Preço baixo é principal atrativo de quem compra em sites internacionais, revela pesquisa da CNDL/SPC Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 12 set 2018

Tags:, ,

banner alfa park

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Para 67% dos consumidores de lojas virtuais de fora do país, produtos com valores menores são principal vantagem. Roupas, calçados e acessórios estão entre os itens mais comprados

Os brasileiros têm comprado cada vez mais em sites internacionais e a principal razão para esse fenômeno são os preços atrativos dos produtos em relação aos praticados nas lojas virtuais no país. Uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que 29% dos consumidores conectados fizeram compras em sites internacionais nos últimos 12 meses. Desse total, 67% afirmaram que os valores mais baixos tiveram influência na hora de comprar em lojas online fora do Brasil, enquanto 46% apontaram a possibilidade de achar artigos difíceis de serem encontrados localmente. Outros 46%, procuram variedade de produtos e 35% vão em busca de itens novos que quase ninguém possui. …Leia na íntegra

Mais de 50% dos internautas compram por aplicativos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 15 ago 2018

Tags:, , ,


Banner marcelo santana

da Redação
Fonte: A T]arde/CDL (Conteúdo)

A disponibilidade dos smartphones e a necessidade de ter acesso a determinados serviços têm contribuído para o crescimento da contratação de serviços por meio de aplicativos. De acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 51% dos internautas realizaram compra em app nos últimos 12 meses. Entre jovens de 18 a 34 anos, o índice chega a 60%. Facilidade de acesso ao celular é o principal motivo para 52% dos internautas. Destes, 55% eram do sexo feminino e 54% pertenciam a uma das classes C, D e E.

De acordo com a CNDL e a SPC Brasil, a pesquisa foi feita com 815 pessoas que realizaram alguma compra online nos últimos 12 meses. Participaram consumidores de todas as capitais e classes sociais, de ambos os gêneros e maiores de 18 anos. As duas entidades sinalizam que a margem de erro é de, no máximo, 3,43 pp a uma margem de confiança de 95%.

“Para mim, a grande questão é a praticidade dos aplicativos. O fato de não precisar estar fisicamente nos espaços para comprar um produto ou contratar um serviço é muito bom. Compro com uma certa frequência, mas tenho certo cuidado em relação à segurança. Procuro sempre indicações de apps e de produtos”, destaca Milena Vieira Silva, 21 anos, graduanda em Administração. Praticidade e agilidade foi a segunda justificativa mais apresentada (48,8%), seguido pelas condições de preços e ofertas (37%), facilidade para organizar as compras segundo os próprios interesses (25,9%), variedade de produtos e serviços (23,5%) e diversão (9,6%). …Leia na íntegra

44% dos brasileiros já usaram o nome de outra pessoa para fazer compras a prazo

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 26 jul 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Embora tenham contado com ajuda financeira de terceiros, 48% disseram que eles próprios se negariam emprestar seus nomes a alguém; maioria pediu dinheiro porque passou por imprevisto ou estava com ‘nome sujo’

Em tempos de crise e de crédito mais escasso, pedir o nome emprestado para realizar compras é a saída que muitos brasileiros encontram para não deixar de consumir. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais revela que essa prática não é incomum no país. Em cada dez brasileiros, quatro (44%) já pediram o nome emprestado a outras pessoas para fazer compras a crédito – principalmente as pessoas das classes C, D e E (48%) e as mulheres (49%). Os que disseram nunca terem lançado mão dessa atitude somam 56% dos entrevistados. …Leia na íntegra

44% dos brasileiros já usaram o nome de outra pessoa para fazer compras a prazo

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 20 jul 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Embora tenham contado com ajuda financeira de terceiros, 48% disseram que eles próprios se negariam emprestar seus nomes a alguém; maioria pediu dinheiro porque passou por imprevisto ou estava com ‘nome sujo’

Em tempos de crise e de crédito mais escasso, pedir o nome emprestado para realizar compras é a saída que muitos brasileiros encontram para não deixar de consumir. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais revela que essa prática não é incomum no país. Em cada dez brasileiros, quatro (44%) já pediram o nome emprestado a outras pessoas para fazer compras a crédito – principalmente as pessoas das classes C, D e E (48%) e as mulheres (49%). Os que disseram nunca terem lançado mão dessa atitude somam 56% dos entrevistados.

