Bahia lidera geração de energia eólica no País

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Geral | Data: 04 out 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Fonte:A Tarde

Bahia lidera o ranking com maior geração de energia eólica no País. É o que revela os dados divulgados, nesta quinta-feira(03) pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

A produção de energia elétrica a partir da fonte eólica cresceu 49,9% , no primeiro semestre de 2019, em comparação ao mesmo período do ano passado. Entre janeiro e junho deste ano, a produção foi de 7.262 Gigawatt/hora (GW/h), enquanto no mesmo período de 2018 foi de 4.844,2 GW/h.

O protagonismo nacional do estado no seguimento de renováveis se deve aos novos parques em funcionamento. Só no setor Eólico, o estado tem 160 parques em operação (3,99 GW), com R$ 16 bilhões já investidos e mais de 29 mil empregos gerados. Ainda de acordo com o balanço da SDE, o estado também apresentou os melhores aproveitamentos do vento para a produção de energia no período, que pode abastecer cerca de 9,6 milhões de residências/mês e até 28,8 milhões de habitantes.

Até o fim do ano, conforme a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), outros cinco parques eólicos devem entrar em funcionamento. Os empreendimentos são Acauã, Arapapá, Papagaio, Teiú 2 e Tamanduá Mirim 2 e estão localizados no município de Pindaí, na região do Sertão Produtivo.

Bahia terá fábrica de turbinas eolicas

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Economia | Data: 26 dez 2009

Tags:, ,

do Bahia Notícias

A Bahia receberá a primeira fábrica de montagem de turbinas eólicas do Brasil, um empreendimento da indústria francesa Alstom Wind. O presidente da Alstom, Phillipe Cochet, confirmou a decisão na última quarta (23), afirmando que a empresa “ratifica sua estratégia na região e o desejo de se tornar um ator maior no mercado eólico brasileiro”. A Alstom, especializada em geração de energia e em infraestrutura ferroviária, anunciou a assinatura de um protocolo de acordo com o governo da Bahia. Os investimentos deverão ser da ordem de R$ 50 milhões e a fábrica deverá entrar em funcionamento em 2011.