Primeira parcela do 13º: ajuste suas contas em menos de 30 dias

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 08 nov 2018

Tags:, , ,

Reprodução do site da CDL

Ainda dá tempo de planejar a melhor forma de aproveitar o seu décimo, férias e restituição do Imposto de Renda também; veja como

Há quem veja no décimo terceiro o milagre que faltava para sair do vermelho antes do ano terminar. Se juntar a restituição do imposto de renda e as férias então… A salvação está garantida! Porém, dinheiro que é bom, não cai do céu. Por isso, especialistas em educação financeira vão dar aquela forcinha para quem quer usar bem a grana extra que vem por aí.

E dá para ficar com tudo no azul em  menos de 30 dias (veja no esquema). Segundo o planejador financeiro da Par Mais Investimentos, Jailon Giacomelli, por pior que a situação financeira esteja é preciso olhar para dentro do seu orçamento. “As pessoas não querem olhar para suas finanças porque elas têm medo do que elas vão enxergar. É difícil, mas necessário. É fundamental conhecer bem a situação que você se encontra para fazer o melhor uso desse dinheiro extra que entra agora no final do ano”, destaca.

Para quem está endividado e acaba gastando mais do que ganha, a regra é usar o benefício para quitar as dívidas de curto prazo, como cartão de crédito, cheque especial e empréstimo, por exemplo. Mas se você é daqueles que gasta tudo o que ganha, o momento é o de começar a fazer uma reserva para não acabar fazendo parte do grupo anterior. “Qualquer deslize ou contratempo vai fazer com que você entre no vermelho. Se apenas com uma parte de 13º dá para fazer uma reserva, ótimo. Aproveite e use outra parte para lazer ou para comprar algo que queira. Mas é importante ter pelo menos de 3 a 6 meses de despesas pagas numa reserva de emergência”, recomenda Giacomelli.

Segundo o diretor da STavares Consultoria Financeira, Sérgio Tavares, é preciso planejamento e controle. “Para reverter um cenário de fluxo de caixa negativo é necessário cortar as despesas supérfluas. Comece criando uma planilha básica, anotando todos os gastos. Liste todas as despesas e classifique por grau de importância. Isso vai dar uma visão geral de onde moram os excessos”.

Após o diagnóstico, defina o teto de até onde você pode gastar, como aconselha a consultora de investimentos da Órama, Sandra Blanco. “Os gastos não podem superar as receitas. Defina objetivos, isso vai incentivá-lo a economizar mais e gastar menos”, pontua.

COM AS CONTAS NO LUGAR

1º passo  Comece anotando todos os gastos a partir de agora. Hoje você pode utilizar aplicativos ou baixar planilhas nos site de finanças pessoais, mas se preferir, também funciona da maneira mais simples possível: lápis e papel, ou até uma planilha no computador. É preciso saber para onde está indo aqueles R$ 100 que você tira no caixa eletrônico e que logo desaparecem da sua carteira como um grande mistério.

2º passo  Defina os objetivos. É a forma de incentivo para juntar dinheiro e gastar menos. Tudo na vida é escolha. Se você tem um objetivo, é preciso fazer a escolha entre gastar ou poupar e entre o que precisa e o que quer. Não significa que não pode ter desejos, pode sim, mas o que é planejado não sai caro.

3º passo  Faça as projeções dos gastos. Quanto mais detalhado melhor. Aí entram despesas como alimentação, transporte, dívidas, assistência médica, educação, lazer, consumo e… investimento. Este último deve estar na lista das prioridades também.

4º passo  Hora de tornar esse acompanhamento um hábito. Analise daqui para frente seu fluxo de caixa, a fim de evitar surpresas no fim do mês. Vale também estudar todas as despesas e separá-las em supérfluas e indispensáveis. Isso vai indicar o que pode ser cortado do seu orçamento e, com certeza, vai garantir uma economia significativa lá na frente. Exemplo: taxa administrativa do cartão de crédito. Por mais que R$ 20 pareça pouco todo mês, se você multiplicar isso por 12, veja só – está pagando uma anuidade de R$ 240 – o mesmo valor da conta de luz e água mais o troco para o boleto do celular. Então,  a dica é fazer este comparativo, buscar soluções dentro do próprio orçamento, revisar o consumo, os gastos, prioridades e fazer estas trocas.

DICA DA SEMANA: PRINCIPAIS VILÕES DO ORÇAMENTO

Despesas Inesperadas Um pneu do carro que furou, a geladeira que quebrou, um gasto extra com um medicamento… Essas coisas sempre acontecem e para isso é essencial ter uma reserva de emergência. Reserve sempre um dinheiro, independente do valor,  em algum lugar que você possa resgatar rápido para contornar esses imprevistos.