De acordo com o estudo, a prática é utilizada, principalmente, pelos consumidores que passaram por situações de emergência e não contam com uma reserva financeira (27%) ou pelos que estão com o nome inscrito em cadastros de devedores (22%). Outras razões ainda mencionadas são o crédito negado (16%) e o limite estourado do cartão de crédito (13%). …Leia na íntegra

Roupas e calçados lideram compras por impulso, diz pesquisa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 18 maio 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Agência Brasil/CDL (Reprodução)

Roupas, calçados e acessórios são os objetos do desejo dos consumistas por impulso. Pesquisa nas capitais do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) revela que seis em cada dez consumidores aproveitam as facilidades do crédito para fazer compras não planejadas. Os três tipos de produtos lideram as compras, com 19% de preferência.

As compras em supermercados representam 17%, perfumes e cosméticos, 14%, e bares e restaurantes, 13%. A compra de peças de vestuário e acessórios são feitas na maior parte pela parcela feminina de entrevistados (23%), sendo a compra de produtos eletrônicos o destaque entre os homens (13%).

“A regra de bolso diz que o consumidor não deve comprometer mais do que 30% da própria renda com prestações. Dependendo da realidade financeira, essa porcentagem pode ser ainda menor em certos casos. Consumidores menos atentos podem ser iludidos pelos valores baixos das parcelas e pelos prazos a perder de vista. A falsa sensação de comprar sem pagar nada, que o crédito proporciona, tende a levar consumidores desinformados ao superendividamento e à inadimplência”, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Compras pela internet

Para 33% dos entrevistados, as lojas online são o canal de venda que mais estimula a compra por cartão de crédito, sendo que 15% preferem o maior número de prestações possíveis na hora de acertar a compra. Eles também sentem facilidade ao dividir o pagamento em várias vezes em lojas de departamento (23%), supermercados (13%) e shopping centers (12%).

O cartão de crédito aparece como pagamento favorito na hora de parcelar, com 66% citações. O crediário vem em segundo lugar, mas com apenas 13% de menções. O financiamento aparece logo depois com somente 4% de preferência. O cheque pré-datado foi citado por 1% dos entrevistados. …Leia na íntegra

50% dos brasileiros preferem fazer compras utilizando táxi ou transporte por aplicativo

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 jan 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

65% passaram a usar mais os transportes por aplicativo no lugar dos táxis em função do melhor preço oferecido

A concorrência gerada pela entrada das novas plataformas de transporte por aplicativo no mercado está mudando o padrão de exigência do consumidor brasileiro, cada vez mais ávido por alternativas que economizem tempo e dinheiro, sem abrir mão de qualidade e comodidade. Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) buscou compreender relação dos brasileiros na hora de optar por serviços de transporte particulares pagos e mostra que metade dos entrevistados (50%) afirmaram que preferem fazer compras utilizando serviços de transporte privados como táxi ou transporte por aplicativo, como Uber e Cabify, por serem mais baratos do que outras alternativas disponíveis.

Em uma comparação levando em conta somente os táxis e as plataformas de transporte por aplicativo, o levantamento revela que mais da metade dos brasileiros (65%), principalmente aqueles entre 18 e 34 anos (77%), concordam que passaram a usar mais os transportes por aplicativo no lugar dos táxis em função do preço oferecido. Já 58% citaram também a qualidade superior do serviço. …Leia na íntegra

Um em cada cinco internautas tem o hábito de comprar em sites internacionais, revela pesquisa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 03 out 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Acessórios para celulares, tablets e computadores estão entre os produtos mais comprados. Preço baixo em relação aos sites nacionais é a principal justificativa mencionada por 76% dos consumidores

Adquirir produtos em sites internacionais já é uma tendência que está em crescente consolidação nos últimos anos no Brasil. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes lojistas (CNDL) indica que 22% dos internautas têm o hábito de comprar em sites do exterior.

