Trabalhador espera mais de 3 meses para se aposentar

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 16 set 2018

Tags:, ,

Fernanda Brigatti e Luciana Lazarini

Os paulistas esperaram, em média, 105 dias pela concessão da aposentadoria por tempo de contribuição no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no período de um ano. O tempo médio inclui o intervalo entre a data em que o trabalhador agendou seu benefício até o dia em que foi confirmado.

Os prazos médios por gerência foram fornecidos pela assessoria de imprensa do INSS em São Paulo. O Agora
também obteve, por meio da Lei de Acesso à Informação, a espera mensal nas agências paulistas e selecionou o pior e o melhor mês em um ano.

Das 23 gerências executivas do órgão no estado, o tempo médio passa de 100 dias na maioria –em 15. Na capital há quatro gerências –a menor espera fica na norte, que inclui Caieiras, na Grande SP. Nessa agência, o prazo passou de cinco meses em outubro, que foi o mês com a maior espera no período.

7 em cada 10 esperam mais de 90 dias para se aposentar

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 05 set 2017

Tags:, ,

Cristiane Gercina
do Agora

Os segurados que pedem a aposentadoria no Estado de São Paulo estão enfrentando uma longa espera.

Além da fila para agendar o pedido do benefício, há ainda uma grande quantidade de aposentadorias paradas.

Hoje, segundo o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), há 70.765 pedidos pendentes no Estado.

Desse total, 49.434 segurados esperam há mais de 90 dias por uma resposta e 55.672 deram entrada na solicitação há 76 dias ou mais.

Driblar a fila de espera não é fácil, mas é possível, segundo as advogadas Adriane Bramante e Vanessa Vidutto.

Hospital São Vicente restringe atendimento do Pronto Socorro do SUS

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 04 abr 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0342

Nesta segunda-feira (4), o Hospital São Vicente anunciou a restrição dos atendimentos no Pronto Socorro do Sistema Único de Saúde. A partir desta data, e por tempo indeterminado, o Pronto Socorro da unidade só atenderá pacientes classificados como “urgência e emergência e demandas do SAMU 192”. O comunicado foi assinado pelo coordenador Médico da Emergência, Austelino Ferreira Mattos.

IMG_1772No final do último mês, o BLOG DA RESENHA GERAL mostrou que espera por atendimento nos prontos socorros de Vitória da Conquista está beirando o estado de caos. As filas de pacientes a espera por uma consulta médica tem cada vez aumentado mais e, sem espaço, as pessoas têm que aguardar deitada no chão.

Filas irritam pacientes que procuram atendimento de emergência em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 22 mar 2016

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

IMG_0342

A espera por atendimento nos prontos socorros de Vitória da Conquista está beirando o estado de caos. As filas de pacientes a espera por uma consulta médica tem cada vez aumentado mais e, sem espaço, as pessoas têm que aguardar deitada no chão.

A situação alarmante pode muito bem ser comprovada na porta da emergência do Hospital São Vicente, entidade conveniada ao Sistema Único de Saúde. Nessa segunda-feira (21), a repórter Mônica Cajaíba, do programa Resenha Geral da Rádio Clube (FM 95,9), esteve na unidade de saúde e ouviu os relatos de pacientes que seguiam de hospital em hospital a procura de atendimento.

Segundo a repórter, mais de 60 pessoas, incluindo idosos, esperavam atendimento. Muitos deles dentro do pronto socorro, deitados no chão. Entre eles, uma moradora do povoado de Água Verde, a 63 km do centro de Conquista, que preferiu não se identificar, chegou ao hospital com uma criança de dois meses no colo e reclamando de dores nos pés e nas mãos. “Fiz uma cirurgia e não estou aguentando ficar em pé. Muitas dores nas juntas, que eu não estou aguentando a amamentar criança”, disse a mãe ao sob o som do choro de seu filho.

IMG_0341

Outra que também esperava era Luzinete, que se queixava de uma infecção urinária e muita febre. “Desde o sábado o início da noite, fui para o Hospital Unimec e disseram que o médico só iria chegar depois das 21h30. Depois avisaram que era pra gente aguardar até as 22 horas. Depois avisaram que não tinha maca e só ia atender se tivesse maca. Então todo mundo saiu e veio para o São Vicente”.

Dona Luzinete também contou a repórter Mônica Cajaíba que no São Vicente a situação não foi diferente. “Aqui já tinha um monte de gente, todo mundo doente, em pé, sem lugar para sentar, sem água para beber. A situação é essa todos os dias, de segunda a segunda. É no Unimec, no São Vicente e no Hospital de Base”.

“O problema não é nem os médicos, que eles têm boa vontade, estão aqui para ajudar. Mas eles vão fazer o quê? Vão pegar os pacientes e colocar na casa deles, sabendo que não tem nem maca para botar o povo? O problema é o Sistema único de Saúde”, completa uma moradora do bairro Santa Cruz, que passou por outros dois hospitais a procura de atendimento para o sogro idoso, antes de chegar ao São Vicente.

Fim da greve: clientes da Caixa enfrentam 3 horas na porta de banco por atendimento

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 29 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_1517

A agência central da Caixa Econômica Federal, de Vitória da Conquista, amanheceu com uma enorme fila, nesta quinta-feira (29). Hoje foi, efetivamente, o primeiro dia após o anúncio do fim da greve dos bancários.

Como o anúncio do fim da greve no banco só foi anunciado na noite da última terça (27), muita gente não teve tempo de se programar para resolver suas pendências nessa quarta. Então, tudo ficou para hoje. Como consequência, a fila de espera ganhou a calçada da Praça Barão do Rio Branco, ultrapassando a extensão de 50 metros. Isso tudo, antes mesmo de a agência abrir.

Os primeiros da fila afirmam que chegaram antes das 6h30, sendo que todos os atendimentos da Caixa se iniciam às 9h30. Estes horários estão adaptados ao horário de verão.

Finalmente! Vereador Andreson se encontra com prefeito após 1,5 ano

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 27 out 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

SC2_6091foto: divulgação Secom PMVC

O dia 26 de outubro de 2015 foi um dia histórico para o vereador e presidente do PCdoB de Vitória da Conquista, Andreson Ribeiro. A longa espera do parlamentar chegou ao fim nesta data. Ele, finalmente, conseguiu se encontrar com o prefeito da cidade Guilherme Menezes.

Um ano e cinco meses após encaminhar o ofício pedindo uma audiência com o chefe do Executivo Municipal, o vereador pode discutir a aplicação da sua emenda parlamentar. O encontro ocorreu nessa segunda-feira (26), no salão de reuniões do Gabinete Civil e teve como testemunhas moradores das localidades de São Sebastião, Mirasol e Simão.

O imbróglio envolvendo o vereador e o prefeito ganhou grande repercussão na imprensa local e chegou a ser usado como desculpa para o rompimento entre PT e PCdoB. “Encontros como esse são constantes aqui na Prefeitura, pois existe uma consonância entre as nossas vontades que é o desejo de ajudar a população”, comentou o prefeito. Já o edil foi sucinto: “Nós só temos a agradecer ao Governo por mantermos esse diálogo aberto”.

Prefeito teria esquecido a espera que impôs ao presidente do PCdoB municipal

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 10 jul 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
foto: arquivo BRG

DSC_0584

O prefeito Guilherme Menezes (PT) comentou, nessa quinta-feira (9), a saída do PCdoB de seu governo. Em sua fala, o atual chefe do Executivo municipal lamentou a decisão dos comunistas de Vitória da Conquista e também a falta de um diálogo prévio com a direção municipal do PCdoB.

“Eu lamento porque eu gostaria de ter participado de uma reunião com a direção do PCdoB local. Encontrei, por solicitação deles, com os secretários Elvio Dourado e Miguel Felício, que são pessoas históricas do PCdoB, e eles me convidaram para discorrer. Mas, da direção em si, não tivemos [diálogo], recebi uma correspondência”, declarou o prefeito.

Porém, o prefeito parece ter esquecido que o presidente do PCdoB municipal, o vereador Andreson Ribeiro, espera há mais de um ano por uma audiência com o chefe do Executivo. “O presidente do nosso partido, Andreson Ribeiro, tem um ano e dois meses com um ofício pedindo um diálogo, uma fala com o prefeito, e não foi atendido. Então, como podemos dizer que a relação estava a contento?”, relatou o vereador Nelson de Vivi, também do PCdoB.

Vereador do PCdoB relata espera de mais de 1 ano por audiência com prefeito

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 04 jul 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

DSC_0578

O entrave entre o PCdoB e PT em Vitória da Conquista vai mais além do que a pretensão dos comunistas em disputar a Prefeitura Municipal. Isto é o que garante o vereador Nelson de Vivi. Para ele, uma prova do distanciamento dos antigos amigos é a falta de diálogo com o prefeito Guilherme Menezes.

“O prefeito municipal se predispõe pouco a dialogar com a base aliada, trazendo uma grande dificuldade para nós, com um mandato de vereador. E quando o governo se fecha ao diálogo com os aliados, cria-se uma relação muito desrespeitosa”, afirma o vereador. Como exemplo, ele cita o ‘gelo’ dado ao seu colega de partido e de Legislativo Municipal, o vereador Andreson Ribeiro. “O presidente do nosso partido, Andreson Ribeiro, tem um ano e dois meses com um ofício pedindo um diálogo, uma fala com o prefeito, e não foi atendido. Então, como podemos dizer que a relação estava a contento?”, questiona o vereador.

Após a decisão de romper com o partido do prefeito, o PCdoB pretende ir em busca do estreitamento com os partidos, principalmente os que apresentam restrições ao PT municipal, o que pode formar uma nova composição de oposição municipal. “Já temos um diálogo muito bom com o PSB, PV, PRB, PROS, e vamos afunilar ainda mais o diálogo com o PMDB, do deputado estadual Herzem Gusmão, porque nós não podemos mais aceitar esse tipo de política”, completa o parlamentar comunista.

Falta de técnicos provoca enorme fila de espera no Laboratório Central

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 16 jun 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais
fotos: WhatsApp BRG

IMG_0603

Uma enorme fila se formou no início da manhã desta terça-feira (16) em frente ao maior laboratório de saúde pública do interior da Bahia, o Laboratório Central de Vitória da Conquista. Segundo os pacientes, o atendimento, que deveria começar às 7h, atrasou por mais de uma hora por falta de técnicos.

A reclamação principal se deu por aqueles que chegaram ao locam em jejum, devido a exigência do procedimento. Outros reclamavam que o material da coleta perderia o prazo de validades. Foi relatado também, que alguns pacientes abandonaram o material da coleta e voltaram para casa sem realizar o procedimento.

IMG_0602

Ainda segundo os pacientes, funcionários informaram que problemas no sistema do Laboratório e a falta de técnicos causaram a espera de mais de uma hora.

No Laboratório Central, são realizados mais de 105 tipos de exames. Em 2014, a média foi de 47 mil exames por mês. Ou seja, mais de 1.500 exames por dia. O atendimento ao público começa às 7h e se estende até às 18h, mas as coletas são encerradas às 9h30.

Pacientes continuam esperando atendimento nos corredores do Hospital de Base

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 14 maio 2015

Tags:, , , ,

Informações do G1 Bahia

DSC_0524

Pacientes do Hospital Geral de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, denunciam que os corredores da unidade de saúde estão lotados de pessoas que aguardam há dias por atendimento. Um dos casos é o da esposa de Aparecido Trindade. Ele conta que a mulher chegou ao local com as pernas inchadas e sentindo dores, na segunda-feira (11), e desde então, aguarda atendimento médico sentada no saguão do hospital.

“Precisava fazer o ultrassom, que até agora não fizeram. Agora, que me viram agitado, o médico veio dar um parecer. Ele disse: pelo meu olho clínico, eu tô vendo que é trombose e que não pode sair daí”, detalhou.

Moradora de Itapetinga, Maria Alessandra é outra pessoa que, segundo familiares, aguarda atendimento na unidade em Vitória da Conquista. A acompanhante da paciente, Josiane Santana, disse que os médicos ainda não emitiram previsão de assistência. “Perguntaram a Maria onde estava doendo e colocaram ela na sala e disseram que, provavelmente, vão atender ela”, afirma. …Leia na íntegra

Mulher morre ao esperar 18 dias por cirurgia em corredor do Hospital de Base de Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 29 jun 2013

Tags:, , ,

da Redação

DSC_0017-300x199Uma dona de casa morreu após esperar 18 dias por uma cirurgia no corredor do Hospital de Base de Vitória da Conquista.

Maria de Lourdes, de 65 anos, teve um acidente vascular cerebral enquanto aguardava a cirurgia e veio a óbito na última quinta-feira (27).

De acordo com a família, em entrevista a uma emissora de TV, a idosa morreu por negligência médica. Ela foi levada para o hospital no dia 11 deste mês, por causa de uma fratura na perna. “O médico já estava encaminhando para fazer a cirurgia, aí falou que tinha que aguardar a vaga da cirurgia. Ela teve que aguardar em uma cadeira de plástico do hospital. Ela ficou dias em uma cadeira de plástico, até criar as feridas”, detalhou Nathália Seroa, vizinha e amiga.

O Hospital Geral de Vitória da Conquista encaminhou uma nota de esclarecimento informando que a paciente recebeu todos os cuidados médicos necessários para o internamento e que a cirurgia ainda não havia sido realizada porque existia uma fila de espera.