Prefeitura orienta a população a se precaver em período de fortes chuvas

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 fev 2018

Tags:, , ,

da Redação

Fonte: Ascom/Prefeitura (Conteúdo)

Se o período é de chuva, todos devem ficar atentos. A Defesa Civil de Vitória da Conquista solicita o apoio de moradores em épocas de fortes chuvas. Uma das ações de prevenção mais importantes é evitar que as crianças circulem dentro de valetas, canais de drenagem e próximo às encostas, prevenindo acidentes.

O lixo também não deve ser esquecido neste período chuvoso. O secretário de Serviços Públicos Ivan Cordeiro lembra que o lixo na rua entope bueiros, causando alagamentos. “Para evitar que o lixo se espalhe, a população pode contribuir com ações simples, como colocar o lixo em locais e horários apropriados”, esclareceu Ivan.

Veja outros cuidados que devem ser tomados:

  • Seja rápido em casos de inundações, desabamentos e soterramentos. Havendo algum barulho estranho ou rachaduras nas paredes, saia imediatamente de sua residência.
  • Fique atento à movimentação do solo e ao aparecimento de trincas e rachaduras. São sinais claros de perigo.
  • Providencie a saída do local e a retirada das pessoas que ainda correm riscos; se possível, providencie socorro às vitimas.
  • Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso.
  • Cuidados com aparelhos elétricos: quando molhados (ou úmidos), podem tornar-se perigosos. É melhor desligar a energia.
  • Nas ruas, evite abrigar-se sob árvores: elas atraem raios. Galhos, ao cair, podem ferir quem esteja embaixo delas.
  • Nunca atravesse ruas alagadas ou com enxurradas, mesmo estando de carro, moto ou bicicleta. A força da água pode arrastá-lo.
  • Se estiver em um veiculo, procure um local alto e espere o nível da água baixar. Não pare o carro perto de árvores ou postes, porque eles podem cair com a força do vento.
  • Siga corretamente todas as recomendações dos órgãos responsáveis pelo seu resgate.
  • Em caso de emergência, ligue 199.

Conquista: choveu quase 50 milímetros em menos de 8 horas

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 13 dez 2017

Tags:,

Da Redação

Foto: Reprodução G1/Bahia

Na noite dessa terça-feira (12), Vitória da Conquista registrou uma intensa chuva, com trovões e relâmpagos, que se estendeu por toda a madrugada. A Coordenação Municipal de Defesa Civil informou que durante esse período, os pluviômetros automáticos instalados na cidade pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) registraram uma média de 49,07 milímetros de chuva.

No Lomanto Jr., o índice foi de 52,62 milímetros; no Centro, 52,53 milímetros; na Patagônia, 51,29 milímetros; no Bruno Bacelar, 47,17 milímetros; e no Recreio, 41,76 milímetros, detalhou a Defesa Civil. A chuva atingiu toda a cidade, inclusive a zona rural.

Até o início da manhã desta quarta (13), a Defesa Civil registrou 8 ocorrências em consequência das fortes chuvas. Entre elas, o desabamento parcial de uma edificação do Centro da cidade e duas fortes invasões de água: uma em uma residência próxima ao canal pluvial do Santa Cecília e outra no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC).  A Defesa Civil informou ainda que sua equipe está realizando vistorias em áreas de risco, além do atendimento adequado às ocorrências.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, no momento, Vitória da Conquista está com Alerta Laranja, que é quando há risco de alagamentos e deslizamentos. Assim, o Instituto aleta que a população evite o mau tempo e, em caso de deslizamentos, desabamentos, enchentes e inundações, entre outras emergências, qualquer cidadão deve acionar a Defesa Civil pelo telefone 199.

Defesa Civil reúne órgãos públicos para discutir a segurança de eventos na cidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança, Vit. da Conquista | Data: 11 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Ascom/Prefeitura (Conteúdo)

Defesa Civil promove encontro para debater medidas de proteção e legislações aplicáveis para eventos culturais e esportivos com grandes aglomerações públicas.

