Sistema alternativo economiza mais de 100 mil litros de água em um ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 27 jun 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_4901

Uma ação da Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) tomada inicialmente com o objetivo de reduzir o valor das contas de água acabou ganhando ainda mais importância devido à crise hídrica enfrentada pela cidade. Com medidas simples, que começaram a ser tomadas desde maio de 2015, a Câmara economizou 107 mil litros de água durante um ano.

A instituição lançou mão do uso de um dispositivo para evitar o desperdício de água nas caixas de descarga dos vasos sanitários. Foram instaladas nas caixas garrafas PET preenchidas com 1 litro de água. A cada acionamento da descarga, um litro de água é poupado no novo enchimento da caixa. Ao todo, 63 garrafas de 1 litro foram utilizadas para a completa adoção do sistema de economia.

O diretor administrativo e financeiro da Câmara, Junior Félix, responsável pela iniciativa, conta que conheceu o sistema através de um programa de televisão. “É um projeto simples que eu conheci em um programa que assisti, foi um estudante no Rio de Janeiro que idealizou, e eu vi que seria viável implantar na Câmara”, conta.

IMG_1602

Entre os meses de junho de 2014 e maio de 2015, a Câmara gastou 825 m³ de água. Com o sistema, o consumo caiu para 718 m³ entre junho de 2015 e maio de 2016, o que significa uma redução de quase 13%. O total de água economizado é o suficiente para abastecer uma casa com uma família de quatro pessoas durante cinco meses e meio, de acordo com a média de consumo de água no Brasil.

“O dinheiro público, nós temos o dever de economizar”, sentencia Junior Félix. “Hoje é muito importante você fazer um projeto que gera economia tanto no setor privado quanto no público”, completa.

“Nós nos orgulhamos de dar um exemplo para nossa população e fazer essa economia de mais de 100 mil litros de água. A situação não é fácil, mas se cada um fizer a sua parte, nós teremos uma economia extraordinária”, comenta o presidente da Casa, Gilzete Moreira. “Ficamos felizes por este resultado e nós queremos que outros órgãos de Vitória da Conquista, casas, famílias entrem nesse projeto”, disse Gilzete.

Mais economia – Ainda de acordo com diretor administrativo e financeiro da Câmara, em breve será implantado um sistema de captação da água dos aparelhos de ar condicionado. Dentro das projeções do administrador, o sistema vai captar entre 2 e 3 mil litros de água por mês, aumentando a economia de água na Casa.

Lei de carga e descarga continua sendo desrespeitada em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 05 mar 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_0728

A lei é de 2013, mais de três anos depois de sancionada, continua não valendo nada em Vitória da Conquista. A carga e descarga de materiais no centro da terceira maior cidade da Bahia ocorrem livremente, atrapalhado a fluidez das vias e desrespeitando o Código Nacional de Trânsito.

A lei nº 1.969/2013 é do vereador Coriolano Moraes (PT). O primeiro artigo diz: “Fica proibida, no horário compreendido entre 8 às 18 horas de segunda a sexta-feira e 8 às 13 horas aos sábados, a carga e descarga de materiais e mercadorias de qualquer natureza realizadas por veículos com peso bruto total acima de cinco toneladas”.

Se estivesse sendo cumprida pela fiscalização do Simtrans, a lei evitaria cenas como a da foto que ilustra esta matéria – já que os caminhões de transporte de carga estacionam em qualquer horário e local, inclusive em cima da faixa de pedestres, e não são autuados. No entanto, ainda resta ao legislativo negociar com o executivo a aplicação de uma lei.

O vereador Cori relatou, na sessão da Câmara de Vereadores, dessa sexta-feira (4), que esteve com o secretário de Mobilidade Urbana, Luiz Alberto, para discutir a urgência em colocar em prática a lei. “Em uma cidade de aproximadamente 350 mil habitantes, onde existe praticamente um veículo automotor para cada dois habitantes, é necessário adotar medidas que visem melhorar a fluidez do trânsito, para que não ocorra um colapso”, relatou o vereador.

