Produtos mais consumidos no carnaval têm tributação de até 76%

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 10 fev 2017

Tags:, , ,

Da Redação

Cada vez que um folião toma uma caipirinha, 76,66% do valor da bebida vão para o governo, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), que fez um levantamento sobre a tributação dos produtos mais consumidos no carnaval. A lista inclui de bebidas a fantasias e spray de espuma.

De acordo com a entidade, as bebidas têm a carga de impostos mais alta: além dos 76,66% da caipirinha, o chope tem 62,2% de tributação, e a lata ou garrada de cerveja, 55,6%. Segundo o presidente do IBPT, João Eloi Olenike, os percentuais altos estão ligados ao princípio da seletividade na definição dos impostos. “Quanto menos essencial o produto for para a população, mais tributado ele será”, explicou.

Para quem quer pular o carnaval fantasiado, a parcela de imposto pode chegar a 45,96% se a escolha for um colar havaiano. As máscaras de plástico têm 43,93% de impostos embutidos e as fantasias de tecido, 36,41%.

Outros itens típicos desta época, os confetes e serpentinas são tributados em 43,83%. Já 45,94% do preço dos sprays de espuma vão para os impostos.

A lista do IBPT também incluiu passagens aéreas, tributadas em 22,32%; e pacotes para assistir a desfiles de escolas de samba – com hospedagem, transporte e ingresso – que chegam a ter 36,28% de impostos.

*Com informações da Agência Brasil

Conquistenses se divertem no Carnaval Cultural

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura | Data: 08 fev 2016

Tags:, , , ,

Da Redação
fotos: Rafael Gusmão

DSC_0122
Nesta segunda-feira (8), foi realizado o terceiro e penúltimo dia do Carnaval Conquista Cultural. Na Praça da Bandeira, no Centro da cidade, milhares de pessoas se reuniram para curtir a festa momesca ao som das antigas marchinhas de carnaval. Mas, claro, os hits atuais, também deram o tom do evento.

DSC_0097

Hoje, o Carnaval Conquista Cultural, além das Marchinhas cantadas com Rubinho e Banda, foi marcado pelo desfile dos blocos “Na Farofa” e “As Mukiranas”. Em seu terceiro dia, o evento se consagra pela diversidade e democracia, uma vez que atrai pessoas de todas as idades, desde crianças a idosos, sendo espaço para os mais variados estilos.

Além disso, as fantasias, adereços, confetes e serpentinas dos foliões deixam a festa mais alegre e mais bonita. Um resgate da verdadeira tradição do carnaval. Confira as fotos.