Pai de família explica seu desespero à procura de emprego

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Trabalho | Data: 23 out 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_5474Um morador do bairro campinhos, em Vitória da Conquista, tem chamado a atenção pelas ruas da cidade. Com uma placa em mãos, Anderson Brito caminha pelas principais avenidas do centro da cidade apela por um trabalho formal.

Parado há mais de um ano, após ser demitido de seu emprego de vigilante, ele não viu outra saída que não fosse essa. Porém, mesmo com o apelo o vigilante não encontrou nenhuma oportunidade. “O pessoal me liga para limpar uma caixa d’água, pra fazer uma coisinha básica. Mas, emprego de carteira assinada, que é o que eu necessito mesmo, para honrar meus compromissos, até agora nada”, conta Anderson.

Casado e pai de quatro filhos, ele anda todos os dias 10 km para chegar até o centro da cidade e tentar chamar a atenção de alguém que possa lhe arranjar uma ocupação. Anderson explica que falta dinheiro até para pagar um transporte até o local em que fica com sua placa, na Av. Bartolomeu de Gusmão. “O pai ou a mãe que vê um filho pedindo um pão ou um leite, ou mesmo está doente, e você não puder comprar, é complicado. Você fica sem saber qual o recurso que você toma. Isso foi o que me levou a fazer essa placa: chamar a atenção de alguém para me dar uma oportunidade”, conclui.