Paredões: Prefeitura e Câmara Municipal erraram

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 jan 2018

Tags:, , , ,

da Redação
Foto: Youtube

A Prefeitura de Vitória da Conquista foi obrigada a publicar uma “Errata” no site oficial e correção no DO – Diário Oficial sobre os vetos ao PL – Projeto de Lei dos Paredões, de iniciativa do Legislativo Municipal.

O erro foi solidário e envolveu a Prefeitura e a Câmara de Vereadores. Na realidade o Projeto de Lei ainda está sendo analisado pelo Executivo Municipal e não foi votado.

“Tenho compromisso de estimular e apoiar os Paredões. Foram importantes e embelezaram as nossa carreatas durante a campanha de 2016”, disse o prefeito ao BRG que reafirmou o compromisso do apoio em sua gestão.

A Prefeitura e Câmara de Vereadores buscarão alternativa para que a população não seja prejudicada. A regulamentação será criteriosa e todos sairão ganhando garante o prefeito.

Veja como ter indenização em caso de erro do INSS

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 17 jun 2017

Tags:, ,

Clayton Castelani
do Agora

Falhas graves nos serviços do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) podem trazer mais do que prejuízos financeiros aos segurados.

Às vezes, a ineficiência atinge diretamente a dignidade do aposentado e, quando isso ocorre, a resposta à ofensa deve ser por meio da Justiça, que têm obrigado o órgão a pagar indenizações de R$ 5.000 a R$ 30 mil, segundo levantamento do CPJUR (Centro Preparatório Jurídico).

Descontos de empréstimos consignados sem autorização dos beneficiários e tratamentos desrespeitosos por parte de funcionários do órgão exemplificam bem situações em que vale a pena mover uma ação por dano moral previdenciário, segundo advogado Theodoro Vicente Agostinho, coordenador do CPJUR.

Erro do TCM provocou informação falsa da reprovação de contas de Zé Raimundo

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 17 jun 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Zé RAimnudoUm erro da Secretaria Geral do TCM provocou o encaminhamento das contas de 2005 do ex-prefeito José Raimundo Fontes (PT) para votação na Câmara Municipal de Vitória da Conquista. O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) teria enviado os documentos relativos às contas de 2005 de ‘forma truncada’, invertendo o parecer favorável à aprovação.

A Mesa Diretora da Câmara recebeu a documentação com o parecer do relator do caso rejeitando as contas do exercício financeiro de 2005, nesta semana. O documento apontava a transposição de recurso na ordem de quase R$ 30 milhões de dotações orçamentarias, indevidamente autorizadas. Após a divulgação do fato, o TCM entrou em contato com o Legislativo conquistense informando o erro.

Segundo o Tribunal, na verdade, as contas do então prefeito Zé Raimundo foram apreciadas em 03 de dezembro de 2009 e aprovadas. Constatado o erro, o TCM está enviando novos documentos à Câmara de Vereadores, agora com o parecer favorável à aprovação. “Em nenhum momento tive dúvidas que se tratou de um equívoco, pois o Pleno do TCM havia votado pela aprovação das contas, resultado que foi divulgado no Diário Oficial do Estado, de 10 de dezembro de 2009. Foi um erro lamentável”, afirmou o ex-prefeito, atualmente exercendo segundo mandato de deputado estadual.

Analista vê resultados tendenciosos em pesquisas eleitorais

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 19 ago 2012

Tags:, , , , ,

Com informações da Rede Brasil Atual

 Vox Populi errou pesquisa em 2010

Para a socióloga Célia Retz, professora da Universidade Estadual Paulista (UNESP), os resultados de intenção de votos divulgados por institutos de pesquisa sugerem viés ideológico.  Diferenças na seleção de amostras e na confecção do questionário podem favorecer um ou outro candidato.

Em abril e julho de 2010, divergências entre dados do Vox Populi, pertencente a Marcos Coimbra, primo do ex-presidente Fernando Collor, e do Datafolha, pertencente ao jornal Folha de São Paulo, deram origem a bate-bocas por meio da imprensa entre os diretores dos institutos de pesquisa. Além disso, o Movimento dos Sem Mídia, uma ONG de São Paulo, teve uma representação acolhida pelo Ministério Público, que pediu investigação da Polícia Federal sobre os levantamentos eleitorais.

Embora não explicite quais institutos estariam mostrando viés em seus resultados, Célia Retz alerta que há benefícios indiretos para os candidatos mais bem posicionados. “Os levantamentos têm muito mais poder para amparar os partidos em alianças e na busca de recursos para campanha. Pode ainda ajudar a mobilizar ou desmobilizar a militância de um partido”, sustenta.

Em 2010 o Vox Populi errou a previsão para o primeiro turno das eleições presidenciais onde os candidatos José Serra (PSDB) e Marina Silva(PV) obtiveram um resultado acima da previsão da pesquisa que anunciava vitória da candidata Dilma Rousseff no primeiro turno.