Mulher ganha protagonismo no controle das finanças familiares

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 17 set 2019

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Cada vez mais, as mulheres tomam a frente no controle do planejamento financeiro das famílias brasileiras. Mapeamento mundial de investidoras do UBS Investor Watch, divulgado recentemente, mostrou que uma fatia de 33% do planejamento familiar está nas mãos das mulheres. Nas economias consideradas desenvolvidas, a liderança feminina não passa de 22%.

Foram entrevistadas 3,7 mil mulheres em nove economias. No Brasil, foram ouvidas 221 mulheres entre setembro de 2017 e janeiro de 2019. O levantamento incluiu também mulheres da Alemanha, Hong Kong, Itália, México, Singapura, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos.

Para o professor de Cenários Econômicos, Cleverson Luiz Pereira, a revolução tecnológica das últimas décadas trouxe ao mundo uma mudança impactante na forma de viver e de administrar os recursos. “A cultura familiar sofreu adaptações e a mulher foi o destaque nesse novo ambiente”, observa.

…Leia na íntegra

58% dos brasileiros não gostam de dedicar tempo para cuidar das próprias finanças

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 30 mar 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

Embora 61% admitam que boa gestão do orçamento depende de familiaridade com matemática, parte dos consumidores evita prestar atenção em números no dia a dia. Impulsividade nas compras atinge 45% dos entrevistados

O consumidor brasileiro reconhece a importância de fazer o controle das finanças pessoais, mas parte significativa admite não seguir à risca essas boas práticas. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais mostra que a organização financeira não é uma tarefa que atrai os consumidores. Em cada dez entrevistados, seis (58%) admitem que nunca ou somente às vezes gostam de dedicar tempo a atividades de controle da vida financeira. E há, também, aqueles que precisam recorrer ao crédito para complementar a renda. De acordo com a pesquisa, 17% dos consumidores sempre ou frequentemente precisam usar cartão de crédito, cheque especial ou até mesmo pedir dinheiro emprestado para conseguir pagar as contas do mês. Esse percentual aumenta para 24% entre os mais jovens.

Para o educador financeiro do portal ‘Meu Bolso Feliz’, José Vignoli, uma vida financeira saudável depende do esforço de cada consumidor em buscar fontes adequadas de informação e exercitar a disciplina para incorporá-las no seu cotidiano. “Muitas pessoas poderiam, facilmente, ter acesso às informações necessárias para ter um orçamento mais equilibrado, mas não parecem conseguir. Elas pensam que dá trabalho ou que é muito difícil manter o controle sobre as despesas e se esquecem de que trabalhoso mesmo é encarar o endividamento e a restrição ao crédito. Lidar com o dinheiro exige disciplina e comprometimento para viver dentro da sua realidade financeira e não tomar decisões equivocadas”, orienta Vignoli. …Leia na íntegra

45% dos brasileiros não controlam as próprias finanças, mostra pesquisa sobre educação financeira

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 06 fev 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: CNDL/CDL (Conteúdo)

31% dos consumidores são inseguros para lidar com dinheiro e 34% deixam de cuidar das finanças por indisciplina. Em vez juntar dinheiro e comprar à vista, 45% optam por parcelar. SPC Brasil lança aplicativo com dicas para melhorar gestão do orçamento

Planejar as despesas da casa, organizar o orçamento de acordo com a receita disponível e não exagerar nas compras impulsivas. O brasileiro até sabe o que precisa ser feito, mas nem sempre coloca a teoria em prática. Um estudo realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que 45% dos brasileiros admitem não fazer um controle efetivo do próprio orçamento, percentual que sobe para 48% entre as pessoas das classes C/D/E e para 51% entre os homens. Entre os que fazem uma administração precária do orçamento, 21% confiam na própria memória para gerir os recursos financeiros.

Os que fazem um controle de fato do orçamento somam 55% dos consumidores, sendo o caderno de anotações (28%), a planilha em Excel (18%) e aplicativos no celular (9%) as práticas mais adotadas. Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a disciplina é parte fundamental para uma vida financeira saudável. “Foco e esforço são essenciais para se alcançar uma vida financeira equilibrada. Não importa a ferramenta utilizada para anotar os gastos, importa que o método seja organizado. Algumas pessoas têm facilidade com planilhas ou aplicativos, outras preferem o velho caderninho de anotações. O importante é anotar e principalmente analisar os registros, de forma que o consumidor identifique onde há sobras e onde o orçamento deve ser ajustado”, aconselha a economista. …Leia na íntegra