Prefeitura rebate acusações da Defensoria Pública sobre seleção no ‘Minha Casa’

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 02 out 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

minha-casa-campinhos

A ação movida pela Defensoria Pública do Estado contra a Prefeitura Municipal, acerca de problemas na seleção de candidatos a beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida, gerou um grande desconforto no Governo Local. Após a grande repercussão que a matéria publicada no BLOG DA RESENHA GERAL ganhou, a Secretaria de Comunicação do Município emitiu nota rebatendo as acusações da Defensoria.

Segundo o comunicado, “a Prefeitura de Vitória da Conquista segue rigorosamente os critérios e as normas estabelecidas pelo Governo Federal” e disponibiliza “informações sobre os critérios e o processo de seleção, e onde os inscritos podem consultar a sua posição entre os candidatos já cadastrados” na Diretoria de Habitação de Interesse Social, localizada na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Além disso, a nota aponta que um site está em construção para facilitar o acompanhamento dos candidatos.

Confira a nota na íntegra: …Leia na íntegra

Médico que decapitou feto durante parto será último a ser ouvido pela polícia

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 28 set 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

A Polícia Civil de Itapetinga continua investigando o caso da decapitação de um feto morto durante um parto. Segundo o delegado responsável pelo caso, o médico Rubem Moreira e os outros profissionais envolvidos no parto ainda serão intimados para prestar depoimento.

Em entrevista por telefone à TV Aratu, o médico voltou a alegar que tudo foi feito com o intuito de salvar a vida da gestante e que ela não havia feito todos os procedimentos do pré-natal. Confira a matéria de Daniel Silva e Rony Cley:

Médico diz que decapitou cabeça de feto morto para salvar vida de gestante

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 25 set 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_1642O médico que realizou um parto que terminou com a decapitação da cabeça do feto morto, na cidade de Itapetinga, quebrou o silêncio. Em uma nota publicada na sua conta do Facebook, o obstetra Rubem Moreira apresenta sua versão para o fato e garante que agiu em defesa da vida da gestante.

Em contato com o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb), nossa redação foi informada que será aberta “uma sindicância para apurar os fatos e tomar as providências cabíveis”.

Nota de Esclarecimento

Por respeito a dor que atinge a todos envolvidos, em especial à família da paciente, venho a publico prestar este esclarecimentos. Ate agora, vinha tratando o caso com a discrição que deve existir sobre toda atuação do profissional de saúde.

Sou pai de 3 filhos, nascido em Itapetinga e tenho quase 40 anos de profissão. Realizo partos durante todo este tempo e tenho amor à medicina.

Há alguns dias fui chamado ao hospital para atender uma gestante que tinha entrado em trabalho de parto dias antes do previsto. Mesmo tendo realizado junto com toda a equipe médica os procedimentos e esforços necessários, não pude evitar que a criança viesse a óbito. A partir daí, procurei a família para informá-los e alertá-los dos riscos que a gestante corria, bem como todas as medidas que poderiam ser requeridas.

Tenho consciência que para aqueles que desconhecem as razões e circunstância que indicaram um procedimento tão extremo sobressai o choque e a dor da família enlutada. Apesar de extremo, este procedimento é existente, é previsto na literatura médica e indicado quando é absolutamente necessário para salvar vidas da gestante.

Deus é testemunha que fizemos o possível para salvar a criança e que na impossibilidade disto, tentamos ao máximo reduzir os impactos desta perda para sua família. O que foi feito era um recurso indispensável e que nos permitiu salvar a gestante.

Por mais que nos esforcemos, nem sempre é permitido a nós profissionais de saúde evitar a dor e o sofrimento daqueles a quem nos prestamos a atender.

Deixo aqui meus sentimentos à família.

Pais acusam médico de decapitar bebê durante parto em Itapetinga

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 25 set 2015

Tags:, , , , ,

Aratu Notícias

bebê-foto-Itapetinga-24-horasFoto: Site Itapetinga 24 horas

O taxista Paulo Cesar Moreira da Silva e sua esposa, Jaqueline Santos Souza Moreira, acusam o médico Rubem Moreira dos Santos de decapitar o seu filho durante parto realizado no dia 06 de setembro. O fato teria acontecido no Hospital Cristo Redentor, no município de Itapetinga. Em entrevista ao site Itapetinga Repórter, Paulo conta que o médico insistiu para que Jaqueline tivesse um parto normal, embora a criança pesasse quase seis quilos. “Eu ouvi de uma enfermeira que o meu filho tinha quase seis quilos. Mesmo sendo leigo nessa área, a gente observa que uma criança de quase seis quilos não tem condição de nascer normal, de maneira alguma”, pontuou.