Tentações de Consumo  Resistir às tentações é bem difícil, ainda mais quando você não tem controle das suas finanças é realmente uma tarefa difícil.  A dica para vencer esse vilão do orçamento é fazer uma lista de compras e saber o que realmente precisa e não só o que você vai comprar por impulso. É preciso aprender a diferenciar o que é necessidade e o que é desejo. Sempre faça uma lista toda vez que for ao mercado ou ao shopping e mantenha o foco.

Despesas eventuais  São aquelas que a gente sabe que uma hora, irão surgir. Seguro do carro, IPVA, matrícula e material escolar. No inicio do ano então, a carga é pesada. Mais uma vez, a palavra de ordem é planejamento: Antes de se comprometer com essa despesa avalie se ela cabe no seu bolso. Esse é o principal ponto. Também é importante se preparar para elas e aí vamos defender novamente a necessidade de uma reserva de emergência ou então focada nestas despesas.

Nunca gaste mais do que ganha  Ou seja, não confunda limite do cheque especial ou do cartão de crédito com renda. Isso só aumenta seu risco de cair no endividamento. Para sair de lá, é muito difícil. É preciso adequar o seu salário ao padrão de vida da sua família. Ele é que determina o quanto você pode gastar e não o quanto de crédito seu banco oferta. E aí entra a fórmula para o equilíbrio financeiro: os gastos não podem ultrapassar a receita.

Fonte: *Correio

5 dicas de administração do maior imperador chinês

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 01 out 2018

Tags:, ,

 

Reprodução do site da CDL/Conquista

Seja para administrar um governo, uma empresa ou mesmo uma equipe, um líder exerce um poder enorme sobre as pessoas, e suas decisões influenciam diretamente o andamento dos negócios. Para ser um administrador de sucesso, é preciso criar uma estrutura forte, dentro da qual os funcionários possam se desenvolver, crescer e alcançar resultados.

E, para seguir no caminho certo, por que não revisitar a história e aprender com as lições dos grandes mestres? Responsável por transformar a China em um dos maiores e mais poderosos países do mundo no século 7, o imperador Tang Taizong se tornou uma referência de administração, liderança e recursos humanos na Ásia, sendo estudado até hoje por governantes e empresários. Entre os segredos de sua longa e próspera dinastia, estão as habilidades de avaliar pessoas, reconhecer talentos e trabalhar em equipe.

As conversas milenares entre o imperador e seus ministros foram registradas e, pela primeira vez, esses ensinamentos são disponibilizados para o público ocidental. Confira, abaixo, alguns dos principais segredos da administração de Taizong:

– Eficiência e eficácia. De acordo com o imperador, eficiência é a capacidade de fazer as coisas da melhor maneira, enquanto a eficácia significa fazer as coisas certas. Você pode aumentar a eficiência tendo uma equipe com menos pessoas, porém mais talentosas, em vez de ter muita gente medíocre. Já para ter eficácia, você deve encorajar as pessoas a externarem suas opiniões, a fim de tomar decisões corretas; …Leia na íntegra

7 dicas para inovar em seu negócio seguindo a metodologia das startups

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 25 set 2018

Tags:, ,

Reprodução do site da CDL/Conquista

Além da concorrência tradicional que está cada vez mais acirrada com a oferta de produtos e serviços em todos os mercados e setores, é preciso se preparar para sermos competitivos em uma era em que jovens empreendedores com DNA de inovação e startups enxutas estão mudando completamente a forma de como fazemos negócios e consumimos produtos e serviços. Confira três dicas dadas pelo investidor-anjo Marcio Kogut para quem quer inovar em seu negócio.

Comece inovando na gestão de TI da sua empresa

Exatamente! Não existe iniciar um processo de inovação na sua empresa se o CTO (Chief Technology Officer) não estiver tecnologicamente atualizado, acompanhando as transformações digitais e focado em buscar inovação.

Durante mais de 15 anos prestando consultoria a diversas empresas, escutei desculpas sem fundamentos ditas por alguns profissionais para os executivos que acabavam criando uma sensação de pânico e medo abortando qualquer tipo de mudança, melhoria ou possível inovação. …Leia na íntegra

Cinco passos para conseguir créditos para o seu negócio

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 05 ago 2018

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: sebrae.com.br/CDL (Conteúdo)

Confira dicas e orientações de como conseguir crédito em instituições financeiras, com base em planejamento bem estruturado de como investir recursos

Para expandir os negócios, micro e pequenas empresas podem acessar linhas de crédito específicas para o segmento ou para a finalidade que se quer alcançar com o recurso. No entanto, antes de ir à instituição financeira e pedir recursos, é preciso tomar alguns cuidados, como, por exemplo, identificar a real necessidade de empréstimo/financiamento, pesquisar qual linha e banco melhor atendem a seu projeto e elaborar um plano de negócio.

Abaixo, você confere quais as etapas que um empreendedor deve percorrer para obter crédito:

1º passo: identificar a necessidade de crédito

É importante ter claro o valor do financiamento e a finalidade do recurso pretendido (compra de máquinas, de equipamentos, de matéria-prima, de aumento da estrutura física etc).

2º passo: buscar informações e escolher a instituição financeira

Busque informações sobre as linhas de financiamento que melhor se enquadram nas necessidades de crédito identificadas no 1º passo e quais instituições financeiras operam com tais linhas. Não se esqueça: as condições (custos, prazos, limites etc.) podem variar bastante de banco para banco.

3º passo: analisar os fatores de restrição

É fundamental estar com todos os fatores de restrição (situação legal, garantias, capital próprio etc.) adequados às exigências das instituições financeiras. …Leia na íntegra

Quer vender no Instagram? Confira estas dicas

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 27 jun 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Exame.com/CDL (Conteúdo)

nstagram desponta como plataforma de vendas e se transforma em alternativa para quem deseja ganhar dinheiro na internet

Embora clichê, a expressão “uma imagem vale mais que mil palavras” é perfeita para definir a força comercial do Instagram. Basta navegar alguns minutos na plataforma para perceber que ela se tornou um oásis para quem deseja fazer dinheiro na internet.

Nos últimos dois anos, marcas de variados tamanhos, lojas de diferentes tipos, e-commerces, profissionais autônomos e prestadores de serviços passaram a anunciar ali. E não é à toa. Todos os dias, 200 milhões de pessoas no mundo visitam perfis comerciais no Instagram — em abril, último dado disponível, foram realizadas 180 milhões de vendas no ambiente do aplicativo.

Ciente desse potencial, a empresa criou, no final do ano passado, o Instagram Shopping. O recurso, testado primeiro nos Estados Unidos e disponível há três meses no Brasil, promete melhorar o desempenho dos negócios ao descomplicar o processo e permitir que usuários comprem itens clicando diretamente na foto compartilhada. “Funciona como uma vitrine móvel. As pessoas podem acessar o produto da fila do banco, esperando a consulta médica ou apenas explorando o feed. É um espaço onde compra e venda acontecem a qualquer momento”, diz Melissa Amorim, líder de comunicação do Instagram na América Latina. …Leia na íntegra

Saiba quando se aposentar por tempo de contribuição

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 25 abr 2018

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

Aposentar-se o quanto antes –com o tempo mínimo de contribuição exigido pelo INSS– pode ser uma opção interessante para grande parte dos trabalhadores.

Apesar de a aplicação do fator previdenciário prejudicar a aposentadoria de quem se aposenta ainda na casa dos 50 anos de idade ou antes, questões como a renda média do segurado e a condição financeira devem ser o principais pontos analisados ao pedir o benefício, diz o advogado Arismar Amorim Junior.

“Quem está desempregado ou sempre ganhou salários baixos não deve esperar”, afirma Amorim.

O advogado cita como exemplo um trabalhador de 52 anos de idade, 35 anos de contribuição e renda média de R$ 1.300.

Se pedir o benefício neste ano, o fator previdenciário reduzirá a renda desse trabalhador ao salário mínimo, de R$ 954.

Seis dicas para boas vendas na Páscoa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 20 mar 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia/CDL (Conteúdo)

Técnico do Sebrae Bahia aponta ações que ainda podem ser adotadas por pequenos negócios

Oportunidade para vender mais, a Páscoa está próxima, mas ainda dá tempo de alavancar os resultados. E não é só quem vende chocolates que pode garantir o saldo positivo. Segundo o técnico do Sebrae Bahia Diógenes Silva, outros segmentos devem ficar atentos à data, como quem se dedica à venda de produtos infantis, ao turismo e a outros alimentos, como os peixes, ligados à comemoração religiosa da Páscoa.

O especialista aponta questões que ainda podem ser ajustadas para garantir um resultado melhor na Páscoa para os pequenos negócios desses segmentos. Confira as dicas:

– Não deixe para a última hora. “Monte um planejamento, mesmo que seja simples”, aconselha Diógenes. Nele, não esqueça de destacar o que precisa providenciar para a data.

– Verifique produtos que podem ser customizados. “Não necessariamente é preciso comprar algo novo. Às vezes, o empresário pode buscar no mix dele o que pode ser adaptado para a data”, lembra o especialista. …Leia na íntegra

Seis passos para quem quer se tornar empresário em 2018

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 31 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia/CDL (Conteúdo)

Confira dicas para realizar o sonho de ter o próprio negócio sem tropeços

O início do ano é um bom momento para definir objetivos e colocar em prática antigos planos.  E, entre os brasileiros, ser dono do próprio negócio é o quarto maior sonho, apenas ficando atrás de viajar pelo Brasil, ter a casa própria e comprar um carro, segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM).

Para ajudar quem está determinado a tornar este sonho realidade em 2018, o técnico do Sebrae Bahia Diógenes Silva aponta um passo a passo com os principais cuidados para dar início a um negócio. Ele lembra também que o novo empreendedor deve ficar atento aos cuidados financeiros desde o início de seu planejamento. “É importante criar uma reserva financeira para não depender dos rendimentos do negócio nos primeiros meses. Principalmente para quem pensa em sair do emprego para empreender”, destaca.

Confira seis passos para empreender em 2018:

1 – Conheça o seu perfil …Leia na íntegra

Sebrae dá dicas para oferecer um bom atendimento ao cliente

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 26 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia CDL (Conteúdo)

Com o aumento das vendas no final do ano, o bom atendimento pode ajudar a fidelizar o cliente durante o ano inteiro

Toda venda começa num bom atendimento. Por isso, nada mais importante do que pensar em melhorias quando o assunto é o primeiro contato da empresa com o cliente. Atender bem é uma arte e pode fazer com que o consumidor receba muito mais do que o esperado, se tornando um cliente fiel.

“O bom atendimento reflete não só na venda imediata, mas fideliza os clientes”, observa o técnico do Sebrae Bahia, Fabrício Barreto.

Confira abaixo quatro dicas que o especialista selecionou para desenvolver um bom atendimento e manter o cliente satisfeito:

Saiba ouvir
Nessa época do ano, o foco está nas vendas. Por isso, é tão importante saber ouvir o cliente. “Você deve saber qual a expectativa para oferecer a solução adequada”, explica Fabrício.

Conheça o produto ou serviço
Conhecer a fundo o produto ou serviço que está vendendo é de extrema importância. “Também é necessário conhecer a política da empresa”, destaca.

Tenha um diferencial
Chamar o cliente pelo nome é uma alternativa para personalizar o atendimento e conquistar o cliente. “Nunca julgue o cliente pela aparência e não tire o foco dele”.

Deixe o cliente à vontade
É importante se mostrar disponível, mas sempre deixando o cliente à vontade. “Às vezes, durante uma abordagem, a empresa acaba fazendo propaganda do concorrente, utilizando falas como ‘o produto dele é mais barato, mas o meu é melhor’. O ideal seria utilizar a chamada “metodologia spin”, que consiste em utilizar as perguntas certas para que o próprio cliente possa identificar a necessidade de comprar aquele produto ou serviço”, ressalta.

Espera por aposentadoria dá atrasados de até R$ 23 mil

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 14 ago 2017

Tags:, ,

Fernanda Brigatti
do Agora

O tempo que um segurado tem de esperar até a aposentadoria dele ser concedida depende de uma série de fatores, como a agência em que o pedido foi feito, a organização de seu cadastro no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e até um pouco de sorte.

Na capital, os segurados estão aguardando, em média, 81 dias pela concessão, e 53 no interior, mas há lugar em que o trabalhador leva quase quatro meses para pôr a mão no benefício.

Apesar da angústia, a espera pelo pagamento gera o direito a atrasados corrigidos pela inflação mês a mês.

Na prática, o segurado recebe, de uma só vez, os valores de todos os meses em que ficou esperando, e mais o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) desse período.

A pedido do Agora, o advogado Luiz Felipe Veríssimo estimou quanto receberão os segurados que só conseguirem o benefício a partir do mês dezembro.

10 direitos dos trabalhadores em caso de demissões depois da reforma trabalhista

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 09 ago 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Gilberto Bento Jr, advogado trabalhista

Apesar da economia já apresentar melhoras, ainda é grande o temor de muitos trabalhadores em relação a possibilidade de serem os próximos demitidos e com a Reforma Trabalhista a preocupação é ainda maior, já que essa terá impacto nos direitos nesse caso.

Ponto importante a ser lembrado é que as mudanças só devem começar a valer em novembro deste ano. Contudo, mesmo que ocorra a demissão depois desse prazo o trabalhador continuará a ter uma série de direitos que permitem um fôlego inicial para retomar a busca por uma melhor colocação profissional.

“Esses são direitos trabalhistas garantidos pela constituição, contudo, existem os casos das demissões por Justa Causa, nas quais os trabalhadores perdem parte dos direitos citados abaixo quando ocorre alguma conduta considerada inaceitável pelo empregador, desde que seja comprovado que ela ocorreu”, conta Gilberto Bento Jr., sócio da Bento Jr. Advogados.

