Comércio baiano cria 5 mil vagas temporárias

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 08 out 2016

Tags:, ,

A Tarde

enviar
A Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador (CDL) estima que pelo menos cinco mil empregos temporários sejam gerados este ano no estado durante as festas de fim de ano e as férias de verão. Em todo o país, devem ser abertas ao menos 101 mil vagas, segundo um levantamento feito pela Federação Nacional das Empresas de Terceirização e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo (Fenaserhtt) e o Sindicato das Empresas de Terceirização e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo (Sindeprestem).

“Em Salvador, prevemos a abertura de três mil a quatro mil vagas. Devem surgir oportunidades também em Feira de Santana, Camaçari e Vitória da Conquista”, afirma o presidente da CDL, Frutos Dias Neto, que acredita na possibilidade de que uma parte desses profissionais seja efetivada.

A previsão da CDL foca no comércio varejista, principalmente os shopping centers. Os setores que mais empregam nesta época do ano, segundo a Câmara, são os de alimentos, enfeites, roupas e calçados, brinquedos, móveis e eletroeletrônicos. Os cargos com maior necessidade de gente estão vinculados às áreas de vendas, informática, marketing, limpeza, distribuição e atendimento.

Neto afirma que essa previsão, cautelosa, está influenciada pelo cenário de instabilidade política e econômica do país. “Temos que observar os fatos e ir ajustando essa avaliação. Porém, baseado no que sabemos hoje, podemos dizer que há uma expectativa de melhora para os últimos meses do ano”, afirma.

A visão do executivo é que não será difícil igualar ou superar o ano passado, tido como muito ruim pelos comerciantes. “Alguns indicadores sustentam essa expectativa, a exemplo de uma melhora sensível na confiança de consumidores e lojistas, e ações que estão sendo feitas no âmbito da política econômica nacional”, completa. …Leia na íntegra

Lojistas e consumidores estão cautelosos, aponta Sindicato dos Comerciários

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

comércio-1foto: imagem ilustrativa

As contratações temporárias começam a ocorrer normalmente em outubro, mas este ano a expectativa é que, por conta do cenário econômico atual, haja uma redução dessas contratações. Isto é o que afirma o Sindicato dos Comerciários de Vitória da Conquista.

A doutoranda em economia e professora assistente da UESB, Fernanda Calasans, consultada pelo Sindicato, aponta que “que tanto empresários, quanto as famílias, estão cautelosos e com receio de investir (no caso dos empresários) e de consumir (no caso das famílias)”. Em consequência, “muitas empresas estão optando pelo pagamento de horas extras aos funcionários já empregados do que pela contratação de novos funcionários temporários”, diz a economista.

Em Vitória da Conquista, com a nova conjuntura econômica, espera-se que sejam admitidos no comércio conquistense um número superior a 500 trabalhadores, um pouco menos que nos anos anteriores, que tinha uma média acima de 700 trabalhadores admitidos no período.

O presidente do Sindicato dos Comerciários, Gilmar Ferraz, continua otimista e acredita que o comércio conquistense ainda possa reagir e ressalta que é importante que o trabalhador fique atento aos seus direitos enquanto estiver no emprego. “O trabalhador temporário tem assegurados todos os direitos que um funcionário fixo tem, com exceção do aviso prévio, por que ele já está sob pré-aviso de que será dispensado”, explica Gilmar.