De acordo com Paulo, a sua esposa afirmou às enfermeiras que não tinha forças para realizar o parto. “Mandaram ela (a esposa) ir ao banheiro. Quando ela voltou, subiram cinco pessoas (entre elas o médico), forçando para a criança nascer…quando forçaram a barriga dela, a cabeça da criança saiu e ela veio a desmaiar”, disse.

Paulo afirma ainda que o médico tentou explicar a situação, mas sempre de maneira fria. “Ele disse que tentou tirar a criança, mas não conseguiu. Ele quebrou as duas clavículas do meu filho. Tentou tirar, mas não conseguiu. Partiu para uma cesariana, mas não conseguiu. E ele falou pra mim, com a maior naturalidade, que isto nunca tinha acontecido em 43 anos de profissão, mas que ele teve de cortar a cabeça do meu filho fora”, relata.

Em nota, a direção da unidade médica informou que afastou o médico de suas atividades. “A coordenação do Hospital Cristo Redentor informa que procedeu ao afastamento do médico responsável pelo parto da Sra. J. S. M. a fim de que sejam apurados os fatos relacionados com o mencionado procedimento. A situação foi levada ao conhecimento da Comissão interna de Ética Médica e ao Conselho Regional de Medicina (Cremeb) para análise e encaminhamento das providências cabíveis. O Hospital Cristo Redentor solidariza-se com as famílias, assegurando o compromisso de dar encaminhamento à apuração dos fatos”.

Já a polícia civil de Itapentinga disse que o caso foi registrado na delegacia do município, assim como o da manicure Adriene de Jesus, cujo bebê morreu sob os cuidados do mesmo profissional dois dias antes. Ela acusa Rubem de negligência. Todos os envolvidos prestarão depoimento a partir da próxima semana. A polícia suspeita que haja outros casos envolvendo o médico, que devem ser comprovados ao longo do processo de investigação.

Vereador precisa aprofundar investigação da Licitação do Transporte Coletivo em Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 21 set 2015

Tags:, ,

da Redação

CPI na Câmara de Vereadores para investigar o processo licitatório do transporte coletivo na cidade pode ser a solução

ônibus

O vereador Nelson de Vivi (PCdoB), voltou a afirmar que a licitação do transporte coletivo em Vitória da Conquista apresenta irregularidades. As declarações foram dadas a repórter Mônica Cajaiba e reproduzidas no programa Resenha Geral da Rádio Clube FM ((95,9). Logo mais, às 7 horas, no programa Jornal da Cidade, a reportagem será reapresentada.

Em discurso na Câmara de Vereadores na semanada passada, o vereador Nelson de Vivi já tinha revelado: “Iniciamos uma luta para fiscalizar o processo que foi feito e descobrimos que essa licitação foi uma fraude”, disse. O edil vem sustentando o fato da Viação Vitória não estar cumprindo o contrato e exige o imediato rompimento por parte da Prefeitura.

Nova Licitação

As denúncias do vereador sugerem que se aprofunde as investigações. Existe questionamento na Justiça com a tese que a Cidade Verde não poderia ocupar a vaga da Serrana Transportes que ganhou o 2º lote com oferta de R$ 20 milhões e desistiu do contrato. A Cidade Verde opera em Conquista com contrato firmado com valor de R$ 6,1 milhão. A Viação Vitória venceu e conquistou o primeiro lote com proposta de R$ 37 milhões e não vem honrando o contrato. Só uma nova licitação seria capaz de corrigir as distorções e os vícios apontados no processo licitatório desde a publicação do Edital.

Licitação do transporte coletivo em Conquista foi uma fraude, diz Nelson de Vivi

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 13 set 2015

Tags:, , , ,

banner_shop_05

da Redação

NelsonO vereador Nelson de Vivi (PCdoB), na sessão desta sexta-feira (11), na Câmara Municipal de Vitória da Conquista, fez pronunciamento e destacou supostas irregularidades no processo licitatório do transporte coletivo comandado pela PMVC. “Iniciamos uma luta para fiscalizar o processo que foi feito e descobrimos que essa licitação foi uma fraude”, disse.

