Novos valores para financiamento de imoveis pelo minha casa minha vida é divulgado pela Caixa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 18 mar 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PEL-1.gif

Da Redação

Fonte: A. Brasil

Agora o programa Minha Casa Minha Vida ampliou o teto de imóveis para as faixas 2 e 3 do MCMV. Para as cidades de 20 mil a 50 mil habitantes, o valor máximo do imóvel a ser financiado passou de R$ 110 mil para R$ 145 mil no Distrito Federal, no Rio de Janeiro e em São Paulo; de R$ 105 mil para R$ 140 mil no Sul, no Espírito Santo e em Minas Gerais; de R$ 105 mil para R$ 135 mil em Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul; e de R$ 100 mil para R$ 130 mil no Norte e no Nordeste.

Nas cidades com menos de 20 mil habitantes, o teto do financiamento passou de R$ 95 mil em todas as regiões para os mesmos valores (escalonados por regiões) dos municípios com até 50 mil moradores.

O banco também aumentou o valor do subsídio para financiamentos da faixa 2 em cidades de até 20 mil habitantes. O subsídio passou de R$ 10.545 para R$ 11,6 mil para os mutuários com renda familiar bruta de até R$ 1,8 mil.

…Leia na íntegra

Caixa volta a liberar crédito mais barato para comprar casa própria

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 03 jan 2018

Tags:, ,

da Redação
Fonte: R7/CDL (Conteúdo)

Linha pro-cotista destina recursos para quem tem conta no FGTS

A Caixa Econômica Federal retomou nesta terça-feira (2) a liberação de crédito imobiliário da linha pró-cotista, a mais barata disponível no mercado depois do Minha Casa Minha Vida. Ao todo, o banco vai oferecer um volume de R$ 4 bilhões.

A linha de crédito é destinada aos trabalhadores com conta no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e cobra taxas de juros entre 7,85% (clientes com débito em conta ou conta-salário) e 8,85% ao ano.

A liberação de crédito da linha pro-cotista estava suspensa desde julho de 2017. Na ocasião, a Caixa informou que “os recursos disponibilizados para a referida linha já foram utilizados” e que, “nos primeiros 6 meses desse ano, foram emprestados mais que todo ano de 2015”.

Em 2017, de acordo com a instituição, havia um orçamento previsto “de R$ 84 bilhões para toda a carteira imobiliária, sendo R$ 6,1 bilhões para a linha pró-cotista”.

A Caixa é responsável por 70% dos financiamentos imobiliários do País.

Para ter direito à linha Pro-Cotista, o interessado:

1. precisa ter contribuído com o FGTS por pelo menos três anos, consecutivos ou não, na mesma empresa ou em empresas diferentes;

2. não deve possuir financiamento habitacional ativo nas condições do Sistema Financeiro da Habitação (SFH);

3. não pode ser proprietário, cessionário, arrendatário ou promitente comprador de imóvel residencial urbano concluído ou em construção situado no município onde exerce sua ocupação principal, nos municípios limítrofes e na região metropolitana ou no atual município de residência;

4. precisa ter contrato de trabalho ativo sob regime do FGTS ou saldo em Conta Vinculada do Fundo, na data de concessão do financiamento, correspondente a, no mínimo, 10% do valor do imóvel.

Nova regra deixa 51% dos candidatos sem dinheiro

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 04 set 2016

Tags:, , ,

Estadão

IMAGEM_NOTICIA_5Na primeira disputa eleitoral após a proibição de doações de empresas a partidos e candidatos, o dinheiro anda escasso. Há um mês da votação, 51% dos 16.349 políticos que disputam as 5.568 prefeituras do país não arrecadaram nem um centavo sequer.

Entraram nas contas dos demais, somados, R$ 248 milhões, o que representa uma queda de 46% em relação ao que ocorreu em 2012, quando se comparam períodos equivalentes das campanhas. Além dos 8.269 candidatos que declararam ter receita zero até a sexta-feira, outros 3.901 (24% do total) registraram arrecadação inferior a R$ 10 mil.

A redução das verbas, além do fim do financiamento empresarial, está relacionada ao fato de as campanhas terem ficado mais curtas. Há menos tempo para arrecadar – e, em tese, os custos também diminuirão. A escassez de recursos se traduz em menor impacto visual. Com raras exceções, nas ruas há menos bandeiras, cartazes e santinhos.

