interdição.

Até a data desta reunião, o Governo local se manteve em silêncio a respeito da reabertura do Centro de Cultura, apenas declarações esporádicas de secretários relatando conversas dispersas com representantes do Governo Estadual eram divulgadas na imprensa local. O tardio empenho em prol do espaço cultural provocou o cancelamento de mais de 50 espetáculos somente em 2013.

No dia 28 de abril de 2014 foram iniciadas as obras de acessibilidade. A etapa, prevista para se encerra em junho, foi suspensa por falta de pagamentos aos funcionários e não tem mais prazo para se encerrar. Já a última etapa, que inclui o teatro e concha, só terá a licitação lançada após a conclusão da primeira. Ou seja, sem data para ser iniciada ou concluída.

Enquanto Conquista “comemora” 1º ano de interdição do Centro de Cultura, Jequié reabre o seu após 1,6 ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 15 set 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

Centro-de-Cultura-Camillo-de-Jesus-LimaO Centro de Cultura da cidade de Jequié (a 150 km de Vitória da Conquista) reabrirá suas portas na próxima terça-feira (16), após exatos 1 ano e 6 meses fechado. Caso semelhante ao Centro de Cultura de Conquista, que completou 1 ano de interdição do teatro no dia 12 deste mês. Mas, diferentemente do que acontece na cidade vizinha, o problema do espaço conquistense não tem data para terminar.

Em Jequié, o fechamento do teatro foi necessário após problemas no sistema de ar condicionado. Para resolver o problema, o Governo do Estado investiu R$ 583 mil na manutenção do telhado, forro, pintura e manutenção do ar condicionado, entre outros. Já, em Vitória da Conquista, a obra de cerca de R$300 mil, que foi dividida em duas etapas, não passou da primeira.

No dia 28 de abril iniciaram as obras de acessibilidade, como reconstrução dos banheiros, rampas de acesso, corrimões, telhados e portas, além de aplanação de piso. A etapa, prevista para se encerra em junho, foi suspensa por falta de pagamentos aos funcionários e não tem mais prazo para se encerrar. Já a última etapa, que inclui o teatro e concha, só terá a licitação lançada após a conclusão da primeira.

Ou seja, a programação especial de 15 dias de shows, rodas de conversa, exposições, circuito de cinema e espetáculos de dança e teatro, preparada para comemorar a reabertura do Centro de Cultura jequieense, não chegarão tão cedo em terras conquistenses.

Salões de Artes Visuais em Vitória da Conquista premia Clara Domingas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral | Data: 08 set 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
Foto: Pablo Cordier

In_Memoriam

A etapa de Vitória da Conquista dos Salões de Artes Visuais da Bahia, edição 2013, montada no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, premiou a obra ‘In Memoriam’ da artista Clara Domingas. Convidados a indicar sua obra preferida entre as expostas, os 1.157 visitantes conquistenses elegeram a obra para receber o Prêmio do Público desta edição do projeto, que é realizado pela Fundação Cultural do Estado (Funceb), vinculada à Secretaria de Cultura (Secult). A mostra aconteceu de 18 de julho a 31 de agosto.

In_Memoriam_de_Clara_DomingasClara se une à lista de premiados pela comissão de premiação, composta por Rogéria Maciel, Jared Domício e Iêda Oliveia, de Salvador. O júri especializado escolheu três trabalhos para receber, cada um, os prêmios de R$ 7 mil oferecidos pela Funceb – Fábio Gatti, com a instalação fotográfica ‘Eu Boneca’, Roberta Nascimento, com a performance instalação ‘Reação em Cadeia: Agente se Liga em Você’, e Tina Melo, com a instalação ‘Velados’.  …Leia na íntegra