Deu em um Jornal da Espanha: Conquista na relação de 2016 como uma das cidades mais violentas do mundo

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Mundo, Vit. da Conquista | Data: 11 set 2017

Tags:, , ,


da Redação

Um dado assustador revelou que Vitória da Conquista está na relação das 50 cidades mais violentas do mundo. Os dados foram contestados pelo governador Rui Costa (PT), que prefere não encarar a situação da violência no Estado da Bahia com realismo, e uma política de segurança pública convincente. Na reportagem Conquista aparecesse com a 16º mais violenta. A matéria abaixo foi postada no jornal espanhol no dia 8 de setembro de 2017.

Vitória da Conquista

Mesmo entendendo que segurança pública é dever do Estado, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB), em entrevistas quando fala do tema, tem abordado ser um dever de todos e não apenas do Estado  o combate à violência. O prefeito, antes do mandato de deputado estadual, exercido por 15 meses, em seus comentários na Resenha Geral, sempre arguiu a necessidade também da Prefeitura fazer a sua parte levando oportunidades aos bairros considerados mais violentos. “Creio que vamos mudar essa triste realidade. Além das ações que iremos implantar, as orações irão contribuir. Deus no comando!”, são sempre estas as palavras do prefeito que acha importante o envolvimento das igrejas no amparo às crianças e adolescentes.

O exemplo de Medellin, de cidade mais violenta do Mundo para a cidade mais criativa do mundo é marcado por ações na Educação e na Cultura. As atividades culturais, esporte e a boa escola, são armas poderosas no combate as desigualdades e à violência. Esteve em Conquista o secretário Jorge Melguizo (Colombia) e demonstrou os programas e projetos sociais que transformam vidas.

Veja a íntegra da matéria do Jornal da Espanha:

Desporte y Vida

Por Javier Robledo Vico

8 septiembre 2017 13:1h CEST

Estas fueron las 50 ciudades más peligrosas del mundo en 2016

T. MUGHAL

EFE

Cada año se elabora un nuevo ránking con las ciudades más peligrosas del mundo, en función de la tasa de homicidios por cada 100.000 habitantes.

 

 El Consejo Ciudadano para la Seguridad Pública y Justicia Penal de México(CCSPJP) y el Instituto brasileño Igarapé elaboran cada año un listado de las ciudades más peligrosas del planeta con el objetivo político de llamar la atención sobre la violencia en las urbes, particularmente en América Latina (que es de donde proceden la mayoría), para que los gobernantes se vean presionados a cumplir con su deber de proteger a los ciudadanos y de garantizar su derecho a la seguridad pública.

Sin embargo, el CCSPJP asegura que “no estamos exentos de errores, en los que incurrimos siempre de buena fe. El ranking no es 100% exacto y si lo fuera perdería su sentido principal de la oportunidad. El ejercicio quizás sería 100% si se realizará dentro de 10 o 20 años. Para entonces tendría un valor para la investigación histórica, pero no para ejercer presión ciudadana y producir cambios en las políticas públicas”.

Por último, pone el foco en los gobiernos a la hora de señalar las dificultades de realizar el ranking: “El mayor obstáculo que este esfuerzo enfrenta es la falta de transparencia de los gobiernos de varios de los países con urbes que se incluyen en el ranking. Pero con el paso de los años, debemos decir, cada vez hay mayor transparencia”, y remarca que “el gobierno de Venezuela sigue siendo el más opaco, al igual que el de Jamaica”.

Éste es el listado, por orden de la más a la menos peligrosa, de las ciudades más violentas del mundo:

1 Caracas, Venezuela

2 Acapulco, México

3 San Pedro Sula, Honduras

4 Distrito Central, Honduras

5 Victoria, México

6 Maturín, Venezuela

7 San Salvador, El Salvador

8 Ciudad Guayana, Venezuela

9 Valencia, Venezuela

10 Natal, Brasil

11 Belém, Brasil

12 Aracaju, Brasil

13 Cape Town, Sudáfrica

14 ST. Louis, Estados Unidos

15 Feira de Santana, Brasil

16 Vitória da Conquista, Brasil …Leia na íntegra

Bahia tem o maior número de municípios entre os mais violentos do Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 06 jun 2017

Tags:, ,

Da Redação

A Bahia tem nove municípios na lista das 30 cidades mais violentas do Brasil. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Estado baiano tem o maior número de municípios listados no Atlas da Violência 2017.

