Veja como os senadores e deputados da Bahia vão votar no impeachment

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Política | Data: 20 mar 2016

Tags:, ,

da Redação

Congresso B

O Movimento Vem para a Rua promoveu levantamento de como os congressistas baianos  (senadores e deputados) vão votar em relação ao IMPEACHMENT da presidente Dilma Roussef (PT).

A presidente Dilma  precisa de 171 votos para evitar que o processo não seja aprovado na Câmara – evitando que vá para o Senado da República.
Na Bahia, dos 39 deputados federais 12 são favoráveis e 13 contrários. Outros 14  estão indecisos. Os três senadores da Bahia são contra: Walter Pinheiro (PT), Lídice da Mata (PSB) e Otto Alencar (PSD).

Vota a favor

Antonio Imbassahy (PSDB), Arthur  Maia (PPS), Benito Gama (PTB), Claudio Cajado (DEM), Elmar Nascimento (DEM), Irmão Lazaro (PSC), João Gualberto (PSDB), José Carlos Aleluia (DEM), Jutahy Junior (PSDB), Lúcio Vieira Lima (PMDB), Paulo Azi (DEM) e Uldurico Junior (PV)

Vota contra

Afonso Florence, Luiz Caetano, Jorge Solla, Moema Gramacho, Valmir Asunção e Waldenor Pereira, todos do PT, Alice Portugal, Daniel Almeida e Davidson Magalhães, os três do PCdoB, Antonio Brito (PSD), Bacelar (PTN), Bebeto (PSB) e Roberto Britto (PP).

Indecisos

Cacá Leão, Mário Negromonte Jr. e Ronaldo Carletto, todos do PP, João Carlos Bacellar, José Carlos Araújo e José Rocha, os três do PR, Fernando Torres, José Nunes, Paulo Magalhães e Sérgio Britto, os quatro do PSD, Marcio Marinho e Tia Eron, ambos do PRB,  Félix Junior (PDT) e Erivelton Santana (PSC).

CPMF: o que a presidente Dilma falava dele

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Política, Saúde | Data: 17 jan 2016

Tags:,

da Redação

Mergulhado em profunda crise o Governo Dilma Roussef (PT), luta para convencer o Brasil que mais um imposto (CPMF), fará bem a pátria. Ao insistir na recriação da CPMF eleva a descrença do povo brasileiro com a presidente Dilma.

Circula na internet uma entrevista que a presidente concedeu ao SBT, e que foi tema de todas as suas promessas eleitorais, sustentando que o imposto não seria criado. Veja

Impeachment não é guerra

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil | Data: 06 dez 2015

Tags:, , ,

Revista Veja (online)

Em um ambiente de depressão econômica e corrupção generalizada, o Congresso Nacional vai decidir se afasta Dilma Rousseff da Presidência por crime de responsabilidade

Dilma Rousseff: a presidente agora tem pressa
Dilma Rousseff: a presidente agora tem pressa(Jorge William/Agência o Globo)

O Brasil passará a conviver com a sobreposição de cenários ainda mais complexos. Na economia, estão dadas as condições para o que pode ser a crise mais profunda de todos os tempos. A inflação e o desemprego sobem rapidamente. Na defensiva, as indústrias se recolhem ao mínimo de atividade produtiva. O comércio prevê o pior Natal em décadas. As lideranças políticas, que deveriam se empenhar em apontar a porta de saída dessa espiral destrutiva, parecem ocupadas demais tentando salvar a si mesmas das investigações de corrupção que envolvem mais de meia centena de autoridades – entre elas o presidente da Câmara, o presidente do Senado, assessores e ex-­assessores da presidente da República. …Leia na íntegra

Dilma tem 7 dias para se explicar em processo no TSE

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 05 dez 2015

Tags:, , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

Veja (online)

Ação investiga abuso de poder político e econômico nas eleições de 2014 e pode resultar na cassação do mandato da presidente