Os itens mais adquiridos são acessórios para celular, tablet ou computador, como capas, películas, carregadores e pen drive (49%, aumentando para 65% entre os indivíduos das classes A e B), vestuário, calçados e acessórios como cintos e bolsas (42%, aumentando para 57% entre as mulheres), livros físicos ou digitais (20%) e artigos esportivos (19%, aumentando para 27% entre os homens).

O principal motivo citado por 76% dos consumidores para realizar compras em sites internacionais é o preço mais baixo dos produtos em comparação com os sites nacionais. Já a possibilidade de comprar produtos aos quais não têm acesso ou são difíceis de serem encontrados no Brasil foi um argumento mencionado por 53%, seguido da variedade de produtos citado por 48%.

“De acordo com o estudo, a aceitação desse tipo de compra virtual está relacionada aos valores financeiros que fazem compensar a espera do prazo de recebimento e os riscos envolvidos, além da grande oferta de produtos que nem sempre estão à disposição no mercado nacional”, pondera o presidente da CNDL, Honório Pinheiro. …Leia na íntegra

89% dos internautas fizeram compras online no último ano

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 25 jun 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonde: CNDL / CDL (Conteúdo)

 43% dos consumidores online estão usando mais a internet para fazer compras do que há um ano; 87% ficaram satisfeitos com a última compra, mas 30% têm receio de não receber o produto

Fazer compras pela internet já se tornou um hábito do internauta brasileiro, independentemente do gênero, idade ou classe social. É o que revela um estudo feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) nas 27 capitais do país. De acordo com esse levantamento, 89% dos internautas realizaram ao menos uma compra online no último ano, percentual que se mantém elevado em todos os estratos sociais analisados, mas ganha destaque entre os homens (93%), pessoas de 35 a 49 anos (95%) e pertences às classes A e B (99%). Apenas 4% das pessoas que têm acesso à internet admitiram nunca ter feito qualquer compra online.

Segundo a pesquisa, mesmo em um cenário de crise, a maior parte (43%) dos consumidores online (43%) aumentou a quantidade de produtos adquiridos pela internet na comparação com 2016. Para 38%, o volume se manteve estável, enquanto 18% diminuíram o número de compras feitas por esse meio.

A percepção de que os produtos vendidos pela internet são mais baratos do que nas lojas físicas é a vantagem que o internauta brasileiro mais identifica, razão mencionada por 58% desses consumidores. Outros motivos também destacados são a comodidade por não ter de sair de casa (45%), o fato de poder fazer as compras no horário que quiser (31%) e a economia de tempo (29%). Há ainda 28% de entrevistados que citam a facilidade que a internet proporciona na comparação de preços. …Leia na íntegra

38% dos trabalhadores usaram saldo do FGTS para pagar dívidas em atraso e 13% fizeram compras extras

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 jun 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: CNDL / CDL

Entre quem ainda vai sacar, 27% pretendem quitar pendências; expectativa é de que resgate do benefício injete até R$ 14,6 bilhões no comércio e serviços. No total, 14% dos brasileiros já retiraram benefício na Caixa Econômica

O próximo lote de saques das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) que estará liberado a partir do próximo sábado, (10/6), deve, novamente, contribuir para que mais brasileiros paguem suas dívidas e voltem a ter o nome limpo. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que, dentre os trabalhadores que já realizaram saques, 38% usaram o dinheiro extra para quitar dívidas em atraso, enquanto 4% usaram esse recurso para pagar ao menos parte das pendências. Os que estão gastando esses valores com despesas do dia a dia representam 29% da amostra. Há ainda 19% de trabalhadores que optaram por poupar o benefício.

