Barra da Estiva decreta situação emergência por causa da seca

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste | Data: 07 nov 2018

Tags:,

Da Redação


O município de Barra da Estiva teve um decreto de emergência reconhecido pelo governo federal, devido à estiagem. A medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira (6).

Segundo dados da prefeitura, a cidade tem 15 mil pessoas afetadas pela falta de chuva, ou 72% da população de 20 mil habitantes, conforme estimativa do IBGE deste ano. om o reconhecimento da situação de emergência, a prefeitura pode solicitar apoio da Defesa Civil Nacional para ações de socorro e assistência à população, como a Operação Carro-pipa do Exército, além de restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de áreas atingidas.

Em toda a Bahia, 218 municípios estão com decretos de emergência por estiagem em vigor (215 com reconhecimento federal), com 4,6 milhões [31,3%] de habitantes prejudicados, conforme dados da Defesa Civil Estadual [Sudec].

Prefeitura desativa Gabinete de Crise

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 03 jun 2018

Tags:,

da Redação

Após a crise que afetou todo o território nacional, com a greve dos caminhoneiros, a cidade de Vitória da Conquista já respire clima de normalidade e as longas filas que se formavam nos postos de gasolina desapareceram.

Na sexta-feira, 1º de junho, a Prefeitura divulgou nota no site oficial dano conta da revogação do Decreto de Emergência que vigorou em poucos dias. Confira a nota:

A Prefeitura de Vitória da Conquista informa que a partir desta segunda-feira (4), o expediente nas repartições públicas municipais retorna aos seus horários regulares: das 8h às 12h e das 14 às 18 h. O expediente havia sido alterado em razão da situação anormal gerada pela greve dos caminhoneiros e, consequentemente, no fornecimento de combustível ao Município.

A Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informa que as aulas da Rede Municipal de Educação serão retomadas a partir desta segunda-feira (4). As aulas haviam sido suspensas em razão da paralisação nacional dos caminhoneiros iniciada no último dia 21.

Ambas as situações foram regularizadas através do  DECRETO N.º 18.674, DE 01 DE JUNHO DE 2018.

Em tempo, a Prefeitura assegura que os 200 dias letivos para todos os alunos da Rede Municipal estão garantidos. O calendário de aulas será alterado para assegurar a reposição sem prejuízo aos alunos.

Prefeitura adota medidas emergenciais em razão da paralisação dos caminhoneiros

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 27 maio 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Secom (Conteúdo)

Prefeito se reuniu com equipe de Governo e Comitê de Gerenciamento de Crise neste domingo (27) para deliberar ações

Órgãos municipais funcionarão em caráter de “turnão”; aulas da rede municipal estão suspensas 

Na manhã deste domingo (27), o prefeito Herzem Gusmão reuniu, no Salão Nobre do Gabinete Civil, secretários municipais e o Comitê de Gerenciamento de Crise instituído pelo Decreto nº 18.659. Em pauta, as ações emergenciais necessárias para garantir a manutenção de serviços essenciais para a população durante a paralisação nacional dos caminhoneiros, iniciada no último dia 21.

O comitê foi criado com a finalidade de enfrentar a situação de emergência declarada no município, por meio do mesmo decreto. Ele deve propor e adotar medidas preventivas ou reparadoras relacionadas, por exemplo, à saúde, coleta de lixo, serviços e defesa civil.

Todos os secretários explanaram sobre as dificuldades e as necessidades emergenciais de cada pasta. Ponto a ponto foi delicadamente estudado – um deles sobre o abastecimento de água na zona rural. Dos 18 caminhões, apenas quatro estão conseguindo abastecer. Assim, a Defesa Civil está, como medida de emergência, realizando ações de purificação das águas colhidas das chuvas e armazenadas em alguns reservatórios particulares para amenizar o impacto para a comunidade.

O Governo Municipal publicará um novo decreto que dispõe sobre o funcionamento dos órgãos municipais em caráter de “turnão” das 8h às 13h. Para os cargos comissionados, está mantido o horário de trabalho normal. Além disso, o decreto também estabelece a suspensão das aulas na Rede Municipal de Educação até nova orientação.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF) da zona rural também não vão funcionar até que a situação seja normalizada. Sobre o funcionamento das unidades da zona urbana, o mesmo será informado no fim da tarde deste domingo (27). A frota de veículos que atua no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) segue em atendimento.

A fiscalização do Procon para evitar cobranças abusivas em produtos comercializados na cidade está mantida. No Esaú Matos, estão sendo prestados os serviços essenciais.

Transporte público – Segundo a Cidade Verde, 25% da frota da Cidade Verde está circulando este domingo. Nesta segunda (28), a empresa assegura que 50% da frota estará em funcionamento.

Já a Viação Vitória informou, por meio de nota, que 100% da frota está retida na garagem por decisão do Sindicato dos Rodoviários e que o departamento jurídico da empresa está tomando as medidas legais cabíveis para garantir o funcionamento da quantidade mínima de ônibus determinada por lei.

O Comitê segue mobilizado e fará uma nova reunião ainda neste domingo (27), com autoridades da segurança pública, a exemplo da Polícia Militar, da Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros. Em tempo, pede a compreensão da comunidade em caso de eventual descontinuidade ou atraso em algum dos serviços.

Após temporal, prefeitura de Conquista decreta estado de emergência

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 jan 2018

Tags:,

Da Redação

Após o forte temporal que surpreendeu Vitória da Conquista na última quarta-feira (03), o prefeito Herzem Gusmão anunciou que a prefeitura publicou nesta quinta (04) decreto de emergência em todo o município.

“Os estragos já justificam a decretação. E com o decreto de emergência, o Município consegue solicitar com mais agilidade para os Governos Estadual e Federal recursos para recuperação de tudo aquilo que foi afetado pela chuva”, explicou o prefeito.

Segundo a Defesa Civil do Município, a chuva dessa quarta 99 milímetros, sendo que o previsto para o mês inteiro não passava de 51 milímetros. Depois do temporal, foram registradas apenas 15 ocorrências, e todas materiais, sem risco à vida humana.