Herzem na Resenha Geral da Brasil FM e Sudoeste Agora da Rádio Clube FM

0

Publicado por Rafael Gusmão | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 dez 2018

Tags:, , ,

da Redação

O prefeito Herzem Gusmão (MDB), será entrevistado nesta 4ª feira (5), às 12 horas, no programa Resenha Geral da Rádio Brasil FM (107,7). O programa é apresentado por Nildo Freitas e SIndy Santos. Herzem comandou a Resenha Geral na qualidade de âncora e editorialista do programa por quase 40 anos.

Rádio Clube FM

O prefeito Herzem Gusmão será também entrevistado pelos jornalistas Humberto Pinheiro e  Washington Rodrigues. Os temas serão livres e as abordagens serão conhecidas na hora da entrevista.

“Gosto sempre do pergunta que eu respondo”, disse Herzem que revelou gostar muito de ser entrevistado no Rádio. “É um momento, sempre com tempo disponível, para esclarecimentos que se tornam necessários”, reafirmou o gestor que gosta de falar nos microfones radiofônicos.

Herzem concede entrevista hoje na Rádio Clube e Brasil FM

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 ago 2018

Tags:, , ,

da Redação

Nesta quinta-feira (16), o prefeito Herzem Gusmão (MDB) será entrevistado em emissoras de Rádio de Vitória da Conquista.

Na Rádio Brasil FM (107,7), será entrevistado no programa Resenha Geral, onde foi apresentador por quase 40 anos. A entrevista será logo no início do programa, às 12 horas. Nildo Freitas comandará a entrevista com tema livre.

Na Rádio Clube FM (95,9), o prefeito será entrevistado no programa Sudoeste Agora, às 12h45, pelos jornalistas Humberto Pinheiro e Washington Rodrigues.

O transporte coletivo, com certeza deverá ser um dos temas em destaque logo mais   nos programas de grande audiência em Vitória da Conquista.

Herzem: “Nem fechei porteira nem vou impor candidatos, todo mundo tem liberdade de escolha”

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 15 jun 2018

Tags:, ,

Por Giorlando Lima (Reprodução do Blog do Giorlando Lima)

Vitória da Conquista tem pelo menos oito pré-candidatos a deputado estadual e sete a deputado federal, fora os que são apresentados em dobradinha com nomes locais. Destes, nove são filiados a partidos que apoiaram Herzem Gusmão na eleição de prefeito, mas nenhum terá apoio explícito ou diferenciado dele. Em conversa com o BLOG, Herzem disse que já foi procurado por pré-candidatos a deputado federal que solicitaram que ele o apresentasse aos titulares e equipes das secretarias, como as de Saúde e Educação, as mais visadas, indicando, desta forma, que o candidato teria a preferência dele. Mas, a proposta foi recusada.

“Também recebi conselho de membro do governo para que eu reunisse os cargos de confiança para orientar o voto, mas, assim, como declinei da proposta do pré-candidato a deputado federal, que é meu amigo, eu me neguei”, contou o prefeito, afirmando que essa postura foi muito criticada por ele quando era radialista e que seria incoerente adotar uma prática que sempre condenou. “As pessoas que foram nomeadas, em confiança, o foram para trabalhar, para contribuir com o governo na sua missão de melhorar a cidade e é isso é o que cobro e espero delas, não vou impor nomes de candidatos”, garantiu.

Segundo Herzem, Vitória da Conquista tem uma grande oportunidade de fazer história, com bons candidatos à Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados. “Eu tenho certeza que o conquistense saberá fazer as melhores escolhas”, acredita o prefeito. Para Herzem, a realidade é a mesma no seu grupo político, pessoas que estão em cargo de comissão ou entre os que apoiam o governo: “Temos como pré-candidatos pessoas preparadas, comprometidas com Conquista e com seu povo, então, quem está no governo ou nos apoia tem toda a liberdade de escolha. E, graças a Deus, as opções são excelentes, o que vai facilitar a escolha de cada um, sem qualquer pressão da minha parte, sem qualquer gesto impositivo do governo”.

São pré-candidatos por partidos ligados ao MDB de Herzem e João Santana (pré-candidato a governador) ou ao DEM, de ACM Neto e José Ronaldo (pré-candidato a governador): Sheila Lemos (DEM), Esmeraldino Correia (PSDB), Lúcia Rocha (DEM), Gilmar Ferraz (MDB) e João Aragão (PTC) – estaduais; Marcelo Melo (PHS), David Salomão (PRTB), Ciano Filho (PROS) e Kleber Avelino (PTC). O prefeito até agora declinou como seu candidato somente o nome do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB), que busca a reeleição.