Após solicitação do parlamentar conquistense,  a Prefeitura de Conquista enviou o processo licitatório  referente ao transporte público da cidade. “Conversamos com funcionários e usuários e chegamos a uma triste conclusão: O processo licitatório foi uma fraude”. Ele disse que provará tudo que está afirmando das irregularidades no processo. O vereador cobrou que a empresa, Viação Vitória, não pagou os R$ 37 milhões da licitação. “Os cofres públicos foram saqueados pela Vitória e a Prefeitura que tem a obrigação de cassar a empresa, não faz”, cobrou.

O vereador no seu pronunciamento não registrou o fato da Vitória ter ganho um Lote com proposta de R$ 37 milhões, a Serrana ficou com outro Lote com proposta de R$ 20 milhões. A Cidade Verde, foi convocada pela Prefeitura com proposta de um pouco mais de R$ 6 milhões.

Com informações do site da Câmara / Ascom

Servidores da Gerência de Postura acusam secretário de intransigência na Blitz do Silêncio

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 03 set 2015

Tags:, , ,

banner_shop_05

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

IMG_1229

O início da Blitz do Silêncio tem agradado muitos moradores de Vitória da Conquista, mas desagradado quem trabalha diretamente na ação encabeçada pela Secretaria de Serviços Públicos. Os servidores da Gerência de Postura se uniram para reclamar da ação do secretário responsável pela Pasta, Gildásio Silveira. Segundo os trabalhadores, o secretário age de forma arbitrária com eles.

Em entrevista a Herzem Gusmão, no programa Resenha Geral, da Rádio Clube (FM 95,9), os servidores acusaram o secretário de realizar um espetáculo midiático. “A forma que ela [a blitz] está sendo implementada pelo secretário é intransigente. É um espetáculo midiático, porque fica parecendo que o trabalho nunca foi realizado pela Gerência de Posturas, quando, na verdade, nós sempre fizemos controle de poluição sonora em Conquista, nós sempre fizemos rondas noturnas em bares. Mas a forma que o secretário quer que façamos esse trabalho está expondo nossa integridade física”, disse Alexandre de Jesus Santos.

Acompanhado de seus colegas de trabalho, Alexandre afirmou que estão sofrendo represálias devido a forma que as blitz ocorrem. “Nós não somos polícia ostensiva, nós realizamos ações administrativas. E não tem como o secretário impor que nós façamos rondas como policiais. Nós já fomos perseguidos por dois proprietários de veículos, que foram apreendidos nessas rondas”.

Outra queixa apresentada pelos servidores se refere à carga horária de trabalho, que, segundo eles, será alterada pelo secretário. “Nós trabalhamos 40 horas semanais – 4 horas pela manhã e 4 horas pela tarde – e ele quer alterar a carga horária para que a gente possa trabalhar de madrugada”. Devido a isso, os funcionários da Gerência de Postura garantem que estão acionando a Justiça. “Nós já acionamos o sindicato e estamos impetrando um mandado de segurança para que possa manter o direito de líquido e certo de permanecer no setor, porque já houve represália contra um colega que foi colocado à disposição”, finaliza Alexandre.

Blitz do Silêncio registrou mais de 60 ocorrências no primeiro final de semana

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 ago 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

poluição sonorafoto ilustrativa

No primeiro final de semana de funcionamento do plantão do disque denúncia contra a poluição sonora, mais de 60 ocorrências foram registradas. De acordo com dados da Gerência Municipal de Posturas, foram 20 ocorrências na sexta-feira (21) e 45 no sábado (22), sendo uma ocorrência na zona rural (em Quatis dos Fernandes), duas interdições e duas conduções para o Disep.

Ainda segundo a Gerência de Posturas, a ‘blitz do silêncio’ foi acionada em dezoito bairros; são eles: Candeias, Patagônia, Vila América, Morada dos Pássaros, Vila Elisa, Alto Maron, Guarani, Centro, Alto da Boa Vista, Brasil, Ibirapuera, Aparecida, Cruzeiro, Urbis 2, Santa Cruz, Miro Cairo, Cidade Modelo, Recreio.

O trabalho de fiscalização e autuação conta com o apoio das três companhias de Polícia Militar que atuam no município, além do Ministério Público. O plantão funcionará nas sextas, sábados, feriados e vésperas de feriado, das 8 horas da manhã às 2 horas da madrugada. O número telefônico para receber as denúncias será o (77) 3420-7009.