Garantir que a população de Vitória da Conquista tenha acesso a ações de lazer e entretenimento com maior segurança, por meio da integração e organização dos órgãos responsáveis. Esse foi o objetivo de um encontro promovido pela Defesa Civil na manhã desta sexta-feira, 8, quando foram discutidas medidas de proteção e legislações aplicáveis para eventos culturais e esportivos com grandes aglomerações públicas.

Para participar das discussões, a Defesa Civil convidou promotores de eventos e instituições que atuam na prevenção, acompanhamento e fiscalização das medidas de segurança em situações de aglomeração. Estiveram presentes representantes da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros Civil e Militar e Polícia Militar.

“Estamos reunidos aqui para fazer um sistema integrado de avaliação dos locais onde serão realizados os eventos e de vistorias das instalações, para dar proteção à população que frequenta esses eventos”, explica Ubaldino Figueira, coordenador da Defesa Civil.

Cauto Freitas, gerente executivo da TV Sudoeste, destaca que esse momento é de grande importância para fornecer um serviço de qualidade durante a promoção de eventos. “Um cliente que comprou o seu ingresso e está lá no espetáculo, que é uma festa, tem que ter alegria total, não pode ter nada errado. E para que nada dê errado, tudo tem que ser feito previamente: autorizações, fiscalizações e todas as necessidades técnicas que pede um evento desse porte”, afirma.

Prefeitura elabora um plano de contingência para o período chuvoso

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 nov 2017

Tags:, ,

Da Redação


A Coordenação Municipal da Defesa Civil de Vitória da Conquista elaborou um plano de contingência para executar medidas preventivas ao efeito das chuvas previstas para os próximos dias na cidade. De acordo com a previsão do tempo, em Conquista o período chuvoso se estenderá durante toda esta semana, se intensificando a partir do dia 11, próximo sábado.

O objetivo do plano é prestar auxílio e socorro à população em casos de necessidade. Segundo a Coordenação da Defesa Civil, o plano de contingência precisa ser validado pelo prefeito e aprovado pela Câmara de Vereadores para que possa ser encaminhado à Superintendência Estadual da Defesa Civil. Só então o Município estará apto a solicitar recursos públicos em caso de desastre.

Para evitar os transtornos causados pelas águas pluviais, alguns serviços já estão em execução e outros estão programados, a exemplo da limpeza de canais e dos mutirões de limpeza.

Distritos de Vitória da Conquista devem receber núcleos da Defesa Civil

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 jun 2017

Tags:, ,

Da Redação


A Prefeitura de Vitória da Conquista anunciou a implantação de um núcleo da Defesa Civil em cada um dos 11 distritos rurais do município. A equipe da Coordenação Municipal da Defesa Civil está percorrendo as comunidades para informá-las a respeito da novidade, que deverá começar a ser posta em prática pela Prefeitura dentro de aproximadamente um mês.

O projeto prevê a criação de núcleos compostos por três integrantes, cada um. A ideia inicial é convidar o agente comunitário de saúde que atue na localidade para ser o intermediário direto da comunidade com a Prefeitura. Caso ele não aceite, poderá indicar outra pessoa para o posto. Além disso, caberá a esse mesmo agente a escolha de mais duas pessoas voluntárias para comporem a equipe do núcleo.

Conforme a Prefeitura, os agentes e seus voluntários serão submetidos a um treinamento com noções de primeiros socorros e combate a incêndios. Eles também terão, entre suas primeiras responsabilidades, a missão de fazer um levantamento em cada um dos distritos, identificando pontos de vulnerabilidade que podem representar riscos às populações.

Defesa Civil alerta para problemas na Operação Pipa

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 05 abr 2017

Tags:,

Redação

Desde 2012 com a Operação PIPA, do governo federal, a Defesa Civil controla e opera o abastecimento de 304 povoados na zona rural. Porém, a partir de 1º de março, a frota de carros pipa foi reduzida de 37 para 19 veículos, devido a mudanças realizadas pelo Ministério da Defesa. Para solucionar o problema, a Prefeitura contratou caminhões com recursos próprios, mas o problema retornar.