O estudo analisa os números e as taxas de homicídio no país entre 2005 e 2015 e detalha os dados por regiões, Unidades da Federação e municípios com mais de 100 mil habitantes. No Atlas, Lauro de Freitas é a segunda cidade mais violenta. Entre as 30 ainda aparecem Simões Filho, Teixeira de Freitas, Porto Seguro, Barreiras, Camaçari, Alagoinhas, Eunápolis e Feira de Santana. Já Vitória da Conquista aparece na posição 64ª do ranking.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou comunicado criticando as divergências nos estudos que analisam a violência no Brasil.  A SSP critica os dados apontando que outros estudos elegeram cidades diferentes entre as mais violentas. “A diferença no resultado dos rankings divulgados por tais estudos mostram a discrepância da forma de coleta de dados”, diz a nota. Conforme a Secretaria, o próprio Ministério da Justiça já reconheceu que a falta de metodologia única para contagem dos casos cria rankings equivocados.

Governador não reconhece que Vitória da Conquista sofre com violência e diz que pesquisa de ONG “não é real”

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança, Vit. da Conquista | Data: 30 jan 2016

Tags:, ,

da Redação

Vitória-da-Conquista

De mãos vazias o governador Rui Costa (PT), desembarcou em Vitória da Conquista. A única obra inaugurada, uma praça no Alto Maron, foi construída com recursos do PAC 2. Durante a visita negou o fracasso da gestão petista em Conquista e na Bahia, e renovou as velhas promessas.

Violência

Com os dados que a cidade de Vitória da Conquista está na relação das 50 mais violentas do mundo, Rui Costa (PT), repete o que disse à imprensa da capital e nega evidências. Além de Vitória da Conquista, na relação da ONG estão Salvador e Feira de Santana. Só este ano já foram praticados 20 assassinatos na cidade. Segundo a OAB, em 3 anos, foram mais de 500 cadáveres em Conquista. Rui desconhece.

Em entrevista, na coletiva à imprensa durante a sua visita, o governador contestou os dados e disse que os números ‘não são reais’. “Os números que foram divulgados essa semana sobre as cidades baianas são inverídicos sem nenhuma base cientifica e técnica. São números diferentes da realidade. É preciso a gente checar a informação antes de publicar qualquer assunto”, disse.

A ONG mexicana Seguridad, Justicia y Paz (Segurança, Justiça e Paz) divulgou nesta terça-feira (26) uma pesquisa com as 50 cidades mais violentas do mundo em 2015. O ranking foi elaborado com base no número de homicídios dolosos. No topo da lista está Caracas, a capital da Venezuela, com 119,87 homicídios a cada 100 mil habitantes.

O Brasil aparece 21 vezes. Fortaleza lidera entre as cidades brasileiras, em 12º lugar. Na sequência, estão Natal (13º), Salvador (14º), João Pessoa (16º), Maceió (18º), São Luis (21º), Cuiabá (22º), Manaus (23º), Belém (26º), Feira de Santana (27º), Goiânia (29º), Teresina (30º), Vitória (31º), Vitória da Conquista (36º), Recife (37º), Aracaju (38º), Campos dos Goytacazes (39º), Campina Grande (40º), Porto Alegre (43º), Curitiba (44º) e Macapá (48º).

 

Rui Costa não acata dados de ONG sobre violência em cidades da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Vit. da Conquista | Data: 27 jan 2016

Tags:, ,

da Redação

O governador Rui Costa (PT) em lugar de se preocupar e buscar solução para combater a violência na Bahia, – lança mais uma peça de campanha publicitária no estilo petista de alardear os seus feitos. O governador disse ser inverídicos os números divulgados por uma ONG mexicana que aponta Salvador com o 14º lugar mais violento do mundo. Além de Salvador está Feira de Santana na 27ª posição e Vitória da Conquista na 36ª entre as 50 cidades mais violentas do mundo.

Durante a coletiva para falar da segurança no Carnaval, ele defendeu o trabalho da Polícia Militar e classificou os dados da organização Seguridad, Justicia y Paz como “inverídicos”. “Os números que foram divulgados esta semana sobre as cidades baianas são inverídicos, sem nenhuma base científica nem técnica. Portanto, são números diferentes da realidade”, rebateu o governador.

O Mapa da Violência destacou nos últimos dados, mortes por armas de fogo, que das 60 cidades mais violentas do Brasil, a Bahia contribui com vários municípios.  Simões Filho aparece como a mais violenta do Brasil. Confira a classificação:

tabela cidades

 

.