Outra estratégia também utilizada pelos entrevistados foi aproveitar o dinheiro extra para antecipar o pagamento de contas não atrasadas, como crediário e prestações da casa ou do carro, citado por 14% dos que já sacaram seus recursos. De acordo com a pesquisa, somente 13% dos trabalhadores que sacaram o benefício até o momento usaram o recurso financeiro para fazer compras extras. A estimativa do SPC Brasil e da CNDL é de que a medida poderá injetar até R$ 14,6 bilhões nos ramos do comércio e serviços, considerando a estimativa do governo, de que os saques atingirão R$ 34,5 bilhões. …Leia na íntegra

Classes C, D e E são as que mais compram sem necessidade motivadas por promoções

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 03 abr 2017

Tags:, , ,

da Redação

Conteúdo CNDL

Pesquisa investigou hábitos relacionados ao consumo e economia de dinheiro do consumidor brasileiro

Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) buscou identificar os comportamentos consumistas dos brasileiros de acordo com seus hábitos relacionados à utilização e à economia de dinheiro. Os resultados considerados no levantamento foram baseados nos entrevistados que concordaram ou discordaram das afirmações apresentadas, e os dados mostram que um terço (33%) desses consumidores compra sem necessidade motivado por promoções, especialmente entre as classes C, D e E (35%), entre as mulheres (38%) e as pessoas de 18 a 34 anos (42%). Outro dado mostra que 22% afirmam ter esse comportamento na maioria das vezes.

Ainda com relação a práticas consumistas, 42% dos consumidores que responderam à pergunta costumam comprar parcelado para conseguir comprar tudo o que querem, enquanto quatro em cada dez (40%) não procuram meios alternativos para economizar em saídas ou baladas, como reuniões em casa ou na casa de amigos. …Leia na íntegra

Comércio é autorizado a cobrar preço diferente de acordo com o meio de pagamento

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 27 dez 2016

Tags:, ,

Da Redação
Com informações da Agência Brasil

A partir de hoje (27), comerciantes podem cobrar preços diferentes para compras feitas em dinheiro, cartão de débito ou cartão de crédito. A Medida Provisória 764, que autoriza a prática, foi publicada na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial da União.

Apesar de proibida pela regulamentação anterior, o desconto nos pagamentos à vista, em dinheiro vivo, já vinha sendo praticado no comércio varejista, e segundo declarações do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a medida provisória publicada hoje vem somente “regular” tal prática.

“Fica autorizada a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público, em função do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado”, diz a MP. A medida assinada pelo presidente Michel Temer também anula qualquer cláusula contratual que proíba ou restrinja a diferenciação de preços.

A medida faz parte de um pacote de medidas microeconômicas anunciadas pelo governo na semana passada para estimular a economia, que passa por um período de forte recessão.

Defesa do Consumidor

Algumas entidades de defesa do consumidor se manifestaram contra a autorização. Para a Proteste, é “abusiva” a diferenciação de preços em função da forma de pagamento.

…Leia na íntegra

Pesquisa do SPC Brasil lista os artigos mais desejados para presentear neste Natal

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Vit. da Conquista | Data: 23 dez 2016

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Yahoo.com.br

Estudo do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas entrevistou consumidores das 27 capitais e listaram os produtos que serão os mais procurados.

1° lugar – De acordo com o levantamento, as roupas permanecem na primeira posição com 60,1%.

Em 2° lugar, para a alegria das crianças, aparecem os brinquedos, com 41,6%

3° lugar –

Depois vêm os calçados, com 34,7% das intenções de compra.

4° lugar – Perfumes e cosméticos serão os escolhidos para presentear por 30,3% dos consumidores.

5° lugar – Acessórios, como bolsas, cintos e bijouterias são clássicos e serão escolhidos por 20,7% dos entrevistados.

6° lugar – Pelo menos 17,6% serão ainda mais generosos e afirmaram que irão comprar um smartphone para presentear.

7° lugar – Os amantes de livros não ficarão desapontados, eles serão os escolhidos por 17% das pessoas e fecham com chave de ouro o ranking de presentes.