Contudo, fora as exceções, após a reforma trabalhista, quais os direitos trabalhistas garantidos aos trabalhadores em caso de demissão? Gilberto Bento Jr., detalhou esses:

  1. Quando o empregador deve pagar o valor da rescisão: Salvo se empresa combinar por escrito data diferente com o trabalhador, quando o aviso prévio for indenizado, deve pagar até 10 (dez) dias após a dispensa, e quando o aviso prévio for trabalhado, tem que pagar no 1º (primeiro) dia útil após a dispensa.
  2. Saldo de salário: deve ser pago na proporção aos dias trabalhados no mês da demissão. Isto é, o salário mensal, dividido por 30 e multiplicado pelo número de dias trabalhados. Com ou sem justa causa.
  3. Aviso prévio: pode ser indenizado ou trabalhado, o empregador tem a opção de avisar ao trabalhador sobre a demissão com 30 dias de antecedência ou, pagar o salário referente a esses 30 dias sem que o empregado precise trabalhar.
  4. Aviso prévio indenizado proporcional: instituído por lei no fim de 2011, quando a dispensa é sem justa causa, para cada ano trabalho, há acréscimo de 03 (três) dias no aviso prévio, com limite de adicional de até 60 (sessenta) dias, portanto, no máximo o aviso prévio poderá ser de 90 (noventa) dias.
  5. Férias e adicional constitucional de um terço:todo mês trabalhado dá direito à uma proporção de férias, que equivale a um salário inteiro, mais um terço, após 1 ano de trabalho, este valor deve ser pago independente do motivo da dispensa. Só não será pago caso haja faltas não justificadas e outras infrações constatadas.
  6. 13º salário: deve ser pago todo fim de ano ou em época combinada em convenção coletiva, caso ocorra dispensa, com ou sem justa causa, deve ser pago na proporção dos meses trabalhados, ou seja, divida o valor do salário por 12 meses para saber o valor proporcional de 1 mês trabalhado, e multiplique pela quantidade dos meses que trabalhou para chegar o valor correto. Lembrando que as datas de pagamento podem ser negociadas.
  7. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS: só para quem foi dispensado sem motivo, nasce o direito de sacar os valores do FGTS, incluindo o depósito correspondente ao aviso prévio e outras verbas pagas na rescisão. O FGTS atualizado corresponde a aproximadamente um salário por ano.
  8. Multa de 40% sobre o saldo do FGTS: Nas demissões sem justa causa, o empregador por lei deve pagar uma multa de 40% do valor depositado no FGTS do trabalhador. Após a reforma trabalhista esse direito continua igual e não pode ser alterado por acordo entre empresa e trabalhador, mas observamos que agora nasce o direito de demissão acordada onde a empresa paga multa de 20% e o trabalhador pode sacar 80% do valor depositado.
  9. Liberação de guias para saque de seguro desemprego: nos casos de dispensa sem justa causa, se o empregado trabalhou o tempo necessário exigido por lei, tem o direito de solicitar as guias para receber seguro desemprego, estas guias devem vir junto com o TRTC – termo de rescisão do contrato de trabalho. Esse direito pode sofrer alterações após a reforma trabalhista, e vai variar de acordo com os novos contratos de trabalho.
  10. Obrigação de homologação da rescisão: A obrigação de homologação sindical após a reforma trabalhista não existirá mais. No entanto, sobre a obrigação de homologação da dispensa após 12 meses no Ministério do Trabalho a nova lei ainda não é clara.

Gasolina cara: veja dicas para economizar

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 26 jul 2017

Tags:, ,

da Redação
Com informações da DSOP Educação Financeira

O aumentou da tributação sobre a gasolina,  promovida pelo Governo Federal, suspenso em decisão da Justiça que cabe recurso, terá acréscimo de R$ 0,41 por litro, e do diesel, que ficará R$ 0,21 mais caro. Em uma conta simples, – quem usa 10 litros de gasolina por dia gastará R$ 123 a mais por mês.

