O mardito

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 jan 2015

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoNo casamento de Selma se não fosse aquele rádio de Hermes Grampão, um aparelho enorme que só podia ser transportado de carroça, Averaldo não tinha ido embora pra sempre… A festa era entre familiares, não havia necessidade de música, era aquela mania que Hermes tinha de um dia virar radialista, antes de ligar o aparelho ele narrava meia hora de notícias que todos eram obrigados a escutar e elogiar. Tia Alzira ainda avisou que música, cachaça e parentes são três coisas que não se deve misturar, e ela estava coberta de razão! Boca de Sebo depois de tomar uma meiota de pinga pegou a noiva pra dançar. O noivo, que era seu primo, não gostou e meteu a mão na cara do intrometido. Boca de Sebo, que além de ser muito macho era “brabo”, já caiu atirando. O tiro varou o saco do noivo e ainda atingiu o rádio. O aparelho não teve nada e o noivo apesar de não ter morrido perdeu o grande amor da vida: quando Selma soube do estrago que a bala fez em Averaldo, pediu logo anulação do casamento. O ex-noivo fugiu depois do incidente, dizem que morreu de paixão! A noiva também se picou, foi morar com um grupo de teatro em Poções. …Leia na íntegra

A morte e suas valas

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 24 jan 2015

Tags:, ,

Pastor Orlando Filho

PASTOR ORLANDO BBQuando era pequeno aprendi que nascemos, crescemos, desenvolvemos, envelhecemos e morremos ser um curso natural da vida, no entanto hoje vemos somente o nascer como um fato da vida humana.

As outras etapas muitos não têm conseguido ou se deixado prosseguir, e a morte tem sido mais natural do que a continuidade da vida.

Aí nos encontramos com justificativas que não justificam palavras que não falam, leis que não se cumprem, lágrimas que não se enxugam.

Contentamo-nos com as “valas” desta geração, como resposta para a morte: foi às drogas, foi a violência, foi o álcool, foi a família, foi o(a) mesmo(a) que procurou… Valas que não são tapadas, valas que têm exalado a continuidade da morte quando deveriam servir para reflexão e ação de sua inexistência.

Eu preciso e devo morrer para que outros possam viver, morrer no meu egoísmo e sonhos próprios para que as etapas não somente da minha vida e dos meus entes sejam cumpridas, mas de toda sociedade que vivo e desejo prosperar!

Rua da Granja, o filme que Fellini não fez

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura, Vit. da Conquista | Data: 09 jan 2015

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoToda rua tem seus encantos, mas tem rua que é pura magia… Nesse tempo Conquista só tinha duas estações: inverno suave e inverno severo… Primavera e verão a gente só sabia que existia na escola. Minha primeira escola foi a Chapeuzinho Vermelho, de “Tia Lícia”, mulher de Zé Pedral. Era tipo uma creche, sei lá, um pré-primário. Eu só sei que a gente só fazia brincar. Depois as coisas iam ficando mais difíceis. Principalmente aos que não eram muito chegados aos estudos. A maioria da minha geração foi alfabetizada por Dona Mariquinha, era um lugar lindo. Eu ficava torcendo pra chegar a hora do recreio… era um quintal enorme, cheio de árvores, aquele ambiente nunca saiu de minha cabeça. Toda vez que vejo uma escola primária me lembro dali. Era diferente. Lá também vendia o melhor doce que já provei na infância. Os galinhos de açúcar eram ótimos… Até hoje sinto o cheiro gostoso daquele tempo, daquele recreio. Depois de alfabetizado por Dona Mariquinha, passei pra escola do Prof.º Antônio Moura, outro grande educador que viveu em Conquista. Ali as coisas já ficavam diferentes. É que tinha a famosa palmatória de jacarandá, trauma de muito menino que por lá passou. Nesse tempo o tal do “bullying” era tratado à base de palmatória. …Leia na íntegra

Fé e Esperança

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 25 dez 2014

Tags:, ,

Por Valdir Barbosa

Valdir BarbosaDesci, na noite da derradeira sexta, os doze andares que separam meu canto, do grande salão acolhedor de residentes e visitantes, no prédio quase cinquentenário com sua imponente varanda verde que mira, junto a outros não menos majestosos, a Praça do Campo Grande, ponto marcante da capital de nosso estado.