João Santana: “Não mereço ser julgado pelos feitos das outras pessoas”

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 29 abr 2018

Tags:, , ,

da Redação
Reportagem: Nágila Santana | A TARDE SP (Reprodução)

Ex-ministro da Integração Nacional no governo Lula, João dos Reis Santana Filho é pré-candidato ao governo da Bahia pelo MDB. Nascido em Nazaré das Farinhas, com família em Irará, militou por muitos anos na política de Jequié e já concorreu à prefeitura. O candidato é formado em engenharia elétrica pela Escola de Engenharia Eletromecânica da Bahia. No Ministério da Integração Nacional ocupou o cargo de secretário de Infraestrutura Hídrica, que assumiu em maio de 2007, partindo depois para o comando da pasta, após a saída de Geddel Vieira Lima do cargo. Além de pré-candidato ao governo, Santana foi eleito presidente estadual da legenda, assumindo o lugar do deputado estadual Pedro Tavares, que deixou o partido. Em uma conversa franca com A TARDE, o candidato revela os motivos de ter se candidatado ao Palácio de Ondina, o posicionamento em relação à gestão petista e as pretensões para o cargo que será disputado em outubro.

“Sou amigo de Geddel há 35 anos, e ao longo desses anos jamais o ex-ministro me propôs produzir ou realizar qualquer atividade ilícita

João Santana (MDB), pré-candidato ao governo da Bahia

Por que resolveu se candidatar ao governo do estado? 

Em princípio, minha candidatura ao cargo não era algo planejado, por conta do meu caráter. Do ponto de vista pessoal, sempre fui uma pessoa comedida. Após o partido fazer uma análise da atual situação política na Bahia, chegou-se à conclusão de que eu tinha todos os elementos necessários para ser um forte candidato ao governo da Bahia. Esta escolha se deu através da minha trajetória, cheguei a ser ministro com louvor e durante a minha gestão no ministério entreguei diversas obras concluídas, cerca de três mil.

Como pretende encarar os questionamentos a respeito das “malas” de Geddel Vieira Lima?

Sou amigo de Geddel há 35 anos, e ao longo desses anos jamais o ex-ministro me propôs  produzir ou realizar qualquer atividade ilícita. Sendo assim, não posso falar em nenhum momento sobre o caráter de Geddel e me recuso a tomar parte neste episódio, por não ter condições de avaliar. No que diz respeito à minha índole, sou do MDB há 50 anos e Geddel tem 30 anos no partido, nos conhecemos há muito tempo e não tenho nada a apontar com relação a este assunto, pois a questão fica entre o ex-ministro e a Justiça.

A debandada de cinco deputados da legenda na janela partidária enfraquece o MDB?

O MDB é o partido mais capilarizado da Bahia, tendo milhares de militantes, e durante todo esse processo ninguém havia saído do partido, somente agora neste processo eleitoral, induzidos pelo “canto da sereia”, cinco deputados deixaram o MDB em uma hora que julgo “infeliz”, pois, sem querer, eles fizeram um pré-julgamento em relação a Geddel, caso que nem a Justiça julgou ainda. Entretanto, nosso partido tem estrutura para continuar, tendo em vista que somos o mais completo da Bahia no quesito  estrutura. Por mais diminuto que o MDB seja, continuamos em todos os cantos do País. É notável que os candidatos a deputado são importantes para uma boa campanha política, em contrapartida, se o candidato ao governo tiver uma boa performance, falar a língua que o povo quer ouvir, além de apresentar o plano de trabalho dele à população, não se torna tão necessário que se tenha esse total apoio para a eleição.

ACM Neto fez grande mal à política das oposições ao governo, depois de polarizar com o governador e desistirJoão Santana (MDB), pré-candidato ao governo da Bahia 

Qual a sua opinião a respeito da união das oposições após a desistência do prefeito ACM Neto ao governo?

Eu vejo a união das oposições como uma fórmula capaz de fazer com que a oposição lute contra a situação com mais capacidade de combate. O MDB, por exemplo, está à disposição de ser cabeça de chapa da oposição, mas o fundamento da verdade é a prática. Dentro de três meses saberemos quem é o escolhido, quem poderá ser o denominador comum no fechamento desta questão, devido a atual situação política. O mundo político atualmente está conturbado e tenho bastante convicção de que daqui até o dia da oficialização da candidatura muita coisa acontecerá, principalmente com relação à oposição.

Com esta declaração, o senhor admite que ainda tem a possibilidade de o MDB fazer uma nova composição adiante?

Sim, o MDB aceita uma nova composição desde que seja o vértice, inicialmente. Que para ele se obtenha a chapa majoritária, que o governador seja do MDB. Mas é muito salutar e é bom que aconteça por esses três primeiros meses, na época das convenções que homologarão as candidaturas, que nos exercitemos, para que a Bahia seja testemunha de uma provável união das oposições. E o MDB se propõe a ser coadjuvante e protagonista desta ação.

Qual a sua avaliação a respeito da gestão de Rui Costa?

Eu acho muito simples avaliar o governo de Rui Costa, pois conheço profundamente a Bahia, sei o que ele está fazendo e sei o que ele está propagando que está fazendo pelo Estado. Se você andar pela Bahia inteira poderá acompanhar que a cada 10 ordens de serviço divulgadas pelo governo, não sei se duas estão sendo cumpridas. Considero um governo modesto, mas que peca em todos os fundamentos, como nas áreas da Segurança e Saúde, onde sempre ouvimos falar que pessoas morrem na sem regulação.