A presidente Dilma Roussef durante coletiva no Palácio do Planalto após o presidente da Camâra, Eduardo Cunha, autorizar a abertura de um processo de impeachment
A presidente Dilma Roussef durante coletiva no Palácio do Planalto após o presidente da Camâra, Eduardo Cunha, autorizar a abertura de um processo de impeachment(Ueslei Marcelino/Reuters)

Enquanto se articula para tentar barrar o processo de impeachment no Congresso Nacional, a presidente Dilma Rousseff precisará também se defender em uma ação que pode cassar o mandato dela e do vice, Michel Temer (PMDB-SP). O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou nesta sexta-feira o acórdão sobre o processo. A defesa tem 7 dias para se manifestar a partir da notificação.

A ação investiga abuso de poder político e econômico nas eleições de 2014 e foi proposta pelo PSDB. Os advogados que representam a chapa Dilma/Temer poderão apresentar provas e indicar testemunhas, durante esse prazo, além de solicitar a produção de outras provas. …Leia na íntegra

Deputado Arthur Maia entrega novo pedido de impeachment elaborado por Bicudo, Reale Jr. e Janaina Paschoal

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 22 out 2015

Tags:, , ,

Por Regina Bortolo

Arthur Maia

O líder do Solidariedade, deputado Arthur Oliveira Maia (BA), participou nesta quarta-feira (21) da entrega do novo pedido de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff. Parlamentares de partidos da oposição, além de Maria Lúcia Bicudo e representantes dos movimentos Brasil Livre, Vem pra Rua e Contra a Corrupção também participaram do ato. A exemplo de um dos pedidos anteriores, o novo requerimento foi assinado pelos juristas Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, Miguel Reale Jr e Janaína Paschoal.

Maia afirmou que a novidade deste pedido é a comprovação das chamadas “pedaladas fiscais” por parte do governo neste ano. Segundo ele, houve crime de responsabilidade fiscal no atual mandato da presidente, o que abriria caminho para o impeachment.

“A presidente mentiu para o povo brasileiro, traiu a confiança da nação. Dilma não está sendo cassada pelo caos econômico que criou no país, mas pelo crime de responsabilidade que cometeu, motivo mais do que suficiente para o impeachment. Por isso, estamos lançando a campanha Natal sem Dilma”, destacou.

O parlamentar disse ainda que o presidente Eduardo Cunha recuse o pedido, os líderes vão recorrer ao Plenário. “Se ele recusar, não vai ser dele a palavra final, vamos levar ao plenário”, disse.

Dilma Rousseff tem contas de 2014 reprovadas pelo TCU

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 07 out 2015

Tags:, , ,

Folha Online

650x375_dilma-rousseff_1410687

O TCU (Tribunal de Contas da União) reprovou na noite desta quarta-feira (7) as contas da gestão de Dilma Rousseff à frente da Presidência da República. É a segunda vez que o TCU rejeita as contas de um presidente. A primeira foi em 1937.

Fazendo o trabalho pela 80ª vez, o tribunal considerou por unanimidade (8 votos) que a presidente descumpriu no ano passado a Constituição e as leis que regem os gastos públicos, o que impede a aprovação da prestação de contas de 2014.

Com isso, ainda que não haja nenhum efeito imediato para Dilma, politicamente sua situação se complica. O principal pedido de impeachment em análise hoje no Congresso se ampara justamente nas “pedaladas fiscais”, um dos itens reprovados nesta quarta (7). …Leia na íntegra

Saudade de Fernando Henrique Cardoso no comando do Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Política | Data: 04 out 2015

Tags:, , ,

Editorial

Real

No então governo de Itamar Franco, o ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, implantou a Unidade Real de Valor (URV), o primeiro passo do que viria a ser o Plano Real, que entrou em vigor em julho de 1994. A URV foi instituída pela Medida Provisória nº 482, logo após um ajuste fiscal emergencial promovido por FHC para reduzir os gastos públicos. A diferença entre o plano do então ministro e dos outros tantos já criados para domar a inflação é que o Plano Real sacrificava os gastos públicos – enquanto os demais penalizavam o setor privado.