Segundo o coordenador da Defesa Civil do Município, Ubaldino Figueiredo, as queixas de desabastecimento são referentes ao período de transição do governo municipal e a uma carência de recursos para custeio para a Operação PIPA. “A Prefeitura Municipal determinou que nós contratássemos 15 caminhões para suprir a lacuna deixada por esses caminhões da Operação PIPA. Mas somente por um mês. No dia seis desse mês está terminando. Ficaremos com apenas 18 caminhões e mais dois da Defesa Civil”, informou.

Figueiredo ainda salientou que o órgão aconselha os moradores da zona rural a acomodarem a água em lugar apropriado para que não ocorra contaminação. “Infelizmente, nós temos chegado numas localidades encontrando cisternas com larvas, sujas, e com isso, nós suspendemos o fornecimento de água”, disse.

Depois das fortes chuvas, Defesa Civil monitora áreas de risco em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 30 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação

Foto: Secom PMVC

Depois das chuvas intensas que caíram em Vitória da Conquista nesta semana, a Coordenação Municipal de Defesa Civil está realizando um mapeamento sobre as áreas de riscos na cidade. Os pontos críticos são o canal do Loteamento Santa Cecília e o canal do Recanto das Águas.

Na manhã desta quinta-feira (30), os locais foram visitados pela equipe do órgão. De acordo com a Defesa Civil, na Rua Antônio Dantas, no Loteamento Santa Cecília, três casas foram invadidas por água e lama. A via fica ao lado do canal que ficou obstruído por uma tábua. Nesta área, a Prefeitura realizou a limpeza e a Defesa Civil advertiu uma construtora, que trabalha nas proximidades, para não jogar entulho.

Na baixada do Loteamento Recanto das Águas, a Defesa Civil vai solicitar a colocação de uma cerca com placas indicando perigo, próxima à cratera causada pelas chuvas. Já os pontos que merecem atenção são: a baixa do Jurema e as avenidas Bartolomeu de Gusmão e Juracy Magalhães.

Segundo o órgão, após as fortes chuvs, a Defesa Civil só recebeu dois chamados – no Loteamento Santa Cecília, o comerciante Jorge Lisboa, teve sua residência invadida pela lama. E na Avenida Rosa Cruz, houve queda de um muro.

Defesa Civil promoverá encontro para discutir comércio de fogos de artifício

0

Publicado por Editor | Colocado em Segurança | Data: 03 mar 2017

Tags:, ,

Da Redação


A Coordenação Municipal de Defesa Civil realizará na próxima quarta-feira (8), às 9 horas da manhã, um encontro para tratar da comercialização de fogos de artifício. A reunião contará com a presença de representantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Ministério Público e Gerência Municipal de Posturas, além de comerciantes que vendem esse tipo de material.

Além de tratar sobre o local de vendas de fogos de artifício durante o período de festas juninas, durante o encontro, que será realizado na sede da Defesa Civil, serão debatidos temas como alvará de comercialização e segurança nos pontos de vendas.

Informações incorretas da gestão petista promovem redução no abastecimento de água na zona rural

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 20 fev 2017

Tags:, , ,

da Redação

A Prefeitura de Vitória da Conquista, através da Defesa Civil, está tentando contornar um problema ocasionado por informações imprecisas da administração anterior.

O Exército Brasileiro, responsável pelo programa “Operação Pipa” reduziu em mais de 50% a quantidade de caminhões pipa que abastecem a zona rural do município. A notícia foi confirmada em reportagem da TV Sudoeste.

O município de Vitória da Conquista está localizado em 100% no semi-árido, e aproximadamente 300 localidades dependem do programa de abastecimento de água. São quase 20 mil habitantes.

Na reportagem o Exército informou que a fiscalização feita nos anos de 2015 e 2016 apontou considerável distorção e o levantamento apontou que a quantidade de moradores na zona rural era menor que a cadastrada no programa. Outra distorção ficou por conta da distância entre os mananciais e as cisternas abastecidas que eram menores do que as informadas.

Esta foi a razão da diminuição de caminhões-pipa que abastecem a extensa zona rural do município.