O que você faria de diferente na atual gestão?

Uma das propostas que trago para a cidade é que meu governo sempre trará para divulgação pública propostas que sejam capazes de serem realizadas. Para a área de Segurança tenho uma outra proposta, que se resume na resolução dos problemas com cinco itens: armas e equipamentos; melhoria salarial e qualitativa no trabalho dos soldados ou da polícia; grande e profunda política de estratégia na área de investigação, e, acima de tudo, melhoria da conduta humana, seja da polícia para com o policiado, como da polícia com a sociedade. O que para mim é fundamental que um candidato tenha é saber identificar os problemas em uma determinada região e dizer ao seu povo o que o Estado pode fazer para melhorar a situação, dentro das condições possíveis. Em realidade, nós só apresentaremos propostas que o governo possa resolver.

A cada 10 ordens de serviço divulgadas pelo governo Rui, não sei se duas estão sendo cumpridasJoão Santana (MDB), pré-candidato ao governo da Bahia 

Quem o senhor vê como líder após a desistência do prefeito ACM Neto à candidatura ao governo do estado?

Ninguém. O prefeito ACM Neto conseguiu se situar no trono e polarizou a campanha junto com o governador. Durante a oposição é que poderemos ver quem assumirá este papel, porque todos os caminhos levavam até ele. Estabeleço que o prefeito fez um grande mal à política das oposições ao governo do estado, depois de ter polarizado com o governador durante meses. Até surgir alguém com o mesmo potencial será difícil, afinal o campo político é uma universidade, não um local onde qualquer um possa chegar e se candidatar.

É verdade que a sua candidatura é para viabilizar a mantenedora de Lúcio Vieira Lima?

O MDB terá diversos candidatos a deputado federal, seria inadmissível afirmar que o partido todo só existirá para favorecer a candidatura de Lúcio Vieira Lima, pois seria algo como admitir que todas as pessoas presentes no partido são idiotas, e que ele só existe em função do deputado. Pelo contrário, nós estamos candidatos para defender o MDB como um todo e fazer com que os nossos candidatos assumam os cargos, sendo um conjunto. O partido gosta do deputado Lúcio Vieira Lima, que foi o mais votado nas últimas eleições, com muitas realizações na Bahia, sendo um concorrente a renovar a investidura na Câmara Federal. O partido existe para se fortalecer, se reagrupar e se reconstituir com todos os candidatos, não somente a favor de um.

Induzidos pelo ‘canto da sereia’, cinco deputados deixaram o MDB em hora que julgo ‘infeliz’João Santana (MDB), pré-candidato ao governo da Bahia 

A imagem de Geddel e Lúcio dificulta a aproximação do eleitorado baiano?

Geddel encontra-se preso hoje e vai responder à Justiça pelos problemas dele. Já o Lúcio é deputado em exercício. O que me deixa impressionado é que as pessoas possam fazer a associação de um partido grande, como MDB, à existência por conta de duas pessoas. Possa ser que alguns digam que não votarão em mim por fazer parte do partido do Geddel e do Lúcio, porém eles têm que entender que as pessoas são diferentes. Não mereço ser julgado pelos feitos das outras pessoas, mas, sim, pelo que fiz e o que farei pela população.

Entrevista: “É um privilégio presenciar o nascimento de uma criança”

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 13 abr 2018

Tags:, , , ,

Reprodução do Siga.News

O 12 de abril é a data que celebra o Dia do Obstetra, profissional que orienta as mulheres num dos momentos mais belos da vida, o nascimento de uma criança. O acompanhamento, claro, vem bem antes mesmo do parto. Afinal, é esta atenção que vai assegurar o desenvolvimento saudável da criança e um trabalho de parto que seja tranquilo para obstetras, para a mãe e para o bebê.

A Drª Thais Meyin Lin, médica obstetra do Hospital Municipal Esaú Matos e professora da Universidade Federal da Bahia/Ufba vem, desde 2012, experimentando a mágica de acompanhar a gestação e participar do nascimento de centenas de crianças. Nesta entrevista ao Siga.News, a médica relata o quão gratificante é trabalhar com a obstetrícia e narrou que, apesar dos encantos, também existem as histórias tristes.

“Mas é gratificante, é um privilégio a gente presenciar um nascimento e é muito bom quando você entrega o neném bem para a mãe. Isso é uma coisa que não tem preço. É um retorno muito gostoso e acaba que a gente tem mais prazer. Aquele meu primeiro contato, aquele meu primeiro desejo de fazer Ginecologia e Obstetrícia, que era puramente porque eu queria uma especialidade clínica e cirúrgica, essas outras coisas acabaram sobrepondo a isso”.