A população pode denunciar o som alto em carros, bares ou casas, conforme preconiza a Lei nº 695/93 (Código de Polícia Administrativa).

Vitória da Conquista contará com disque denúncia contra Poluição Sonora

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 ago 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

poluição sonorafoto ilustrativa

A partir da próxima sexta-feira (21), a comunidade conquistense contará com um telefone direto para denúncias de poluição sonora. O serviço será oferecido pela Gerência de Posturas, ligada à Secretaria Municipal de Serviços Públicos, nos finais de semana e feriados das 8 horas da manhã às 2 horas da madrugada. O número telefônico para receber as denúncias será o (77) 3420-7009.

Segundo o secretário de Serviços Públicos, Gildásio Silveira, a Prefeitura realizará plantão nas sextas, sábados, feriados e vésperas de feriado para receber ligações da população denunciando o som alto em carros, bares ou casas, conforme preconiza a Lei nº 695/93 (Código de Polícia Administrativa).

O trabalho de fiscalização e autuação, contará também com o apoio das três companhias de Polícia Militar que atuam no município, além do Ministério Público. O promotor de Justiça, Carlos Robson Leão, afirma que “não se pode admitir que um evento para uma minoria prejudique a maioria da comunidade”.

Sindimed denuncia 13 prefeituras do Sudoeste por contratação irregular de médicos

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 17 ago 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

unnamedO Sindicato dos Médicos Regional de Vitória da Conquista (SINDIMED) ajuizou uma representação junto ao Ministério Público Federal contra 13 municípios do Sudoeste por irregularidade na contratação de médicos. A ação pede investigação contra as prefeituras de Cândido Sales, Belo Campo, Encruzilhada, Planalto, Poções, Barra do Choça, Anagé, Brumado, Maetinga, Itapetinga, Tremedal, Piripá e Itambé.

Segundo a denúncia apresentada pelo SINDIMED, “os Municípios representados estão contratando irregularmente médicos sem o fornecimento de qualquer contrato firmado e outros sequer firmam contrato de qualquer natureza”. Assim sendo, a categoria solicita providências urgentes no sentido de assegurar os plenos direitos dos profissionais.

Na denúncia, o SINDIMED apresenta documentos comprobatórios e pede instauração de processo administrativo com a finalidade de apurar os fatos e as denúncias, para finalmente ajuizar ação civil pública.

‘Homem de Dilma’ na Eletrobras cobrou propina para a campanha de 2014, diz dono da UTC

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 11 jul 2015

Tags:, , ,

Revista Veja (online)

Por Daniel Pereira e Robson Bonin

Segundo a delação premiada do empreiteiro Ricardo Pessoa, negociação do contrato de construção da Usina de Angra 3 serviu para que Valter Luiz Cardeal, diretor da Eletrobras que tem livre acesso ao gabinete da presidente, cobrasse do consórcio de construtoras “doação” à campanha petista do ano passado

SINTONIA – O engenheiro Valter Cardeal, diretor da Eletrobras e braço-direito da presidente no setor elétrico: conluio com o tesoureiro João Vaccari Neto em Angra 3
SINTONIA – O engenheiro Valter Cardeal, diretor da Eletrobras e braço-direito da presidente no setor elétrico: conluio com o tesoureiro João Vaccari Neto em Angra 3 (Alan Marques/Folha Imagem/VEJA)

Quando era presidente, Fer­nan­do Henrique Cardoso cultivou a fama de exterminador de crises, que, dizia-­se, sempre saíam do Palácio do Planalto menores do que entravam. De Dilma Rousseff, fala-se exatamente o oposto. Centralizadora e avessa a negociações, a presidente semeou um quadro de recessão econômica e de derrotas no Congresso. Rejeitada por nove em cada dez brasileiros, ela também perde apoiadores no grupo de políticos e empresários que ditam o rumo do país. Até o ex-presidente Lula, seu mentor, lhe faz críticas cada vez mais contundentes. Com apenas seis meses de segundo mandato, Dilma está só, não exerce o poder na plenitude nem consegue mobilizar a tropa governista. De quebra, é acossada por investigações que podem destituí-la do cargo – entre elas, a Operação Lava-Jato, que esquadrinha o maior esquema de corrupção da história do país. Diante de uma conjuntura assim, a maioria dos governantes optaria por mais diálogo, sensatez e pés no chão. Dilma não. Ela reage à crise com argumentações destrambelhadas, otimismo exagerado e erros primários de avaliação. Pior: como de costume, alimenta a agenda negativa.

