Centrais sindicais e movimentos sociais aderem à greve geral marcada para 11 de novembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 31 out 2016

Tags:, ,

imagem_noticia_5As centrais sindicais lideradas pela Central Única dos Trabalhadores na Bahia (CUT-BA) e movimentos sociais decidiram aderir ao dia nacional de greve e paralisações, programada para o próximo dia 11 de novembro. O ato é um protesto contra a reforma da Previdência, a retirada de direitos, a PEC 241 que tramita no Senado como PEC 55 e a MP da Reforma do Ensino Médio.

Segundo o Bahia Notícias, o ato terá início às 5 horas da manhã,com duração de 24 horas. A mobilização deve atingir as principais categorias do estado, tais como rodoviários, petroleiros, metalúrgicos, borracheiros, profissionais de saúde e da construção civil, bancários, comerciários e policiais civis. Os trabalhadores devem sair em protesto e manifestação de rua em todo o estado.

Presidente da CUT diz que tem sido alvo de ameaças nas redes sociais

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 16 ago 2015

Tags:, ,

por Ricardo Galhardo | Estadão Conteúdo

Presidente da Cut diz que tem sido alvo de ameaças nas redes sociaisFoto: Reprodução/ CUT

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner de Freitas, disse que tem sofrido ameaças e perseguição nas redes sociais desde que falou em usar “armas” e se “entrincheirar” para combater a ameaça de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo Freitas, as declarações feitas durante encontro da presidente com movimentos sociais terça-feira, no Palácio do Planalto, foram interpretadas de maneira equivocada. “O povo levou de uma maneira completamente equivocada. Isso não tem cabimento”, disse o sindicalista. Segundo ele, as palavras foram usadas no sentido figurado e as “armas” as quais se referiu são instrumentos de luta dos trabalhadores como greves e manifestações. Freitas revelou que é alvo de hostilidades na internet, inclusive ameaças de morte, desde terça-feira. “Lamentavelmente isso tem causado uma série de problemas pessoais para mim e para minha família. Quero denunciar uma série de perseguições nas redes sociais e pessoalmente, uma tentativa de agressão”, afirmou o sindicalista durante manifestação em solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em frente a sede do Instituto Lula, neste domingo (16).

Caiado vai entrar com ações na Justiça contra o presidente da CUT

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Política | Data: 14 ago 2015

Tags:, , ,

O Globo

download (3)O líder do DEM, senador Ronaldo Caiado (GO), anunciou nesta sexta-feira que ingressará com ações no Ministério Público Federal pedindo a abertura de inquérito pela incitação ao crime contra o presidente nacional da CUT, Wagner Freitas, que em discurso ontem nas dependências do Palácio do Planalto disse que os apoiadores da presidente Dilma Rousseff iriam defender o governo “Com armas na mão”. A assessoria jurídica de Caiado diz que o episódio se caracteriza como crime que se enquadra na Lei de Segurança Nacional

O senador também encaminha hoje três ofícios ao Ministério da Justiça pedindo segurança para garantir a integridade das manifestações de domingo, dia 16 de agosto. Para Caiado, essa segurança é necessária depois das declarações do presidente da CUT. O líder do DEM disse que os mesmos ofícios serão encaminhados a Procuradoria Geral da República (PGR) e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) como forma de garantir a proteção ao Estado Democrático de Direito.

…Leia na íntegra

Presidente da CUT ameaça a democracia com discurso imprudente e belicoso

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 14 ago 2015

Tags:, ,

YouTube

Presidente da CUT chama movimentos de esquerda a ‘sair às ruas com armas na mão’

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 13 ago 2015

Tags:, , , , ,

banner_shop_05

 

Em encontro com a presidente Dilma, sindicalista afirmou que “qualquer tentativa de atentado à democracia” transformará movimentos sociais em um exército

Presidente Dilma Rousseff durante Diálogo com Movimentos Sociais Brasileiros no Palácio do Planalto em Brasília (DF) - 13/08/2015
Dilma: aceno à esquerda em meio a crise(Roberto Stuckert Filho/PR)

Meses depois do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ameaçar enfrentar com o ‘exército de Stédile’ os movimentos que pedem a saída da presidente Dilma Rousseff, um novo exército apresentou-se nesta quinta-feira em defesa do mandato da petista. O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, pediu aos movimentos sociais a ida à “rua entrincheirados, com armas na mão, se tentarem derrubar a presidente”. A frase foi dita durante o evento Diálogo com Movimentos Sociais – do qual a própria presidente participa, em mais um aceno à esquerda diante do agravamento da crise política.

