MP pede retirada de outdoors do vereador David Salomão com propaganda antecipada

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 17 maio 2018

Tags:, ,

Da Redação


A pedido do Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA), o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE/BA) decidiu que o vereador David Salomão dos Santos Lima deve retirar, em até 48 horas, as imagens com seu nome, imagem e cargo ao qual pretende concorrer de outdoors em Vitória da Conquista. De acordo com a decisão, em caso de descumprimento, o edil deverá pagar multa diária de R$ 1mil.

Conforme nota divulgada pelo Ministério Público Federal, a partir de investigação da PRE/BA, foram confirmadas peças publicitárias, com imagem e nome do vereador em dimensões significativas e indicação do cargo a que pretende concorrer em outubro. Os outdoors foram veiculados em pontos estratégicos da cidade.

O procurador Regional Eleitoral na Bahia, Claudio Gusmão, considerou que a estrutura da publicidade demonstra nítido caráter eleitoreiro com o objetivo de alavancar a potencial candidatura em prazo anterior ao previsto na Lei das Eleições, que só permite propaganda eleitoral a partir de 15 de agosto. Na representação contra o político, ajuizada no dia 10 de maio, Gusmão considera que a conduta gera desequilíbrio em relação aos demais aspirantes aos cargos políticos que estarão em disputa nas próximas eleições.

O MP Eleitoral requer, ainda, que o representado seja condenado ao pagamento da multa prevista no artigo 36, da Lei das Eleições, no valor de R$ 25mil, considerando o instrumento de publicidade utilizado e o alcance da propaganda no eleitorado local.

Depois de ter outdoor destruído em apoio à intervenção militar, vereador diz que levará o caso à polícia

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 05 out 2017

Tags:, , ,

Da Redação


O vereador David Salomão, depois de ter o outdoor que publicou em apoio à intervenção militar destruído por estudantes e professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), afirmou que ação gerou dano a um patrimônio particular e que vai levar o caso à polícia. “Defendo a liberdade de expressão e tive a minha liberdade violada. Eles agiram como verdadeiros ditadores. Fui alvo de criminosos. Foi um crime de dano a uma propriedade particular, que não estava dentro da universidade. Além disso, desrespeitaram um símbolo nacional, porque lá, ao fundo, tinha uma bandeira do Brasil e eles rasgaram. A atitude deles expressa a intolerância de um grupo doutrinado por professores. São marginais intolerantes travestidos de estudantes”, destacou o vereador em entrevista ao G1.

Além de prestar a queixa na polícia, o vereador ainda afirmou que vai entrar com uma ação na Justiça contra os alunos e os professores envolvidos. “Vou registrar ocorrência policial pelo crime de dano, além de ingressar com ação indenizatória porque aquilo não foi feito com dinheiro público. Não podemos tolerar esse tipo de comportamento”, destacou.

Segundo o vereador, a publicidade foi feita no sentido de que é necessária “uma intervenção em virtude do caos no atual cenário político que vivemos”. Para ele, “há uma diferença continental entre ditadura e intervenção”. Assim, com a propaganda, não quis fazer apologia à ditadura.

Os professores e representantes da Uesb, por sua vez, repudiaram a ação do vereador. A Universidade chegou a publicar em seu site oficial uma nota de repúdio do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Instituição. De acordo com a nota, a Instituição é “contra a veiculação da peça publicitária estampada à frente do campus de Vitória da Conquista, por meio da qual se veicula uma apologia à volta do vergonhoso regime de exceção o qual, além de macular nossa história, apresenta uma visão político-social que não reconhece a pluridade de ideias, base em que se assenta a Uesb em sua missão educativa”.

Greve da Polícia: ‘Só depende do governador’, diz David Salomão

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Polícia, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 12 abr 2013

Tags:, ,

Por Rodrigo Ferraz

davidNa última quinta-feira (11) os policiais militares da Bahia realizaram uma assembleia em Salvador e não descartaram a possibilidade de greve.

Em entrevista a nossa reportagem, o presidente da JUSPM (Centro de Assistência ao Policial Militar) de Vitória da Conquista, David Salomão, um dos líderes do movimento na cidade, revelou que a greve só depende do governador Jaques Wagner.

“Só depende dele (Wagner), pois estamos abertos ao diálogo. As propostas serão levadas e iremos aguardar a posição do governo. O importante é que a categoria está unida em busca de melhorias”, disse.

David Salomão: ‘PC do B negou espaço no Rádio e TV para minha candidatura’

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 21 ago 2012

Tags:, ,

da Redação

Candidato a vereador pelo Partido Comunista do Brasil (PC do B), o presidente da JUSPM (Centro de Assistência ao Policial Militar), David Salomão, revelou, em entrevista exclusiva, que o partido ‘negou’ o espaço da televisão e rádio para divulgar a sua candidatura.

Segundo Salomão, o fato de estar a frente da greve dos policiais militares de Vitória da Conquista pode ter sido o motivo para que isso acontecesse.

“Vou a Justiça para ter os meus direitos”, desabafa.

Ouça a entrevista na íntegra: