Desembargador decide manter Eduardo Cunha na prisão

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 29 out 2016

Tags:,

Estadão

Eduardo-Cunha1O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, negou nesta sexta-feira (28) o pedido liminar da defesa do ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para colocá-lo em liberdade. O magistrado afirma que o peemedebista demonstrou “acentuada conduta de desprezo não só à lei e à coisa pública, mas igualmente à Justiça criminal e à Suprema Corte”.

Por isso, deve permanecer detido cautelarmente. “Com efeito, a situação do paciente (Eduardo Cunha) não destoa da de outros investigados, sendo impossível supor a desagregação natural do grupo criminoso ou da sequência de atos delitivos sem a segregação cautelar dos envolvidos com maior destaque, dentre os quais o paciente, então líder político do PMDB”, assinala Gebran Neto em decisão de quinta-feira (27) tornada pública nesta sexta.

Com a negativa da liminar, caberá ainda à 8ª Turma da Corte analisar o mérito do pedido da defesa do peemedebista, o que ainda não tem data para acontecer. Eduardo Cunha foi preso preventivamente em Brasília no último dia 19 por ordem do juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal em Curitiba, após uma das ações penais contra ele ser remetida para o magistrado da Lava Jato. …Leia na íntegra

Eduardo Cunha é preso em Brasília

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 19 out 2016

Tags:,

A Tarde

img_1632853

O ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) foi preso nesta quarta-feira, 19, em Brasília. Policiais federais também fizeram buscas na casa dele no Rio de Janeiro.

A prisão preventiva de Cunha foi autorizada pelo juiz federal Sergio Moro, que passou a analisar o caso após o peemedebista perder o foro privilegiado devido a cassação do seu mandato.

O processo dele estava no Supremo Tribunal Federal (STF), mas após a cassação, o caso foi transferido para a primeira instância na Justiça Federal do Paraná.

Ele é investigado na operação Lava Jato sob acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Cunha foi citado por delatores, que alegam que ele recebeu propina no valor de R$ 5 milhões.

Esse dinheiro, segundo denúncias, era mantido em contas no exterior, fato que foi negado inicialmente por Cunha. O peemedebista diz que as contas pertencem a trusts (instrumento jurídico usado para administração de bens e recursos no exterior) e não a ele.

O pagamento de propina estaria relacionado a um contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África.

O pedido de prisão preventiva foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF). Ele foi procurado em casa, mas não foi localizado. Contudo, acabou sendo detido nas imediações de sua residência.

Nesta segunda, 17, Moro tinha intimado Cunha e dado prazo de 10 dias para que os advogados dele protocolassem uma defesa prévia.

O peemedebista segue para Curitiba, onde corre o processo da Lava Jato.

Cunha cassado; confira como votou cada deputado da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 13 set 2016

Tags:, ,

da Redação

cunhaO deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), foi considerado culpado em processo que o acusava de quebra de decoro por mentir sobre contas no exterior à CPI da Petrobras. Confira como votou cada deputado do Estado da Bahia. São 39 parlamentares,

Confira abaixo como votaram os 39 deputados baianos:

Afonso Florence (PT) – Sim;
Alice Portugal (PCdoB) – Sim;
Antonio Brito (PSD) – Sim;
Antonio Imbassahy (PSDB) – Sim;
Arthur Maia (PPS) – Sim;
Bacelar (PTN) – Sim;
Bebeto (PSB) – Sim;
Benito Gama (PTB) – Sim;
Cacá Leão (PP) – Ausente *(deputado enviou fotos para desmentir informação oficial da Câmara);
Caetano (PT) – Sim;
Cláudio Cajado (DEM) – Sim;
Daniel Almeida (PCdoB) – Sim;
Elmar Nascimento (DEM) – Sim;
Erivelton Santana (PEN) – Sim;
Félix Mendonça Júnior (PDT) – Sim;
Fernando Torres (PSD) – Sim;
João Carlos Bacelar (PR) – Não;
João Gualberto (PSDB) – Sim;
Jorge Solla (PT) – Sim;
José Carlos Aleluia (DEM) – Sim;
José Carlos Araújo (PR) – Sim;
José Nunes (DEM) – Sim;
José Rocha (PR) – Sim;
Jutahy Júnior (PSDB) – Sim;
Lúcio Vieira Lima (PMDB) – Sim;
Márcio Marinho (PRB) – Sim;
Mário Negromonte Jr. (PP) – Sim;
Moema Gramacho (PT) – Sim;
Nelson Pelegrino (PT) – Sim;
Pastor Luciano Braga (PMB) – Ausente;
Paulo Azi (DEM) – Sim;
Paulo Magalhães (PSD) – Sim;
Roberto Britto (PP) – Sim;
Sérgio Brito (PSD) – Sim;
Tia Eron (PRB) – Sim;
Uldurico Júnior (PV) – Sim;
Valmir Assunção (PT) – Sim;
Waldenor Pereira (PT) – Sim.

