Fantasmas de Dilma na estatal EBC custavam R$4 milhões ao mês

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 14 out 2016

Tags:, ,

da Redação

Diário do Poder / Conteúdo

Salários de até R$18 mil, faziam a alegria de ‘funcionários-caviar’ 

ebc-bb

Auditoria interna da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), encarregada da ‘TV Lula’, apontou a existência de até 300 funcionários fantasmas deixados pelo governo Dilma. Os salários variavam entre R$ 14 mil e R$ 18 mil. O presidente da empresa, Laerte Rimoli, demitirá os fantasmas do governo petista, que custam cerca de R$ 4,2 milhões por mês ao contribuinte. A EBC é a “herdeira” da Fundação Roquette Pinto. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A EBC tem atualmente 2.600 empregados, 185 deles em Regime Jurídico Único, oriundos da antiga e extinta Fundação Roquette Pinto.

Os funcionários fantasmas foram apelidados pela cúpula da empresa de funcionário-caviar: ninguém nunca viu, outros só ouviram falar.

A EBC investiga casos onde governo Dilma contratava funcionários pela empresa e os alocava em outros órgãos do governo federal.

Os fantasmas chegam a usar e-mails institucionais para acusar o governo de “golpe”. Em pleno horário de expediente.

 

TCU propõe bloquear bens de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 24 set 2016

Tags:,

Estadão

size_810_16_9_a-presidente-dilma-rousseff-em-19-04-16
Relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) pede que ex-integrantes do Conselho de Administração da Petrobrás, entre eles a ex-presidente Dilma Rousseff, sejam responsabilizados e tenham os bens bloqueados por perdas na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA). É a primeira vez que o setor de auditoria da corte propõe tornar indisponível o patrimônio dos ex-conselheiros por prejuízos no negócio, investigado na Operação Lava Jato.

A área técnica do tribunal analisa a culpa de Dilma e de outros ex-membros do colegiado também nas maiores obras da estatal.
O parecer obtido pelo Estado foi concluído no último dia 19 e é subscrito pelo chefe da Secretaria de Controle Externo da Administração Indireta do TCU no Rio de Janeiro (Secex Estatais), Luiz Sérgio Madeiro da Costa. Ele divergiu de auditora que avaliou a transação e, dias antes, havia reiterado entendimento do tribunal de isentar o conselho, aplicando sanções apenas a ex-dirigentes que tinham funções executivas. Desde 2014, ex-diretores da companhia têm os bens bloqueados.

Dilma era ministra da Casa Civil do governo Lula e presidente do Conselho de Administração em 2006, quando foi aprovada a aquisição dos primeiros 50% da refinaria. O secretário pede que os ex-conselheiros sejam considerados responsáveis solidários por perdas de ao menos US$ 266 milhões (R$ 858,3 milhões). O bloqueio, inicialmente por um ano, visa a cobrir eventual ressarcimento à estatal. …Leia na íntegra

Senado aprova impeachment, Dilma perde mandato e Temer assume

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 31 ago 2016

Tags:,

G1

size_810_16_9_a-presidente-dilma-rousseff-em-19-04-16
O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (31), por 61 votos favoráveis e 20 contrários, o impeachment de Dilma Rousseff. A presidente afastada foi condenada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas “pedaladas fiscais” no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional.

A decisão foi tomada na primeira votação do julgamento final do processo de impeachment. A pedido de senadores aliados de Dilma, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, decidiu realizar duas votações no plenário.

A primeira, analisou apenas se a petista deveria perder o mandato de presidente da República. Na sequência, os senadores irão apreciar se Dilma deve ficar inelegível por oito anos a partir de 1º de janeiro de 2019 e impedida de exercer qualquer função pública. Até a última atualização desta reportagem, a segunda votação ainda não havia sido realizada.

Segundo a assessoria do Supremo, ainda nesta quarta, oficiais de Justiça notificarão a ex-presidente e o presidente em exercício Michel Temer sobre o resultado do julgamento.

Temer deve ser empossado presidente da República ainda nesta quarta, em sessão do Congresso Nacional que será realizada no plenário da Câmara.

Já Dilma deverá desocupar em até 30 dias o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, em Brasília, e terá reduzida para oito servidores sua equipe de assessores, seguranças e motorista.

Senadores debatem na última sessão do impeachment

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 30 ago 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

A última sessão de julgamento do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff deve ser longa e se estender até a madrugada. Primeiro, haverá debates entre acusação e defesa. Em seguida, será iniciada a discussão dos senadores. Logo após, será aberto espaço para encaminhamento de dois senadores favoráveis e dois contrários ao impeachment.

Só após todo esse trâmite é que será aberto o painel para que os senadores votem. O voto é nominal e aberto, computado pelo painel eletrônico, onde o resultado final será divulgado.

Assista ao vivo:

Dilma faz sua defesa no plenário do Senado; assista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 29 ago 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Dilma Rousseff irá se defendeu hoje, no Senado, da acusação de ter editado em 2015 decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso e também de usar dinheiro de bancos federais em programas do Tesouro [as chamadas pedaladas fiscais].

Depois da fala de Dilma, prevista, inicilamente, para durar 30 minutos, terão início os questionamentos dos senadores. Cada parlamentar terá até cinco minutos para fazer perguntas. O tempo de resposta de Dilma é livre e não será permitida réplica e tréplica. A expectativa é de que a o depoimento dure todo o dia e se estenda até parte da noite.

Assista ao vivo:

Julgamento de Dilma começará dia 25 de agosto

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 12 ago 2016

Tags:, ,

G1

Dilma BBA defesa da presidente afastada Dilma Rousseff foi informada nesta sexta-feira (12), por meio de uma notificação entregue no Senado, que o julgamento final da petista no processo de impeachment começará às 9 horas do dia 25 de agosto. A data foi definida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, que comandará o julgamento.

Segundo apurou o G1, está sendo preparado o seguinte cronograma para o julgamento final: na quinta-feira (25) e na sexta-feira (26), os senadores deverão ouvir as três testemunhas da acusação e as seis da defesa.

O julgamento deverá ser interrompido no sábado (27) e no domingo (28). Depois disso, na segunda-feira (29) o julgamento será retomado com o depoimento de Dilma Rousseff, caso ela decida comparecer ao Senado. Senão, será lida uma manifestação da petista pelo seu advogado, o ex-ministro José Eduardo Cardozo. Depois, acusação e defesa vão debater o processo.

Cardozo não quis antecipar se a presidente afastada vaicomparecer ao julgamento final.

Na terça-feira (30), os senadores deverão fazer a última discussão sobre o processo. A votação final aconteceria após a discussão entre os parlamentares. Dependendo da duração dos debates, a votação em si pode acontecer na quarta-feira (31), e não no dia anterior. …Leia na íntegra

PT joga a toalha e já não pede votos para Dilma no Senado

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 05 ago 2016

Tags:, ,

da Redação

Diário do Poder (conteúdo)

650x375_dilma-rousseff_1545326

Os políticos do PT já não tentam articular a reversão de votos, para tentar preservar o mandato da presidente afastada Dilma Rousseff. A avaliação da cúpula do PT é a mesma do ex-presidente Lula: as chances do partido, nas próximas eleições, serão melhores sem Dilma na presidência. Lula acha que, sem Dilma, o PT pode tentar vitimizar-se, alegando nos palanque e no Congresso que foi vítima de “golpe”. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Ainda que o esperassem, a aprovação do relatório por 14×5, favorável à destituição de Dilma, deixou os petistas ainda mais desanimados.

Lula já nem cita Dilma em suas andanças. Está mais preocupado com a própria sorte, certo de que só não será preso se “vazar” do Brasil.

O ex-presidente Lula decorou a frase bolada por um amigo: “Se me prenderem, terão um mártir; se não, serei presidente em 2018”

Articuladores do atual governo acham que os petistas escondem o jogo, fingindo que desistiram enquanto pedem votos para Dilma.

Definida data do julgamento final do impeachment de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 31 jul 2016

Tags:, ,

Cristiane Jungblut, O Globo

dilma-rousseffInício será em 29 de agosto e término em 2 de setembro, a tempo de Temer viajar para o G-20

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, já acertou com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que terá início dia 29 de agosto e término em 2 de setembro a data do julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff. Com o término previsto para 2 de setembro, se Dilma for definitivamente afastada, Temer pode viajar tranquilo para a reunião do G-20, na China, a partir de 6 de setembro.

Pelas regras de um processo de impeachment, Lewandowski é o presidente do processo a partir da segunda fase, ou seja, a partir do momento em que a presidente é afastada. Segundo assessores do STF, o cronograma foi pactuado entre o presidente da Corte e o Senado. A expectativa é que o julgamento dure pelo menos cinco dias, até dia 2 de setembro.

O Palácio do Planalto considera fundamental a conclusão do impeachment antes do dia 6 de setembro, quando haverá o encontro do G-20. O presidente interino, Michel Temer, quer viajar tranquilo e já como presidente efetivo. O presidente do STF também tem todo o interesse em concluir o cronograma dentro dos prazos legais, até porque seu mandato à frente da Corte acaba no dia 10 de setembro. Desde o ínício, o único consenso entre aliados de Dilma e os defensores do impeachment é que o processo seja concluído na gestão de Lewandowski. A ministra Cármen Lúcia deve tomar posse como nova presidente do STF no dia 14 de setembro.

Impeachment avança

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 29 jul 2016

Tags:, ,

Diário do Poder

Governo já prevê 70 votos pelo impeachment de Dilma no Senado

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 25 jul 2016

Tags:, ,

da Redação

DilmaO Governo Federal tem observado o aumento de votos a cada dia dos senadores ao impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff (PT). Em recente levantamento, segundo o Diário do Poder, já são entre 65 e 70 os senadores favoráveis. Para o afastamento definitivo da presidente são necessários apenas 54 votos. O governo Michel Temer, atribui aos acertos com as medidas na economia do Brasil.

A presidente afastada é acusada de crimes de responsabilidade e contra a Lei Orçamentária, com punições previstas na Constituição. Em sintonia com os que apoiam o impeachment está o Movimento Vem Pra Rua que prepara para o dia 31 uma grande manisfestação em todo Brasil.

Dilma recebe título de cidadã baiana

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 16 jun 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

IMG_4070

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) concedeu, na tarde desta quinta-feira (16), o Título de Cidadã Baiana à presidente afastada Dilma Rousseff. A honraria é concedida a personalidades que contribuíram para o desenvolvimento do estado.

Em seu discurso, Dilma destacou a execução de programas federais no estado, como o ‘Mais Médicos’ e o ‘Minha Casa, Minha Vida’, além de obras na capital como a Via Expressa Baía de Todos-os-Santos e o Sistema Metroviário Salvador-Lauro de Freitas. “Para mim, é um grande orgulho [receber o Título de Cidadã Baiana]. Vir à Bahia é algo que sempre me alegra muito. Sempre levo daqui uma imensa energia positiva, imensa força de vida”.

Diversas autoridades, entre elas, o governador Rui Costa e o ex-governador Jaques Wagner participaram da cerimônia.

Rosemberg diz que 70% dos baianos querem volta de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 16 jun 2016

Tags:, ,

Bahia.ba

Por Evilasio /Ivana Braga (Bahia.ba)

Autor de projeto que concedeu título de cidadã baiana à presidente afastada, líder do PT na Assembleia citou ainda manchetes de jornal

Foto: Edson Ruiz / Coofiav
Foto: Edson Ruiz / Coofiav

Autor do pedido de título de cidadã baiana para a presidente afastada Dilma Rousseff, o líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia, Rosemberg Pinto, disse apostar no retorno da petista ao comando da República.

Em seu discurso, sem revelar a fonte, o deputado afirmou que 75% dos baianos aprovam a sua volta ao Palácio do Planalto. “A Bahia sempre acreditou que ninguém além da senhora seria capaz de dar seguimento ao projeto vitorioso do presidente Lula”, disse Rosemberg, aplaudido pela plateia, formada por aliados do partido, de posse de placas com a frase “Volta querida”. …Leia na íntegra

60 votos já são contabilizados pró-impeachment de Dilma no Senado da República

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 14 jun 2016

Tags:, ,

da Redação

SenadoO Palácio do Planalto e os senadores estão confiantes que o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT)será sacramentado. Segundo levantamento criterioso já são 60 votos favoráveis ao impeachment. No julgamento, bastam 54 votos dos 81 senadores para destituir Dilma Rousseff em definitivo.

Se confirmado o impeachment a presidente Dilma será destituída do mandato e terá os direitos políticos suspensos por 8 anos. Com a cassação do mandato a presidente continuará a responder pelo julgamento das ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF).

A presidente Dilma Rousseff responde a duas acusações de obstrução da Justiça, com o objetivo de impedir as investigações da Lava Jato. Outros processos serão anunciados e que deverão fragilizar ainda mais a situação da presidente.

Com informações do Diário do Poder

Comissão do impeachment aprova calendário de trabalho para os próximos meses

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 06 jun 2016

Tags:, , ,

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5A comissão especial do impeachment aprovou, nesta segunda-feira (2) o calendário de trabalho do colegiado para os próximos meses. A previsão é de que a votação do relatório ocorra no plenário do Senado em 2 de agosto, o que coloca a votação final do impeachment para o fim do mesmo mês. Na última reunião do colegiado, na quinta-feira (2) passada, os ânimos se exaltaram quando os senadores discutiram por mais de 10 horas sobre o andamento dos trabalhos.

O presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), acatou um pedido para reduzir em 20 dias o prazo de tramitação do processo, o que acirrou o debate. No entanto, o peemedebista reavaliou sua decisão nesta segunda-feira (6), e viabilizou o acordo para a votação do calendário proposto pelo relator, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), num clima mais apaziguador. A comissão iniciará ouvindo as duas testemunhas apresentadas pela acusação na próxima quarta-feira (8).

Logo depois, outras três pessoas, indicadas por senadores, prestarão esclarecimentos. Em seguida, 32 testemunhas de defesa falarão. Essa primeira etapa deverá ser concluída até 17 de junho. O interrogatório da presidente afastada, Dilma Rousseff, está previsto para ocorrer no dia 20 de junho, mas seus advogados ainda não entraram num acordo se ela deverá comparecer pessoalmente.

Após a votação do parecer prévio em plenário, há um prazo de até 48 horas para que a acusação apresente o chamado libelo acusatório, e outras 48 horas para que a defesa da petista emita seu parecer. Após estes prazos, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, tem até dez dias para marcar a data do julgamento final.

‘Aposentada’, Dilma Rousseff é alvo de sátira em programa de humor americano

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 22 maio 2016

Tags:, ,

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5O programa americano humorístico Saturday Night Live fez uma sátira de Dilma Rousseff em sua edição deste sábado (21). A comediante Maya Rudolph interpretou a presidente afastada e participou do esquete com o jornal ‘Weekend Update’.

A cena dura pouco menos de quatro minutos e Rudolph aparece com os cabelos curtos, além de segurar um charuto em uma mão e um drink na outra para representar sua aposentadoria. No quadro ela afirma que não se incomoda com o processo de impeachment. “Para mim não tem problema, eu vou para as praias, eu relaxo, aproveito guaraná, moqueca de camarão, feijoada, brigadeiro”, brinca.

O programa cita alguns dos problemas pelos quais o Brasil passa, como a crise econômica e o vírus da Zika. Perguntada sobre os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, “Dilma” afirma que falta fazer apenas “uma ou duas coisinhas”: “tirar 1 milhão de cocôs do rio e construir todos os prédios”.

Opnião: A saída de Dilma e o futuro do país

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Geral | Data: 12 maio 2016

Tags:, , ,

por Ivan Cordeiro

IvanA saída da presidente Dilma estava sendo aguardada, com muita expectativa, pela maioria da sociedade brasileira que apoia o impeachment. O legado do governo petista levou o país a um quadro de recessão com mais de 10 milhões de brasileiros desempregados. A política econômica do Partido dos Trabalhadores, atrelada a um populismo irresponsável, gerou uma das maiores crises na história recente do país.

A chegada de Michel Temer na presidência aponta para uma melhora futura. Brasileiros e brasileiras aguardam agora a volta do crescimento econômico e um maior cuidado na condução das contas públicas. Contudo, não se pode esperar um milagre. É preciso ter paciência para o país sair da crise, todavia, não podemos perder a esperança de um novo tempo.

É urgente uma reforma administrativa. O PT teve tempo demais para fazer as mudanças necessárias e não foi eficiente. Inchou demais o Estado, com o aumento de ministérios e cargos comissionados. Agora é necessário reduzir o tamanho da máquina pública. Austeridade é a palavra certa para o momento. Significa um maior rigor no controle de gastos. Não há outro remédio para a recessão atual.

Por fim, não se pode negar que as manifestações populares foram fundamentais para o afastamento da presidente Dilma. A participação popular fortalece a democracia no país. Vale lembrar o que disse o ex-presidente Lula na ocasião do impeachment de Collor: “o povo brasileiro deu a demonstração de que é possível o mesmo povo que elege um político, destituir esse político. Eu peço a Deus que nunca mais o povo brasileiro esqueça essa lição”.

Punição sem crime é a “maior das brutalidades” contra ser humano, diz Dilma

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:, , ,

Agência Brasil

dilma_palacio

Cercada por dezenas de ex-ministros, parlamentares e servidores do Palácio do Planalto, a presidenta afastada Dilma Rousseff faz neste monento um pronunciamento à imprensa em que classificou o processo contra ela de “impeachment fraudulento”.

Dilma Rousseff admitiu que pode ter cometido erros, mas enfatizou que não cometeu crimes e que está sofrendo injustiça, a “maior das brutalidades que pode ser cometida”.

“Não cometi crime de responsabilidade. Não tenho contas no exterior, jamais compactuei com a corrupção. Esse processo é frágil, juridicamente inconsistente, injusto, desencadeado contra pessoa honesta e inocente. A maior das brutalidades que pode ser cometida por qualquer ser humano: puni-lo por um crime que não cometeu”, disse.

Em falas interrompidas por aplausos e gritos de apoio, a presidenta lembrou que foi eleita por 54 milhões de brasileiros e disse que o que está em jogo não é somente o seu mandato. …Leia na íntegra

Confira como foi a votação no Senado por partido e estado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 12 maio 2016

Tags:, , , , ,

Agência Brasil

IMG_1195

O plenário do Senado Federal aprovou, na madrugada desta quinta-feira (12), a instauração do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Com 78 senadores presentes, 55 votaram favoravelmente à continuidado do processo de impedimento, enquanto 22 votaram não. Apenas o presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), optou por não votar.

Antes da votação, realizada por meio de painel eletrônico, os senadores que se inscreveram tiveram a oportunidade de defender seus votos por até 15 minutos cada. Por isso, a sessão que teve início às 10h de quarta-feira, só se encerrou às 6h40 desta quinta (12), após o pronunciamento do Advogado Geral da União, José Eduardo Cardozo e da votação.

Diferentemente da Câmara, no plenário do Senado não houve orientação das lideranças anteriormente à votação.

Levando-se em consideração o tamanho das bancadas e também os posicionamentos já previstos, o PMDB registrou o maior número de votos favoráveis ao impeachment, enquanto o PT foi o campeão de votos contrários ao processo na Casa.

Confira como votaram cada um dos partidos com representação no Senado: …Leia na íntegra

Oposição contabiliza 57 votos pelo afastamento de Dilma

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 07 maio 2016

Tags:, , ,

da Redação

Dilma BBA oposição no Senado da República calcula que o impeachment da presidente Dilma Rousseff contará com  57 votos favoráveis na próxima quarta-feira (11). São apenas 41 votos necessários para selar a sorte de Dilma. Caso seja aprovado, conforme previsão na Casa e na imprensa nacional – a presidente será afastada do cargo para posse logo no dia seguinte do vice Michel Temer (PMDB).

A semana que se avizinha é aguardada com grande expectativa no país. O dia seguinte é esperado, conforme prometido por lideranças do PT e PCdoB, será tumultuado com promessa de fechamento de ruas, avenidas e estradas em todo Brasil.

 

 

Multas de trânsito ficarão mais caras a partir de novembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 06 maio 2016

Tags:, , ,

Da Redação

downloadNessa quinta-feia (5), a presidenta Dilma Rousseff sancionou uma série de alterações que deixam mais rígidas as normas do Código de Trânsito Brasileiro. Uma das novidades é o aumento do valor das multas, que começa a valer a partir de novembro deste ano.

A infração leve passa de R$ 53,20 para R$ 88,38 (aumento de 66%); a infração média  passa de R$ 85,13 para R$ 130,16 (aumento de 52%); a infração grave que agora custa R$ 127,69 passará para R$ 195,23 (aumento de 52%); e para a infração gravíssima, que custa R$ 191,54, será cobrado o valor de R$ 293,47 (aumento de 53%).

Além do aumento, há algumas novidades, entre elas a mudança da punição para o motorista que for flagrado falando ou “manuseando” o telefone. A partir de agora, segurar ou manusear o aparelho enquanto dirige passa a ser infração gravíssima. Isso significa dizer que para quem for flagrado utilizando o aparelho no trânsito, a  multa que era de R$ 85,13 (média antiga) passará para R$ 293,47 (gravíssima nova).

Quando a mudança entrar em vigor, as multas mais pesadas, dadas a infrações gravíssimas com multiplicador de 10 vezes, passam a ser de R$ 2.934,70. Este é o valor previsto para quem é pego disputando racha ou forçando a ultrapassagem em estradas, por exemplo.

Também poderá pagar o valor máximo quem se recusar a fazer teste de bafômetro, exame clínico ou perícia para verificar presença de álcool ou drogas no corpo. Neste caso, se ele for reincidente em menos de 12 meses, a multa será dobrada, chegando a R$ 5.869,40.