 

 

 

 

Procon faz alerta sobre compras pela internet

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia, Vit. da Conquista | Data: 21 ago 2016

Tags:, ,

da Redação

Com informações dos sites da CDL/PMVC (conteúdo)

compras-internet-300x168Consumidores que escolhem comprar no comércio eletrônico devem tomar alguns cuidados, alerta o Serviço de Proteção ao Consumidor de Vitória da Conquista (Procon). O órgão dá algumas orientações sobre aquisições de bens e serviços pela Internet.

Uma das recomendações mais importantes é se certificar da credibilidade dos sites de compras. Sites confiáveis, geralmente, apresentam a sigla https no início do endereço eletrônico, números de telefones fixos para contato ou atendimento via 0800.

Além disso, o consumidor pode buscar opinião de outros clientes através de redes sociais e sites de reclamações ou verificar se o CNPJ da empresa existe nos cadastros da Receita Federal.

Outro dica importante é desconfiar de grandes promoções ou prática de preços muito abaixo do valor de mercado. “Geralmente, esses atrativos são apresentados por empresas não idôneas”, explica o coordenador do Procon, Carlos Públio. …Leia na íntegra

Comércio fica aberto até às 17 horas nesta véspera de Natal

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 24 dez 2015

Tags:, , ,

nov_25_pel_banner_site_resenha_feirao_aquitemnegocio_582x65px_jean

Da Redação
foto: Arquivo BRG

comércio normal
Para aqueles que deixaram as compras natalinas para a última hora, uma boa notícia. Nesta véspera de Natal, o comércio irá funcionar em horário diferenciado.

As lojas dos principais pontos comerciais de Vitória da Conquista ficarão abertas até às 17 horas nesta quinta-feira (24). Já as lojas do Shopping Conquista Sul terão expediente até às 20 horas.

Na sexta (25), por ser feriado, as lojas não abrirão. O comércio voltará a funcionar normalmente no sábado (26), das 8 às 12 horas. Nesta data, as lojas do Shopping também estarão funcionando em seu horário normal, das 10 às 22 horas.

Últimas horas para as compras de Natal

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 24 dez 2014

Tags:, ,

da Redação

PApai NoelTem sido intenso a movimentação no centro comercial de Vitória da Conquista e em outros bairros onde as atividades comerciais avançam. A CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas aguarda com grande expectativa o balanço de mais um período natalino e de fim de ano. O comércio funcionará até à 18 horas desta 4ª feira (24).

Com o aumento de taxas de juros, dificuldades com o crédito e baixo crescimento do PIB, comentaristas da área econômica têm falando de uma possível retração que poderá influenciar no resultado final.

Pela movimentação de lojas, shoppings e supermercados e a presença de vários veículos de outros municípios circulando na cidade as previsões estão mais otimistas. Resta aguardar e torcer para bons negócios.

Shopping Conquista Sul reúne opções de presentes e promoções especiais para o Natal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral | Data: 10 dez 2014

Tags:, , ,


publicidade

dsc_8950

O Natal está se aproximando e com ele as compras de fim de ano. Além de se preocupar com o que vai dar de presente, escolher enfeites para decorar sua casa e o que usar na noite natalina, também surge a dúvida de onde encontrar tudo isso. Do jeito que as coisas andam corridas ultimamente, o melhor seria ir buscar tudo que está na lista de Natal em um só lugar.

Uma ótima opção é o Shopping Conquista Sul. Decoração natalina especial e horário de funcionamento estendido são apenas alguns dos atrativos que se somam à diversidade de opções, promoções e chegada de novas lojas neste Natal.

O cliente encontra opções de presentes para todos os gostos e bolsos em um só lugar e ainda participa da campanha de natal 2014, que traz uma grande novidade para celebrar essa data especial: o sorteio de um veículo Etios, 0Km.

Venha aproveitar tudo que o mal oferece, mix de lojas diferenciado, restaurantes, salas do Moviecom com 3D, área de lazer, além da comodidade de 900 vagas de estacionamento sendo 600 cobertas. …Leia na íntegra

Consumidor vai menos aos supermercados, diz pesquisa

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 28 set 2014

Tags:,

Estadão

650x375_supermercado-compras_1451200A inflação e a baixa confiança dos consumidores já afetam um dos segmentos tradicionalmente menos vulneráveis do varejo: o de alimentos. As famílias reduziram o número de vezes em que vão aos supermercados e o volume de compras estacionou. Para especialistas, uma retomada depende do comportamento dos preços daqui para a frente e é possível que as vendas não voltem a se aquecer antes das festas de fim de ano.