Contagem regressiva para Eduardo Cunha

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 09 ago 2016

Tags:, ,

da Redação

Foto bjemfoco

CunhaEm Brasília, na Câmara dos Deputados, avança o processo de cassação do mandato do deputado federal, ex-presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). O deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) leu no Plenário o parecer do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar que recomenda a cassação do deputado afastado por quebra de decoro parlamentar. A leitura começou tão logo a sessão foi aberta, no início da tarde desta segunda-feira (8).

O processo para entrar na Ordem do Dia são contadas duas sessões do Plenário. Serão necessários 257 votos para consagrar a cassação. A Câmara dos Deputados é formada por 39 deputados de todo Brasil.

Eduardo Cunha já entrou na história do Brasil por ter sido um dos principais responsáveis pelo afastamento da presidente Dilma Rousseff. O Senado deverá confirmar a cassação da presidente.

CCJ recusa relatório favorável a Eduardo Cunha e encaminha cassação ao plenário

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 14 jul 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

IMG_0721foto: André Dusek – Estadão

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou, nesta quinta-feira (14), o parecer que concedia uma das 16 nulidades apontadas pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra o processo de cassação aprovado pelo Conselho de Ética. O relatório do deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF) teve 48 votos contra e 12 a favor. Ninguém se absteve.

Os membros da CCJ também aprovaram o relatório do Max Filho (PSDB-ES), que rejeita todos os pontos do recurso de Cunha, apontando que não houve qualquer ato irregular do Conselho de Ética. No parecer, ele argumenta que o Conselho assegurou todos os direitos e garantias constitucionais de ampla defesa.

O relatório que defende a cassação de Eduardo Cunha segue para o plenário da Câmara, última etapa do processo que pode levar à cassação do parlamentar. A previsão é que a votação aconteça somente em agosto, após o recesso.

Deputado Eduardo Cunha renuncia à presidência da Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 07 jul 2016

Tags:, , ,

G1

Sob gritos de “fora Cunha” ao chegar ao Salão Verde da Câmara, ele fez o anúncio da decisão em um pronunciamento, no qual ficou com a voz embargada ao se referir à família, que, segundo disse, foi alvo de perseguição.

Antes do pronunciamento, Cunha foi à Secretaria Geral da Mesa para entregar a carta de renúncia. Para fazer o pronunciamento, fez uma comunicação prévia ao STF que iria à Câmara, já que o ministro Teori Zavascki impôs a ele essa condição.

Ao se pronunciar, ele fez a leitura da carta entregue à Câmara, dirigida ao presidente interino da Casa, o vice-presidente Waldir Maranhão (PP-MA). “Estou pagando um alto preço por ter dado início ao impeachment”, justififcou, em referência ao processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, que se iniciou na Câmara sob a gestão dele.

Cunha afirmou que decidiu atender aos apelos dos apoiadores e renunciar porque a Câmara, segundo disse, está sem direção. “É público e notório que a Casa esta acéfala, fruto de uma interinidade bizarra. Somente a minha renúncia poderá por fim à essa instabilidade sem prazo. A Câmara não suportará esperar indefinidamente”, declarou.

Supremo: Cunha torna-se réu em novo processo

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 22 jun 2016

Tags:, ,

Por Reinaldo Azevedo

Reinaldo-AzevedoA maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal acompanhou o relator, Teori Zavascki, e decidiu hoje à tarde abrir ação penal contra o contra o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que entenderam ser o real proprietário do dinheiro depositado e não declarado em contas na Suíça. Este é o segundo processo aceito pelo STF contra Eduardo Cunha, que já responderá pela suspeita de recebimento de propina oriunda da compra de navio sonda pela Petrobras, investigação originária da Operação Lava Jato.