O PT, maior beneficiário de doações de empresas até recentemente, agora orienta seus candidatos a driblar a falta de recursos com a produção de propaganda para internet e programas de TV usando telefone celular, cartolina, pincel atômico e placas de isopor. Na falta das empresas, os próprios políticos passaram a ser a principal fonte de financiamento das campanhas. …Leia na íntegra

Caixa abre crédito de R$ 7 bilhões para material de construção

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 10 ago 2016

Tags:, ,

da Redação
Conteúdo Estadão com informações da veja

ConstruçãoNova linha é voltada à compra de material para construção, reforma ou ampliação de imóveis e pode ser parcelada em até 240 vezes, com seis meses de carência

A Caixa Econômica Federal anunciou a oferta de 7 bilhões para o Construcard, linha de crédito para financiamento de material de construção, até o fim de 2017. O montante pode ser ampliado se houver mais demanda, segundo a instituição.

O produto foi reformulado no mês passado para dar mais agilidade e segurança à operação e melhorar a qualidade do atendimento. Hoje, o saldo do Construcard é de 6,4 bilhões de reais, aos quais os 7 bilhões de reais serão somados.

A linha anunciada nesta segunda-feira financiará a aquisição de materiais para construção, reforma ou ampliação de imóvel, com prazo de até 240 meses e seis meses de carência. Também podem ser financiados móveis planejados e equipamentos para aquecimento solar. …Leia na íntegra

Fundo partidário poderá ser a solução para financiar campanhas de candidatos a prefeito e vereador

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Política, Vit. da Conquista | Data: 03 jul 2016

Tags:, , ,

da Redação

Fonte: Agência Brasil

Eleições-2016A proibição do financiamento empresarial trará grandes dificuldades para muitos candidatos na campanhas deste ano. Levantamentos divulgados na imprensa dão conta que, nas eleições de 2014, 95% dos recursos arrecadados tiveram origem de pessoas jurídicas.

Outra situação que dificultará a vida de muitos candidatos é o baixo limite de gastos para as campanhas deste ano de 2016. Para a campanha dos vereadores em todo Brasil, este ano, em 4,5 mil municípios brasileiros, o limite de campanha para vereador será apenas R$ 10 mil por candidato.

Segundo o ministro do TSE Henrique Neves, os gastos com as campanhas eleitorais deste ano têm um limite que leva em conta as eleições de 2012. “Agora em 2016 só poderão ser gastos 70% do que se gastou nas eleições de 2012”, explica.

Fundo Partidário

Com as novas regras que impõe a Lei Eleitoral que permite apenas doações de pessoas físicas, serão controladas pelos seus respectivos CPFs, –  as campanhas poderão ser financiadas pelo Fundo Partidário, composto por multas eleitorais e verba do Orçamento da União. De acordo com o TSE, o Fundo Partidário destina pouco mais de R$ 819 milhões para 2016.

Os maiores partidos do Brasil, a exemplo do PMDB, PSDB, PT  e outros partidos, direcionarão as doações para aqueles candidatos que estiverem bem avaliados nas pesquisas. O Fundo Partidário é direcionado pelos presidentes dos diretórios de maneira criteriosa para beneficiar os candidatos com maior chance de eleição.

MEC divulga resultado do Fies

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 30 jun 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

fiesO Ministério da Educação (MEC) divulga nesta quinta-feira (30), o resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Até as 18h desta quarta (29), a poucas horas do fim do prazo, 265.856 estudantes estavam inscritos no programa. O resultado poderá ser consultado na página do Fies.

Nesta edição serão ofertados 75 mil financiamentos. Aqueles que não forem selecionados serão automaticamente inscritos na lista de espera. As vagas que não forem ocupadas pelos estudantes selecionados serão ofertadas à lista de espera de 4 de julho a 10 de agosto.

Vitória da Conquista recebe o Feirão da Casa Própria

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 13 maio 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_1270

Se você tem a intenção de sair do aluguel e comprar um imóvel novo essa é sua melhor opção, aqui vai uma boa notícia. Entre os dias 20 a 22 de maio, Vitória da Conquista receberá mais uma edição da Feira da Casa Própria.