Na semana passada, a presidente, contrariando o mais elementar dos manuais de política, fisgou a isca dos adversários e abordou novamente em público a possibilidade de enfrentar um processo de impeachment. “Eu não vou cair, isso é moleza”, desafiou em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, na qual chamou setores da oposição de golpistas. A resposta foi imediata: “Tudo o que contraria o PT é golpe”, ironizou o senador Aécio Neves (PSDB). Nos regimes democráticos, a destituição de um mandatário depende de provas, do aval das instituições e do apoio da opinião pública (veja a reportagem na pág. 54). Em sua defesa, Dilma alega que jamais se locupletou de dinheiro sujo. Falta a essa versão o respaldo inequívoco dos fatos. VEJA teve acesso a mais um testemunho de que propina cobrada em troca de contratos – desta vez, no setor elétrico, a menina dos olhos de Dilma – abasteceu os cofres do PT em pleno ano eleitoral. Os operadores da transação criminosa foram o onipresente João Vaccari Neto, então tesoureiro do partido, e Valter Luiz Cardeal, diretor da Eletrobras, o “homem da Dilma” na estatal e um dos poucos quadros da administração com livre acesso ao gabinete presidencial. …Leia na íntegra

A reportagem – bomba de Veja: o empreiteiro conta tudo. Renuncie, Dilma!

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 28 jun 2015

Tags:, ,

Reinaldo Azevedo

Abre VEJA - Revelações de Pessoa

A economia vai mal. Muito mal. Mas a política está muito pior. É discutível se a crise econômica piora a política, mas é certo que a crise política piora a economia. É a fraqueza do governo que dá as cartas. Dilma não sabe o que dizer, o que fazer, o que anunciar. E, um ano e três meses depois de iniciada a operação Lava Jato — depois de muitos desacertos, ainda em curso, protagonizados também pela Procuradoria-Geral da República, sob o comando de Rodrigo Janot, e pelo juiz Sergio Moro —, eis que cai a máscara, eis que a verdade se desnuda: UMA VERDADEIRA MÁFIA TOMOU CONTA DO ESTADO BRASILEIRO. E ELA PRECISA SER TIRADA DE LÁ PELA LEI.

Vá à banca mais próxima e adquira um documento: a edição desta semana da revista VEJA. Em 12 páginas, você lerá, no detalhe, como atuou — atua ainda? — a máfia que tomou conta do Brasil e como se construiu o establishment político que nos governa. O empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC e ex-amigo pessoal de Luiz Inácio Lula da Silva, resolveu contar tudo. Ficou preso mais de cinco meses. Só fez o acordo de delação premiada depois de ter deixado a cadeia. ESTE BLOGUEIRO FALASTRÃO, COMO LULA ME CLASSIFICOU NO CONGRESSO DO PT, SENTE-SE, DE ALGUM MODO, VINGADO. Vingado também contra as hostes da desqualificação e do cretinismo da esquerda e da direita burra e desinformada. NÃO HÁ NEM NUNCA HOUVE CARTEL DE EMPREITEIRAS, COMO SEMPRE SUSTENTEI. O QUE SE CRIOU NO BRASIL FOI UMA ESTRUTURA MAFIOSA DE ACHAQUE.

É claro que as empreiteiras praticaram crimes também. Mas não o de formação de cartel. Insistir na tese do cartel CORRESPONDE A NEGAR A ESSÊNCIA DO MODELO QUE NOS GOVERNA.

Achaque Edinho

O achaque
VEJA teve acesso ao conteúdo da delação premiada de Ricardo Pessoa, homologada pelo ministro Teori Zavascki. É demolidor. Segue, em azul, um trecho do que vai na revista: …Leia na íntegra

Itapetinga: servidores teriam roubado atas para reempossar prefeito às escondidas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Sudoeste | Data: 11 jun 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

queixa-2-500x281foto: Sudoeste Hoje

O vice-prefeito de Itapetinga (cidade a 100 km de Vitória da Conquista) realizou uma denúncia formal contra servidores da Prefeitura pela apropriação indevida de uma ata do gabinete do prefeito. A ação dos servidores teve o intuito de reempossar o prefeito Zé Carlos (PT), às escondidas.

