Operação LAMMER: Justiça manda soltar dois acusados de fraude digital

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 23 fev 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_1464

Dois dos acusados presos na operação LAMMER da Polícia Federal, deflagrada em dezembro do ano passado, foram libertados nesta terça-feira (23) do presídio Nilton Gonçalves. Os irmãos Tiago Carvalho Bezerra e Sandro Deivid Carvalho Bezerra foram presos com outros quatro envolvidos em fraudes bancárias através da internet.

O mandado de soltura foi expedido nessa segunda-feira (22) atendendo ao pedido dos advogados de defesa dos acusados. Na decisão, o juiz federal entendeu que os irmãos não representam risco na condução do processo, mas que eles não poderiam ter contato com os demais acusados. Com isso, Tiago e Sandro Deivid responderão o processo em liberdade.

O BLOG DA RESENHA GERAL procurou os advogados de defesa, Jonatan Meireles e Murilo Rocha, que afirmaram que não poderiam dar detalhes da decisão, pois o processo corre em segredo de Justiça. “A Justiça entendeu que não havia mais necessidade da manutenção da prisão”, declararam.

Até o momento, o juiz responsável pelo caso não determinou prazo para os julgamentos. A polícia e o Ministério Público Federal estima que os golpe alcançaram o montante de R$ 289.160,00.

Operação LAMMER: Resenha Geral tem acesso às informações dos acusados

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

operação-lammer2De cima para baixo: Leandro ‘AG’ Morais; Nelita Ferraz; João Batista Filho;
os irmãos Thiago e David Carvalho Bezerra; e ____.

O BLOG DA RESENHA GERAL teve acesso exclusivo a parte do mandado de prisão contra as cinco pessoas presas na Operação LAMMER, que desarticulou uma quadrilha especializada em fraudes bancárias através da internet. Entre os presos pela Polícia Federal estão filhos e donos de empresas da cidade.

Na lista dos presos estão: Leandro Morais Paixão, Nelita de Almeida Ferraz, David Carvalho Bezerra, Thiago Carvalho Bezerra, Delmiro Ferraz da Rocha Neto, João Batista Martins Ferraz Filho e Sandro Camilo Mendes Santos.

Além da prisão, a polícia cumpriu mandado de busca e apreensão na casa dos sete acusados. O mesmo mandado foi cumprido na residência de outros três suspeitos (Cezar Molina Dias, Wallison Lima Santos, Kesley Pereira Marques). Os policiais federais também estiveram em uma loja de autopeças na Avenida Integração e em um galpão pertencente a Leandro Paixão, na Praça do Cajá. As investigações apontam para a direção que este dois estabelecimentos eram utilizados para lavagem de dinheiro desviado.

IMG_2765foto: Roberto Silva – Blog da Resenha Geral

Além de documentos, foram apreendidos três veículos e uma motocicleta de alto valor, fruto do dinheiro desviado das contas bancárias invadidas. Os acusados também gastavam os valores na compra de terrenos e apartamentos, além de ostentar em bares e festas de Vitória da Conquista.

A Justiça também autorizou a interceptação de ligações e dados telefônicos de Leandro, Nelita, Delmiro e João Batista, bem como de cinco pessoas identificadas apenas como Abel, Alex, Ruan, Danilo e Diego, que seriam novos integrantes da organização criminosa.

Operação LAMMER: quadrilha chegou a desviar R$ 200 mil de uma única conta

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_2761

A Polícia Federal concedeu entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira (2), dando detalhes da Operação LAMMER, que desarticulou uma quadrilha especializada em fraudes bancárias através da internet. Ao todo, foram cumpridos 7  mandados de prisão preventiva, 14 mandados de busca e apreensão, além de 12 mandados de condução coercitiva em três estados.

Dos mandados de prisão, 5 foram cumpridos em Vitória da Conquista e 2 em São Paulo. A polícia não revelou as identidades dos presos, mas o BLOG DA RESENHA GERAL levantou que entre os presos está uma mulher e um proprietário de loja de autopeças. Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos em residências e empresas da cidade.

Segundo o delegado Marcelo Siqueira, somente de uma das contas atacadas, a quadrilha desviou mais de R$ 200 mil. Os valores eram gastos de várias formas e há a suspeita de que empresas foram criadas em Conquista para lavar o dinheiro (como a loja de autopeças). “Eles não tinham uma ocupação definida, chegamos a ir a algumas empresas ligadas aos acusados, mas pareciam empresas ‘fantasmas’”, explicou o delegado.

*Atualizado às 17 horas de 02/12/2015

PF desarticula quadrilha conquistense que desviou milhões de contas bancárias

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 02 dez 2015

Tags:, , , , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_1464

Uma nova operação da Polícia Federal em Vitória da Conquista cumpriu mandados de prisão preventiva e busca e apreensão na cidade. Dessa vez, a ação investiga crimes de fraudes bancárias cometidos através da Internet. O foco principal foi Conquista, já que a maioria dos recursos desviados eram encaminhados. A polícia tem provas documentais do pagamento, feito com os recursos desviados, de taxas de licenciamento veiculares referentes a milhares de veículos de Vitória da Conquista e região.

A operação, intitulada LAMMER, foi realizada em conjunto com o Ministério Público Federal e cumpriu 7  mandados de prisão preventiva, 14 mandados de busca e apreensão, além de 12 (doze) mandados de condução coercitiva. Além de Conquista, os mandados foram cumpridos nas cidades de São Paulo, Osasco (SP), Águas Lindas de Goiás (GO), Brasília, Itororó e Teixeira de Freitas.

Segundo a polícia, a quadrilha capturava os dados cadastrais e de senhas de acesso aos sistemas de internet banking, invadia as contas bancárias e transferia os saldos existentes para contas de laranjas. O dinheiro desviado era sacado ou ainda utilizado para pagamentos de boletos bancários, taxas de licenciamento de veículos, contas de consumo (água, luz, telefone, tv a cabo, etc.) e outros títulos. O grupo já vinha atuando há diversos anos, causando um prejuízo às instituições financeiras estimado em milhões. A polícia aponta que em apenas uma invasão de conta bancária os criminosos se apropriaram de quantias na casa das centenas de milhares de reais.

Os investigados que foram presos e conduzidos hoje responderão pelos crimes de estelionato qualificado e constituição e integração de organização criminosa, previstos no artigo 171, § 3º, do Código Penal, e no artigo 2º da Lei 12.850/2013, com penas que, somadas chegam a mais de 14 anos de reclusão.

LAMMER é o termo pejorativo utilizado para nomear criminosos cibernéticos que se acham acima do bem e do mal e que acreditam que nunca serão pegos. Em geral são operadores de programas desenvolvidos para captura de senhas, utilizados para invasões de contas bancárias através dos sistemas de Internet Banking.

Beneficiários do INSS terão direito a conta corrente livre de taxas

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia, Vit. da Conquista | Data: 09 jan 2010

Tags:, , , , ,

da TV Sudoeste / Blog do Marcelo

Contas bancárias de pensionistas do INSS terão custo zero. Isso signifca mais segurança, pois o beneficiado não vai mais precisar sacar o dinheiro de uma só vez. O gerente executivo do INSS, Arlindo Neto, prestou esclarecimentos a respeito.