O voto de Teori foi seguido pelos ministros Marco Aurélio, Dias Toffoli, Edson Fachin, Rosa Weber e Cármen Lúcia. Até agora, o ministro Gilmar Mendes foi o único a votar contra o parecer do relator. Até às 18h30, o julgamento prossegue com os votos dos demais ministros.

Com a decisão, Cunha torna-se réu em acusações por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Mulher e filha

No início da sessão, o Supremo rejeitou recurso para retirar da alçada do juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, a competência para julgar a mulher e a filha do presidente afastado da Câmara. Claudia Cruz e Danielle Cunha são citadas como beneficiárias das contas atribuídas ao deputado na Suíça.

Vereador Sidney destaca posicionamento de Tia Eron em voto contra Cunha

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 15 jun 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_1211O vereador Sidney Oliveira (PRB) festejou, nesta quarta-feira (15), o posicionamento da deputada federal Tia Eron (PRB) que votou pela aprovação do relatório favorável à cassação do mandato do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A votação no Conselho de Ética da Câmara aconteceu ontem (14) e o relatório passou por 11 votos a 9.

Sidney relatou que ele mesmo foi pressionado a entrar em contato com a deputada para que votasse contra Cunha. “Eu disse que não iria entrar em contato com Tia Eron porque eu conheço o caráter dessa mulher. Sou suspeito para falar dessa mulher. Ela me ligou, 15 dias antes, me pedindo: pastor, por favor, ore por mim, porque a pressão aqui está muito grande”, disse. Segundo o edil, ela declarou o voto há duas semanas quando disse que votaria em favor da ética e da moral. “Para mim, ali já havia declarado o voto dela para a cassação de Eduardo Cunha, que não tem a menor condição de estar ocupando aquele cargo”, detalhou.

O vereador também aproveitou para criticar uma matéria publica pelo jornal O Globo, onde afirmava que a deputada votaria a favor de Cunha. Outra crítica do edil foi direcionada ao presidente do PSB de Alagoinhas, Gustavo Guerra, que insinuou, por meio de mensagem no WhatsApp, que a deputada receberia dinheiro para votar a favor de Cunha

O edil taxou de covarde e baixo a tentativa de Guerra associar a igreja a atitudes ilícitas. Segundo ele, a moral e ética do PSB não combina com esse tipo de pessoa. “Eu sempre desvinculei a minha imagem de pastor da minha atuação na Câmara, porque acredito que são desempenhos estanques, que não devem se misturar”.

Por 11 a 9, Conselho de Ética aprova parecer pela cassação de Cunha

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 14 jun 2016

Tags:, , ,

Globo.com

eduardo-cunha

Conselho de Ética aprova parecer pela cassação de Cunha

Presidente afastado é acusado de mentir a CPI; cabe recurso à CCJ. Decisão será encaminhada ao plenário, que poderá aprovar ou não.

(…) O Conselho de Ética aprovou nesta quarta-feira (14), por 11 a 9, parecer do deputado Marcos Rogério (DEM-RO) pela cassação do mandato do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A decisão ocorre uma semana após ser divulgada notícia de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão de Cunha.

O peemedebista é acusado, no processo por quebra de decoro parlamentar, de manter contas secretas no exterior e de ter mentido sobre a existência delas em depoimento à CPI da Petrobras no ano passado. Ele nega e afirma ser o beneficiário de fundos geridos por trustes (entidades jurídicas formadas para administrar bens e recursos).

Votos
Veja como votou cada deputado integrante do Conselho de Ética:

A favor da cassação
Marcos Rogério (DEM-RO), relator do processo
Sandro Alex (PSD-PR)
Paulo Azi (DEM-BA)
Júlio Delgado (PSB-MG)
Nelson Marchezan (PSDB-RS)
Zé Geraldo (PT-PA)
Betinho Gomes (PSDB-PE)
Valmir Prascidelli (PT-SP)
Leo de Brito (PT-AC)
Tia Eron (PRB-BA)
Wladimir Costa (SD-PA)

Contra a cassação
Alberto Filho (PMDB-MA)
André Fufuca (PP-MA)
Mauro Lopes (PMDB-MG)
Nelson Meurer (PP-PR)
Sérgio Moraes (PTB-RS)
Washington Reis (PMDB-RJ)
João Carlos Bacelar (PR-BA)
Laerte Bessa (PR-DF)
Wellington Roberto (PR-PB)

