Ebal faz acordo com funcionários demitidos e deve pagar R$ 3 milhões em indenizações

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 22 ago 2018

Tags:,

Banner marcelo santana

G1/Bahia

A Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) deve pagar R$ 3 milhões em indenização para os funcionários que foram demitidos da rede de supermercados Cesta do Povo, segundo informações divulgadas, nesta quarta-feira (25), pelo Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA).

De acordo com o MPT, a antiga admnistração da empresa fechou um acordo com os trabalhadores durante uma audiência pública realizada na sede do órgão, na segunda-feira (20). O valor deve ser dividido entre os cerca de 1.700 empregados que foram dispensados desde 2014.

Com o acordo, conforme o MPT, a decisão da Justiça que previa, pela segunda vez, a readmissão dos trabalhadores ao quadro de funcionários da empresa foi suspensa. Na primeira decisão, a determinação não foi cumprida.

A ação de conciliação foi conduzida pela procuradora Rosineide Moura e o acordo foi negociado sob a mediação da procuradora Adriana Campelo. Participaram do encontro representantes dos trabalhadores e do Governo do Estado, então acionista principal da empresa até a venda dela, realizada em abril deste ano. …Leia na íntegra

Justiça determina que Ebal readmita 1.700 funcionários demitidos da Cesta do Povo

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Trabalho | Data: 07 maio 2018

Tags:, ,

                                         

Da Redação

Fonte: G1

Na ultima sexta-feira (04), o Ministério Público do Trabalho (MPT), informou que a Justiça determinou mais uma vez, que a Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) readmita mais de 1.700 funcionários da rede de supermercados Cesta do Povo dispensados desde 2014.

O autor da ação civil pública sobre o caso, MPT já havia obtido liminar nesse sentido, em dezembro de 2017, que teve os efeitos suspensos em 2 de março, entretanto, neste mês de maio, a determinação volta a valer.

Conforme apontou o MPT, a decisão da desembargadora relatora, Graça Bonnes, aponta que os empregados demitidos em massa devem ser readmitidos pela a Ebal, responsável pela Cesta do Povo, e pelo Governo do Estado, o então acionista principal da empresa até a venda dela, realizada em abril deste ano.

Na readmissão, o empregado volta a receber salários e os benefícios, como plano de saúde e previdência, até que sejam concluídas as negociações. Com a nova decisão, representantes da Ebal, do Governo do Estado e do sindicato da categoria deverão se reunir a fim de chegarem a um acordo coletivo para a demissão em massa, com a oferta de garantias extras para os demitidos. A readmissão ocorre sem o pagamento do tempo em que o empregado ficou afastado. Ele volta a receber e a ter os benefícios como plano de saúde e previdência enquanto ocorrerem as negociações.

EBAL empresa responsável pela “Cesta do Povo” é arrematada por R$ 15 milhões de reais

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 12 abr 2018

Tags:, ,

Na manhã desta quarta-feira (11), a Empresa Baiana de Alimentos (Ebal)  foi arrematada por R$ 15 milhões de reais. O leilão foi realizado  na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), no Centro Administrativo da Bahia.

De acordo com informações do governo do estado, responsável pela venda da empresa, o leilão teve uma única proposta, dada pela NGV Empreendimentos e Participações, (sediada em São Paulo), e liderada pelo investidor espanhol Ignacio Morales, que se associou ao baiano Joel Feldaman, empresário com larga experiência no varejo.

Segundo o presidente da Comissão e chefe de gabinete da SDE, Luiz Gonzaga, a vencedora arremata a participação acionária da Ebal e os fundos de comércio relativos às 49 lojas da Cesta do Povo, além do direito de exploração da marca Cesta do Povo e o Programa Credicesta. Uma das condições estabelecidas pelo governo é a manutenção significativa de postos de trabalho. Este foi o terceiro leilão realizado pelo governo, sendo que os dois primeiros não atraíram participantes. Segundo Gonzaga, o resultado será homologado nos próximos dias.

Ebal confirma novo leilão no início de 2017

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 03 dez 2016

Tags:, ,

A Tarde

Cesta do Povo BBOs potenciais investidores interessados na aquisição das lojas da Cesta do Povo já estão na fase final do levantamento de riscos do negócio. O próximo passo agora é marcar a data do leilão da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), que administra as lojas. O certame deve ser mesmo realizado no primeiro trimestre do ano que vem.

A informação foi confirmada à reportagem de A TARDE pelo superintendente de Estudos e Políticas Públicas da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), Reinaldo Sampaio. “Estamos na etapa final da due diligence para fechar também por qual valor a empresa deve ir à leilão”, declarou Sampaio, ao participar de evento na Fieb. A Ebal faz parte da estrutura da SDE.

Sob análise

Na chamada due diligence (diligência prévia), a companhia passa por um processo de investigação, sem compromisso, pelos interessados na compra. É um procedimento comum de mercado adotado para se avaliar os riscos de uma oportunidade de negócio. Embora o levantamento de dados possa ser feito por obrigação legal, o termo refere-se normalmente a investigações voluntárias com permissão dos gestores da companhia. …Leia na íntegra

Governo do Estado autoriza privatização da Ebal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 06 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_1488

O governador Rui Costa (PT) assinou um decreto, datado de 2 de outubro, que dá seguimento ao processo de privatização da Empresa Baiana de Alimentos S/A (Ebal). No documento, o governador aprova “a avaliação econômico-financeira atribuída à Ebal nos termos do relatório conclusivo elaborado, com base em estudos de consultoria especializada”.