Defesa Civil realiza primeira reunião com controladores da Operação Carro-pipa

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 jan 2017

Tags:, ,

da Redação

Com informações da Ascom / Prefeitura / Conteúdo

sc1_7346

A Defesa Civil de Vitória da Conquista realizou na manhã deste sábado, 28, a primeira reunião com os controladores da Operação Carro-Pipa. O encontro foi  na sede do órgão com a presença de aproximadamente 200 pessoas responsáveis pela distribuição de água na Zona Rural do município.

A equipe da Defesa Civil foi apresentada e o coordenador Ubaldino Figueiredo falou sobre o objetivo da reunião: “Estamos aqui a fim de solucionar alguns problemas que foram detectados quando assumimos a coordenação e extinguir alguns vícios existentes para ai nós termos a distribuição equânime para a população necessitada de água na Zona Rural “.

O chefe de Gabinete Civil, Marcos Ferreira, comentou que o debate foi muito proveitoso. “Ouvimos com bastante atenção, a demanda é grande, é preciso um novo cadastramento pois ano a ano aumenta a população. Mas com muita sensibilidade vamos tentar resolver e atender a todos de forma justa”, declarou Ferreira, que ainda  fez questão de ressaltar o papel dos controladores: “Eles são voluntários, é preciso enfatizar isso. Pelo contrário, recebem muito desagravo em função de ter que usar critérios para a distribuição desse bem precioso que é a água potável”.

Um desses controladores é Ivanete Silva Corte, moradora do Boqueirão. “A reunião é muito boa porque eles ficam sabendo do que está acontecendo em nossa comunidade e a gente fica sabendo como vai ser o trabalho deles o decorrer do ano”, opinou. Segundo Ivanete, a Defesa Civil já realizou um encontro na própria comunidade para apresentar algumas demandas.

Chuva: Defesa Civil registra 17 chamadas de emergência; sem vítimas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 08 dez 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

img_1557

Os pluviômetros automáticos instalados em Vitória da Conquista, por meio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) do Governo Federal, registraram 29,68 milímetros de chuva (Índice Geral de Precipitação), nessa quarta-feira (7). Segundo a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, até o início da manhã de hoje (8), o órgão atendeu a 17 chamados.

“Apenas danos materiais foram registrados, sem ocorrências com vítimas”. A equipe da Defesa Civil encontra-se em campo avaliando a situação.

A Secretaria de Mobilidade Urbana também informou que a pavimentação asfáltica de algumas ruas foi danificada. Uma equipe da Semob já está avaliando diversos pontos da cidade e realizando algumas intervenções imediatas. “A Operação Tapa Buracos deve ser retomada logo após a passagem das chuvas”.

A Prefeitura lembra ao cidadão que pode solicitar ajuda referente a deslizamentos, desabamentos, enchentes, inundações, entre outras emergências, por meio do telefone da Defesa Civil: 199.

Fortes chuvas colocam Vitória da Conquista em estado de alerta

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 nov 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

chuva

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) publicou um aviso de alerta para as chuvas em Vitória da Conquista. Na primeira quinzena deste mês de novembro choveu 371,45 milímetros. E a expectativa é de que as fortes chuvas se prolonguem até a próxima semana.

O município foi classificado no grau laranja, que representa situação de risco de alagamentos, deslizamentos de encostas ou transbordamentos de rios.  A média de chuva pode chegar a 100 milímetros ao dia.

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil informou que nos últimos três dias foram registrados os seguintes índices gerais de precipitação:

13/11 – 36,24 milímetros
14/11 – 63,61 milímetros
15/11 – 37,7 milímetros

A medição é feita pelos pluviômetros automáticos instalados nos bairros Bruno Bacelar, Centro, Patagônia, Recreio e no estádio Lomanto Júnior. Os dados são repassados em tempo real para o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Governo Federal.

A Defesa Civil lembra ao cidadão que pode solicitar ajuda referente a deslizamentos, desabamentos, enchentes, inundações, entre outras emergências, por meio do telefone 199. Até o início desta manhã, o órgão não recebeu nenhuma notificação.