Como economizar

1- Analise a necessidade de fazer tudo com o carro; realizar algumas caminhadas, além de ser saudável, pode gerar boa economia;

2- Alterne o uso do carro com o transporte público, assim terá diminuição no orçamento mensal no que se refere a gastos com locomoção;

3- Ofereça e pegue caronas com familiares, amigos e colegas de trabalho sempre que possível. Assim, além da economia, há maior sociabilização;

4- Dirija e utilize o veículo com consciência. Algumas ações geram maior consumo de combústivel, como manter o ar-condicionado ligado e trocar de marcha na velocidade inadequada;

5- Abasteça em postos de sua confiança, garantindo a qualidade da gasolina que está comprando;

6- Mantenha os pneus calibrados, pois se estiverem abaixo do recomendado pelo fabricante, há resistência na rolagem e o carro consume mais combustível. Isso sem contar o desgaste dos pneus, que são caros;

7- Mantenha o carro sempre revisado, pois um motor mal regulado pode gastar mais combustível. Assim também evita imprevistos que podem estourar as finanças.

 

Os 10 incidentes mais comuns em uma viagem – e como lidar com eles

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Mundo | Data: 16 jun 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Consumidor moderno (conteúdo)

Perder um voo pode ser muito comum, mas está longe de ser a única preocupação dos viajantes. É muito importante planejar cada detalhe. Confira as dicas:

Viajar é sempre um grande prazer e, por isso, vale ter cuidado redobrado com cada detalhe para que tudo dê certo. O planejamento é o melhor amigo dos consumidores nessa hora. Com a proximidade das férias de julho, a CVC listou os 10 incidentes mais comuns pelos quais os viajantes passam e algumas dicas para lidar com as situações.

A lista leva em considerando as interações registradas no ano passado pela sua central de atendimento ao viajante e à rede de mais de mil lojas. Confira:

1) Perda de voo por atraso

É comum o viajante chegar ao aeroporto com antecedência de uma hora antes da decolagem do voo, o que é arriscado. A orientação da agência é chegar com duas horas de antecedência em caso de voos nacionais e, no mínimo, três horas antes da decolagem se o destino for internacional.

Geralmente, as companhias aéreas abrem o check-in online com 72h de antecedência do voo e, nos balcões de atendimento, esse tempo varia de duas a quatro horas. É válido lembrar que o check-in normalmente se encerra 40 minutos antes do horário de saída de voos domésticos e uma hora antes no caso de voos internacionais (varia em cada companhia aérea). Por isso, chegar com antecedência é fundamental e evita surpresas.

2) Cancelamento de voos …Leia na íntegra

Saiba escolher a melhor hora para pedir a aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 02 abr 2017

Tags:, ,

Cristiane Gercina e Luciana Lazarini
do Agora

O trabalhador que já completou as condições mínimas para pedir a aposentadoria ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e quer correr para ter o benefício antes das mudanças na Previdência deve se planejar bem.

O risco da falta de planejamento é receber uma aposentadoria muito baixa pelo resto da vida. Para ajudar quem está na dúvida, o Agora traz dicas de especialistas do que deve ser levado em consideração antes de agendar o pedido no INSS.

A primeira orientação do advogado Roberto de Carvalho Santos, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), é que o trabalhador faça uma análise de toda sua vida profissional e pessoal, pois a decisão de pedir o benefício não deve levar em conta apenas cálculos ou regras das aposentadorias.

Confira dicas para fazer a primeira declaração

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 21 mar 2017

Tags:, ,

Leda Antunes
do Agora

Os contribuintes que vão entregar a declaração do Imposto de Renda pela primeira vez neste ano devem redobrar a atenção.

Quem nunca declarou não pode transferir os dados informados no ano anterior para o programa da Receita Federal.

Ao começar do zero o preenchimento das informações, o cuidado vai ser essencial para não cair na malha fina e, assim, receber a restituição antes.

É obrigado a prestar contas ao Leão neste ano quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016. O salário, por exemplo, é rendimento tributável.

Depois de preencher os dados pessoais no programa da Receita, esses valores entram na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”.

Clique em “Novo” e preencha os dados solicitados exatamente como aparecem no informe de rendimentos fornecido pela empresa onde trabalha.

Corrija erros no INSS para conseguir a aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 18 mar 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

A concessão da aposentadoria ou de outros benefícios do INSS pode ser mais rápida e fácil para o trabalhador que, de forma antecipada, descobre e corrige falhas no seu extrato de contribuições previdenciárias.

Mas desde o segundo semestre do ano passado, os canais de atendimento do instituto não permitem ao segurado agendar atendimento em uma agência da Previdência Social para consertar informações do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

Aos segurados que tentam marcar uma data para fazer o acerto de vínculos e remunerações, a Central de Atendimento 135 da Previdência Social informa que esse serviço só é realizado quando o contribuinte solicita um benefício ou a aposentadoria.

Essa afirmação, aliás, foi repetida ao Agora por diferentes funcionários da Central 135 na última quinta-feira.

A página da Previdência na internet também reforça que a atualização pode ser feita na ocasião do requerimento do benefício, “dispensando agendamento específico para este fim”, diz o texto, atualizado em 29 de julho de 2016.