A URV não era um índice calculado diariamente pelo Banco Central (não era uma moeda) e que oscilava como o dólar. Servia para reajustar preços e salários para que ambos caminhassem no mesmo compasso. À época, a inflação no Brasil estava em mais de 500% ao ano. Todos os cálculos eram feitos em URVs, mas pagos em cruzeiro real. O Brasil saiu da crise, retomou o crescimento, e ganhou credibilidade internacional

Reforma de Dilma

A reforma de Dilma Roussef (PT) na opinião de especialistas não resolverá absolutamente nada. A máquina continua inchada com 31 ministérios e a gastança, sem controle. O Governo e o PT querem mais impostos para continuar sacrificando o setor privado e o povo brasileiro. Nenhum sinal no combate a inflação. O dólar anda oscilando em R$ 4,00.

Os aliados continuam insatisfeitos a exemplo do PMDB, PP, PTB, PSC, PHS e PEN. O líder do PMDB, deputado federal Leonardo Picianni (RJ) já perdeu o comando sobre os demais parlamentares que se rebelaram contra o toma-lá-dá-cá. Para Eduardo Cunha, a reforma foi muito ruim para o governo porque não altera posições: quem é contra a Dilma, continuará contra. Picianni corre risco de cair como líder do blocão na próxima terça – feira (6) em reunião marcada com os líderes dos partidos que integram o grupo.

Dentro do PMDB a situação do deputado  Picianni também não é boa. 22 deputados do partido manifestaram insatisfação com o apoio e troca por ministérios que vem desgastando a legenda em todo Brasil. “O PMDB está de costas para o movimento das ruas”, disse o deputado federal Lúcio Vieira Lima. O ex-ministro Geddel Vieira Lima sentenciou: “Nós temos um governo absolutamente sem rumo. A crise é Dilma e esse é um fato concreto”, disse.

O Brasil precisa retomar o crescimento – acabar com a inflação e voltar a gerar emprego e renda. Dilma já não governa e Lula busca se proteger com a ilusão de apagar a mancha de corrupção que o seu Governo deixou de herança para a atual presidente, que por sua vez,  perdeu o controle absoluto com uma gestão fraca e desacreditada. Saudade de FHC!

“Eu não penso em recriar a CMPF, acredito que não seria correto, dizia Dilma Roussef

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 19 set 2015

Tags:, , ,

da Redação

O debate no Brasil sobre a possibilidade do retorno da CPMF está intenso. Os brasileiros estão rechaçando qualquer tentativa de retorno do famigerado imposto. A oposição ao Governo Federal está se posicionando contrária a volta do imposto. Até na base aliada a resistência tem sido grande.

No festival de incoerências e promessas enganosas pode ser notado em mais uma entrevista que deu a presidente Dilma Roussef (PT) – e parecia convicta ao combater o imposto. Veja declarações ao SBT e Rede Globo.

“Não Vamos Pagar a Conta dos Corruptos”

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 15 ago 2015

Tags:, , ,

Ascom

Grupo-Idependente

Os Grupos Movimento Jovem Vem Pra Rua, 100% Oposição, Independente e Conquista Forte é Conquista Unida se reuniram para os ajustes finais da manifestação deste domingo, 16 de agosto. Segundo Marcelo Guerra, um dos apoiadores, todos estão muito entusiasmados com o evento. “Tivemos uma adesão muito grande de movimentos sociais da nossa cidade”, disse ele. E continua: “Na verdade ninguém aguenta mais a corrupção no país. Essa manifestação é de todos, inclusive dos simpatizantes do partido e seus aliados que governam o país. O que desejamos será bom para todos os brasileiros.”

