Secretário promete recompor quadro de instituições após seleção da Educação

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 22 mar 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_3329Os ânimos exaltados da última semana durante o imbróglio entre instituições filantrópicas e Secretaria de Educação se acalmaram após uma reunião que selou um acordo entre as partes. As instituições acusaram a Prefeitura de romper a parceria de desenvolvimento dos trabalhos sociais, impedindo que mais de 2.400 famílias em situação de vulnerabilidade social fossem assistidas no município.

Segundo o secretário de Educação Valdemir Dias, na reunião da última sexta-feira (20), ficou acordado que a Prefeitura manteria o atual quadro das instituições. “Não vamos tirar mais esse pessoal para o quadro da Prefeitura”, garantiu. “Nós não queremos extinguir essa parceria, porque entendemos que o trabalho social que as entidades e pastorais fazem é muito importante”, completou o secretário.

Ele também explicou que a Prefeitura estava fazendo reduções em algumas instituições, para compensar a redução de quadros na Prefeitura. “Para se ter uma ideia, de dezembro até agora, saíram mais de 800 contratos da Secretaria por impedimentos legais, que completaram 48 meses, e tivemos obrigatoriamente que retirar. Isso desfalcou muito nosso quadro, principalmente de professores e monitores. Daí, a necessidade de trazer esse pessoal. Pedimos a compreensão das instituições, mas o sacrifício está sendo compartilhado”.

O secretário confirmou que em breve uma seleção para a contratação de professores e monitores ocorrerá com o intuito de recompor essa perda de mais de 800 funcionários da Educação. Após o processo seletivo, Valdemir garante que será analisado “caso a caso” das instituições. “Algumas já estão com o quadro cheio e não tem condição de colocarmos mais pessoas. Mas tem aquelas que estão necessitando de pessoas para que funcionem bem. Então, assim que fizermos a seleção e recompor esse quadro, vamos olhar caso a caso”.

11 instituições filantrópicas correm risco de fechamento; 2,4 mil famílias serão desatendidas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 20 mar 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

entidades-1Mais de 2.400 famílias atendidas por 11 instituições que realizam trabalho sócio-educacional correm o risco de ser desatendidas em Vitória da Conquista. As instituições, como Pastorais da Igreja Católica ACIDE e Apae,  funcionavam através de um convênio com a Prefeitura Municipal.

Segundo a coordenadora de aprendizagem da Pastoral do Menor, Valdira Araujo, os programas têm como clientes crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social e recebem atendimentos na área de educação, esporte.

Segundo informações de representantes das Pastorais, a Prefeitura sinaliza com o fim da parceria, o que seria um prejuízo incalculável para essas pessoas. O movimento que representa a população está pleiteando a continuidade da parceria do Poder Municipal e as Instituições Sociais, Programas e Projetos e a permanência de Funcionários cedidos pela Secretaria de Educação para as Instituições. “Hoje, o Lar Catarina de Sena está sem nenhum funcionário cedido, a AABB está fechada em sua ação de atendimento no contra-turno, a Pastoral Nossa Senhora Aparecida está fechada porque não tem nenhum funcionário cedido, e as outras unidades estão trabalhando com esse quadro reduzido. E, quando foi no dia 18, a [Secretaria de] Educação anunciou a retirada desses últimos funcionários”.

Uma reunião está acontecendo com o secretário de Educação para tratar do assunto. “O que o movimento espera é o bom senso por parte do Executivo Municipal, já que a participação do poder público é essencial para a continuidade deste trabalho que é realizado com sucesso há muitos anos”, afirmam as instituições.

Secretaria de Educação retira servidores do trabalho em 11 entidades filantrópicas

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 19 mar 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais*

entidades-1Professores, pais, voluntários e crianças atendidas pela Pastoral do Menor e outras entidades filantrópicas de Vitória da Conquista ocuparam o prédio da Prefeitura Municipal, na tarde desta quinta-feira (19). As entidades protestaram contra a remoção de servidores da Secretaria de Educação que desenvolviam trabalho na Pastoral do Menor.

Em nota, a Prefeitura afirmou que “foi necessário fazer o remanejamento de uma parte dos professores que atuavam na Pastoral no Menor” para “suprir demandas da própria Secretaria [de Educação]”. Ainda segundo a Administração Municipal, a Secretaria “continua assistindo à instituição, com os professores que continuam cedidos, e com monitores, que substituíram os docentes remanejados”.

Uma reunião entre a coordenação da Pastoral e o secretário de Educação, Valdemir Dias, está agendada para esta sexta-feira (20), onde será discutida essa questão e verificar as alternativas possíveis de colaboração com as necessidades da instituição.

*com informações Blog do Rodrigo Ferraz