Dirigi-me ao largo ornado por milhares de luzes anunciando o Natal, para assistir evento impar que proclamava a paz. Dezenas de iluminados, dentre menestréis e palestrantes, capitaneados pelo maior deles, Divaldo Franco brindariam, como brindaram os assistentes, entre os quais me incluí, com seus sons, ritmos e palavras inspiradas fazendo refletir.
Os ouvidos dos presentes, enfim, se emocionaram de vez quando a cachoeira inesgotável do saber que indubitavelmente transcende brotou nos lábios do médium, orgulho de nossa terra, tanto pelos ensinamentos, como por suas meritórias obras. …Leia na íntegra

Pé de orelha

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 12 dez 2014

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoNão me arrependo de nada, faria tudo do mesmo jeito. É bom pensar assim mesmo estando com mais de meio século de vida. Tive todas as oportunidades que uma pessoa de classe média tem, até a chance de passar a vida correndo atrás de dinheiro eu dispensei, não sei se por preguiça ou falta de jeito. Mas admito que todos que acumularam suas fortunas honestamente é porque merecem, as pessoas são o que merecem ser. A desigualdade social existe desde que o mundo é mundo. Mas os que conseguem seus castelos ilicitamente logicamente nunca terão sossego, a consciência vai sempre estar martirizando os que pisam no próximo pra alcançar o que desejam… O que não é o caso dessa leva de políticos que vem sendo presa ultimamente. Acho até que é injustiça chamar nossos ex-revolucionários de ladrões. Guerrilheiro não rouba, guerrilheiro desapropria em nome do Estado… Mas vamos parar de encher linguiça e ir direto ao causo que é bem mais importante.

Foi numa manhã cinzenta debaixo de um pé de gameleira preta numa pequena e próspera cidade perdida no interior do Brasil que aconteceu o seguinte diálogo entre a prefeita e o presidente da Câmara, que por sinal eram compadres…

– Pois é Miguildonio, esta história de CPI tá pra me tirar do sério, as poucas horas que consigo dormir é tendo pesadelo, acordo gritando todo dia.

– Como é que é esse pesadelo, “cumadre”? Tem assombração no meio?

– Antes tivesse, meu pesadelo é bem pior… eu sonho sendo apedrejada pelo povo na porta da prefeitura, isto sem falar nos ovos…

– Mas logo você, “cumadre”, a líder político mais bem votada no município se preocupando com essas coisas, deixa isso pra quem deve, a senhora nunca aprontou…

– Fala baixo compadre, se Grampão souber que estou preocupada a oposição acabará sabendo. E aí você sabe, né? Aqueles sacanas não deixam escapar nada.

– Ué “cumadre”, tá parecendo que deve, se abra comigo, além de ser presidente da câmara eu também batizei seu filho. Vamos lá, se abra, amigo é pra essas coisas. …Leia na íntegra

Dia dos Pais

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 08 ago 2014

Tags:, , ,

Por Alberto David

Alberto-David8Deus não põe o pão de cada dia na mesa para que todos fartem. Deus faz com que o homem plante o trigo, are e faça a colheita com a colaboração de seus entes mais próximos, para que estes aprendam, desde novos, o que é fraternidade. E é por aí que não estamos fazendo a coisa certa; os filhos dificilmente vencerão pelos seus próprios méritos, pois, na sua maioria, sempre esperam mais pelos pais. Não sabendo eles, que os pais passam, que eles  têm de ser como a flecha que impulsiona para a frente.

Que neste Dia dos Pais, não generalizando, os filhos façam uma reflexão e cumpram os seus papéis, pois muitos agem como se os pais não tivessem vida própria, parando suas vidas,  como se a casa paterna fosse eterno abrigo. E a vida dos Pais como é que fica? …Leia na íntegra

