Ginásio passa por manutenção e continua sem uso para o esporte

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Esportes | Data: 04 ago 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_0509Nesta semana, o Ginásio de Esportes Raul Ferraz, de Vitória da Conquista, está passando por uma manutenção. A parte elétrica está sendo revisada, com troca e reposição de lâmpadas e substituição de fiação elétrica.

Apesar da manutenção, estas melhorias não atingirão diretamente os esportistas de Vitória da Conquista. Atletas reclamam que os monitores nomeados pela Prefeitura Municipal não têm estrutura (como bolas e redes) para desenvolver o trabalho.

Quem passa pelo Ginásio de Esporte se depara com uma grande praça de esporte sem uso. A pista de skate é um exemplo disso. Por medo, os praticantes da modalidade deixaram de frequentar o local. A reclamação é que o tráfico de drogas tomou conta do lugar.

As principais atividades do Ginásio se dão por parte das igrejas da cidade, que comumente lotam o espaço com fiéis nos finais de semana.

Na missa no Ginásio de Esportes, cartaz anunciou: Chega de violência e extermínio de jovens

0

Publicado por Herzem Gusmão | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 16 ago 2013

Tags:

da Redação
 
Cartaz_G,_R._FerrazDurante a celebração da missa em comemoração a festa da Padroeira da cidade, nesta 5ª feira (15), cartazes foram exibidos na área externa do Ginásio de Esporte Raul Ferraz. Chega de violência e extermínio de jovens, anunciava um dos cartazes em exposição. Os manifestantes têm razão em apelar contra a violência que elimina crianças e jovens da 3ª maior cidade da Bahia.

O Mapa da Violência do Instituto Sangari, reconhecido pelo Ministério da Justiça do Governo Federal, coloca o município de Vitória da Conquista entre os mais violentos do Brasil. Nos 100 municípios com as maiores taxas de homicídios de crianças e adolescentes, observa-se com enorme apreensão, uma grande quantidade de cidades com taxas inaceitáveis.
Vitória da Conquista, no Mapa da Violência de 2012, ocupa o 11º lugar, considerada uma das mais violentas do país. Resumo dos dados levantados está anexado. Foto: Rodrigo Ferraz

Clique para ampliar.

922947_548813081835459_1811338292_n