Servidores e docentes das Universidades estão desde julho sem receber insalubridade

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 17 nov 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

reitores

Nessa segunda-feira (16), o Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia solicitou ao Secretário de Administração do Estado da Bahia (SAEB), Edelvino da Silva Góes Filho, agilidade na análise e revisão dos processos coletivos de insalubridade. O pagamento do adicional de insalubridade dos servidores docentes e técnico-administrativos está suspenso desde julho de 2015.

Na reunião, os reitores destacaram que a suspensão do pagamento causa impacto no contracheque dos servidores docentes e técnico-administrativos. Além disso, o Fórum solicitaram da SAEB que “a metodologia utilizada para análise seja criteriosa no sentido de preservar o adicional de insalubridade dos servidores que fazem jus a mesma”.

Segundo o Fórum, a solicitação está sendo formalizada através de ofício, “destacando o acompanhamento que os reitores e as instâncias competentes internas farão dos processos de cada universidade e reiterando a necessidade do pagamento retroativo a todos aqueles que devem receber o adicional de insalubridade”.

Confira a nota em PDF.