O tema desta vez será: “Não vamos pagar a conta dos corruptos”. “Por isso, deixamos o convite cívico, para que todos, de alguma forma, possam utilizar esse manifesto para bradar contra algo que lhes esteja desagradando no país”.  afirmou Guerra. Ainda segundo ele, o evento é muito bonito, porque mostra o comprometimento das pessoas nas causas sociais e dos tratos políticos da nação, além do mais, é um evento ordeiro, pacífico e todos podem levar os seus familiares.

A expectativa é de que 5 mil pessoas participem do evento. A manifestação será realizada na Praça Guadalajara ( Escola Normal ) e de lá, fará uma pequena passeata em direção à Olívia ,a partir das 9 horas da manhã de domingo.

Dilma Rousseff cutuca o asfalto com vara curta

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 26 jul 2015

Tags:, , ,

Por Josias de Souza

Dilma Rousseff exibirá sua imagem estilhaçada numa rede nacional de tevê em pleno horário nobre. Aparecerá no programa de um PT levado no embrulho da onda de impopularidade. Sob a direção do marqueteiro João Santana, ela silenciará sobre a Lava Jato e sustentará que a crise econômica é momentânea e que o país logo voltará a crescer. Ainda não se deu conta. Mas cutuca a paciência coletiva com vara curta.

Depois de estrelar sete meses de um segundo mandato caótico, Dilma fará pose de otimista na noite de 6 de agosto, antessala do protesto que as redes sociais convocam contra o seu governo para o dia 16. Não são negligenciáveis as chances de o programa do PT, que terá Lula como ator coadjuvante, ir ao ar ao som de panelas —um veneno que já começou a ser instilado na web. Com taxa de aprovação variando entre 7,7% e 10%, conforme o instituto de pesquisa, Dilma tornou-se um convite ao protesto.

O mais irônico é que o oco da presidente e do partido dela está sendo preenchido pelo mesmo marqueteiro que ajudou a fabricar o enredo ficcional da última campanha presidencial. Hoje, todos os discursos estão vencidos, inclusive o de João Santana. …Leia na íntegra

Arthur Maia: Zavascki irá reanalisar pedido de investigação de Dilma Rousseff

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 20 mar 2015

Tags:, , ,


18.03.15-Arthur-Maia-STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, prometeu ao líder do Solidariedade, Arthur Oliveira Maia (BA), e aos outros líderes da oposição, que irá analisar, com celeridade, o pedido de investigação da presidente Dilma Rousseff apresentado pelos partidos na noite de ontem.Os parlamentares reapresentaram ao STF o pedido de investigação da presidente Dilma Rousseff em reunião com Zavascki. O ministro disse que irá encaminhar o caso para que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se manifeste.

“Vamos aguardar uma resposta com otimismo, porque acreditamos que a nossa opinião está de acordo com o que expõe a Constituição Federal”, destacou Arthur Maia.Dilma é citada na delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Yousseff.

A reunião aconteceu um dia após Zavascki negar pedido de investigação da presidente Dilma, protocolado pelo PPS na última sexta-feira (13). O pedido foi negado pelo ministro por ser “apócrifo” e não deixar claro qual o advogado responsável pelo recurso. …Leia na íntegra

Presidente Dilma cumpre agenda em Vitória da Conquista e entrega mais de 1.700 casas populares

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Brasil, Polícia, Vit. da Conquista | Data: 15 out 2013

Tags:,

Da Redação

Visita Dilma

Como parte da agenda de compromissos da presidente da república, Dilma Rousseff esteve em Vitória da Conquista para participar da cerimônia de entrega de mais de 1.700 casas populares que fazem parte do programa de expansão da habitação popular, o Minha Casa, Minha Vida.

Visita Dilma

A presidente estava acompanhada do Governador da Bahia, Jaques Wagner, o Ministro dos Transportes, César Borges, do prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes, além de autoridades políticas de toda a região. A presidente ainda fez um trocadilho com o nome da cidade e o programa de habitação popular, ao dizer que estava muito alegre por estar numa cidade que representa Vitória e simboliza Conquista.

Fotos: Rafael Gusmão