Mais de mil empresas ‘quebraram’ nos últimos seis meses

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Economia | Data: 05 jul 2016

Tags:, ,

da Redação (bahia.ba)

O crescimento é de 26,5% em relação ao total de pedido de falências no mesmo período de 2015, segundo a Bela Vista, administradora do Serviço de Proteção ao Crédito

Com o fechamento de lojas, a rede Insinuante foi uma das afetadas pela crise econômica (Foto: Divulgação)
Com o fechamento de lojas, a rede Insinuante foi uma das afetadas pela crise econômica (Foto: Divulgação)

 

Nos seis primeiros meses de 2016, de janeiro a junho, mais de mil empresas quebraram no Brasil em decorrência da crise econômica. Os números são da Boa Vista, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito, e representam um aumento de 26,5% em relação ao total de pedidos de falência no primeiro semestre de 2015.

Só em junho, a Boa Vista registrou aumento de 20,2% na quebradeira de companhias. Em comparação ao mês de maio, o crescimento foi de 20,2%. Já em relação ao mesmo período de 2015, o aumento é de 22,8%.

As falências decretadas também fecharam o semestre em alta. Subiram 11,3% em analogia aos decretos contabilizados de janeiro a junho do ano passado. Em junho, comparativamente ao mesmo mês no ano passado, houve incremento de 0,9%. Já em relação a maio, a queda é de 15,6%.

A Boa Vista também tabulou os dados relativos às solicitações de recuperação judicial e deferimentos. Os pedidos cresceram 113,5% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado e as aprovações tiveram elevação de 118,8% na mesma base de comparação. (Com informações da Veja)

Transporte clandestino: Cidade Verde pode quebrar a qualquer momento

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em transporte | Data: 05 maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

Cidade Verde

A afirmação acima foi dada pelo representante da empresa paranaense em Vitória da Conquista, durante a sessão especial da Câmara de Vereadores que discutiu o transporte alternativo no município, nesta quarta-feira (4). Segundo o diretor da Cidade Verde, Marcos Assis, a empresa agoniza mês a mês.

IMG_0112Assis apontou que o transporte clandestino realiza uma concorrência desleal com as empresas de transporte regular, já que as vans acabam tomando os passageiros que pagam em dinheiro e não têm a obrigação de transportar os usuários que pagam meia passagem ou têm gratuidade. Segundo ele, 340 mil estudantes por mês são transportados pelo transporte público municipal, sendo que 35% são gratuitos. “Começamos as rotas às 5h da manhã e só retornamos para a garagem à 1h da madrugada, muitas vezes não transportamos ninguém, mas estamos ali”.

“Hoje estamos com 87 carros e não adianta colocarmos mais carros na cidade, porque se não as contas não fecham. A gente pede socorro. A gente Somos 96 empresas da rede Cidade Verde. A situação [em Vitória da Conquista] não é fácil. Da mesma forma que uma empresa [Viação Vitória] já está indo, a gente, daqui uns dias, estará quebrando também”, concluiu o representante da Viação Cidade Verde.