As orientações do órgão criam empecilho ao acesso a direitos previstos na legislação previdenciária, que garantem ao segurado a possibilidade de solicitar, a qualquer momento, a inclusão, exclusão ou retificação de informações do Cnis, segundo o advogado Rômulo Saraiva.

“O INSS está dificultando o acesso ao direito, e isso é totalmente ilegal”, afirma Saraiva.

Saiba como garantir o saque das contas inativas do FGTS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 11 mar 2017

Tags:, , ,

Clayton Castelani
do Agora

Parte dos trabalhadores que ontem tentaram sacar a grana das contas inativas do FGTS voltou para casa de mãos vazias ou com a carteira bem menos recheada do que eles esperavam.

Falhas cadastrais e desconhecimento de algumas regras para a realização do saque foram os principais motivos para as dificuldades enfrentadas no primeiro dia em que os nascidos em janeiro e fevereiro estiveram autorizados a resgatar valores depositados no FGTS por empresas das quais eles pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31 de dezembro de 2015.

Com base nos problemas relatados pelos trabalhadores, a Caixa Econômica informou o que pode ter ocorrido e como encontrar soluções para garantir a retirada da bolada.

Imposto de Renda 2017 – veja 9 principais questões relacionadas ao tema

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 28 fev 2017

Tags:,

da Redação

Com informações AscomConfirp Consultoria Contábil (Conteúdo)

A Receita Federal já liberou para download o programa gerador do Imposto de Renda 2017, referente ao ano-base 2016. Com isso os contribuintes já podem preencher suas declarações. Para o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos, é interessante que as pessoas se preparem com antecedência para declarar, já procurando e separando os documentos necessários.

“Quanto mais preparado o contribuinte estiver melhor, já que os primeiros dias são os mais interessantes para o envio e isso por dois motivos: quem entrega o material com antecedência receberá sua restituição antes, além disso, em caso de problemas, o contribuinte terá tempo para resolvê-los, evitando a necessidade de realizar uma declaração retificadora, depois do prazo de entrega, que será 28 de abril”, alerta.

 

Para entender melhor, a Confirp detalhou os principais pontos sobre o tema:

Prazo de entrega

O prazo neste ano será menor, indo das 08 horas do dia 02 de março até o último minuto do dia 28 abril. A Receita espera receber 28,3 milhões de declarações.

Principais novidades para DIRPF 2017 …Leia na íntegra

Saiba como investir o dinheiro do FGTS inativo

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 19 fev 2017

Tags:, , ,

da Redação
Fonte: Agência Brasil / CDL / VC

Mais de 30 milhões de trabalhadores devem buscar a Caixa Econômica Federal para sacar recursos de contas inativas do FGTS a partir do próximo mês. Só terão direito ao saque aqueles com contratos de trabalho finalizados até 31 de dezembro de 2015 e que não tenham sacado o benefício. Segundo a Caixa, há 49,6 milhões de contas nessa situação – 95% delas com valores até R$ 3 mil e 5% com valores superiores a R$ 3 mil. Com o recurso em mãos, surge a dúvida: o fazer com esse dinheiro?

A primeira dica, na avaliação de especialistas ouvidos pela Agência Brasil, é ser prático e pagar ou diminuir o saldo de dívidas. “Como o brasileiro médio está endividado, é preciso regularizar essa situação, a recomendação é quitar a sua dívida, se possível, ou adiantar parcelas a vencer para diminuir os juros e encargos”, aconselha o professor do departamento de ciências contábeis e atuariais da Universidade de Brasília (UnB) Roberto Bocaccio.

Segundo ele, em geral, as pessoas tendem a usar esse dinheiro para necessidades de consumo imediato. No entanto, o especialista aconselha que após quitar as dívidas e suprir necessidades básicas, o ideal “seria aplicar a parte que sobrar em algum investimento com a remuneração mais elevada do que a do FGTS”.

Investimentos

Para o professor, se a necessidade de consumo for alta, o melhor é investir em algum bem durável, de médio e longo prazo, porque usando o dinheiro para consumo imediato, ele se esvai. “É importante que a pessoa se lembre que o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foi criado para garantir um socorro lá na frente, para o beneficiário ou seus dependentes. Então, é essencial que esse valor seja bem utilizado em uma capitalização ou em bens duráveis”, explica.

Bocaccio acredita que aqueles que vão receber uma quantia mais alta possivelmente já têm investimentos e podem aplicar o valor do FGTS inativo de acordo com o seu perfil. “Para quem quer correr os riscos, investir em renda variável, como bolsa de valores, é aconselhável, mas isso exige cuidado, pesquisa e sangue frio”, diz o especialista.