Caminhões já chegam para abastecer o Ceasa da Juraci Magalhães

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 28 dez 2014

Tags:, , , ,

da Redação

CArga Ceasa BB

Conforme noticiamos, o presidente do Sindicato dos Atacadistas do Ceasa, Eduardo Rocha, anunciou que se os caminhões forem impedidos de ter acesso ao Ceasa da Av. Juraci Magalhães, as cargas serão depositadas em plena avenida. A nossa reportagem constatou que na manhã deste domingo (28), caminhões carregados de frutas e verduras,  estão estacionados em frente ao prédio. Em cada segunda –  feira,  é comum a chegada de aproximadamente 50 caminhões em apenas 1 dia. A ordem é descumprir a desocupação do prédio determinada pela administração municipal.

O clima é tenso e a Prefeitura não conseguiu avançar nas negociações. A dificuldade foi a total falta de compromisso assumido quando da transferências desses mesmos comerciantes do galpão 5 do Ceasa Centro. Na ocasião, Miguel Felício,  da Secretaria de Serviços Públicos garantiu que eles seriam transferidos para um local melhor e mais amplo até solução definitiva. Um vídeo com a fala de Felício,  concedida ao BATV,  2ª edição da TV Sudoeste,  foi exibido pelo movimento como prova do descumprimento do acordo por parte da PMVC. Parece até que o presidente do Sindicato já sabia que a Prefeitura não iria honrar o compromisso assumido.

Carga e descarga irregular no Centro

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 15 dez 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais
foto: Rafael Gusmão

CSC_0502

As movimentadas ruas do centro sofrem diariamente bloqueios por conta dos caminhões que operam carga e descarga em horários impróprios. Não existe nenhuma disciplina e a falta de fiscalização da Prefeitura contribui com a desordem.

No início da tarde desta segunda-feira (15), as lentes do BLOG DA RESENHA GERAL voltaram a flagrar mais um desrespeito às leis municipais. O fato ocorreu na Rua 2 de Julho. Uma pickup descarregava materiais de construção no meio do trânsito caótico do Centro.

De acordo com a lei municipal, carga e descarga no Centro de Vitória da Conquista só podem ocorrer ente às 20h e 7h.

Carga e descarga fora de hora transtorna a Av. Bartolomeu de Gusmão

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 ago 2014

Tags:, , ,

da Redação

Av. Bartolomeu BBA movimentada Av. Bartolomeu de Gusmão sofre diariamente bloqueios por conta dos caminhões que operam carga e descarga em qualquer horário do dia. Não existe nenhuma disciplina e a falta de fiscalização da Prefeitura contribui com a desordem. “Eu tenho consciência e não colaboro com essa bagunça. Todos aqui, se quisessem colaborar com a cidade faziam como eu faço. Carga e descarga só em horários adequados”, disse um comerciante que não quis ser identificado.

Além da desordem que impera no primeiro estágio daquela artéria, no início nas proximidades da Praça Vitor Brito, a foto é um flagrante da tarde desta 5ª feira (21), da baixada do Jurema. Outro ponto crítico está localizado no trecho das oficinas nas imediações da Estação Rodoviária com as constantes manobras de caminhões e carretas.

Descarga na Av. Bartolomeu de Gusmão

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 07 abr 2014

Tags:, ,

da Redação

CArga Descarga BBNesta 6ª feira (4), por volta das 16 horas, uma carreta estava estacionada sendo descarregada com ajuda de uma empilhadeira. No horário a movimentação na Avenida Bartolomeu de Gusmão era intensa. A cidade de Vitória da Conquista sofre com essa prática que poderia ser controlada pela Secretaria de Mobilidade Urbana. No flagrante mostrado, apenas meia pista estava liberada, a cada momento em que o operador da empilhadeira retirava materiais de construção da carroceria da carreta.

O fato é corriqueiro e o poder público tem se mostrado impotente e não consegue sanar o problema. Na Av. Juraci Magalhães, caminhões estacionam em fila durante a noite, a partir das 19 horas, colocando em risco que trafega pela avenida. O risco de acidente é grande já que a iluminação é pobre. A fila de caminhões em frente ao Ceasa poderia ser evitada com distribuição de senhas com horários determinados para a descarga de frutas, verduras e outros mantimentos.