Mais de 100 milímetros de chuva são esperados para Vitória da Conquista nesta semana

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 25 jan 2016

Tags:, , ,

Da Redação

19chuva
As chuvas que atingem Vitória da Conquista e outras regiões do estado, inclusive a capital Salvador, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), devem se estender nesta semana. Para a cidade conquistense, segundo previsão do tempo, estão previstos mais de 100 milímetros de chuva.

Até a próxima sexta-feira (29), o tempo ficará nublado com pancadas de chuvas na maior parte do período, em Vitória da Conquista. No entanto, em alguns momentos, o sol poderá aparecer com mais intensidade.

Com esta previsão, os moradores precisam tomar alguns cuidados para amenizar os efeitos da chuva. Por meio de práticas simples, como colocar o lixo em locais e horários apropriados,  a população pode colaborar.  Além disso, em casos de emergência e desastre, a Defesa Civil pode ser acionada por meio do telefone 199. Entretanto, é recomendado que a primeira medida a ser tomada em caso de risco por ocorrência de temporais seja a saída imediata das residências.

Para conferir a previsão do tempo para esta semana em Vitória da Conquista, clique aqui.

Caminhões-pipa voltam a abastecer em manancial da Embasa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 01 abr 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_7563A Defesa Civil de Vitória da Conquista informou que desde a última segunda-feira (30) os caminhões-pipas que distribuem água na Zona Rural da cidade já voltaram a ser abastecidos no manancial da Embasa. O órgão, ligado a Prefeitura Municipal, afirmou que não foi possível manter a distribuição enquanto o problema de bombeamento no sistema de abastecimento da Embasa não fosse devidamente solucionado.

“Como havia pouco fluxo de água da área de tratamento da Embasa para a cidade, houve a necessidade de se fazer manobras. E uma das soluções encontradas foi suspender momentaneamente o fornecimento de água através dos carros-pipa, para poder regularizar a situação”, explicou o coordenador municipal da Defesa Civil, Fernando Fróes. “A partir de agora, os caminhões já estão percorrendo o interior do município e retornando à normalidade o abastecimento de água nas comunidades”, completou Fróes.

Durante 11 dias, cerda de 40 mil famílias moradoras de 130 localidades da Zona Rural de Vitória da Conquista ficaram sem água para o consumo. A água fornecida através dos caminhões pipas cumpre a exigência do Exército de que o líquido seja potável e de reconhecida qualidade.

Sem carros-pipa, famílias da Zona Rural recorrem à água de açude até para beber

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 mar 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

zona-rural-2

Na casa de dona Noêmia a água não chega a mais de duas semanas. Os tanques secaram e o pouco de água que ainda resta mal dá para o consumo próprio. Sem alternativa, a aposentada de 69 anos, tem que recorrer a um açude. “Essa água é suja, não presta para nada, é cheia de inseto, besouro. É tanto trem, que eu estou vendo a hora de a gente intoxicar com uma água dessa”, afirma.

Quase 40 mil famílias, divididas em 130 localidades da Zona Rural de Vitória da Conquista, estão sendo prejudicadas com esse desabastecimento. Só no povoado da Cabeceira, onde Dona Noêmia vive, são mais de 600 famílias que não tem água, nem mesmo para beber. Toda a comunidade é abastecida por meio de carro-pipa. Porém, o serviço foi suspenso depois que o fornecimento de água foi interrompido no manancial da Embasa, às margens da BR 116, próximo ao Atacadão.

zona-ruralOs ‘pipeiros’ contam que não conseguem abastecer a uma semana, e apontam como culpados a Embasa e a Prefeitura. “A Defesa Civil [órgão ligado à Prefeitura] conhece todo o problema, só que eles parecem que não estão interessados em correr atrás da solução, e a população cobra da gente a água”, disse o ‘pipeiro’ Fabio Luiz em recente entrevista ao BLOG DA RESENHA GERAL.