Já para os conservadores, ele sugere a aplicação em renda fixa ou no Tesouro Direto. “No caso do Tesouro Direto, a pessoa vai escolher de acordo com a remuneração e prazo do investimento. Essas opções não exigem tanta pesquisa e acompanhamento sistemático, são mais fáceis de se fazer”, exemplifica Bocaccio.

O economista Carlos Alberto Ramos avalia que, em geral, a quantia que as pessoas vão receber é muito baixa e a taxa de juros no Brasil, muito alta. “Em termos de lógica econômica, se alguém vai receber o dinheiro e tem dívida, o ideal é pagar essa dívida”, afirma.

Ramos pondera que, como a taxa de emprego está baixa no país, é possível também que parte dos beneficiados estejam desempregados e queiram consumir alguns bens básicos. “A prioridade é quitar as dívidas ou diminuir o valor da dívida. É muito difícil se fazer algum investimento com esse dinheiro, porque as pessoas que vão receber o FGTS, nessas condições, são pessoas de renda média ou baixa, que dificilmente poupam. Não faz muito sentido também investir um dinheiro em uma aplicação que possivelmente tem o rendimento menor do que o juros da dívida da pessoa”, avalia.

Benefício

Os valores das contas inativas estarão disponíveis para saque até o dia 31 de julho. Depois dessa data, o trabalhador deverá se enquadrar nas opções tradicionais de saque (como aposentadoria ou aquisição de moradia própria, por exemplo) para receber os valores.

O FGTS, na prática, funciona como seguro nos casos de demissão sem justa causa, mas também como uma espécie de poupança. Trata-se de um depósito mensal que toda empresa faz para os funcionários contratados pelo regime de Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

O que é o FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um depósito mensal que toda empresa faz para os funcionários contratados pelo regime CLT. Na prática, funciona como um seguro no caso de demissão sem justa causa, mas também não deixa de ser uma poupança.

O que fazer com o dinheiro do saque?

1º Quitar ou diminuir o saldo das dívidas
2º Usar para a aquisição de bens duráveis (médio e longo prazo)
3º Investir o dinheiro
4º Somente em caso de necessidade, usar para consumo básico

Sete pontos para você tirar suas dúvidas sobre o saque do FGTS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 10 fev 2017

Tags:, ,

da Redação
Com informações do Correio Braziliense / Conteúdo

Regras para o saque do FGTS têm levantado muitas dúvidas de trabalhadores quanto ao direito ao benefício

As regras para o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) têm levantado muitas dúvidas de trabalhadores quanto ao direito ao benefício. Os telefones do serviço de atendimento da Caixa Econômica Federal não param de receber questionamentos de pessoas querendo saber se tem direito ao resgate, qual valor irá receber e quando poderá sacar o dinheiro. Abaixo, sete coisas que você precisa saber sobre o saque das contas inativas do FGTS.
O que é uma conta inativa?
Uma conta inativa é aquela de um contrato de trabalho que foi finalizado até 31 de dezembro de 2015. E, a partir de março, milhões de trabalhadores poderão sacar o saldo dessas contas.
Quem tem direito?
Os trabalhadores que estejam com as contas inativas encerradas até 31 de dezembro de 2015. Para saber se sua conta de FGTS está inativa, é importante consultar a situação e o saldo, disponíveis em vários meios pela Caixa Econômica Federal. Trabalhadores que tiveram o contrato de trabalho finazilado a partir de 1º de janeiro de 2016 não têm direito ao saque.
Onde Consultar?
Para saber se a sua conta é inativa e o valor a ser recebido, o trabalhador pode baixar o aplicativo do FGTS para Android, IPhone ou Windows Phone. É importante ficar atento se o fornecedor do aplicativo é a Caixa, pois há diversas versões não-oficiais do aplicativo, que podem estar sendo usadas para aplicar golpes. O usuário precisará preencher um cadastro e informar o PIS/PASEP para realizar a consulta.
Quando sacar?
A Caixa ainda não divulgou o cronograma de saques, mas as datas devem ser liberadas em 14 de fevereiro. Assim que as datas forem divulgadas, o trabalhador já consegue consultar o dia em que poderá sacar o dinheiro da conta inativa.
Onde sacar?
Os locais para saque serão divulgados junto com as datas, na próxima semana. As informações estarão disponíveis no site oficial do banco www.caixa.gov.br.
Quantos brasileiros têm direito ao saque?
Segundo o Ministério do Trabalho, são quase 19 milhões de contas inativas.
Qual o montante do valor?
Ainda segundo dados do Ministério do Trabalho, as 19 milhões de contas somam 41 bilhões de reais, uma média de R$ 2.157 por pessoa.