Destino de Eduardo Cunha está nas mãos da deputada baiana Tia Eron

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 03 jun 2016

Tags:, ,

Correio

1532347O resultado da votação da cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) está nas mãos da deputada baiana Eronildes Vasconcelos Carvalho, conhecida como Tia Eron, do PRB. As informações são da Folha de S. Paulo.
Levantamento feito pelo jornal aponta um placar de 10 votos e 9 a favor do relatório de Marcos Rogério (DEM-RO) que pede a cassação de Cunha. O voto decisivo está nas mãos da deputada Tia Eron, que, caso vote a favor do relatório, o resultado será 11 votos a 9, que suspende o mandato de Cunha.

Ainda segundo a publicação, caso a deputada vote a favor do relatório haverá empate em 10 a 10 e aí a cassação de Cunha deverá ser aprovada por voto de minerva do presidente do conselho, José Carlos Araújo (PR-BA).

Tia Eron é integrante da Igreja Universal do Reino de Deus e, segundo a Folha, foi indicada ao conselho pelo PRB para salvar Cunha. A deputada baiana já disse ter admiração pelo trabalho de Cunha na condução do Legislativo. Em entrevista à Folha, afirmou ser uma “perversidade” o boato de que já entrou no colegiado com o voto encomendado.

A votação no conselho está marcada para a próxima terça-feira (7), mas pode se estender para a quarta (8).

Relator pede cassação de Cunha por quebra de decoro

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 01 jun 2016

Tags:, , , ,

por Luciano Nascimento – Agência Brasil

IMG_1640

O relator, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), pediu a cassação nesta quarta-feira (1º), do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por quebra de decoro parlamentar. Ao apresentar seu relatório no Conselho de Ética, Rogério disse que Cunha quebrou o decoro parlamentar ao não informar a existência de contas no exterior durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras.

“Houve uma intenção deliberada de escamotear a existência de toda uma estrutura montada para o recebimento de propina e ocultação de patrimônio ilícito”, disse Rogério, que acusou Cunha de ter agido dolosamente ao mentir na CPI.

“A ida [de Cunha] na CPI constituiu muito mais que uma clara tentativa de colocar o Congresso Nacional contra as investigações que o procurador-geral da República [Rodrigo Janot] vinha conduzindo naquele momento. Aqui resta evidente que o falso praticado na CPI foi premeditado na tentativa de colocar o Congresso Nacional contra as investigações que vinham sendo efetuadas pelo procurador-geral da República naquele momento, do que um ato de colaboração com os atos processuais que vinham sendo praticados pela comissão parlamentar”, acrescentou.

Um pedido de vista feito pelo deputado Carlos Marun (PMDB-MS), aliado de Cunha, adiou a discussão e votação do parecer que deve ocorrer na próxima semana. …Leia na íntegra

Defesa de Cunha já cogita renúncia à presidência

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Esportes | Data: 08 maio 2016

Tags:,

Diário do Poder

Ideia é esvaziar acusação de usar a presidência para obstruir

Ministro do STF afasta Cunha do mandato da Câmara

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 05 maio 2016

Tags:, ,

Folha de São Paulo

Eduardo-Cunha1O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki determinou nesta quinta-feira (5) o afastamento do do presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de Deputado Federal.

Relator da Lava jato, o ministro concedeu uma liminar em um pedido de afastamento feito pela Procuradoria-Geral da República e apontou 11 situações que comprovariam o uso do cargo pelo deputado para “constranger, intimidar parlamentares, réus, colaboradores, advogados e agentes públicos com o objetivo de embaraçar e retardar investigações”. Na peça, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chegou a classificar o peemedebista de “deliquente”.

O peemedebista foi transformado em réu no STF, por unanimidade, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro sob a acusação de integrar o esquema de corrupção da Petrobras, tendo recebido neste caso US$ 5 milhões em propina de contratos de navios-sonda da estatal.

Na Lava Jato, o deputado é alvo de outra denúncia, de mais três pedidos de inquéritos que ainda aguardam autorização de Teori para serem abertos. As investigações apuram o o recebimento de propina da Petrobras e o uso do mandato para supostas práticas criminosas

Ante o exposto, defiro a medida requerida, determinando a suspensão, pelo requerido, Eduardo Cosentino da Cunha, do exercício do mandato de deputado federal e, por consequência, da função de Presidente da Câmara dos Deputados”, diz trecho da decisão.