O Feirão oferece aos clientes muitas vantagens que só é possível conseguir participando do evento, como maiores prazos de pagamento, menores taxas de juros do mercado. Segundo os organizadores, serão oferecidas oportunidades de financiamento de até 90% do imóvel, com subsídio de até R$ 20 mil pela Caixa Econômica Federal.

O evento acontece na Avenida Juracy Magalhães, em frente ao Shopping Conquista Sul, na sexta (17h às 21h), sábado (9h às 21h) e domingo (9h às 17h). Para fazer a inscrição, o interessado deve levar os seguintes documentos:

– RG (Registro Geral)
– CPF (Cadastro de Pessoa Física)
– Comprovante de renda

Prestações do ‘Minha casa, Minha vida’ serão reajustadas em até 237%

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 13 maio 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

minha-casa-campinhos
A partir de 1º de julho, as prestações da moradias financiadas pelo “Minha casa, minha vida” ficarão mais caras, para os beneficiários da faixa 1, a mais baixa do programa, para famílias com renda bruta de até R$ 1.800 por mês. Nessa faixa, o valor mínimo mensal passará de R$ 25 para para R$ 80. Um salto de 220%. O valor máximo subirá de R$ 80 para R$ 270. Um salto ainda maior: 237,5%.

De acordo com o Ministério das Cidades, os novos valores passarão a valer para contratos assinados com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil a partir do dia 1º de julho. A pasta alegou, em nota, que os reajustes se devem à “atualização dos custos da construção” e às “melhorias estabelecidas nesta nova fase”, referindo-se à terceira fase do programa, que prevê a construção de dois milhões de imóveis até 2018.

No início de janeiro, a Caixa Econômica Federal já tinha afirmado que as prestações da faixa de menor renda do Minha Casa, Minha Vida seriam reajustadas em 2016, porém, não havia definido os percentuais dos reajustes.

Presidente veta financiamento empresarial de campanhas eleitorais

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 30 set 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

A presidenta Dilma sancionou com vetos a lei da minirreforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional. Entre os vetos, está o inciso que permite a doação de empresas para campanhas eleitorais de candidatos, repassadas por meio de partidos políticos ou comitês financeiros das coligações. A nova legislação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União, na noite desta terça-feira (29).

Dilma Rousseff decidiu vetar o financiamento empresarial de campanhas devido à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) do último dia 17 de setembro. Nas justificativas dos vetos, a presidenta alega que ouviu o Ministério da Justiça e a Advocacia-Geral da União (AGU), segundo os quais esse tipo de contribuições financeiras confrontariam a “a igualdade política e os princípios republicano e democrático”.

Também foi vetado o dispositivo que determinava a impressão dos votos dos eleitores pela urna eletrônica. De acordo com mensagem presidencial encaminhada ao Congresso, com as razões do veto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estimou em R$ 1,8 bilhão os custos com o registro impresso dos votos dos eleitores. Por conta desses “altos custos” da implementação da medida, o dois artigos sobre o tema foram vetados.

O projeto de lei 5735/2013 foi aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado no início do mês. Com a decisão de Dilma, os parlamentares devem se reunir em sessão solene do Congresso Nacional para analisar os vetos, podendo derrubá-los ou não.

Governo suspende novas bolsas do programa Ciência Sem Fronteiras

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 03 set 2015

Tags:, ,

banner_shop_05

por Mateus Novais

IMG_7226

Estudantes que planejam especialização no exterior receberam um balde de água fria do Governo Federal. Com a falta de recursos e a previsão de déficit de R$ 30 bilhões no próximo ano, o governo decidiu congelar as ofertas de novas bolsas do programa Ciência Sem Fronteiras em 2016.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) terá uma verba de R$ 2,1 bilhões, valor suficiente apenas para manter os 13.330 estudantes que já estão no exterior. Em comparação com 2015, o corte do programa será de 40,3%. Ainda segundo o jornal, assessores da presidente Dilma Rousseff informaram que cogitou-se um corte ainda mais drástico do programa, mas qualquer porcentual acima disso forçaria a interrupção das bolsas de estudantes que já estão no exterior, o que geraria um impacto ainda mais negativo.