Veja como ficou a entrevista:

Siga.News: Como você decidiu se tornar médica obstetra?
Drª Thais: Na época da graduação, quando eu estava me formando em Medicina, eu cheguei à conclusão de que eu gostaria muito de trabalhar tanto com clínica quanto com cirurgia. Eu gostava de ambos. A ginecologia obstetrícia foi uma possibilidade também disso, a gente pode tanto clinicar, quanto fazer procedimentos. Essa foi a primeira coisa que me atraiu na profissão. Ao longo do tempo, eu fui descobrindo que eu gostava de outras coisas que eu não sabia ainda da profissão. …Leia na íntegra

No feriado: EMURC trabalhando; Presidente da empresa concedeu entrevista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 14 fev 2018

Tags:, ,

 conquista.ba

Durante o feriado de Carnaval, colaboradores da Empresa Municipal de Urbanização de Conquista (EMURC) trabalharam no trecho 2 da Avenida J.Pedral (Corredor perimetral), que deverá ser inaugurado na primeira quinzena do próximo mês.

Nesta terça-feira (13), Marcelo Guerra, presidente da EMURC e administrador, concedeu entrevista falando acerca da obra e da empresa.

O gestor mostrou otimismo, falou da expectativa de montar nova turma de pavimentação após a recuperação de máquinas da empresa, que há anos estavam esquecidas, e a economia que a partir disso poderá ser alcançada para o município, o auxílio de outras secretárias, problemas encontrados – herdados da gestão passada – tanto na obra quanto na empresa.

Ressaltou alguns outros desafios encontrados na obra, como a existência de 20 mil toneladas de solo mole, levando cerca de 5 meses para a substituição desse material; as chuvas que também influenciam no adiamento da execução do trabalho.

Por fim, divulgou novidades, como a iluminação de LED a ser instalada na avenida, paisagismo, ciclovia, a importância da obra e o empenho do governo municipal.

Governo passado do PT não pagou quase meio milhão do terço de férias dos servidores. Prefeito Herzem Gusmão assumiu dívida.

0

Publicado por Editor | Colocado em Política, Vit. da Conquista | Data: 01 fev 2018

Tags:, ,

Da Redação

Em entrevista à Resenha Geral na Brasil FM 107.7, o prefeito Herzem Gusmão abordou vários assuntos de interesse à população e aos servidores municipais. “Em relação ao último governo do PT em 2016, dados da FPM, Fundo de Participação dos Municípios, revelam que Conquista arrecadou quase a metade do que o governo passado arrecadou, mas mesmo assim, com uma gestão responsável, conseguimos pagar a folha, o décimo terceiro e honrar os compromissos da prefeitura”.

Terço de férias

Com a greve dos servidores ocorrida no ano passado, houve um atraso no calendário, o ano letivo de 2017 fechou em 26 de janeiro de 2018, logo as férias de janeiro foram para fevereiro. As outras categorias irão receber o pagamento total também em fevereiro, pois não há viabilidade na realização de dois trabalhos.

O governo passado do PT não pagou quase meio milhão de reais do terço de férias dos servidores. Mesmo diante da alternativa de não pagar a dívida acionando a justiça, o governo Herzem decidiu honrar o compromisso com os servidores e pagar o que o PT não pagou. O prefeito destacou ainda que 60% das prefeituras da BA não pagaram o salário de dezembro nem o décimo terceiro.

“Nós não ultrapassamos a LRF, lei de responsabilidade fiscal. Não atrasamos o terço de férias”

Diante da decisão do corte das horas extras o prefeito registrou que o governo federal não paga hora extra, o Governo Rui Costa não paga hora extra, nem Banco do Brasil, Bradesco e Previdência.

 

 

Michel Temer em entrevista não descarta candidatura. Uma coisa é certa: governo terá um nome

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 01 jan 2018

Tags:, , ,

da Redação
Entrevista do presidente Michel Temer ao jornalista Reinaldo Azevedo na Band News

“Estamos cumprindo a promessa de planejar e não improvisar”, afirma Herzem Gusmão

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 31 dez 2017

Tags:, , ,

Por Fábio Sena (Diário Conquistense)

“Este foi o ano da arrumação, mas conseguimos realizar muito também.”

Quem conversa com o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) toma um banho de otimismo e entusiasmo. Suas declarações, no crepúsculo de seu primeiro ano de mandato, revelam um gestor plenamente convicto de que sua administração vem cumprindo rigorosamente sua principal proposta de campanha: adotar o planejamento contra o improviso. Segundo ele, os primeiros 365 dias de gestão foram dedicados à pesquisa, ao estudo e à elaboração de projetos. Para tanto, contratou consultorias e assessorias especializadas nos diversos temas administrativos.

A mais recente contratada – a GO Associados – será responsável pelo diagnóstico da relação entre a Embasa e o Município, devendo fornecer em breve ao prefeito subsídios para o melhor modelo de contrato com a empresa, historicamente merecedora das mais corrosivas críticas da população, não apenas pelo deficitário serviço de abastecimento de água mas pela prática de danificar o pavimento de ruas sem o devido reparo. Bem ao seu estilo direto, Herzem Gusmão declara este estudo definirá a vida da Embasa em Vitória da Conquista.