Cunha será substituído por outro investigado na Lava Jato, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA).

Eduardo Cunha anuncia que não vota matéria do Governo enquanto Senado não decidir

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 19 abr 2016

Tags:, , ,

da Redação

Foto: Isso é Notícia

Cunha

O presidente da Câmara, deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao entregar o processo do impeachment, votado e aprovado pelo Casa, solicitou agilidade no rito. Cunha, para pressionar o senador Renan CAlheiros (PMDB), presidente do Senado da República, disse que nenhuma matéria relevante terá condições de ser votada na Câmara enquanto o processo de impeachment estiver paralisado no Senado.

Cunha atesta que o País vive agora um momento de “meio governo”, que não possui apoio político na Câmara. “A representação do governo, é claro, deixou de existir. Porque deixou de existir para a Câmara este governo. Por isso que a celeridade do Senado é tão importante”, afirmou.

Ao lado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Cunha foi ponderado e demonstrando muito equilíbrio. Afirmou que não caberia a ele criticar ou elogiar a condução do processo de impeachment no Senado, mas defendeu a importância de uma deliberação rápida.

“A demora é muito prejudicial para o País, porque você está com um governo que ficou meio governo. Ou ele vira de novo governo, ou deixará de ser governo. Essa decisão o Senado vai proferir. Agora a demora não é boa para o País e nem para o próprio governo”, afirmou.

Deputado da Bahia vai derrubar investigação contra Eduardo Cunha

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 20 dez 2015

Tags:, , , ,

da Redação

ElmarO deputado federal da Bahia, Elmar Nascimento (DEM),  segundo a Revista Veja (online), adotará estratégia do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), e tentará barrar as pretensões do Conselho de Ética e zerar o processo de apuração até então.  As manobras regimentais legais seriam preservadas. O deputado Elmar Nascimento afirma que não se pode ‘atropelar para fazer Justiça’. E sinaliza que obrigará o processo a voltar à estaca zero.

A decisão está agora em poder do deputado baiano, relator de recurso ingressado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ),  indica que vai aceitar a ação comandada pelos aliados do presidente da Câmara.

Nos últimos dias o deputado Elmar Nascimento ganhou notoriedade com duras e contundentes críticas desferidas contra o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), que na atualidade comanda a Casa Civil da Presidência da República. Nascimento é considerado um quadro combativo e importante das oposições da Bahia e vem ganhando espaço político importante em Brasília.

Nome de Lúcio Vieira Lima volta a crescer para substituir Cunha

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 24 nov 2015

Tags:, , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

Bocão News

Lucio

Com as peripécias do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para evitar a cassação do seu mandato, o PMDB já articula nomes que possam substituí-lo. O deputado federal, Lúcio Vieira Lima, já foi ventilado para o cargo e negou. No entanto, neste fim de semana, seu nome voltou a ser cogitado pela legenda, de acordo com o colunista Políbio Braga.  Em conversa com o Bocão News, o peemedebista baiano se esquivou, mas já fala como um intermediador da Casa.

“O cargo ainda não está vago então não podemos falar sobre isso ainda. Mas fico feliz com a lembrança do meu nome, mostra que tenho feito um bom trabalho. E procuro transitar em todos os partidos e correntes ideológicas, respeitando as divergências para transformá-las em convergência. Esse meu jeito humilde é o que faz lembrarem meu nome”, disse o parlamentar.

No entanto, nos bastidores da Câmara Federal, Lúcio é visto como “antipetista” ferrenho, o que dificultaria a relação com o Palácio do Planalto. Sobre isso, o deputado federal disse não discorda de partido, mas de ideais. “Independência é uma conquista. Não é ser contra ou a favor do governo ou partido. Discordo de ideais. A política mudou e não é mais válido um político chapa branca nem oposicionista radical”, pondera.

O parlamentar segue para Brasília nesta terça-feira (24).

Ministro do STF defende afastamento ou renúncia de Cunha

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Justiça, Política | Data: 19 nov 2015

Tags:, , , ,

da Redação

Mello BBAgrava situação do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), presidente da C~câmara dos Deputados. O ministro Marco Aurélio Mello do STF – Supremo Tribunal Federal defendeu nesta quinta-feira (19) o afastamento espontâneo do presidente Cunha, alvo de processo de cassação no Conselho de Ética da Casa após denúncias de participação no esquema de corrupção da Petrobras. “Nós precisaríamos aí de uma grandeza maior para no contexto haver afastamento espontâneo. Quem sabe até a renúncia ao próprio mandato”, disse ministro a grande imprensa nacional.