A avaliação foi realizada pela empresa Price, que considerou positiva a capacidade de venda das mercadorias da rede de 276 lojas da Cesta do Povo assim que ela passe para a iniciativa privada.

A próxima etapa será a abertura de consulta pública a interessados e sociedade civil, o que deve ocorrer ainda este mês. Após a consulta pública (que deve durar de 15 a 30 dias) – quando vai ser discutida e definida a modelagem da venda da Ebal – será publicado o edital para os interessadas em adquirir a empresa.

O presidente da Ebal, Eduardo Sampaio, informou que são, basicamente, três itens a serem negociados: a operação da rede, o CredCesta e o prejuízo fiscal acumulado por 40 anos. Não envolve imóveis. Ainda segundo Sampaio, a Cesta do Povo pode triplicar suas vendas com a privatização. Informações A Tarde

Cesta do Povo na pauta da privatização na Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 16 fev 2015

Tags:, ,


da Redação

CestraA Cesta do Povo voltou a pauta de possível privatização pelo Governo da Bahia. O PT diz uma coisa e faz outra. Acusa adversários e pratica medidas impopulares em nenhuma cerimônia. O governador Rui Costa definiu a comissão que vai analisar a situação econômico-financeira da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), que comanda a rede de lojas da Cesta do Povo. A comissão levantará a real situação da Ebal que vive momentos difíceis com deficit difícil de se reverter. A rede de lojas da Cesta do Povo consome do cofre do Governo do Estado R$ 60 milhões por ano, de acordo revelação do próprio  governador em dezembro do ano passado. Revelou ainda que 90% das lojas são deficitárias. O plano de privatizar só não ocorreu no governo anterior porque Jaques Wagner segurou temendo desgaste e prejuízo eleitoral. Coisas do Petê.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, James Correia, tem sido determinado em privatizar o órgão rapidamente: “Em 180 dias, nós estaremos com a avaliação da empresa pronta e a partir daí vamos discutir a venda”, falou em entrevista ao jornal Correio da Bahia.

Segundo ele, o principal pedido do governador para a comissão foi o de buscar uma operação que preserve o máximo de empregos possível. Correia disse ainda que o grande desafio para a operação está no cenário econômico conturbado, mas que pode melhorar em alguns meses. Os trabalhadores da Ebal/Cesta do Povo sabem que é frágil as garantias de manutenção do emprego.

 

Carregadores da Ebal em Conquista diz que situação de depósitos “é precária”

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Trabalho | Data: 25 jul 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_1488Funcionários terceirizados da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) denunciaram a situação de trabalho que os carregadores enfrentam diariamente no depósito de Vitória da Conquista. Segundo eles, “a situação é precária, crítica e desumana.”.

De acordo com o carregador Fabrício Pereira, “a plataforma de descarga está perto de desabar, não há refeitório e os banheiros estão todos quebrados. Além disso, nossa situação está totalmente irregular, não temos carteira assinada e não é depositado o FGTS. Nosso salário também está sendo atrasado constantemente.”.

Os trabalhadores contam que são funcionários de um sindicato que presta serviços à Ebal. A nossa reportagem esteve no depósito da empresa, localizado no Distrito Industrial, mas nenhum responsável quis conceder entrevista.

Ônibus colide com caminhão em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 21 jul 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_0706

Um ônibus interestadual colidiu com um caminhão que presta serviço à Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), em Vitória da Conquista. O acidente ocorreu no início da tarde desta segunda-feira (21). Por sorte, ninguém ficou ferido.

DSC_0707O ônibus da empresa TransBrasil seguia da cidade de Ubaitaba, no sul do estado, em direção à São Paulo. No trecho da BR 116, que corta o Distrito Industrial de Conquista, colidiu com um caminhão, com placa de Linhares (Espírito Santo). O caminhão transportava alimentos e, principalmente, néctar de manga para o deposito da Ebal, que fica próximo ao local do acidente.

Os 36 ocupantes do ônibus e o condutor do caminhão nada sofreram. O motorista do ônibus contou que buzinou “várias vezes e ele não retirou o carro. Eu ainda tentei desviar o ônibus, mas acabei batendo. Por sorte, eu estava devagar e ninguém se feriu.”.

EBAL: funcionários e ex- funcionários do interior lutam por direitos trabalhistas

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Trabalho, Vit. da Conquista | Data: 13 fev 2014

Tags:, ,

da Redação

EBALEbal terá que pagar indenizações trabalhistas que podem chegar a mais de R$ 150 milhões, diz movimento

Funcionários e ex-funcionários da EBAL – Empresa Baiana de Alimentos do período de 1994 a 2004 – lutam na Justiça do Trabalho em defesa do repasse de 1994 para todos os funcionários, inclusive os do interior. Uma Ação Coletiva de todo o corpo funcional foi movida na época para reparar prejuízos e a decisão foi favorável a classe trabalhadora.

As ações foram encaminhadas através de procurações dadas a ASFEB – Associação dos Funcionários da Ebal. A empresa perdeu na Justiça, mas a nunca acatava e recorria para ganhar tempo até que exauriu todos os recursos.

Agora a Ebal apresenta uma proposta que está sendo rechaçada pelos trabalhadores, a de pagar 50% do valor referente a condenação, que poderá chegar a mais de R$ 150 milhões, abatendo as custas dos processos, o que representaria apenas 37% do total. O pagamento seria em 36 parcelas iguais com início do pagamento a partir de janeiro de 2014 com término em dezembro de 2016. A proposta contempla apenas os 2. 618 funcionários da capital. …Leia na íntegra