Nesta entrevista ao Diário Conquistense, o prefeito Herzem Gusmão manifesta opinião sobre a postura de animosidade do governador Rui Costa, reafirmando o que vem declarando em todas as oportunidades, que há um componente estritamente eleitoral nas iniciativas do governo com as policlínicas. Segundo o prefeito, Rui Costa partidariza as ações de saúde e chega a praticar campanha extemporânea ao inaugurar essas unidades com cantores cujos cachês alcançam cifras milionárias, como foi o caso de Luan Santana e Aviões do Forró.

Segundo o prefeito, apesar da queda abrupta do Fundo de Participação dos Municípios/FPM e as dificuldades decorrentes deste perda de receita, foi possível retomar obras paralisadas – graças, sobretudo, à recuperação da Emurc – e pavimentar diversas avenidas. Como de praxe, Herzem também reclama da herança maldita e afirma que administrou a cidade com um orçamento “que é uma peça de ficção”, com uma diferença de R$ 130 milhões.

Abaixo, na íntegra, a primeira parte da entrevista com o prefeito Herzem Gusmão.

DIÁRIO CONQUISTENSE: Prefeito, assim que declarado o resultado eleitoral em 2016 eu te perguntei sobre a dimensão simbólica de substituir o PT na gestão municipal vinte anos depois de uma hegemonia política daquele partido. Passados doze meses, qual a avaliação? …Leia na íntegra

Deu no Bocão News: Herzem enaltece postura do secretário e critica Governo da Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 23 dez 2017

Tags:, ,

da Redação
Com informações do Bocão News

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), decidiu aderir ao consórcio de saúde para implantação da policlínica regional no seu município.

A adesão só foi possível após reunião com o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas, que aceitou a proposta de Conquista de participar com apenas 10% dos recursos de competência das prefeituras que integrarão o Consórcio. “Eu considero o doutor Fábio um técnico de excelência e tenho as melhores relações com ele. O que falta no governador, sobra no doutor Fábio, que tem um trato polido quando se trata das relações institucionais. O governador tem tensionado, mandado recados. Sentamos com o secretário, fizemos a proposta e ele aceitou. Conquista entra com apenas 10% do financiamento”, relatou o prefeito em conversa com o BNews.

(…) Os 10% representarão para o município um montante mensal de R$ 120 mil. Apesar do acordo selado, o prefeito não economiza nas críticas ao governador Rui Costa. “Foi graças ao secretário Vilas Boas. Se fosse pelo governador… o governador é extremamente inábil. Ele passa arrogância… eu tenho dito que o PT não assimilou a derrota aqui em Vitória da Conquista.  Conquista não vai dobrar os joelhos. Fechamos dentro do que poderíamos fazer e doutor Fábio foi extremamente hábil e elegante”, disse o prefeito Herzem.

Herzem hoje na Brasil FM (107,7), em entrevista com Nildo Freitas

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 15 dez 2017

Tags:, ,

da Redação

O prefeito Herzem Gusmão (PMDB) será entrevistado na manhã desta 6ª feira (15), às 8 horas,  no programa Brasil Notícias da Rádio Brasil FM (107,7).

O prefeito fará um balanço da sua gestão neste ano de 2017, e também destacará a 4ª edição do Prefeitura Móvel que será realizada hoje e amanhã na Urbis VI. A Policlínica do PT, bandeira de campanha antecipada de Rui Costa, será tema da abordagem do prefeito na entrevista.

As chuvas que  causaram estragos na cidade será outro tema importante a ser abordado. “A invasão na Serra do Periperí, que conta com apoio de adversários vem ocasionando sérios danos na cidade. A invasão é irresponsável e orquestrada e vamos continuar impedido”, disse o prefeito ao BRG que tem manisfestado preocupação com a devastação da vegetação da Serra que trás sérias consequências.

Deu no Bocão News: Neto terá um PMDB revigorado para eleições em 2018, garante Herzem Gusmão

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Vit. da Conquista | Data: 15 set 2017

Tags:, , , ,

da Redação
Fonte: Bocão News

Entrevistado na noite desta quinta-feira (14), por Zé Eduardo, no programa Se Liga Bocão da Rádio Itapoan FM (97,5), em Salvador, o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) destacou realizações do seu governo e realçou o fato de já ter assessorias das mais importantes a exemplo da Dom Cabral, Prática, PJ, equipe de Jaime Lernner e prestes a contratar a Fundação Escola Politécnica da Ufba .

Na entrevista o prefeito falou que vem garantindo o Governo Rui  Costa (PT),  apenas  a construção do Metrô na capital, toda verba do Governo Federal, e que o PT carimbou como se fosse obra dele. Gusmão desafiou qual a obra do Governo do Estado em sua cidade e em todo interior da Bahia. A construção do terminal de passageiros do novo aeroporto, a exemplo do Metrô da capital, é toda ela realização do Governo Federal.

Leia a íntegra da matéria gerada após a entrevista na Itapoan FM:

Bocão News

“Neto terá um partido revigorado em 2018”, garante Herzem Gusmão

 

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (PMDB), refutou a saída da legenda da base do  prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), que concorre ao governo do estado, em 2018.  Após os escândalos envolvendo o ex-ministro Geddel Vieira Lima, cresce a possibilidade do demista minar a participação do PMDB na chapa majoritária.