Pesquisa da Kantar Worldpanel revela que no primeiro semestre de 2014 os consumidores já frequentaram menos vezes pontos de venda como supermercados, mercearias ou padarias. O número de viagens caiu 10,5% ante o mesmo período de 2013. Já o número de itens comprados cresceu, mas pouco e mal compensou o efeito da redução de frequência, fazendo o volume médio ficar praticamente estável, com alta de apenas 0,5%. “Já estamos vendo um volume médio não crescendo em proporções que compensem a queda da frequência”, diz a diretora de contas da empresa Christine Pereira. Para ela, os números indicam um “passo para trás” em tendências de consumo que vinham sendo positivas para a indústria e o varejo.

…Leia na íntegra

Dia de compras no comércio e no Shopping Conquista Sul em Vitória da Conquista

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Economia, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 12 jun 2013

Tags:, ,

Da Redação

Muitos casais deixaram para fazer a compra do Dia dos Namorados na última hora na cidade. 

shoppingA tarde do dia dos namorados (12) foi bastante movimentada no comércio e também no Shopping Conquista Sul em Vitória da Conquista. Muitos consumidores atrasados foram às compras em busca do presente ideal para agradar os parceiros.

A data é a terceira que mais movimenta as vendas no comércio, perdendo apenas para o Dia das Mães e o Natal. Itens como perfumes, calçados e acessórios foram os mais procurados. A movimentação foi ainda maior porque a data atraiu também pessoas de várias cidades próximas da região sudoeste.

A expectativa dos comerciantes do shopping é de que as vendas superem as do mesmo período do ano passado. Algumas lojas investiram também em descontos especiais para atrair consumidores para as lojas. Lembrando que as lojas funcionam hoje até às 21h30, com direito à apresentação musical no clima junino do artista Almir Sanfoneiro.

Pesquisas apontam que consumidores consultam mais a internet antes de comprar

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 fev 2013

Tags:, , , ,

Por Mara Ferraz

imagesImagine comprar um sapato e logo depois ele entra em promoção com 50% de desconto? Essa insatisfação gerada por uma promoção logo após a compra acontece cada vez menos graças a internet e as novas ferramentas de pesquisa de preços, produtos e também promoções que veem sendo implementadas cada vez mais na rede. Especialistas defendem que uma boa pesquisa é sempre o primeiro passo para um planejamento de compra. E a internet tem sido uma importante ferramenta para isso. De acordo com a estatística apontada pelo Ibai Brasil 57% dos entrevistados compram por motivação de anúncio da internet e 56% visitam a loja após anúncio via internet.

Dados mostram que cada vez mais o brasileiro está receptivo com a internet, e a utiliza a favor do planejamento financeiro do lar. Planejamento esse que diminui também percentuais de inadimplência. Em Vitória da Conquista, por exemplo, dados do Serasa e SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), apontam que houve diminuição de 8% de inadimplência na cidade.

…Leia na íntegra

Época boa para comprar morangos

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 03 set 2012

Tags:,

Da Redação

Nas feiras livres de Vitória da Conquista, quatro bandejas da fruta saem por até R$5,00.

Uma fruta saborosa e que rende sucos, receitas e bebidas deliciosas. Assim é o morango. E em Vitória da Conquista, a dificuldade de comprar o produto é só por uma questão: a procura. A fruta tem sido bastante vendida neste período. Na Central de Abastecimento da cidade, quatro bandejas do produto saem pelo preço de R$5,00. No centro da cidade é possível pechinchar também comprando em vendedores ambulantes, que circulam durante todo o tempo comercializando a fruta. No supermercado, o morango sai um pouco mais caro. Cada bandeja sai, em média, por R$3,60. …Leia na íntegra