Alécio Chaves, vice de Zé Carlos, compareceu ao Complexo Policial de Itapetinga, na manhã dessa quarta-feira (10), e foi ouvido pelo delegado Antônio Roberto Junior. Em companhia do seu advogado, o vice-prefeito apresentou as provas do crime contra a gestão pública. Uma câmera de vídeomonitoramento registrou o roubo da ata, no último dia 4, e identifica os acusados.

Aparecem na filmagem funcionários do Departamento de Comunicação, do setor de Recursos Humanos, um locutor de uma rádio local e o coordenador municipal de trânsito, Junior Fagundes, dentre outros. Todos os seriam ligados ao prefeito José Carlos.

Segundo informações do blog Sudoeste Hoje, o delegado garantiu que irá tomar todas as providências para apurar os fatos delituosos. Logo após a investigação, ele deve instaurar um inquérito, que será encaminhado à Justiça, para que os envolvidos sejam responsabilizados criminalmente.

Alécio Chaves substituiu José Carlos Moura durante 70 dias. O prefeito de Itapetinga ficou afastado do cargo por problemas de saúde, chegando a ficar internado por 75 dias no Hospital Aliança, em Salvador.

Vereador Nelson de Vivi denuncia atendimento a parturiente no Hospital Esaú Matos

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 21 maio 2015

Tags:, , ,


Assessoria

Nelson de Vivi BO vereador Nelson de Vivi, decepcionado com a falta atendimento devido, para uma menina especial, que morreu após o parto no Hospital Esaú Matos, em seu discurso na sessão da Câmara mostrou toda a sua indignação com a morte de Milena Silva, ocorrida no último sábado (16), na Unidade de Saúde.

O edil esclareceu que a jovem de 16 anos, anteriormente havia sofrido um acidente e amputado uma das pernas. Agora estava grávida do seu primeiro filho em que os exames apontavam que a criança tinha por volta de cinco quilos. Para o vereador passaram-se muitas horas para a criança nascer e que nessas condições deveria ser realizado o parto Cesária. “Estamos indignados com a fundação Esaú Matos, que não tem dado o atendimento adequado. A queixa tem sido quase geral. Milena Silva era  muita querida na comunidade. No momento do seu parto, com filho de um tamanho excepcional, ela não teve o atendimento especial que precisava”.

Nelson de Vivi disse que “A Fundação do Hospital Esaú Matos tem que abrir um processo administrativo, para verificar porque ela não teve o tratamento adequado. E completou:  A Fundação tem que prestar contas desse procedimento. A família, os parentes estão chorando a perda dessa jovem. Nosso pesar para a família e amigos e nosso pesar para a fundação por não ter dado o atendimento especial que o caso requeria. Aguardamos o resultado da apuração”.

Sindicato dos Jornalistas denuncia falso curso que cobra por registro profissional

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 13 maio 2015

Tags:, , ,


por Mateus Novais

logo-sinjorba

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) encaminhou pedido de apuração e fiscalização às autoridades policiais da Bahia sobre o curso “Quer trabalhar no rádio ou tv?”. O pedido se estende ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) e ao Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Segundo a presidente do Sinjorba, Marjorie Moura, o curso é uma fraude e oferece o registro profissional de jornalista para qualquer pessoa que o fizer. “Os organizadores do curso oferecem a possibilidade de qualquer pessoa obter registro como jornalista ou radialista em três dias, quando o processo [natural] dura de 15 a 20 dias na SRTE, sendo que é exigido, entre outros itens, o diploma de conclusão [do curso superior de jornalismo]”.

O sindicato também acusa a entidade, que afirma ser ligada à Federação Nacional dos Radialistas (Fenarte), de oferecer uma carteira onde consta o símbolo do MTE, sem que este Ministério chancele o documento, já que o curso não possui registro no MEC.

O curso foi oferecido em nove cidades baianas e está programado para acontecer em Vitória da Conquista nesta semana, entre os dias 14 a 16, no Memorial Régis Pacheco. Os organizadores cobram de R$ 2 mil e R$ 1 mil pelo registro, que, por lei, deve ser gratuito.

Sindicato dos Bancários acusa banco de segregação financeira

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 abr 2015

Tags:, , ,

 por Mateus Novais

Paulo-BarrocasOs problemas na relação entre bancos e clientes alcançou outro estágio. Após diversas denúncias de descumprimento da lei dos 15 minutos, agora, os bancos estão sendo acusados de segregação no atendimento. De acordo com o Sindicato dos Bancários de Conquista e Região (SEEB), os bancos estão selecionando os atendimentos segundo o interesse financeiro.