Angu de caroço

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 01 ago 2014

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoAqui pra nós… Eu acho que a CBF tá querendo acabar com o futebol brasileiro. Tão querendo oficializar outra modalidade de esporte no país (talvez o dominó ou palitinho), é a única coisa que podemos imaginar depois da Copa. Não dá pra entender como se tira um técnico prepotente, egocêntrico e mal-educado e se coloca um mal-educado, egocêntrico e prepotente. Escolhido por um comerciante indicado pra coordenar todas as seleções. Vendo o histórico do ex-goleiro Gilmar, só um idiota não reconhece que na realidade ele é comerciante, foi goleiro por acaso. Quando contratou um treinador desempregado e desacreditado pelo povo, já foi com a intenção de influenciar diretamente em todas as atitudes que um técnico desses deve tomar. Dunga não vai escalar ninguém sem antes ter o aval de Gilmar. Talvez Gilmar o deixe convocar Fred, não como jogador, mas como assistente para evitar que o centroavante que menos pegou na bola na história das Copas passe os próximos quatro anos isolado como ele. É aquela velha história: Uma mão lava a outra. …Leia na íntegra

Tem Ressentimento Embutido?

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 21 jun 2014

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoUma coisa de que eu não gosto de falar é de política, mas tem coisa que não dá pra ficar sem comentar… É o caso da impugnação, vocês já notaram que só se impugna candidatos que têm condições de se eleger, não pela suposta propaganda, mas sim pelo potencial do candidato em questão. Se algum candidato tecer comentários sobre problemas políticos que já são de conhecimento das massas, será propaganda política? Então seria melhor proibir rádio, TV e jornal quando for se aproximando a eleição. Se for impedir um profissional de opinar sobre uma situação que já é de conhecimento público, então toda discussão voltada à política no senado ou na câmara deveria sofrer interferência (a TV Senado, por exemplo, deveria sair do ar). Nossa Presidente está em campanha desde os famosos 10% dado à Bolsa Família. Do Dia do Trabalhador para cá, esta senhora não tem feito outro coisa. E isto, ninguém vê? …Leia na íntegra

Dez anos

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 jun 2014

Tags:, , ,

Por Valdir Gomes Barbosa
Valdir Gomes BarbosaAmigos,
Parece que foi ontem, mas, dez anos hoje desde aquela festa do nosso casamento. Grato a todos pelo apoio. Abaixo, soneto do dia.
abraços e beijos,
Roberta e Valdir

Dez anos

Dez anos vão ligeiro, nem notamos,
Um dia após o outro, tudo passa,
Dez anos voaram, como vento e aqui estamos.
A construir verdades, sem trapaça.

Legados deixaremos, com certeza,
Inimitáveis encantos ficarão,
Nas marcas de nosso amor rara beleza,
Ao fazermos ser eterna esta paixão.

Salvador, 19 de junho de 2014.
Vgb

O melhor consertador de olhos

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 08 fev 2014

Tags:, , ,

Por Alberto David

Alberto-David8Obrigado Jesus!, Obrigado Ruy Cunha
Uma luta árdua …

Meu olho esquerdo alcançava apenas 30 por cento da visão ; o outro , já estava a caminho… ; mas , Deus não quis assim , e, foi , através das mãos do doutor e amigo Ruy Cunha ( um homem de fé , de qualidade profissional máxima , simples , humilde e brilhante , enfim um servo de Deus ) .que neutralizou o mal e pôs a minha visão zerada.
Obrigado Ruy , que Deus o ilumine…. Agora eu tenho os meus olhos de volta, olhos de enxergar e ver no grau máximo . …Leia na íntegra

Ontem…

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 fev 2014

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

NandoSaudade é sentir que na mesa tá sobrando lugar… É a força da ausência nos lembrando que o tempo nunca retornará. É um sapato antiquado que aperta o calo e insistimos em calçar… Os flamboyants sombreavam o casarão assobradado onde a presença da felicidade era notada em tudo, nenhum deles ainda havia partido, eram crianças com aquela certeza de que nada nunca mudaria, achavam que a felicidade era um estado permanente. Uma infância linda! E o vermelho cheio de vida dos flamboyants completava a alegria. Mas veio o tempo e ofuscou os olhos do menino, matando o mundo mágico que a ele pertencia, as cores da infância foram gastas e a realidade o fez ver em preto e branco. Alguns deles já se foram, foi com eles a alegria. E o vermelho desbotado dos flamboyants presenciou minha agonia. …Leia na íntegra