Em nota, a Defesa Civil informou que “está em contato com a Embasa para que a situação seja solucionada o mais rápido possível”. Já a Embasa diz que o desabastecimento foi provocado por uma queda de energia na barragem Água Fria 1, que abastece o município, no último domingo (22). O comunicado da Embasa diz ainda que “outras duas paradas ocorreram nas semanas anteriores” e que “o abastecimento está sendo retomado de forma gradativa”.

Em resposta às acusações dos ‘pipeiros’, a concessionária estadual de Águas e Saneamento afirmou que “não coloca restrições ao fornecimento de água para os carros-pipa do Exército, pois eles continuam sendo abastecidos. Ocorre que o fornecimento está em processo e regularização no ponto de abastecimento dos veículos, localizado na adutora de Belo Campo”.

Sem definição de ponto de captação de água, ‘pipeiros’ prometem nova mobilização

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 mar 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_7563

Os proprietários de caminhões-pipa, que estão sendo impedidos de trabalhar, se reuniram novamente nesta quinta-feira (26) para definir ações de mobilização. Os 37 ‘pipeiros’, como são conhecidos, prestam serviço ao projeto Carro-pipa do Exército Brasileiro entregando água potável pra moradores de 130 localidades da zona rural de Vitória da Conquista.

O problema se arrasta desde a última sexta, após a Embasa suspender a captação da água em um hidrante localizado próximo ao Atacadão. Os trabalhadores dizem que foram informados pela empresa estadual que a utilização do hidrante prejudica o abastecimento de distritos conquistenses, como Dantelândia, e a cidade de Belo Campo. Porém, a responsabilidade é da Prefeitura, que não indica o novo local de captação da água, diz o ‘pipeiro’ Fabio Luiz. “A Defesa Civil conhece todo o problema, só que ele parece que não estão interessados em correr atrás da solução e a população cobra da gente a água”.

DSC_7575Além do prejuízo evidente na vida dos moradores das comunidades que sofrem com a falta de água e estão com os reservatórios de suas casas vazios, os donos dos caminhões reclamam que deixaram de receber o pagamento de, pelo menos, uma semana. “Tem ‘pipeiro’ que mora a 30 km de Conquista e vem todo o dia de madrugada para trabalhar. Chega aqui, ‘dá com os burros n’água’, e tem que voltar. Só nisso aí, tem gente que já gastou um tanque de óleo. Fora que a gente só recebe se trabalhar. Cada qual tem sua quantidade de viagem e recebe pelo que faz”, diz Fábio.

Sem sinais de uma resolução, os trabalhadores prometem fazer uma nova mobilização. “A gente vai esperar uma resposta da Prefeitura ou da Embasa. Se não houver resposta, a gente vai mobilizar os caminhões e cobrar da Prefeitura. A gente não pode ficar parado”.

Caminhões-pipa são impedidos de entregar água para Zona Rural

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 mar 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

carros-pipa2Os 41 caminhões-pipa da Operação Carro-Pipa, que distribui água potável para a população das regiões afetadas pela seca ou estiagem de Vitória da Conquista, estão parados. O problema começou após um desentendimento entre Embasa e Defesa Civil do município, que não conseguem definir um local de captação da água.

Por conta desse impasse, 37 donos de caminhões-pipa contratados pelo Exército Brasileiro foram às ruas da cidade cobrar uma resolução para o problema, já que eles não conseguem trabalhar e as comunidades rurais seguem sem água. Segundo um dos caminhoneiros, Vicente Moreira, quem definiu o local da captação foi a Defesa Civil, parceira do Exército no projeto, “mas a Embasa não quer mais que a gente pegue a água lá no hidrante, que fica depois do Atacadão”.

Ainda segundo o proprietário do caminhão-pipa, em uma reunião realizada na última semana, “um engenheiro da Embasa disse que está faltando água na cidade e não tem interesse de fornecer para os ‘pipeiros’”. Vicente Moreira também afirma que nem os quatro caminhões da Defesa Civil estão podendo abastecer no local. “E a Prefeitura diz que não pode fazer nada, que está esperando a Embasa, mas não indica outro lugar pra gente pegar a água. Enquanto isso, o pessoal das comunidades fica nos ligando, pedindo pra levar”.