Sobre isso, Gusmão disse que “ao contrário, Neto não terá prejuízo nenhum tendo o PMDB na chapa”. Segundo ele, “Neto terá um partido revigorado em 2018”. Em entrevista ao programa Se Liga Bocão, da rádio Itapoan FM, na noite desta quinta-feira (14), o peemedebista defendeu vigorosamente a mudança da sigla de PMDB para MDB. O partido já marcou uma convenção nacional para o dia 27 de setembro visando adotar o antigo nome: Movimento Democrático Brasileiro (MDB), sigla que vigorou de 1966 a 1979 durante a ditadura militar.

Questionado se acredita que os eleitores enxergariam uma mudança no partido, mesmo tendo os mesmo membros, Gusmão defendeu uma mudança na ideologia do partido. “Eu não estou falando de pessoas, estou falando de ideologia. Defendo o MDB. Hoje não tem um partido político que sirva de exemplo para quem quer que seja. E o MDB tem uma história extraordinária”, defendeu.

O prefeito ainda minimizou o fim da era dos Vieira Lima dentro da legenda. Disse que não vai condenar o deputado federal Lucio Vieira Lima antes de qualquer julgamento jurídico. “Geddel está afastado por decisão da Justiça. Lúcio é deputado federal. Ora, não vou sair condenando. E entendo que qualquer debate ele tem que estar presente. Lucio é o presidente do partido em Salvador. Ele é legítimo. Vamos aguardar o desfecho”, afirmou.

Herzem concede entrevistas na Rádio Brasil FM (107,7)

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 05 set 2017

Tags:, ,

da Redação

Logo mais às 8 horas, na Rádio Brasil FM (107,7), o prefeito Herzem Gusmão (PMDB) será entrevistado por Nildo Freitas no programa Brasil Notícias.

Na entrevista  o prefeito deverá destacar as ações do seu governo à frente da Prefeitura de Vitória da Conquista. Na solenidade de posse dos novos secretários Esmeraldino Correia e Paulo César, Mobilidade Urbana e Agricultura respectivamente, o prefeito destacou que a sua gestão dedica atenção especial na elaboração do documento  A Carta do Futuro – comandada pela Dom Cabral. “Precisamos preparar a nossa cidade que completará 200 anos, em  2040.

Resenha Geral

Ainda nesta 3ª feira (5), às 12 horas, Herzem Gusmão será entrevistado no programa Resenha Geral na mesma emissora, Rádio Brasil FM (107,7).

Na Resenha Geral o prefeito falará das providências que estão sendo tomadas para apurar a reportagem de uma briga envolvendo crianças. São dois motivos relevantes e que merecem atenção segundo o prefeito. O fato da omissão dos vigilantes que não interferiram para evitar a briga, e a filmagem feita possivelmente por um adulto que incorreu no mesmo erro da omissão de socorro.

Sudoeste Agora

A assessoria do prefeito Herzem Gusmão aguarda confirmação de um espaço na Rádio Clube FM (95,9), no programa Sudoeste Agora, às 13 horas, para uma entrevista com o jornalista Humberto Pinheiro.

 

 

Aleluia coloca ACM Neto como favorito, defende Temer e elogia Bolsonaro

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 06 ago 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Bahia.ba (Conteúdo)

Deputado do DEM diz que prefeito é “favorito em qualquer hipótese” na disputa pelo governo e não hesita em eventual 2º turno presidencial: “Em Lula não dá para votar”

aleluia foto joao gabriel veiga bahiaba 13

 

Presidente do DEM na Bahia, o deputado federal José Carlos Aleluia diz que o prefeito de Salvador, ACM Neto, é “favorito em qualquer hipótese” na eleição para o governo do Estado no próximo ano.

“O que vai acontecer no futuro nem Madame Beatriz é capaz de saber. Mas hoje ele é o favorito, porque o novo é favorito. As pessoas não querem mais do mesmo”, afirma o democrata, que acredita existir “oportunidade” de atrair para o seu campo político atuais aliados do governador Rui Costa.

Aleluia refuta novamente qualquer conspiração do Democratas contra o governo Temer e defende o peemedebista das acusações de corrupção feitas pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

“O que faltou na denúncia? A mala não chegou ao presidente. O dinheiro não chegou ao presidente”, defende o deputado, para quem faltam “provas concretas” contra o presidente.

O parlamentar critica ainda posicionamento do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da força-tarefa da Lava Jato, que recentemente acusou o PMDB de querer “acabar” com a operação. “São as declarações de um político”, classifica.

Sobre a montagem da chapa majoritária para o próximo ano, Aleluia admite a possibilidade de José Ronaldo, prefeito de Feira de Santana, deixar o DEM. …Leia na íntegra

‘Fui vítima de armação de bandidos que saquearam o País e querem sair impunes’, diz Temer’

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 21 maio 2017

Tags:, , ,

Diário do Poder

E tudo quando a economia inicia a recuperação, lamenta Temer

Minutos depois do pronunciamento que fez sobre a crise que atinge seu governo, Michel Temer reafirmou a Vera Magalhães, do jornal O Estado de S. Paulo, sua recusa a renunciar à Presidência, se disse vítima de “armação”, negou que tenha participado de um plano para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha e disse estranhar que a delação da JBS, que o atingiu, tenha sido selada “no momento em que a economia começa a se recuperar”.