O presidente do SEEB, Paulo Barrocas, afirma que o Sindicato tem recebido várias reclamações da população sobre a discriminação existente na moderação feita nas agências de Vitória da Conquista. “Os bancos estão selecionado, de acordo os seus interesses financeiros, os clientes e usuários de serviços nas portas das agências”. Ele explicou que “os clientes de alto poder aquisitivo são atendidos”, entretanto, pagamentos de contas que não interessam, não são atendidos nas agências.

Ele aponta o banco Bradesco, como o principal autor dessa segregação. “O Bradesco coloca um funcionário com jaleco na porta da agência. Se o cliente não apresentar os documentos do que vai fazer ele não entra”. O sindicalista pediu a ajuda da Câmara e outras entidades, como Procon e Ministério Público, para que tome providências junto aos bancos. “Resolvemos buscar a Câmara, quanto representantes da população, para que haja uma ação conjunta tentando modificar mais esse destrato dos bancos com a sociedade”, destaca o presidente do Sindicato, Paulo Barrocos.

Professor denuncia processo de fechamento da Escola Normal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 19 mar 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_01381-300x199O BLOG DA RESENHA GERAL divulga abaixo trecho do email enviado pelo professor Arilano Castro Gomes, membro da Comissão em Defesa da Escola Normal. No email, o professor denuncia a possibilidade de fechamento do Instituto de Educação Euclides Dantas (Escola Normal) em Vitória da Conquista. O professor também solicita ao jornalista e deputado estadual Herzem Gusmão que investigue a informação. Confira:

O que lhe declaro é que, pelos gestores atuais, já está praticamente consolidado o fim do Instituto de Educação Euclides Dantas (Escola Normal) em Vitória da Conquista. Essa ideia já pensada desde 2011, quando [da criação do curso] noturno, já não mais [nominado] IEED e, sim, Centro Noturno Educacional.

A atual crise se desenrola pelo fato de hoje temos, no IEED, mais de 15 professores “excedentes”, mais de vinte turmas (a DIREC 20 reforçou esses fechamentos) e nenhuma providência sendo tomada pela DIREC 20. Aliás, a DIREC 20 tem reforçado essa situação e não considerado essa gravidade. Já corre a boca pequena que exista uma transação de venda do terreno do IEED […], isso tudo abalizado pelos deputados da situação, de conhecimento do prefeito e de pleno acordo pelo Governo do Estado.

Em contato com o BLOG DA RESENHA GERAL, o deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB) informou que solicitou ao presidente da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público, da Assembleia Legislativa da Bahia, Eduardo Salles (PP), e foi prontamente atendido, que coloque na pauta da próxima reunião a discussão em torno do possível fechamento da Escola Normal.

Máfia usa Anderson Silva para desacreditar UFC

0

Publicado por Editor | Colocado em Esportes | Data: 07 fev 2015

Tags:, ,

Diário do Poder

Anderson Silva pode ter sido vítima de manobras da máfia em Las Vegas

Anderson Silva

Anderson Silva pode ter sido vitima de manobras da máfia italiana de Las Vegas, que controla o milionário negócio do boxe, nos Estados Unidos, e entidades como a Comissão Atlética, responsável por exames antidoping e pela imposição de regras do UFC como os cinco rounds, antes inexistentes, luvas e árbitros que lhe são obedientes. O boxe e o UFC se submetem à máfia porque as lutas em Las Vegas são mais rentáveis. A informação é de empresários do setor a esta coluna.

Nos EUA, o UFC, como o boxe, e as entidades que os regulamenta, são privados. A máfia italiana quis assumir o UFC sem pagar por isso.

A máfia exigiu 51% do UFC. Os donos da modalidade não cederam, e desde então a máfia tenta desacreditar suas lutas e seus campeões.

No boxe, o exame que negativou “Spider” não é doping. Exames no boxe são agendados meses antes. No UFC, são sempre de surpresa.

 

Mãe narra drama que viveu no Hospital Esaú Matos

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 27 jan 2015

Tags:, ,

da Redação

Foto: Ilustração (Google)Parto

Uma senhora que preferiu não se identificar, procurou a repórter Mônica Cajaiba, para relatar como foi tratada no Hospital Esaú Matos após entrar em trabalho de parto na unidade no mês de novembro. A mãe disse ter feito todo pré – natal e nada de errado foi constatado. A entrevista levada ao ar no programa Resenha Geral desta 2ª feira (26), foi comovente e serve de alerta para a direção do hospital tido como referência em procedimentos de parto.