O ministro do STF ainda acrescentou: “Melhoraria, sem dúvida, porque teríamos a eleição de um novo presidente para a Câmara. Ele continuaria no desempenho do mandato, porque, de qualquer forma, ele está na cadeira por algum tempo tendo em conta apenas o mandato”, sentenciou.

Janot pede ao STF abertura de novo inquérito para investigar Cunha

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 15 out 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

eduardo-cunha

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu nesta quinta-feira (15) ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). No novo pedido de investigação, Janot cita contas atribuídas a Cunha na Suíça e acusa o deputado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  A mulher do presidente, Claudia Cruz, e sua filha, Danielle Cunha, também são citadas na ação.

Na semana passada, o Ministério Público da Suíça enviou ao Brasil documentos que mostram a origem do dinheiro encontrado nas contas atribuídas a Cunha.  De acordo com os investigadores da Operação Lava Jato, os valores, que não foram divulgados, podem ser fruto do recebimento de propina em um contrato da Petrobras na compra de um campo de petróleo em Benin, na África, avaliado em mais de US$ 34 milhões.

Na denúncia apresentada ao Supremo, Janot afirmou que Eduardo Cunha recebeu U$S 5 milhões por meio de empresas sediadas no exterior e de fachada em um contrato de navios-sonda da Petrobras. O procurador também pediu que Cunha pague U$S 80 milhões pelos danos causados à Petrobras. Informações Agência Brasil

Rompimento de Cunha é visto como ato de ‘descontrole’ pelo PMDB

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 19 jul 2015

Tags:, , ,

 Acusado pela Lava-Jato e isolado, presidente da Câmara diz que agora é oposição

O vice-presidente Michel Temer (PMDB)  (Foto: Marcio Ambrosio / Futura Press)
O vice-presidente Michel Temer (Foto: Marcio Ambrosio / Futura Press)

Isabel Braga, Simone Iglesias, Fernanda Krakovics, Maria Lima, Cristiane Jungblut, Júnia Gama e Washington Luiz, O Globo

O anúncio do rompimento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, foi considerado uma demonstração de descontrole, mesmo no PMDB. A nota divulgada pelo vice Michel Temer, presidente do PMDB e articulador político do governo, deu o tom no partido, dizendo que a iniciativa de Cunha “é a expressão de uma posição pessoal, que se respeita pela tradição democrática do PMDB”.

Temer ressalta, no entanto, que “toda e qualquer decisão partidária só pode ser tomada após consulta às instâncias decisórias do partido”.

O rompimento foi discutido na noite de quinta-feira, em jantar no Palácio do Jaburu, residência de Temer. O vice recebeu Cunha e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O presidente da Câmara comunicou que não tinha mais condições de permanecer na base do governo. Segundo relatos feito ao GLOBO, Temer ainda tentou, em vão, demovê-lo do anúncio de ontem, repetindo o apelo interno que tem feito pela “sobriedade” do PMDB em momento tão delicado. O vice deixou claro que não abandonará a coordenação política, como Cunha quer, e que conta com o apoio de ministros peemedebistas.

Cunha agradece ataque do PT e prevê interrupção da coligação com o PMDB

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Política | Data: 14 jun 2015

Tags:, , , ,

 

Escrito por Josias de Souza

Beto Barata/Folha

Alvejado no encerramento do 5º Congresso do PT com gritos de ‘Fora Cunha, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), festejou na internet: “Quero agradecer as manifestações de hostilidade no Congresso do PT. Isso é sinal de que estou no caminho certo.” Acrescentou, em tom de alívio: “Ficaria preocupado é se fosse aplaudido lá.” E vaticinou: “O PMDB não repetirá a aliança com o PT.”

O deputado indicou aos seus seguidores no Twitter um link que conduz para entrevista que concedeu aos repórteres Daniel Carvalho e Erich Decat. Nessa conversa, disponível aqui, Cunha declarou que “está esgotado” o modelo de coalizão que tem o PMDB e o PT como sócios majoritários. …Leia na íntegra