Temer concedeu uma entrevista exclusiva ao Estadão por telefone. Disse estar convencido da capacidade de rearticulação política do governo, deu sua versão para o encontro que teve com Joesley Batista, da JBS, em março — que foi gravado e entregue ao Ministério Público Federal, o que desencadeou a delação do grupo, e criticou os termos da colaboração negociada com o empresário pela Lava Jato.

 “Esse sujeito me ligou seguidamente, ao longo de vários dias, me pedindo para ser recebido”, afirmou o presidente. Segundo ele, a segurança da Presidência vive repreendendo-o por “atender o celular”. “Eu tenho o hábito, que a segurança do Planalto vive reclamando, de atender o celular, responder mensagem. É um mau hábito pela liturgia do cargo, mas que eu adquiri da experiência parlamentar”, disse Temer.

Segundo ele, depois de muita insistência por parte de Joesley, ele concordou em recebê-lo no Palácio do Jaburu. Questionado sobre o horário tardio da conversa, Temer disse que a razão foi o fato de que, anteriormente, ele compareceu à festa de aniversário da carreira do jornalista Ricardo Noblat. “Disse a ele: estou na festa do Noblat. Se quiser, passa mais tarde no Jaburu. E ele concordou.”

Temer afirmou que já conhecia Joesley, e que tem o costume de receber empresários para conversas. “Já recebi dezenas de empresários. Em São Paulo, no Jaburu, no Planalto. Muitas dessas reuniões acontecem fora da agenda”, disse o peemedebista.

Questionado sobre os assuntos tratados na reunião, alguns deles a confissão de crimes como o suborno a um procurador e supostamente a dois juízes, Temer disse ter atribuído o teor da conversa ao fato de Joesley ser alguém acuado por investigações e contrariado por não obter acesso que tinha antes a altas autoridades do governo. “Logo de cara, vi que ele era um falastrão”, afirmou.

Ele afirmou ter achado “estranho” o teor da conversa, mas que não levou a sério as afirmações. “Mas você veja que comecei a ser cada vez mais monossilábico, quando a conversa dele começou a enveredar para o pedido de que precisaria ter acesso a esse ou aquele setor do governo.”

Temer afirmou que a divulgação do áudio da conversa demonstra que ele não deu aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, conforme se divulgou inicialmente. “Veja que ele diz que está mantendo uma boa relação com ele, e incentivo que deveria manter, apenas isso.”

Sobre o eventual interesse em evitar uma delação de Cunha, Temer evoca o fato de o ex-aliado tê-lo arrolado como testemunha: “Que silêncio do Cunha eu poderia comprar? Se ele me mandou 21 perguntas num processo e 17 em outro, todas claramente tentativas de me incriminar, e o próprio juiz Sergio Moro tratou de indeferir?”.

 A respeito da sugestão para que Joesley procurasse o ex-assessor especial da Presidência e deputado afastado Rodrigo Rocha Loures, Temer disse que apenas confirmou uma sugestão do empresário. “Falei que poderia falar com o Rodrigo sobre assuntos do grupo, como poderia falar o Moreira, ou o Padilha”, justificou.

Temer disse acreditar que Rocha Loures “deve ter sido seduzido” pela promessa de receber R$ 500 mil ao longo de 20 anos. Questionado pelo Estadão se tomou conhecimento, em algum momento, da negociação de recursos por Rocha Loures, ou se autorizou a transação, o presidente negou.

Afirmou que o suborno ao deputado foi negociado pela obtenção de um acordo no Cade que foi negado. “O Cade resolveu? Não resolveu! Ele estava desesperado porque a Maria Silvia saneou o BNDES, ele teve de mudar a operação da empresa para outro país porque fechamos a torneira do BNDES”, afirmou o presidente.

Temer atacou os governos do PT e criticou os termos da delação oferecida ao grupo JBS. “Fui vítima de bandidos que saquearam o País nos governos passados e não obtiveram acesso ao nosso. E negociaram um acordo pelo qual querem sair impunes!”, afirmou o presidente, para em seguida dizer que tentará todos os recursos jurídicos para tentar anular o inquérito aberto contra ele no STF, que, segundo sua avaliação, se baseou em provas armadas.

Ele afirmou que não renunciará e que tentará recompor a base de sustentação do governo para aprovar as reformas. “Querem me tirar para continuar com as mesmas reformas que eu propus, com o meu programa. A quem interessa desestabilizar o governo?”, questionou o presidente.

Temer disse “estranhar” que a crise tenha sido “criada” justamente quando a economia começava a dar sinais de reação. E repetiu os dados que dissera no pronunciamento, de que a JBS lucrou com o câmbio e a venda de ações nos dias que antecederam a Operação Patmos.