“Cheguei em trabalho de parto, tiraram a minha dor e no outro dia induziram um parto normal. Levei 30 pontos e a sutura foi feita por uma estagiária. Já tem dois meses e ainda os pontos não cicatrizaram. A ginecologista informou que terei que fazer uma plástica. Após o nascimento, meu bebê foi para a UTI. Até hoje não me recuperei. Minha filha nasceu em sofrimento, não chorou e colocou muito sangue pelo nariz e boca. Está fazendo uma série de exames para saber se terá alguma sequela e toda vez que me lembro o que passei me dar vontade de chorar”, disse.

Segundo a parturiente, não lhe foi dado o direito de acompanhante como previsto na lei. Ela espera que outras mulheres não passem pelo que ela passou. “Vi mulheres sofrendo, presenciei uma tentativa de parto normal onde o bebê nascia pelo pezinho, depois de muito sofrimento outro corte foi feito para uma cesariana. Partos que seriam cesarianas eles tentam o procedimento via normal com muito sofrimento”. Concluiu.

A repórter da Rádio Clube FM, ao tentar ouvir alguém do hospital, sempre é orientada a procurar a Ascom da prefeitura para dificultar o acesso a informação.

Após ganhar favor milionário do governo, empresário doa R$ 17 milhões para campanha de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 24 jan 2015

Tags:, , , , ,

Revista Época

Walter Faria, dono da cervejaria Itaipava, conseguiu renegociar em 24 horas empréstimo camarada com o Banco do Nordeste. Cinco dias depois, depositou R$ 5 milhões na conta do comitê da petista

MURILO RAMOS, COM MARCELO ROCHA, FILIPE COUTINHO E FLÁVIA TAVARES

Cerveja BNB

O empresário Faria (ao centro, com o copo ao alto) celebra com petistas a inauguração de sua fábrica na Bahia (Foto de Valter Pontes/Secom)

No começo de 2013, o empresário Walter Faria, dono da Cervejaria Itaipava, a segunda maior do país, queria expandir seus negócios ao Nordeste. A primeira parte do plano envolvia a construção de fábricas na região. Ele optou por erguer a primeira em Alagoinhas, na Bahia, em razão de generosos incentivos fiscais. Faltava o dinheiro para a obra, e conseguir crédito não seria uma missão fácil. Faria e seu Grupo Petrópolis, que controla a Itaipava, tinham nome sujo na praça – e uma extensa ficha policial. Deviam R$ 400 milhões à Receita, em impostos atrasados e multas por usar laranjas, além de notas fiscais. Em 2005, Faria fora preso pela Polícia Federal, acusado de sonegação fiscal. Ficou dez dias na carceragem da PF. Três anos depois, em outra operação da PF, Faria acabou denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção ativa, formação de quadrilha e por denúncias caluniosas. Segundo as investigações, Faria armara um esquema para retaliar os fiscais da Receita que haviam autuado sua cervejaria anos antes. Iria difamá-los. Contratara para o serviço ninguém menos que o operador do mensalão, Marcos Valério Fernandes de Souza. A PF encontrou R$ 1 milhão na sede da Itaipava em São Paulo – dinheiro que, segundo a acusação, serviria para pagar chantagistas. Valério foi preso. Mas Faria perseverou.

Diante dessa ficha, qual banco toparia emprestar dinheiro para Faria e suas empresas? O Banco do Nordeste, o BNB, criado no governo de Getúlio Vargas para ajudar no desenvolvimento econômico da região – mas que, desde então, é usado com alarmante frequência para ajudar no desenvolvimento econômico dos políticos que mandam nele. Desde que o PT chegou ao poder, em 2003, o BNB, custeado com R$ 13 bilhões em dinheiro público, vem sendo aparelhado pelo partido. As previsíveis consequências transcorreram com regularidade desde então. Escândalos, escândalos e mais escândalos. O último deles, em 2012, revelado por ÉPOCA, derrubou a cúpula do banco após a PF entrar no caso – e deflagrou uma cascata de investigações dos órgãos oficiais, como a Receita, o Tribunal de Contas da União e o MP. Apesar disso, o aparelhamento petista no BNB perseverou, como Faria perseverara. Ambos perseveraram porque partidos como o PT precisam de empresários como Walter Faria, e empresários como Walter Faria precisam de partidos como o PT. …Leia na íntegra