O alto preço do dólar também influenciou na decisão. Quando o programa foi criado, em 2011, o preço da moeda norte-americana era de R$ 1,55, mas neste mês o câmbio já ultrapassou R$ 3,70.

Câmara aprova doação de empresas aos partidos para campanhas eleitorais

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 13 ago 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

camara-dos-deputados_1528559

O plenário da Câmara aprovou na noite dessa quarta-feira (12), em segundo turno, dispositivo que permite às empresas fazerem doações de campanhas aos partidos políticos. A matéria foi aprovada por 317 votos a favor, 162 contra e uma abstenção.

Com a aprovação do dispositivo, fica estabelecido que as empresas só poderão fazer doações aos partidos, enquanto os candidatos só poderão receber doações de seus partidos e de pessoas físicas. Com essa votação, a Câmara concluiu a apreciação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 182/07), que estabelece novas regras para a política.

O texto da reforma política será agora encaminhado à apreciação do Senado Federal. Se o Senado mantiver o dispositivo de financiamento de campanhas aprovado pela Câmara, estará constitucionalizado o sistema de financiamento de campanhas políticas no Brasil.

Caixa promove salões que financiarão até 90% do automóvel

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Economia | Data: 07 abr 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

98c6bi4a7foi42ktajlz2tndxEntre os dias 10 e 12 deste mês, a Caixa promoverá uma ação especial de financiamento de carros em todo o Brasil. É o Salão Auto Caixa, que ocorre em parceria com o Banco Pan, em 1.470 concessionárias de todo o país.

Durante o evento, os clientes das concessionárias contarão com atendimento dos gerentes da Caixa e de representantes do Banco Pan, taxas de juros a partir de 0,93% ao mês, além de prazo de pagamento de até 60 meses para a aquisição de carros ou motos. Os clientes que fizerem a compra durante a ação poderão financiar até 90% do veículo.

Para contratar o Crédito Auto Caixa, com direito às condições oferecidas durante o evento, é preciso levar o RG, o CPF e comprovantes de renda e residência.

Em Vitória da Conquista, quatro concessionárias irão participar do salão. Os participantes estão disponíveis no site do Salão Auto Caixa.

CAIXA reduz juros para compra de imóveis acima de R$ 500 mil

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 16 jan 2013

Tags:, ,

por Mateus Novais

caixa-habitacao-simuladorA CAIXA reduziu as taxas de juros para os clientes que querem comprar imóveis com valor acima de R$ 500 mil, fora do Sistema Financeiro de Habitação (SFH). As novas taxas valerão para os financiamentos contratados a partir desta terça-feira (15).

Para essas situações, as taxas de juros efetivas para clientes que não têm relacionamento com o banco caem de 9,9% para 9,4% ao ano. Já os clientes que têm relacionamento e conta-salário na instituição terão taxas reduzidas de 8,9% para 8,4% ao ano.

Se o interessado for servidor público, as taxas de juros podem chegar a 8,3% ao ano. Pelos cálculos da CAIXA, um mutuário com financiamento de R$ 600 mil poderá, em 30 anos, economizar R$ 43,3 mil.

Segundo o vice-presidente de Habitação e governo da CAIXA, José Urbano Duarte, o objetivo é oferecer condições atrativas para os todos os clientes. A instituição financeira informou também que nas operações com recursos da poupança, o banco aumentou o prazo de financiamento de 30 para 35 anos.

Juros mais baixos para financiamento de veículos

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Economia | Data: 30 set 2012

Tags:, , ,

Da Redação

A redução dos juros para veículos novos e usados foi anunciada pela Caixa Econômica Federal na última sexta-feira (28). De 1,63% mensais, as taxas agora variam de 0,75% a 1,51 ao mês.

A nova linha de financiamento foi anunciada na última sexta-feira (28) e já está disponível nas agências da Caixa e nas concessionárias ou lojas credenciadas pelo Banco Panamericano. Com a redução, as taxas passam a variar de 0,75% a 1,51% ao mês. Anteriormente, a taxa máxima era de 1,63% mensais, conforme as condições do financiamento. Para veículos com até dois anos de fabricação, a taxa máxima caiu de 1,55% para 1,34% ao mês. …Leia na íntegra