Freitas afirmou ainda que se houver “qualquer tentativa de atentado à democracia, à senhora ou ao presidente Lula nós seremos um exército”. Como os outros que o antecederam, o presidente da CUT fez duras críticas ao ajuste fiscal e ao mercado financeiro. “O mercado nunca deu e nunca dará sustentação ao seu governo. O povo dá sustentação ao seu governo”, disse. “Queremos também que governe com a pauta que ganhamos na eleição passada e não com recessão”, concluiu.

Com o alegado objetivo de “defender a democracia”, representantes de mais de 50 entidades se reúnem com a presidente nesta tarde. Após críticas ao ajuste fiscal, Dilma iniciou o discurso pregando um esforço para diminuir a desigualdade do país. “No passado foi possível fazer o país para menos da metade (da população), para um terço. Hoje é inadmissível”, disse. “Quem sempre teve dificuldade de compreender as diferenças foram as elites do nosso país”, completou.

Veja.com ((Com Estadão Conteúdo)

 

 

 

Em festa da CUT, petistas levam vaias e latadas

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 03 maio 2014

Tags:, ,

Por Josias de Souza

O Grito/Edvard Munch

Devagarinho, os políticos vão conseguindo transformar o povo numa espécie de  cão enraivecido. Nos protestos de junho de 2013, parou de abanar o rabo. Na festa de 1º de Maio de CUT, começou a morder.

Um grupo de petistas ousou intrometer-se entre a plateia e as atrações musicais. Ouviram-se vaias. Latas, garrafas e bolas de papel voaram em direção ao palco. Fernando Haddad saiu de fininho. Ricardo Berzoini, Alexandre Padilha e Eduardo Suplicy passaram pelo microfone com a velocidade de um raio. Ficou entendido que a companheirada prefere ouvir música.  queria ouvir música, não lero-lero.

 

Propostas de trabalho para os condenados no mensalão

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política, Trabalho | Data: 29 nov 2013

Tags:, , , , ,

por Paulo Anderson Rocha

Delúbio SoaresNesta quinta-feira (28), a defesa de Delúbio Soares, um dos condenados no processo do mensalão e ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), entrou com um pedido de autorização para que ele possa trabalhar na Central Única dos Trabalhadores (CUT).

De acordo com a Lei de Execução Penal, aqueles que são condenados em regime semiaberto podem trabalhar dentro do presídio, em oficinas, ou externamente, em empresas que contratem detentos. Delúbio foi condenado a 6 anos e 8 meses, e cumpre a pena, em regime semi-aberto, na Penitenciária da Papuda, em Brasília.

Segundo as informações da Embpresa Brasil de Comunicação (EBC), o ex-tesoureiro pretende atuar no atendimento aos sindicalizados, com remuneração entre entre R$ 4 mil e R$ 5 mil. A proposta será avaliada pela Seção Psicossocial da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. Também deve ser elaborado um relatório sobre a idoneidade do pedido.

ex-tesoureiro do PL (atual PR) Jacinto LamasJacinto Lamas como assistente administrativo
Outro dos condenados que recebeu proposta foi o ex-tesoureiro do PL (atual PR), Jacinto Lamas, chamado para trabalhar como assistente administrativo na Mísula Engenharia, em Brasília. Lamas receberia salário de R$ 1.250 mais ticket-refeição e vale-transporte.

Na carta de trabalho emitida pela Mísula, a empresa destaca que ele foi aceito para o cargo, pela grande experiência na área financeira, com destaque para algumas qualidades de Lamas: pró-atividade, boa comunicação, saber trabalhar sob pressão, organização, dinamismo e metodologia.

A autorização para que Lamas comece a trabalhar depende do presidente do supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.

Imagens: EBC