Médico de Conquista será destaque na TV Globo

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 13 maio 2017

Tags:, , ,

da Redação

O conhecido médico conquistense, Aloísio Alan, professor da Uesb – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. e médico do E.C Vitória da Conquista, convidado pela TV Globo, participará como entrevistado no programa Bem Estar na próxima 3ª feira (16),

Durante esta semana o Dr. Alan foi entrevistado pela TV Globo, com grande repercussão nacional, sobre o caso das mochilas gigantes distribuídas pela Secretaria de Educação da cidade de Jequié.

Considerado um grande profissional da medicina, na qualidade de ortopedista, sempre busca cursos de especialização no exterior.

“Nosso sonho é transformar o centro comercial num shopping a céu aberto”, diz Sheila Andrade

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 08 maio 2017

Tags:, , ,

Por Fábio Sena
Diário Conquistense

“As lojas do centro são mais bonitas que lojas de shopping”, disse Sheila Andrade para explicar a pujança do comércio local

Transformar o centro comercial de Vitória da Conquista num ambiente seguro para jovens, adultos, idosos e crianças e impedir que ocorra a perda de vitalidade econômica a exemplo de Salvador: este é um dos desafios que a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas\CDL, Sheila Andrade, tomou para si ao assumir a direção de uma das mais importantes entidades de classe local.

Carismática e bem falante, cheia de ideias inovadoras, Sheila Andrade tem convicção do tamanho do projeto de revitalização e sabe que não seria fácil torná-lo realidade da noite para o dia. Por isso, pretende iniciar modestamente em sua gestão as mudanças mais necessárias, como a renovação do piso de algumas ruas, praças e alamedas. Para tanto, já há conversas bastante adiantadas com o governo municipal.

Sheila pretende ainda estender a área de atuação da CDL, até hoje focada no centro da cidade. Ela quer dobrar o número de associados, inclusive atraindo lojistas do Bairro Brasil, com um leque de serviços que inclui o Cartão CDL Mais e até um plano de saúde para os associados. “Vamos começar fazer convênios com farmácias, postos de combustíveis, clínicas médicas, estamos tentando fechar um plano de saúde para os associados, funcionários e seus dependentes”, informa a presidente.

Abaixo, em entrevista ao Diário Conquistense, Sheila fala sobre os planos da CDL para a gestão 2017-2018, fala de renovação de lideranças na entidade e sobre como ela pretende incluir o comércio dos Bairro Brasil e Patagônia no projeto de ornamentação no período junino. …Leia na íntegra

‘Sem reforma da Previdência, é esperar pelo precipício’, diz Delfim Netto

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 06 maio 2017

Tags:, ,

da Redação
Conteúdo Diário do Poder

Prefeito concede entrevista a Humberto Pinheiro na Rádio Clube FM (95,9)

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 23 mar 2017

Tags:, , ,

da Redação

O prefeito Herzem Gusmão (PMDB), vem nos últimos dias concedendo entrevista ao vivo em várias emissoras de Rádio de Vitória da Conquista. Após ser entrevistado na Rádio Bandeirantes e Rádio Brasil FM, logo mais às 12 horas, o prefeito concederá entrevista ao jornalista Humberto Pinheiro, no programa Sudoeste Agora, da Rádio Clube FM (95,9).

As ações da Prefeitura na direção do combate as desocupações de áreas de preservação ambiental, têm gerado descontentamento de setores ligados ao PT que tem mobilizado deputados e vereadores. “As invasões surgiram com muita força logo que assumi a Prefeitura. A exceção foi a invasão consentida pela administração petista no ano passado. Não irei permitir anarquia e desordem. Com a Lei haveremos de combater todas as invasões em áreas públicas, e em especial as de preservação ambiental”, disse Gusmão.

Além da entrevista sobre as invasões, o prefeito vem apresentando várias decisões e realizações importantes dos seus poucos dias de governo.

Prefeito vai ao Rádio falar das invasões em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 21 mar 2017

Tags:, , , ,

da Redação

Foto: divulgação

O prefeito Herzem Gusmão (PMDB), concederá entrevista logo mais ao meio dia na Rádio Bandeirantes ao programa Band Revista apresentando por Mac Donald e Carlos Bramont. Em seguida o prefeito participará do programa Resenha Geral da Rádio Brasil FM apresentado por Sindy Santos e Luis Carlos Dudé. Nesta 4ª feira (22), Gusmão será entrevistado na Rádio Clube FM por Humberto Pinheiro.

As ações, segundo secretários municipais, são orquestradas. Ao falar da invasão no Maravilhosinha, o secretário da Comunicação disparou: “A gente está em processo de identificação e negociação com estas pessoas que realmente precisam, não somente de lá, mas de outras regiões da cidade, onde havia tido alguma intervenções. O que a gente não pode confundir é quem precisa com que está usando a ocupação com ponto de vista comercial ou político – e tem muita gente fazendo isso. Por isso, está sendo discutido também com a Secretaria de Desenvolvimento Social”, disse o secretário de Comunicação, André Ferraro.

A Prefeitura continuará a ofensiva contra as invasões que segundo fontes da Prefeitura o intuito é tentar tumultuar a atual administração que só está começando.