Os caminhões pipa atendem 130 povoados da zona rural da cidade e são escolhidos após vistoria e sorteio realizado pelo Exército. “Nós fazemos três ou quatro entregas por dia e, no dia que não entregamos a água, pagamos multa pro Exército. Então, estamos pagando por um erro que não é nosso”, finaliza o ‘pipeiro’.

Chuva forte durante toda madrugada em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 dez 2014

Tags:, ,

da Redação

ChuvaIniciada nesta 4ª feira por volta das 19 horas, uma forte chuva continua caindo em Vitória da Conquista. O volume, que será atualizado pela Defesa Civil da Prefeitura, deverá surpreender, alcançando quantidade bem superior as previsões de institutos de meteorologia que variavam de 20 a 25mm. Enxurradas com volume de muita água voltaram a assustar quem trafegou pela madrugada em várias ruas da cidade.

Neste exato momento (5h30), a chuva persiste alegrando os produtores rurais responsáveis pela produção de alimentos. A notícia é que chove forte em toda região sudoeste e grande parte do Estado da Bahia, mais ao litoral. No final da tarde todos os dados serão atualizados sobre os inevitáveis estragos e prejuízos.

Na tarde de ontem o distrito de Feirinha ficou isolado de Condeúba devido as fortes chuvas que também estão caindo naquela região que fica a 160 Km de Vitória da Conquista.

Vitória da Conquista: choveu 62 mm nesta quinta; choverá 153 mm até domingo

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 13 nov 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_1356A Defesa Civil de Vitória da Conquista divulgou o balanço das chuvas ocorridas na madrugada desta quinta-feira (13). As mais de cinco horas de precipitação na cidade registraram uma média de 63,6 milímetros de chuva.

Com a chuva, a água invadiu algumas casas, mas não provocou ocorrências mais graves, a exemplo de desabamentos e deslizamentos. Desde que iniciaram as chuvas, na última segunda, técnicos da Defesa Civil têm monitorado constantemente vários pontos da cidade.

Em Conquista, pluviômetros automáticos instalados por meio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) do Governo Federal, monitora um raio de abrangência de 3 km. Nas regiões relacionadas abaixo foram registradas as seguintes quantidades de chuva:

  • Centro da cidade – 60 milímetros
  • Bruno Bacelar – 60 milímetros
  • Hospital Municipal Esaú Matos – 60 milímetros
  • Estádio Municipal Lomanto Júnior – 76 milímetros
  • Biblioteca Municipal José de Sá Nunes – 62 milímetros

Segundo o instituto ClimaTempo, até domingo 153 milímetros de chuva devem cair na cidade. O domingo é o dia que deverá ter maior precipitação, com 94% de chances de cair 85mm.

Defesa Civil diz que chuva da última segunda atingiu nível de 32 mm

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 nov 2014

Tags:,


por Mateus Novais

IMG-0002A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil emitiu nota informando mais detalhes sobre a chuva que caiu na tarde da última segunda-feira (10). Como foi antecipado pelo BLOG DA RESENHA GERAL, o órgão recebeu três notificações, entretanto, os técnicos não registraram ocorrências mais graves. O órgão esclarece, inclusive, que a cidade não se encontra em alerta vermelho.

Os pluviômetros automáticos instalados na cidade, por meio do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) do Governo Federal, cujo raio de abrangência é de 3 km, registraram as seguintes quantidades de chuva* nas regiões relacionadas abaixo:

Centro da cidade – 32 milímetros;
Bruno Bacelar – 23 milímetros
Hospital Municipal Esaú Matos – 25 milímetros
Estádio Municipal Lomanto Júnior – 3 milímetros
Biblioteca Municipal José de Sá Nunes – 24 milímetros

A Defesa Civil reitera que o cidadão pode solicitar ajuda referente a deslizamentos, desabamentos, enchentes, inundações, entre outras emergências, por meio do telefone da Defesa Civil 199.

*Esses dados são referentes a 20 minutos de precipitação.