Professor Maneca

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 02 fev 2014

Tags:, , ,

Por |Nando da Costa Lima

Nando C. Lima“Nós nascemos do mesmo signo, doutor, com a única diferença de eu ter nascido de nove meses de gestação e sua excelência ter nascido de dez…” Quando o professor e poeta Manoel Fernandes de Oliveira (Maneca Grosso) publicou este artigo no jornal “A Palavra”, não sabia que estava assinando sua sentença de morte. O clima ficou ainda mais pesado entre os dois grupos políticos que lutavam pelo poder no início do século, os Meletes se defendiam e atacavam os Peduros através do jornal “O Conquistense”. Era uma Conquista diferente aquela de 1919…, nesse tempo a umidade das matas ainda criava limo nas paredes das casas, o comércio era movimentado pelos cacheiros-viajantes e a Filarmônica Vitória marcava presença em todo grande acontecimento, uma cidadezinha escondida no sudoeste baiano, mas que aos olhos do poeta Maneca Grosso “Não há no mundo, na Terra, igual a esta outra vista! Na falda d’aquela serra… Está engastada Conquista”. …Leia na íntegra

O caçador de assombração

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 jan 2014

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

Nando C. Lima Naquele tempo as coisas eram diferentes, as distâncias eram maiores e em tudo se via a presença do mistério. Os lobisomens, as mulas sem cabeça e as onças encantadas eram comuns na imaginação dos que habitavam nas regiões mais isoladas do progresso. Tanto era que existia uma profissão da qual quem exercia era olhado como herói pela população. O caçador de assombração gozava de todas as mordomias, era o marajá da época, ganhava pra não fazer nada, ficava deitado em uma rede comendo e peidando, só levantava quando aparecia “seuviço”. Quem me falou dessa profissão foi Seu Paizinho, neto do maior caçador de “livusia” que se tem notícias. Tonho Magro caçou “aparição” até em Poções, seus cães eram especialistas em todo tipo de assombração. Se eu fosse parar pra escrever a quantidade de lobisomens mula sem cabeça que Tonho pegou com a ajuda da cachorrada, teria que escrever dez anos sem parar, portanto vou me referir às onças encantadas: foram duas em Caculé, três na Barra, cinco em Condeúba e uma em Tremedal. …Leia na íntegra

Fábula do Tatu-Bola

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 12 jan 2014

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

Nando C. LimaA bicharada resolveu se reunir em uma reserva protegida pelo IBAMA, lá eles estariam mais seguros pra discutir o problema em pauta. Todos concordaram que a FIFA errou ao escolher um bicho silvestre para mascote da Copa. Apesar de eles argumentarem que escolheram nosso amigo com a intenção de alertar o mundo do grave problema dos animais em extinção, nós bicho achamos que isto só vai estimular o tráfico daquele animal tão exótico. Mas se nem o governo pode interferir nas ordens “dos home” da FIFA, imaginem eles! O jeito era arranjar uma forma de convencer os tatu-bolas de não ficarem tão preocupados, mas o chefe deles estava inconformado. Por que logo eles, uma espécie ameaçada de extinção. Não podia ser outra coisa, ou então um bicho que não estivesse ameaçado de sumir do planeta. Mesmo assim não estaria certo. Tanta coisa pra esse pessoal escolher, vem mexer logo com a gente que sempre foi perseguido. …Leia na íntegra

“Dotô Miranda”

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 05 jan 2014

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

MirandaSanto não, também nem combina… “São Miranda” fica parecendo marca de conhaque barato. Mas que “Dotô Miranda” era gente finíssima, isto ninguém pode negar. Se fosse pra dar nota de zero a dez, até os inimigos dariam nove e meio.
Miranda nasceu em Irará, em 1920, ano em que seu pai inventou a Jurubeba Leão do Norte. Mas “João Grosso do Feijão”, o menino que fazia cara feia quando sentia falta de feijão na mesa, não puxou o pai nas aptidões. Ele nasceu pra ser médico! Foi essa sua fixação pela medicina que o levou à formatura em 1947. Ele sempre foi estudioso, quando fez vestibular passou em segundo lugar. E olha que a primeira colocação foi dada ao filho do reitor! Quarenta e sete foi um ano decisivo na vida do Dr. , neste ano ele selou seu compromisso com suas duas grandes paixões… …Leia na íntegra

Esperando o ônibus

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 02 jan 2014

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

Nando C. Lima– Oi Onofre, há quanto tempo. Você vai bem?
– Eu tô muito bem, professor, só não satisfeito com a política. O Sr. viu?
– Vi o quê?
– Vão cassar os deputados corruptos! Cassar se escreve com “ss” ou com “ç”?
– Depende, se for político se cassa com dois “esses”, se for paca, tatu, veado ou outro tipo de caça, aí então é com “cê cedilha”.
– Então, nesse caso, pode escrever dos dois jeitos?
– Não, político só se cassa com dois “esses”.
– E se o político for “viado”?
– Você está ficando doido? Um dos meus melhores alunos… Não lhe falaram que agora é crime se referir aos homossexuais com termos pejorativos, além do mais isso não vem ao caso, homossexualismo não é defeito nem virtude. Isso nunca foi problema. Cuidado, homofobia é crime. …Leia na íntegra

Réveillon

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 31 dez 2013

Tags:, , ,

Por Nando da Costa Lima

Nando C. LimaA festa estava como sempre foi em reunião de fim de ano. As mulheres de um lado exibiam as joias e distribuíam simpatia, as mais extrovertidas exibiam os conhecimentos gerais! Do outro lado os homens, todos com ares de donos do mundo discutindo a crise econômica, todos com um plano infalível! O cheiro de perfume “francês”combinava com o “whisky” servido. Todo aquele material falsificado entrava em harmonia com a falsidade das pessoas. Formava um clima tão artificial que parecia encenação! A coisa tava tão feia que até os enfeites de fim de ano desejando felicidades eram em inglês, e todos os convidados estavam usando chapeuzinhos de papel daqueles que a gente pensa que só tem em réveillon de americano. …Leia na íntegra

Causo médico

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 27 dez 2013

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

Nando C. LimaMilson quando se casou já foi na intenção de arranjar um filho, era apaixonado por criança. Não que fosse usar Risonete só para parir, muito pelo contrário, ele tinha verdadeira adoração pela esposa. Só que tinha mais de quatro anos que eles tentavam e nada de Riso engravidar, tava difícil, já tinham feito de tudo.

Foi mais de uma vez que ela levou a cueca do amor pra corrente dos pastores sem nunca obter resultado positivo. Ele por sua vez também fazia o possível, tentava todo tipo de “simpatia” que pessoal ensinava, chegou a costurar uma “caçola” de Riso na boca de um sapo… mas nada disso adiantou. Era aquela espera eterna. Teve um dia, por obra de Deus segundo o casal, que Riso apareceu realmente grávida. Dessa vez era pra valer, já tinha feito até exame, era certeza! O Doutor garantiu! …Leia na íntegra

Missa do Galo

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 dez 2013

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

Nando C. LimaA missa do galo tava do meio pro fim e os fiéis todos com cara de fim de ano, todo mundo rindo pras paredes! De repente o silêncio foi quebrado por um bêbado que já entrou gritando “José era safado, sabia que Maria ‘costurava pra fora’ e mesmo assim ficou com ela”. O padre quase desmaia! Nunca tinha escutado tanta heresia, aquilo não era só cachaça, o capeta devia estar dando sua contribuição. Acalmou-se e tentou dialogar com o possuído – “Meu filho como você ousa falar assim na casa de Deus???”. O bêbado respondeu alterado – “Em primeiro lugar eu não sou filho de padre, em segundo, já que Deus tem tanta casa por que foi mexer na casa dos outros pra arrumar herdeiro?”. …Leia na íntegra

“Florentina, Florentina…”

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 dez 2013

Tags:, ,

Por Nando da Costa Lima

 

Nando C. Lima Como escreveu Henri Charriere: “Na tortura toda carne se trai”. Esta afirmativa nos leva a entender porque todas as tentativas das guerrilhas para derrubar a ditadura foram abortadas. Fica até difícil comentar a carnificina do Araguaia, pois quem lá estava e tinha condições de dar um relatório lúcido foi morto. E quem entregou jamais irá admitir…

Não é que o brasileiro tenha a memória curta, são as coisas que aqui acontecem muito rapidamente. Até as megafortunas que em outros países demoram séculos para serem construídas aqui surgem da noite para o dia. Deve ser a magia desse maravilhoso solo tropical. Aqui tudo é diferente… …Leia na íntegra